Blog

Julho 2010

Vendo Artigos de: Julho , 2010

USP: Capoeira, Cultura e Educação

No dia 24 de Julho de 2010 (Sábado) das 13:00 às 22:00h acontecerá em São Paulo, o Curso: Capoeira, Cultura e Educação. Será ministrado pelo Mestre Gladson e Prof. Vinicius Heine e fará parte da programação do VII Encontro Internacional de Esporte e Atividade Física, promovido pelo Instituto Phorte Educação, Universidade Gama Filho e Phorte Editora (inscrições através do site oficial do evento: http://www.institutophorte.com.br/vii-encontro-internacional-esporte-atividade-fisicacursos.php?tipo=1/) Maiores informações pelo telefone (011)2714-5678.

O Curso acontece pela terceira vez durante o Encontro Internacional do Instituto Phorte Educação. Este ano, houve um aumento da carga horária do Curso, que passou de quatro para oito horas, uma função de uma solicitação dos participantes das edições anteriores.

Neste curso serão abordados importantes temas relacionados aos temas Capoeira, Cultura e Educação, tais como: O Educar através dos movimentos da Capoeira, Integrando Educação e Cultura Popular, O Papel do Professor no processo Educativo da Capoeira, Dinâmicas e vivências educativas, A Dimensão Coletiva da Educação através da Capoeira, Educar para a Inclusão, O papel do prazer no aprendizado da Capoeira, As Emoções e a Inteligência Emocional na Educação da Capoeira.

O objetivo é criar um fórum de reflexão e discussão de importantes temas relacionados à pedagogia e ao processo de ensino e aprendizado da Capoeira. Reunirá profissionais da Capoeira (pesquisadores, Professores, Mestres e Contra Mestres) que atuam em Escolas, Universidades, Academias e Projetos Sociais em diferentes estados do Brasil.

O Encontro Internacional do Instituto Phorte Educação encontra-se na sua 7ª Edição e é um dos mais importantes Congressos em temas relacionados à Educação Física, ao Esporte e à Atividades Físicas. É um grande orgulho para a Capoeira, ver a nossa modalidade ocupando esse espaço e se fazer representar, mostrando o seu valor e sua relevância social.

O curso será teórico prático e as discussões acontecerão dentro de um contexto de vivências, dinâmicas e atividades próprias para o ensino da Capoeira em contextos educacionais. O curso tem como referência bibliográfica os livros Capoeira do Engenho à Universidade, de autoria do Mestre Gladson (cuja 4ª edição, corrigida e ampliada, acontecerá em breve pela Phorte Editora) e Capoeira um Instrumentos Psicomotor para a Cidadania, de autoria do mestre Gladson e do Prof. Vinicius Heine (professores do Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo – CEPEUSP e coordenadores da Projete Liberdade Capoeira www.projeteliberdadecapoeira.com.br).

Os interessados devem se apressar em se inscreverem até o dia 15 de Julho. Após esta data, os valores da inscrição sofrerão uma pequena correção.

Participe! Venha trocar experiências e refletir sobre questões importantes do universo e da atuação da Capoeira.

ACADA: Reeducando através da Capoeira

CONVITE ESPECIAL

Associação de Capoeira Arte e Dança Afro – Acada, têm a honra de convidar Senhor(a)para conhecer o Projeto Conhecendo a Escola na P1 no dia 16 de julho de 2010.

O Projeto Conhecendo a Escola tem por finalidade, mostrar aos reeducandos desta unidade o que acontece na Escola, entre o projeto de teatro, capoeira, CDI e os ensinos: Alfabetização, Fundamental e Médio. E também o encerramento do 1º semestre das atividades escolares.

Cada atividade desenvolvida na escola terá seu espaço para a apresentação, o foco principal é apresentar aos reeducandos, a nova peça de teatro desenvolvida na unidade que aborda o tema DST/AIDS, A Chegada de Marculino ao Purgatório. As atividades terão a apresentação da história da capoeira e de oficinas de capoeira, o CDI e a Escola apresentarão o que fora desenvolvido nesse semestre, através de murais como uma exposição de artes, e também com a apresentação do projeto com os monitores e alunos que estejam a fim de apresentar seus trabalhos, e por fim a peça de teatro. Assim poderemos atingir o objetivo de mostrar como funciona a escola o que é desenvolvido na mesma despertando interesses nos reeducandos para participarem da escola.

