Blog

Dezembro 2012

Vendo Artigos de: Dezembro , 2012

Salvador: Homenagem aos 95 anos do Mestre João Pequeno

HOMENAGEM AO MESTRE JOÃO PEQUENO DE PASTINHA AOS 95 ANOS – DIA 27/12

PROGRAMAÇÃO

  • Oficina de Capoeira Angola 16h  “Profª Nani de João pequeno”
  • Vídeos 17h … PAZ NO MUNDO CAMARÁ: A CAPOEIRA ANGOLA E A VOLTA QUE O MUNDO DÁ, de Carem Abreu (2012).
  • VÍDEO HOMENAGEM (2012) “Ao Mestre João Pequeno”
  • *Abertura das Apresentações 18h – Fala Representativa Sobre o Mestre “Nani de João Pequeno”
  • Apresentação de Dança “Arilma Soares”
  • Teatro de Boneco – “Revisitando o Cordel da Vida do Mestre João Pequeno de Pastinha” Nildes Sena, Alice di Sanayá e Jaciara Ferreira
  • Tradicional Roda do Mestre João Pequeno de Pastinha (19:30hs)

 

contato: 71 33230708

ORIENTAÇÃO MAPA

Contatos JPP:

Dica do Editor:

Não deixem de visitar o site deste baluarte da capoeira, nosso querido Mestre João Pequeno de Pastinha

Pernanbuco: 1ª tese de doutorado sobre capoeira

Aconteceu, no dia 19/12/2012, na Sala 12 do Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco, a defesa da 1ª tese de doutorado sobre capoeira defendida em território pernambucano. Tese intitulada “Educação e capoeira: figurações emocionais na cidade do Recife-PE-Brasil”, de autoria do Prof. Henrique Gerson Kohl “Tchê”-UFPE e orientada pelo Prof. Dr. José Luis Simões-UFPE. A tese foi avaliada por uma banca examinadora composta pelos seguintes nomes: Dr. José Luis Simões (Presidindo os trabalhos), Dr. Edilson Fernandes de Souza (Avaliador Interno), Drª Maria Eliete Santiago (Avaliadora Interna), Dr. Vilde Gomes de Menezes (Avaliador Externo) e Drª Auxiliadora Maria Martins da Silva (Avaliadora Externa). Tese aprovada e recomendada para sua publicação. Na ocasição, referências da comunidade da capoeira e do âmbito acadêmico estiveram presentes celebrando parcerias após o rito de defesa. iador Externo) e Drª Maria Auxiliadora (Avaliadora Externa).

Sobre a banca, só posso agradecer pelas considerações e desejar tudo de bom para vocês.

Sobreleva dizer que tive muita ajuda ao longo dos anos (Exs.: familiares, amigos/as da capoeira, amigos/as da UFPE, amigos/as doutras IES, amigos/as do cotidiano e amigos/as de outras figurações não menos importantes). Destarte, agradeço de coração e desejo a mesma felicidade que tenho para todos/as.

Cabo Verde: Ginga e debate de Capoeira, em S. Vicente

A ginga, ao som do berimbau, voltou a invadir as ruas de Mindelo, no passado fim-de-semana. O 21º Encontro Nacional de Capoeira mobilizou mais de cem capoeiristas das escolas de S. Vicente Santo Antão e Sal, além de um praticante cabo-verdiano residente na Bolívia. “Este foi um dos encontros mais bem organizados que já fizemos. Recebemos os patrocínios solicitados e cumprimos toda a nossa programação. Estendemos o nosso convite aos capoeiristas da ilha de Santiago, mas, infelizmente, devido a problemas de ligação aérea, não puderam estar presentes”, afirma Djê, professor da academia Liberdade de Expressão, anfitriã do evento que costuma acontecer no mês de Dezembro.

Além das habituais aulas colectivas nas escolas e na rua, a reunião dos capoeiristas foi o momento escolhido para a graduação de 56 alunos, bem como, para o debate sobre o desenvolvimento desta expressão cultural e desportiva em Cabo Verde e a visualização de vídeos. “Foi também uma oportunidade para fazermos um balanço de 2012 e perspectivarmos 2013”, acrescenta o professor, que enalteceu o trabalho que a sua academia tem em curso na ilha de S. Vicente envolvendo um grupo considerável de crianças que estão a ser iniciadas na arte da ginga, uma aposta no futuro da Capoeira. Para o próximo mês de Abril está marcado um encontro internacional que deve assinalar mais um aniversário da academia Liberdade de Expressão.

ENCAMUZENZA

O Grupo Muzenza, sempre buscando formas de trabalhar a Capoeira, de uma forma abrangente, inova, mais uma vez. Nos dias 27 e 28/01/2013, acontecerá o 1º ENCONTRO DE PROFESSORES E ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA, PEDAGOGOS, PSICÓLOGOS, PSICOPEDAGOGOS E HISTORIADORES QUE TRABALHAM COM A CAPOEIRA, o ENCAMUZENZA.

O tema desta primeira edição será: “A CAPOEIRA ONTEM, HOJE E SEMPRE”…

O objetivo é fomentar a pesquisa e os debates sobre a história, desenvolvimento e o futuro de nossa Arte/Luta, através da intersecção entre o “saber acadêmico” e o “saber popular”. Haverá a apresentação de Temas-Livres sobre a Arte/Luta, nas diversas áreas do conhecimento, além de palestras e mesas-redondas com Mestres renomados, tais como: Luiz Renato Vieira, Gladson, Falcão, Beija flor,Gegê,e o Historiador Carlos Eugênio Líbano Soares. A coordenação do evento ficará a cargo dos Mestres Carson Siega e Sérgio Souza – Sanhaço.

A supervisão, será do Mestre Burguês.

 

Mais informações: encamuzenza@gmail.com

 

O Grupo Muzenza


O Grupo Muzenza de Capoeira, foi fundado em 5 de maio de 1972, na cidade do Rio de Janeiro, tendo como seu fundador, Paulo Sérgio da Silva (Mestre Paulão), oriundo do grupo Capoarte de Obaluaê, do Mestre Mintirinha (Luís Américo da Silva).

Em outubro de 1975, chega a Curitiba – Paraná – Mestre Burguês (Antônio Carlos de Menezes), que depois de lecionar nos bairros do Méier e Madureira, no Rio de Janeiro, decide fundar mais um núcleo do Grupo Muzenza no Sul do Brasil, implantando e desenvolvendo uma metodologia e uma filosofia própria, voltada para as raízes da capoeira, tendo introduzido essa modalidade em clubes, quartéis, escolas, academias, comunidades carentes e comunidades negras.

Mais de 15.000 alunos, já passaram pelo Grupo Muzenza de Curitiba, e hoje o Grupo se faz presente em 26 estados brasileiros, e 35 países, buscando sempre os fundamentos e as raízes da capoeira através de muita pesquisa.

Desde 1975, o Grupo passou a ser presidido pelo Mestre Burguês.

A proposta do Grupo Muzenza, é desenvolver um trabalho de capoeira, essencialmente como arte – luta, mas dando condições aos praticantes de se identificarem com os outros vários seguimentos que existem na capoeira.Dessa forma, o Grupo Muzenza apresenta uma proposta pedagógica que engloba a capoeira como: luta, arte, ritmo, poesia, cultura, desporto, profissão e filosofia de vida. Permitindo que cada aluno se identifique com uma dessas vertentes.

Todavia, a principal proposta do grupo Muzenza é a capoeira como luta, o desenvolvimento de uma metodologia e filosofia própria, nunca esquecendo de buscar as raízes da capoeira através de muita pesquisa, procurando preservar, a Capoeira Angola e Regional, bem como o respeito e valorização ao verdadeiro Mestre.

Évora: o Nosso Reencontro 2012

O Mestre Umoi foi um dos primeiros capoeiristas brasileiros a aportar em terras lusas para ensinar a capoeira. Nos tempos idos dos finais da década de oitenta a capoeira estava ainda em fase de implantação no continente europeu e em Portugal em plena gestação. Trabalhar com capoeira não era tarefa fácil, quase sempre o nome capoeira, em Portugal, era confundido com criação de galinhas e pouco ou nada se sabia sobre a nossa arte afro-brasileira.

Em finais da década de noventa surge um dos maiores e mais importantes encontros de capoeira de Portugal e da Europa, O nosso Encontro. Idealizado pelo mestre Umoi, o encontro era resultado da sua vivência fora do Brasi, e da ideia que lhe havia sido dada pelo Mestre Beija-Flor, um dos seus primeiros parceiros feitos nas incursões pela Europa. Foi assim que no ano 2000 surgiu O Nosso Encontro, num momento de grande eclosão da capoeira em toda Europa e em particular em Portugal, onde o grupo União na Capoeira, liderado pelo mestre Umoi, possuía sua principal inserção.