CRONOGRAMA:

9h30: Roda de Capoeira

11h30: Almoço.

13h00: CDI, ESCOLA.

13h30: Teatro: A Chegada de Marculino ao purgatório. (DST/AIDS)

.

* Obs Por Favor enviar o Nome completo e Rg Até Dia 8 de julho para participar

 

MARCÃO ACADA CAMPINAS CAPOEIRACADA: capoeiracada@hotmail.com

Salvador: “Pra Contar Certo, Tem de Ver de Perto!”

O quê:
2ª Edição do evento “PRA CONTAR CERTO, TEM DE VER DE PERTO!” Circuito de Oficinas, Palestras e visitaçoes a Capoeira Angola de Salvador,

Quando:
de 16 a 31 de Julho de 2010

Onde:
Salvador, Ilha de Maré, Ilha de Itaparica, Santo Amaro – BA – Brasil

Realização:
ACANNE – Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro
Áfricanamente Escola de Capoeira Angola

Objetivo:
Conhecer de perto e vivenciar de forma presente a arte da capoeira angola e seus protagonistas, através de um circuito de oficinas, palestras e visitações aos locais históricos e aos Mestres e Grupos que preservam esta cultura nas cidades de Salvador, Ilha de Maré, Ilha de Itaparica e Santo Amaro da Purificação. 

Justificativa:
É cada vez mais maior o número de pessoas que praticam a arte da capoeira angola em várias partes do mundo, que cantam e que ouvem histórias sobre os mestres e lugares importantes no desenvolvimento desta arte, mas que, no entanto, só conhecem estes locais através de fotos, videos ou através de relatos de capoeiristas mais velhos. 
Este evento propõe-se a oportunizar o acesso a este conhecimento, ou seja, vivenciar in loco a Capoeira Angola de Salvador, ir as rodas de grandes Mestres, passear pelos locais históricos da capoeiragem e ainda apreciar as belezas naturais da cidade, ao lado de um grupo de pessoas de alto astral.

Oficinas e Vivências com:
Mestre Boca Rica (Salvador/BA)
Mestre Renê (Salvador/BA)
Mestre Jaime de Mar Grande (Salvador/BA)
Mestre Felipe (Santo Amaro/BA)
Mestre Hugo (Santo Amaro/BA)
Mestre Adó (Santo Amaro/BA)
Contra Mestre Gaguinho (Salvador/BA)
Contra Mestre Gutinho (Salvador/BA)
Prof. Guto (Porto Alegre/RS)
Prof. Guaxini (Salvador/BA)
Prof. Budião (Salvador/BA)
Trenel Cris (Salvador/BA)
Trenel Veó (Salvador/BA)
Kong (Poços de Caldas/MG)
Eric ( Arizona/EUA)

Visitações e Palestras::
Forte da Capoeira
Pelourinho
Instituto N’Zinga
Atelier de Mestre Lua
Frede Abreu
Mercado Modelo
Igreja do Bom Fim
Ladeira da Barroquinha
Espaço Mandinga
Instituto Jair Moura
Casa Jorge Amado
Museu Afrobrasileiro
Ilê Axé Opô Afonjá

Rodas de Capoeira Angola:
ABCA – Associação Brasileira de Capoeira Angola
ACANNE – Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro
Associação Paraguassú de Kapuêra Angola
Grupo de Capoeira Angola Angoleiros do Mar
FICA – Fundação Internacional de Capoeira Angola
Academia de Mestre João Pequeno de Pastinha
Academia de Mestre Boca Rica
Roda do Terreiro com Mestre Lua Rasta
Roda no Rio Vermelho (responsável Sapoti)
Ilha de Maré
Feira de Santo Amaro

PROGRAMAÇÃO OFICIAL

Dia 16 – Sexta feira
18:00h
– Credenciamento
19:00h – Abertura e boas vindas ao evento
19:30h – Roda de Capoeira Angola na ACANNE – Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro

21:30h – Samba de Roda
22:00h – Confraternização

Dia 17 – Sábado
08:00h
– Saída para Mar Grande
10:00h – Aula de Capoeira Angola na Associação Paraguassu de Kapuêra Angola
(Mestre Jaime de Mar Grande e Prof. Budião)
14:30h – Aula de Capoeira Angola na Associação Paraguassu de Kapuêra Angola
(Mestre Jaime de Mar Grande e Prof. Budião)
16:00h – Praia
18:00h – Roda de Capoeira Angola
21:00h – Samba de Roda, Confraternização e Pousada na Associação Paraguassu de Kapuêra Angola

Dia 18 – Domingo
08:00h
– Saída para Barra Grande
10:00h – Roda de Capoeira Angola no Grupo Angoleiros do Mar
13:00h – Almoço
15:00h – Praia
17:00h – Retorno para Salvador
19:00h – Roda de Capoeira angola no Rio Vermelho (Sapoti – Bando Tupinambás de Capoeira Angola)
Dia 19 – Segunda Feira
10:00h
– Praia do Porto da Barra
14:00h – Visitações a Praça da Sé, Terreiro de Jesus, Memorial das Baianas e Museu de Arte Negra
18:00h – Mostra de Vídeo
19:00h – Aula de Capoeira Angola (Mestre Renê)
20:30h – Roda de Capoeira Angola

Dia 20 – Terça feira
08:00h –
Aula de capoeira angola (Prof. Guto)
10:00h – Praia da Barra
14:00h – Visitações a Casa Jorge Amado, Atelier de Mestre Lua Rasta, Pelourinho e Forte da Capoeira
18:00h – Aula de Capoeira Angola na Academia de Mestre Boca Rica
21:00h – Festa da Bênção no Terreiro de Jesus

Dia 21 – Quarta feira
08:00h –
Aula de berimbau Viola (Trenel Veó)
10:00h – Praia da Ribeira, Praia da Boa Viagem
14:00h – Visitações a Igreja do Bonfim e Feira de São Joaquim
18:00h – Mostra de Vídeos
19:00h – Aula de Capoeira Angola (Mestre Renê)
20:30h – Roda de Capoeira Angola

Dia 22 – Quinta feira
08:00h
– Aula de capoeira angola (Eric)
10:00h – Praia Jardim de Alá
14:00h – Visita a Escola Social do Ylê Aiyê
19:00h – Visita ao Cine Clube do Instituto Nzinga de Capoeira Angola

Dia 23 – Sexta feira
08:00h –
Café cultural na Dona Euza
09:30h – Caminhada com Mestre Renê nos pontos históricos do bairro 02 de Julho
12:00h – Almoço com Mestre Renê
14:00h – Praia da Ondina
18:00h – Berimbalada até o Pelourinho
19:00h – Roda de Capoeira Angola na ABCA – Associação Brasileira de Capoeira Angola
21:00h – Roda de Capoeira Angola no Terreiro de Jesus (Mestre Lua Rasta)

Dia 24 – Sábado
09:00h
– Roda de Capoeira Angola na FICA – Fundação Internacional de Capoeira Angola12:00h – Saída para Ilha de Maré
16:00h – Aula de Capoeira Angola a Beira Mar (Contra-mestre Gaguinho; Contra-mestre Gutinho e trenel Cris)
18:00h – Roda de Capoeira Angola na Beira Mar ao Pôr do Sol
21:00h – Jantar no quilombo Okê Arô (moqueca feita por Mestre Renê )
23:00h – Samba de Roda e Festa no quilombo Okê Arô

Dia 25 – Domingo
10:00h
– Roda de Capoeira Angola na comunidade de Ilha de Maré
12:00h – Samba de roda
14:00h – Almoço, praia e atividades esportivas (frescobol, futebol, voleibol)
17:00h – Retorno a Salvador com roda dentro do barco

Dia 26 – Segunda Feira
10:00h
– Praia da Preguiça
14:00h – Visitações ao Mercado Modelo, Baixa dos Sapateiros e Ladeira da Barroquinha
18:00h – Mostra de Vídeo
19:00h – Aula de Capoeira Angola (Mestre Renê)
20:30h – Roda de Capoeira Angola

Dia 27 – Terça feira
08:00h – Aula de Capoeira Angola (Kong)
10:00h – Praia de Amaralina
14:00h – Visita a Fundação Jair Moura e Espaço Mandinga (Frede Abreu)
18:00h – Roda na Academia de Mestre João Pequeno de Pastinha
21:00h – Festa da Bênção no Terreiro de Jesus

Dia 28 – Quarta feira
08:00h –
Aula de Capoeira Angola (Prof. Guto)
10:00h – Visita a Praia de Piatã, Itapuã e Lagoa do Abaeté
18:00h – Mostra de vídeos
19:00h – Aula de Capoeira Angola (Mestre Renê)
20:30h – Roda de Capoeira Angola