O encontro de Évora, como ficou carinhosamente denominado por muitos dos que ali passaram, preenchia uma importante lacuna na capoeira de Portugal que vinha crescendo em número de grupos e praticantes e se inseria num calendário europeu de eventos ao mais elevado nível. Por sua importância, o encontro de Évora começou a fazer parte do calendário europeu com eventos tais como O Encontro de Páscoa organizado na Holanda pelo Mestre Samara e o Summermeeting organizado na Alemanha pelo mestre Paulo Sequeira, bem mais antigos que o Nosso Encontro.

Para ser ter uma ideia da sua importância, em Portugal, era comum nos meses de verão nas conversas entre os capoeiristas, perguntar-se: E então pá!  Esse ano vais a Évora? Qualquer praticante em Portugal sabia que Évora era um momento mágico, especial, que se podia jogar com qualquer um independente da graduação ou grupo, tendo a certeza de que seria respeitado, que iria divertir-se com a capoeira, fazer amigos e restabelecer as energias para o ano seguinte. Poderia mesmo acontecer que, grupos que eventualmente possuíssem rivalidades, deixassem de lado as suas desavenças e de ambas as barricadas se fizessem alianças de amizade, e até de amor, uma vez que muitos casais ali se formaram.

O encontro, que teve em início no ano 2000, durou até o ano de 2009 e esteve parado durante dois anos. A parada, segundo os seus organizadores, deveu-se ao contexto de declínio no número de alunos, aos elevados custos que comportavam a presença de um corpo crescente de mestres, Contra Mestres e professores, mas também ao grau de dedicação intensa e voluntária que envolvia um grande esforço pessoal.

Por ocasião da sua décima edição, Pedro Abib, músico, capoerista, cineasta e professor universitário que esteve presente no ano de 2009, dedicou no site Portal Capoeira uma bela crónica onde ressaltou aspetos valiosos do Nosso Encontro tais como a diversidade, o respeito as tradições e a acomodação as mudanças que concernem a qualquer prática cultural.

 

Mesmo no contexto de crise e dificuldades Mestre Umoi e seus colaboradores lançaram mãos a reorganização do Encontro de Évora que correu entre os dias 13 e 16 de Setembro de 2012. Iara Tiago, aluno do Mestre e também uma das integrantes da organização, conta-nos com entusiasmo que participou em todas as edições do encontro :

A meu ver este encontro foi direcionado àqueles que realmente sempre acreditaram neste evento, que em 4 dias vê-se a União entre grupos como nunca se vê… e àqueles que se tornam curiosos de tanto ouvirem bem do “Nosso Encontro”. Este evento foi realmente mágico porque se viu bons capoeiras, com sorrisos e abraços, bons jogos, muito conhecimento e…Não há encontro como este. Palavras para quê? Posso dizer isto de boca cheia porque sou a aluna que nunca faltou a um evento de Évora desde 2000.” (Iara Tiago)

Quando lhe perguntei qual tinha sido para ela o melhor encontro, ela respondeu-me que o primeiro, por toda novidade que ele representava, mas também o último deste ano e que não havia como os separar. Perguntei lhe também sobre algum momento especial do evento, Iara Tiago destacou o jogo entre o Mestre Gêge e o professor Careca:

“Porque se vê dois tipos de capoeira completamente diferentes, e se notou realmente a mandinga nesse jogo. É bom ver que – nunca se esquecendo da corda que se traz na cintura – um professor mostrar, na sua pura manha e com todo o respeito, o jogo que tem a oferecer ao mestre. O mestre aceitando e percebendo o respeito, responde em “igual moeda” e assim se desenvolveu um jogo fechado mas lindo aos olhos de quem via. Os sorrisos e os avisos de quem vacilou seguidos de mais sorrisos num jogo de mestre com professor, é raro de se ver. Foi um bom jogo” (Iara Tiago).

 

No Reencontro de 2012 consta–se que participaram cerca de 76 praticantes e inúmeros grupos, entre os quais: Grupo União na Capoeira, Capoeira União, Grupo Internacional Raiz, Muzenza, Lagoa da Saudade, Gingarte, Arte Pura, Berimbau de Ouro, Centro Cultural Capoeira Baiana (Professor Careca), Nossa Filosofia, Reliquia Espinho Reimoso (prof. Fantasma), Grupo Amazonas da croácia, Arte Nossa Capoeira, Arte Polular, Porto da Barra e Grupo Terreiro.

Esperamos que sempre seja possível reedita-lo ao longo do tempo e ver gerações de capoeiristas cresceram no Nosso Encontro.