Dia 29 – Quinta feira
08:00h –
Aula de Capoeira Angola (Ludmila)
10:00h – Praia de Aleluia
14:00h – Visita ao Ylê Axé Opô Afonjá
19:00h – Aula de Capoeira Angola na Fazenda Grande do Retiro (Contra mestre Gutinho)20:30h – Roda de Capoeira Angola

Dia 30 – Sexta feira
08:00h –
Aula de Capoeira Angola (Mestre Renê)
10:00h – Atividade livre
19:00h – Roda de Capoeira Angola na ACANNE – Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro21:00h – Samba de Roda e Confraternização

Dia 31 – Sábado
06:00h
– Saída para Santo Amaro
09:00h – Berimbalada e Visitações a cidade de Besouro
10:00h – Aula de Capoeira Angola com Mestre Felipe, Mestre Hugo e Mestre Adó
12:00h – Roda de Capoeira Angola no centro histórico
14:00h – Almoço16:00h – Vivência de Samba de Roda18:00h – Retorno a Salvador
21:00h – Jantar e Festa de Encerramento do Evento

acesse:

www.pracontarcertotemdeverdeperto.blogspot.com

e veja as fotos e os vídeos do evento passado.

 

Maiores informações:
mestrerene@yahoo.com

acannezion@hotmail.com

africanamente.poa@hotmail.com

 

VAGAS LIMITADAS!

9º Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá

CIDADES AONDE ACONTECERÃO OS ENCONTROS

Salvador: bairros – Pau Miúdo, Castelo Branco, Sete de Abril, Nova Brasília, Águas Claras, 
Bom Juá, Vale das Pedrinhas, Caixa D’água, Pelourinho e Santo Antonio.
Simões Filho: Sede da Mangangá na Rua Presidente Castelo Branco no Bairro Ponto Parada.
São Roque do Paraguaçu: Praça Pública e Sede dos Moradores.
Cachoeira: Praça Publica (Festa da Irmandade da Boa Morte).

PROGRAMAÇÃO

Dias 11, 12 e 13 – Seminário sobre Turismo Étnico Afro

Programação: Debate, feira de arte, roda de capoeira, apresentações culturais

LocalCENTRO DE CONVENÇÕES DA BAHIA) o dia todo.

Responsável: Coordenador do Turismo Étnico-Afro Billy Arquimimo

Dia 13 (sexta-feira) às 18:00 – BAIRRO: BOM JUÁ

Programação: Palestra, oficinas, cinema e vídeo, exposição e roda de capoeira

Local: Rua da Fraternidade S/N Marotinho

Responsáveis: Formado Negão Brasil e Graduado Laerte

Intercâmbio no evento do Grupo Zambiacongo

Dia 14 (sábado) ás 09:00 – MUNICÍPIO: SÃO ROQUE DO PARAGUAÇU

Programação: Palestra, roda de capoeira, oficinas e aulão

Local: Praça publica e quadra de esportes

Saída do Ferry Boat em Água de Meninos às 07:00

Despesas por conta dos participantes

Responsável: Formado Queno

Dia 15 (domingo) – Festa da Irmandade da Boa Morte – CACHOEIRA

Programação: Cortejo da Irmandade da Boa Morte, rodas de capoeira e tours

Local: (Recôncavo Baiano)

Ônibus Saindo às 07:00 da frente do Iguatemi

Responsável: Mestre Tonho Matéria

Dia 16 (segunda-feira) às 18:00 – BAIRRO: CASTELO BRANCO

Programação: Palestra Vivencia de Capoeira, Roda de Capoeira

Local: Rua D Quadra 09, 27-E Clube Social Unidos Castelo Branco

Responsáveis: Contramestre Cabeça e Professor Zanata

Dia 17 (terça-feira) às 15:00 – TERREIRO DE JESUS – PELOURINHO

Palestra: Memória da Bahia (Na Cantina da Lua)

Facilitador: Clarindo Silva

Giro cultural e roda de capoeira de rua

Responsáveis: Associação de Capoeira Mangangá e Mestre Já Morreu

Dia 18 (quarta-feira) às 15:00 – SETE DE ABRIL

Programação: Palestras e rodas de capoeira

Oficina de construção de berimbau

Facilitador: Mestre Malvina

Associação dos Moradores perto do Final de Linha de Ônibus

Responsáveis: Professor Josmar e Estagiário Robson

Dia 19 (quinta-feira) às 18:30 – FORTE DA CAPOEIRA

Programação: Apresentação da FECABA

Palestra: Marco legal da Capoeira no Brasil, políticas públicas que envolvem a Capoeira e 
possíveis propostas de leis que podem ampliar os direitos dos capoeiristas na Bahia

Facilitador: Advogado Dr. Sergio São Bernardo

Palestra: Emenda Parlamentar sobre aposentadoria dos Mestres de Capoeira

Facilitador: Deputado Federal Bispo Marinho

Roda de capoeira e vivencia com mestres de capoeira

Local: Forte da Capoeira

Responsáveis: Mestres Tonho Matéria, Máximo, Coentro, Geni e Zé Doró

Dias 20 e 21 Mestre Tonho Matéria – Intercâmbio no Evento do Mestre Burguês (Grupo Muzenza) no Rio de Janeiro.

Dia 22 (domingo) – Intercâmbio nos eventos dos Grupos Jalará, Kirubê e Gangara em Salvador

Dia 23 (segunda-feira) às 16:00 – BARRIO: ÁGUAS CLARAS

Programação: Aulão Publico (infantil) e rodas de capoeira

Local: Associação dos Moradores de Águas Claras e praça publica

Responsável: Graduado King Flyer

Dia 24 (terça-feira) às 16:00 BAIRRO: VALE DAS PEDRINHAS

Programação: Palestra e Roda de capoeira infantil feminina e masculina

Responsáveis: Mestres Tonho Matéria, Boa Gente, Bia e Careça

Dia 25 (quara-feira) às 15:00 – BAIRRO: NOVA BRASÍLIA

Programação: Oficinas, aulão, palestra, roda de capoeira

Estrada Velha do Aeroporto – Loteamento Vila Mar – Aeroporto Km6.5

Responsáveis: Contra Mestre Gean e Estagiária Claudia

Dia 26 (quinta-feira) às 09:00 – BAIRRO: BARBALHO – COLÉGIO ICEIA

Programação: Aniversario de 60 anos da Fanfarra Faniceia, rodas de capoeira, palestra, Exposição fotográfica e Confraternização com convidados

Local: Instituto Central de Educação Isaías Alves – ICEIA

Responsável: Professora Noélia Marcelina

DIA 27 (sexta-feira) a partir das 09:00 BAIRRO: PAU MIÚDO

Programação: passeata de capoeira, rodas de capoeira, aulão, berimbau, maculelê, cinema e vídeo, Oficinas de capoeira Angola e Regional.

Oficinas de dança afro com a Professora Marcela Barravento

Oficina sobre escultura em madeira

Facilitador: Gilson Nascimento

Palestra tema: Vivencia de Capoeira como Terapia Corporal

Facilitador: Mestre Claudio (Maceió – Alagoas)

Local: Rua Professor Soeiro 18

Responsáveis: Professor: Lú Ovelha, Formados: Allan e Tisi, Estagiários: Ícaro e Coyote, Graduados: Bicudo, Adriano, Thizyo e Andreza.

DIA 28 (sábado) 14:00 – SIMÕES FILHO

Programação: Palestra, roda de capoeira, oficinas e aulão

Local: Sede da Mangangá na Rua Presidente Castelo Branco no Bairro Ponto Parada –

Em Praça publica e quadra de esportes

Responsável: Professor Del

Intercâmbio com o Grupo de capoeira Gangara em Salvador

Dia 29 (domingo) às 80:00 – CAIXA D’ÁGUA – ESCOLA PARQUE

Programação: Apresentação de Teatro, Batizado, troca de corda, Capoeira Show, Maculelê, Puxada de Rede, Dança Afro, Samba de Roda e intercâmbio com diversos grupos de capoeira.

Presença dos mestres: mestres Pit Bull (Grécia), Val Boa Morte, Luizinho Barravento (Austrália), Magayver (México), Marcos Gytauna (Argentina) Zé Doró (França), Burguês (Muzenza do Rio de Janeiro, Portugal, Espanha, Itália, Holanda, Suiça, França e Alemanhã), Claudio (Alagoas), Alfredo (Jequié), Professor Santos, Estagiário Mandingueiro, Graduados Pemba e Lee (Moçambique), Graduado Dourado (São Paulo), Mestres: Boa Gente, Geni, Máximo, Malvina, Bia e vários mestres de Salvador.