Salve o Mestre Umoi, Salve O Nosso Encontro, até para o ano.

 

Homepage

Artes da Capoeira – Documentário produzido pela TVE Bahia

A TVE Bahia traz uma homenagem aos grandes capoeiristas da Bahia com a exibição do “Artes da Capoeira” no Especial Consciência Negra.

O documentário é um misto de imagens e depoimentos dos grandes mestres da capoeira, com trechos com a participação de historiadores, músicos e outros artistas, que ajudam a conhecer melhor essa expressão cultural através de suas origens. Além de mostrar a importância histórica desse legado, a musicalidade, os movimentos, a forma de dançar e a religiosidade que envolve o ritual da capoeira estão presentes nesse documentário produzido pela TVE Bahia, com direção de Josias Neto.

Parte 1
{youtube}dBjatmLvT_g{/youtube}

Parte 2
{youtube}VC3HuiXw9mU{/youtube}

Parte 3
{youtube}vcV8GQM51VI{/youtube}

Videos postados pelo parceiro e colaborador Teimosia

 

Artes da Capoeira fez parte da programação especial da TVE Bahia, em homenagem ao 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra, com filmes e documentários que colocam a identidade negra  em destaque, ressaltando a importância e valorizando a cultura afro-brasileira.

Toda a programação da TVE Bahia pode ser conferida, também, através do portal www.irdeb.ba.gov.br.

ASCOM – Assessoria de Comunicação
Secretaria de Comunicação do Estado da Bahia

IRDEB / TVE Bahia / 107.5 Educadora FM

ascom@irdeb.ba.gov.br
assessoriairdeb@gmail.com

Bahia: Encontro debate protagonismo da capoeira na educação e cultura

Na próxima terça-feira (18/12), a Ouvidoria da Câmara Municipal de Salvador realiza a audiência O papel dos Mestres de Capoeira na Educação e Cultura. O encontro, a ser realizado das 14h às 18h, acontece no auditório da Biblioteca Pública dos Barris, centro de Salvador. A audiência visa dar continuidade ao debate sobre a importância dos mestres de capoeira no processo de formação educacional e cultural, além de identificar as demandas apresentadas pelos capoeiristas.

Por volta das 18h, após o encerramento da audiência, os participantes poderão conferir uma exposição no Foyer da Biblioteca, com o tema Capoeira. A iniciativa é da Fundação Cultural Palmares.

Coordenado pela ouvidora-geral da Câmara, vereadora Olívia Santana (PCdoB), a mesa do encontro terá as presenças da representante da Fundação Palmares, Verônica Nairobi, do diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares, Alexandro Reis, do Mestre Pelé da Bomba, além de representantes da União de Negros pela Igualdade (Unegro).

Para Olívia Santana, o evento é fundamental, pois vai tratar de uma luta histórica dos mestres de capoeira pela sua valorização cultural e profissional. De acordo com a vereadora, os mestres querem espaço no sistema educacional e querem ensinar a capoeira nas escolas, pois acreditam que apenas eles podem fazer isso. “Eles acreditam que essa história de que só professor de Educação Física pode ensinar é um absurdo”, afirma Olívia.

“Os mestres são mestres populares da cultura e a capoeira é uma tradição secular da população negra, além de ser um patrimônio tombado brasileiro. Portanto, nada mais justo do que o sistema educacional reconhecer o mestre como um professor, alguém que pode ter a prerrogativa de ensinar a capoeira nas escolas”, finaliza a vereadora.

 

De Salvador,

Ana Emília Ribeiro

Salvador: 25 Anos do Grupo Topázio

Encontro Internacional de Capoeira acontece em Salvador

O Grupo Capoeira Topázio comemora seu 25º aniversário homenageando o Mestre Dinho

O grupo de capoeira baiano, Topázio, que participou do show Q’Viva the chosen, de Jannifer López, Marc Anthony e Jamie King, apresentado este ano em Las Vegas, promove em Salvador, entre os dias 13 e 16 de dezembro, a 28ª edição do Encontro Internacional Capoeira Topázio.

Na ocasião, o Grupo Capoeira Topázio comemora seu 25º aniversário homenageando o Mestre Dinho, fundador do grupo e o seu filho, o contramestre Rudson, tanto pela luta e perseverança no incentivo à prática da capoeira, pela divulgação da atividade pelo mundo e pelos trabalhos sociais que realiza em Salvador.