Participação especial dos Grupos de Teatro Tá Na Cara, Az Tyazinhaz e Capoeira Jacobina Arte. Professora de dança afro: Marcela Barravento e do Deputado Estadual Domingos Leonelli

LocalTeatro da Escola Parque (Rua Saldanha Marinho Caixa D’água S/N

Supervisão Geral: Mestre Tonho Matéria


tmmanganga@hotmail.comtonhomateria@hotmail.com

Telefones: 00 55 71 – 81269333 – 32569806 www.capoeiramanganga.com.br

Valentim Gentil: Associação “Anjos Guerreiros” realiza batizado de capoeira

Integrantes dos projetos sociais Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) e Renascer, do município de Valentim Gentil, participam, no dia 18 de julho, do 11º Batizado de Capoeira e Troca de Cordas, promovido pela Associação Desportiva e Cultural de Capoeira “Anjos Guerreiros”. O evento será na quadra coberta da EMEF Vicente Santoro, a partir das 9h.

Segundo um dos organizadores, o monitor de capoeira Elvis Gonçalves Silvestre, o evento contará com a participação de 52 integrantes dos projetos e apresentações de algumas academias da região. “Será uma boa integração entre mestres e alunos. Ocasião para a troca de energia, cultura e informações”, comentou.

Além disso, os alunos terão a oportunidade de mostrar o que aprenderam ao longo das aulas e participar do ritual do batizado, que é caracterizado por uma festa e tem como principal intuito motivar o “lado social” dos jovens.

O batizado será realizado com o respaldo da Prefeitura de Valentim Gentil. “É um projeto de inclusão social que vamos incentivar, pois nosso maior objetivo é ver estes jovens cada vez mais longe das ruas e das drogas”, declarou o prefeito Adilson Segura.

 

Fonte: Região Noroeste – www.regiaonoroeste.com

Tonho Matéria agitou a Casa Brasil na Copa

O cantor, (Mestre de Capoeira)* e compositor Tonho Matéria retornou da África do Sul, onde fez show na Casa Brasil – iniciativa do governo para divulgar o Brasil na Copa. Além de repertório e figurino especiais (uma Tapa, em reverência ao Muzenza e aos blocos afro, feita por Tânia Regina, que também veste Léo Santana/Parangolé e o Olodum), o artista, que é mestre de capoeira, convidou os alunos da filial moçambicana do seu projeto Capoeira Mangangá/Arte Viva. Os garotos fizeram apresentações de maculelê, capoeira show e danças afro. Um deles, inclusive, é celebridade local: Leonel Estevão (Pemba, na capoeira) é ex-Big Brother 4 de Moçambique.

A Casa Brasil é uma parceria entre os Ministérios do Esporte, do Turismo, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, da Ciência e Tecnologia e das Relações Exteriores, Apex, Finep, o Comitê Organizador Local da Copa Fifa de 2014 no Brasil e as cidades-sede brasileiras. Além de Tonho, a carioca Mart´nália também fez parte do projeto.

*Grifo Luciano Milani

Fonte: http://www.carnasite.com.br/

Cartilha Ilustrada da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas

Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas

Publicação foi traduzida para o Guarani e será lançada, hoje, no Mato Grosso do Sul

Será realizado nesta quinta-feira, dia 1º de julho, o lançamento da primeira Cartilha Ilustrada da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas. A Cartilha, cuja ilustração foi produzida a partir de um concurso, aberto à participação dos países do Mercosul e realizado dentro do projeto cultural Ava Marandu – Os Guarani convidam, foi editada em guarani, português e espanhol.  O Projeto Ava foi realizado de janeiro a junho deste ano e teve a participação direta de sete aldeias Guarani do Mato Grosso do Sul.

Além do lançamento da Cartilha, a cerimônia, que será realizada na sede do Pontão Guaicuru, terá ainda a premiação dos vencedores dos concursos de Redação, Poesia, História em Quadrinhos e Desenho – Cultura e Direitos Humanos dos Povos Guarani, também realizados no âmbito do Projeto Ava Marandu, e do vencedor do Concurso de Ilustração da Cartilha da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas. A Cartilha foi traduzida para o Guarani pela equipe de professores da aldeia Te’ýikue formada por Eliel Benites, Edson Alencar, Cajetano Vera e Lídio Cavanha Ramires.

“Além de contribuir significativamente para a divulgação da Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas, esta publicação, também na língua Guarani, oferece ao povo desta etnia uma ferramenta que poderá ser utilizada nas escolas indígenas, permitindo a apropriação do conteúdo da declaração, e contribuindo para o fortalecimento desta que é uma das línguas mais faladas no Brasil, e uma das línguas oficiais do Mercosul”, afirmou o ministro da Cultura, Juca Ferreira, ao comentar a importância da publicação do documento.

O Pontão Cultural Guaicuru justifica no texto de apresentação da Cartilha que “a primeira tradução do texto da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas para a língua Guarani kaiowá é uma conquista do Projeto Ava Marandu e ajudará crianças, jovens, adultos e idosos da etnia a conhecer e lutar para fazer valer os direitos humanos e o respeito ao universo indígena”.

A Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas foi adotada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas em 13 de setembro de 2007. De acordo com o Diretor do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC), Giancarlo Summa, ela é um instrumento para ser usado na luta dos povos indígenas do mundo inteiro pela afirmação de seus direitos. “É importante que a Declaração se torne cada vez mais conhecida e difundida e seja traduzida no maior número possível de línguas indígenas”, lembrou Summa.

“Conhecer nossos direitos, na nossa própria língua, é o primeiro passo para que esses direitos sejam efetivamente respeitados. A tradução para o Guarani da Declaração, realizada no âmbito do projeto Ava Marandu, é de extrema relevância, prática e simbólica, e merece o reconhecimento, e o agradecimento, de todos”, completou o diretor do UNIC.

Pontão de Cultura Guaicuru fica na Rua Treze de Maio, 727, Vila Santa Dorothéia, em Campo Grande – MS.

(Heli Espíndola/Comunicação/SID)

 

Comunicação SID/MinC

Telefone: (61) 2024-2379

E-mailidentidadecultural@cultura.gov.br

Acesse: www.cultura.gov.br/sid

Nosso Blog: blogs.cultura.gov.br/diversidade_cultural

Nosso Twittertwitter.com/diversidademinc

Capoeiristas de Naviraí promovem competição interestadual

A cidade de Naviraí vai sediar nos dias 10 e 11 de julho (sábado e domingo) no ginásio poliesportivo “Mané João”, a competição denominada de “I É DI BAMBA HÊ de Capoeira”, em que vão participar atletas de sete cidades do Paraná, nove de Mato Grosso do Sul e duas do Estado de São Paulo.

Fazem parte da organização Alex Costa – instrutor; Marcelo Miguel e Edmar dos Santos – aluno. A competição promovida pelo do Centro Cultural Abaluaê de Capoeira. A abertura oficial deste evento esportivo será no sábado (10), às 19h30, com a apresentação das delegações que irão disputar os troféus e a premiação, apresentações culturais.

No domingo (11), acontecerá o torneio que indicará os vencedores em suas respectivas categorias (ao todo 22 categorias). A premiação será por equipe e por maior pontuação, sendo que as equipes também serão agraciadas com troféus por conseguirem maior arrecadação de alimento não perecível.

Batizado e Graduação

Durante a realização desse evento de capoeira, irá acontecer também no ginásio de esportes, a cerimônia de batizado para iniciantes nessa modalidade esportiva e, ainda, a troca de faixas entre os graduandos (ao todo são 12 graduações durante o aprendizado).

 

http://www.agorams.com.br/

FFC: Festival Mama África e Brasil de Capoeira

A cidade de Niterói sediou, no dia 26 de junho, o Festival Mama África e Brasil de Capoeira Estilo Livre, no Sesc, a partir das 8h. Diversas famílias compareceram ao evento e puderam assistir várias apresentações dos capoeiristas. O presidente do Instituto Brasileiro dos Profissionais de Capoeira e coordenador geral do Festival, Mestre Zezeu, recebeu convidados de Saquarema e dos países França, Alemanha, Bélgica, Bolívia e Áustria, os quais tiveram oportunidade para deixar seus depoimentos, durante a festa.

Além destes, compareceram os Mestres mais conhecidos em Niterói pelo trabalho e empenho que dedicam há anos à Capoeira e, com isso, colaboram para fortalecimento do jogo: Travassos, Antonio Affonso, Machado, Chita, Netto, César, Marcos, Cid, Aranha e Jorginho, dentre outros. Todos estavam acompanhados por seus alunos e participaram, unânimes, nas atividades apresentadas.