Com a proposta de levar golpes de outras artes marciais, a exemplo do boxe e jiu-jitsu à capoeira em nome do aprimoramento técnico e do refinamento da luta, tornando-a mais eficiente, o mestre Dinho criou um estilo único para o grupo. O Tapázio possui filiais na Alemanha, Argentina, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália, México, Rússia, Turquia e Emirados Árabes e mais 12 países, além do Brasil, com mais de 17 mil alunos.

Programação completa:
13 de dezembro, das 15h às 20h
Campeonato de Capoeira de Angola e Campeonato de Bateria
Local – Academia Topázio (Ladeira de Santana, em frente ao Shopping Baixa dos Sapateiros)

14 de dezembro, das 12h às 19h
Tour do Mestre Dinho às origens do grupo Capoeira Topázio (das Palafitas à Las Vegas) e a tradicional Roda de Capoeira do Terreiro de Jesus.
Local – O roteiro inclui diversos pontos da cidade, encerrando no Terreiro de Jesus, Pelourinho.

15 de dezembro, das 13h às 18h
TFT – Topázio Fight Team Championship
Local – Colégio Severino Vieira (Nazaré)

16 de dezembro, das 17h às 21h
Batizado, formatura e show folclórico
Local – Teatro do ISBA (Av. Oceânica, 2717, Ondina).

 

Curiosidade: O grupo de capoeira baiano, Topázio, participou do show Q’Viva the chosen, de Jannifer López, Marc Anthony e Jamie King, apresentado este ano (2012) em Las Vegas.

 

Matéria original iBahia
Encontro Internacional de Capoeira acontece em Salvador

Ajude o Portal Capoeira

“Viva esta idéia” e colabore com o Projeto Portal Capoeira!!!
Faça uma doação para ajudar a manter o projeto Portal Capoeira!

Seja um amigo do Portal Capoeira:

Se você gosta do nosso  site e o acha útil, contribua para continuarmos prestando este importante serviço. Assim você estará ajudando a mantê-lo no ar. Venha fazer parte desta roda!

Olá, eu sou Luciano Milani, professor, pesquisador da Capoeira, também sou  e editor do Portal Capoeira ( www.portalcapoeira.com ). Em parceria com diversos nomes de relevância dentro do universo da capoeiragem e todas as suas manifestações correlatas, estamos trabalhando para manter o nosso sonho, o nosso trabalho “vivo e dinâmico”  e desta forma poder continuar prestando um serviço de qualidade no nosso Portal Capoeira.



Criação do Portal Capoeira: Agosto de 2005


O Portal Capoeira foi criado com o objetivo de divulgar a capoeira e todas as suas manifestações de forma democrática, coerente e imparcial.


Depois de vários anos a divulgar, difundir e partilhar informações relevantes e coerentes o Portal Capoeira se tornou um ícone e uma referência mundial de mídia online especializada. Nosso site é hoje uma das maiores base de dados de informação direcionada a todo o universo da Arte Capoeira e suas manifestações corelatas.
Temos mais de 5.000 visitas diárias e mais de 18.000 utilizadores registados.

Para todos nós é uma grande alegria e grande privilégio fazer parte desta equipe que trabalha de forma árdua e incansável para levar até voces informação de qualidade, além de proporcionar uma enorme oferta de serviços, livros, músicas, diretórios e divertimento a custo ZERO (gratuitamente) a todos os visitantes do nosso Portal.

Precisamos angariar fundos para manter o Portal Capoeira pois os custos fixos de manutenção e hospedagem continuam a crescer e a verba gerada pela publicidade não chega para suprir os custos fixos.

Estamos pedindo à comunidade Mundial da Capoeira  e todos os interessados ​​na herança cultural Afro-Brasileira, para se juntarem ao nosso projeto a nossa causa e desta forma contribuir e ajudar a manter vivo o nosso Portal Capoeira.

Isto irá permitir compartilhar com vocês toda uma vasta rede de informações sobre a nossa arte luta e continuar a prestar um trabalho de responsabilidade, coerência e acima de tudo de manter o compromisso com a democracia e ética da informação.

O que você pode fazer para contribuir?

Cada pequena contribuição ajuda.
Pode também fazer doações maiores e ganhar presentes do nosso portalcapoeira.com
Você também pode ajudar fazendo este idéia se espalhar nas redes sociais e para a sua lista de contatos.

Doe… Participe… Colabore… Partilhe!!!

Muito Obrigado!

Luciano Milani – www.portalcapoeira.com


Gingue Conosco: Fique Conectado!