O Mestre Zezeu agradeceu a todos que auxiliaram para a realização do Festival, como a Federação Fluminense de Capoeira, a Liga Niterói de Capoeira, a Secretaria de Esportes de Niterói, a Fundação de Arte de Niterói (FAN), Ouvidoria Municipal de Niterói e todas as pessoas que espontaneamente somaram forças.

No decorrer da programação foi claro observar a união, a paz, a alegria e o companheirismo com que trabalham. Algo fundamenteal, todos os Mestres que tiveram oportunidade para comentar, enfatizaram a importância de Deus na vida do homem e como máxima na vida. Alguns, além de se preocuparem com o aprendizado da Capoeira, se dedicam também a instruírem os jovens na vida espiritual para dar equilíbrio na vida. Inclusive, o Mestre Zezeu comentou sobre seu novo conceito de Capoeira. “Posso afirmar que ela não tem uma religião apenas. Temos aqui, hoje, capoeiristas de todas as religiões. Nós, diretores, não recebemos nenhum centavo para fazer Capoeira, recebemos apoio dos amigos”, destacou.

De igual forma, o Mestre Travassos falou de seu orgulho pelo evento. “Agradeço a todos os Mestres que aqui estão por fazerem com tanto amor e carinho o nosso esporte, que é a Capoeira. O nosso Deus está aqui entre nós e o Filho Dele veio a esse mundo para nos salvar e nos dar o apoio que precisamos. Por isso, nós, Mestres, precisamos procurar um caminho espiritual para preparar esses jovens”, enfatizou.

A Capoeira – tradicional manifestação de cultura genuinamente brasileira – tem espaço garantido no SESC Niterói todos os sábados, às 10h, aberto ao público e o Mestre Zezeu aguarda os interessados.

O SESC Niterói fica na Rua Padre Anchieta, 56, Centro.

 

Foto: Mestre Zezeu (sentado no chão, com a manga da camiseta de cor amarela) entre alguns Mestres presentes – Foto: Edson Soares

 

Postado por FFC no Federação Fluminense de Capoeira

Joel Pires Marques
Presidente da Federação Fluminense de Capoeira.
tel.: (22) 26295032 e (22) 88083788

Cabo Frio/RJ-Brasil.

A ausência de vozes femininas na capoeira

No mundo da capoeira a mulher está chegando, jogando e conquistando seu espaço. No mundo da música, está lado à lado com o homem, cantando, tocando, se destacando e fazendo muito sucesso. Mas porque será que, quando se trata da música na capoeira, a situação é tão diferente? 

Sim, na roda a mulher canta, a mulher toca pandeiro, atabaque e berimbau, mas quando você vai a uma loja especializada, ou mesmo quando procura na Internet, quantos CD’s de capoeira de mulher você já encontrou? Na melhor das hipóteses uns três ou quatro, todos da Carolina Soares, certo? 

Exitem também músicas interpretadas por mulheres em CD’s de grupos e coletâneas, mas a participação ainda é muito modesta. 

Por que isso acontece? Não tenho resposta para esta pergunta, mas trouxe algumas hipóteses para a reflexão: 

* Falta de interesse – Obviamente não é todo capoeirista que sonha em gravar um CD. Será que o número de mulheres capoeiras com este objetivo é simplesmente inexpressivo? Acho difícil acreditar nesta hipótese. 

* Preconceito – Se a mulher sofria e ainda sofre preconceito ao entrar na roda, na bateria a resistência masculina sempre foi ainda mais rígida. Afinal é o berimbau que comanda a roda, e em muitos lugares, por muito tempo, era inadmissível uma mulher tocando o gunga. Será que esta postura “atrasou” a inclusão da mulher no campo musical da capoeira?

* Dificuldades diversas – A dificuldade em conciliar a capoeira com os cuidados com os filhos, com a casa e o trabalho fora também é uma hipótese válida. Com a vida atribulada a mulher pensa duas vezes antes de assumir mais uma tarefa, chegando até mesmo a abrir mão de um grande desejo. 

É interessante pensar na questão, descobrir outras hipóteses, colocar o assunto em pauta. É possível que existam sonhos sendo sufocados e talentos desperdiçados. 

E que Carolina Soares seja exemplo e inspiração para que a mulher capoeirista ultrapasse mais esta barreira.

Neila Vasconcelos – Venusiana
capoeiradevenus.blogspot.com