05 Mar 2005

FUNDAÇÃO DO CENTRO ESPORTIVO DE CAPOEIRA ANGOLA

A. A. Decanio Filho (Organizador) – Manuscritos e Desenhos de Mestre Pastinha, Edição CEPAC, Salvador/BA (pg 3b) Seus fundadores foram: A. A.

05 Mar 2005

A. A. Decanio Filho (Organizador) – Manuscritos e Desenhos de Mestre Pastinha, Edição CEPAC, Salvador/BA (pg 3b)

Seus fundadores foram:


A. A. Decanio Filho (Organizador) – Manuscritos e Desenhos de Mestre Pastinha, Edição CEPAC, Salvador/BA (pg 4a)


A. A. Decanio Filho (Organizador) – Manuscritos e Desenhos de Mestre Pastinha, Edição CEPAC, Salvador/BA (pg 4b)/>

Transliteração datilográfica respeitando a grafia original e comentários por A. A. Decanio Filho:

"Historico da Fundação do Centro Esportivo de Capoeira Angola"
1.3.1 – "Em principio do ano de 1941"

…"em 23 de fevereiro de 1941. Fui a esse locar como prometera a Aberrêr", e com suspresa o Snr. Armósinho dono da quela capoeira, apertando-me a mão disse-me: Há muito que o esperava para lhe entregar esta capoeira para o senhor : mestrar. Eu ainda tentei me esquivar disculpando, porem, toumando a palavra o Snr. Antonio Maré: Disse-me; não há jeito, não Pastinha, é você mesmo quem vai mestrar isto a qui. Como os camaradas dero-me o seu apoio, aceito."
(3b,12-23;4a.1)

1.3.2 – …"Em 23 de fevereiro de 1941"…

"Em 23 de fevereiro de 1941. No Jingibirra fim da Liberdade, la que naceu este Centro; porque? foi Vicente Ferreira Pastinha quem deu o nome de "Centro Esportivo de Capoeira Angola".

Fundadores

Amosinho, este era o dono do grupo, os que lhe acompanhavam, Aberrêr, Antonio Maré, Daniel Noronha, Onça Preta, Livino Diogo, Olampio, Zeir, Vitor H.D., Alemão filho de Maré, Domingo de Mlhães, Beraldo Izaque dos Santos; Pinião, José Chibata, Ricardo B. dos Santos."
(4a,7-18)

1.3.3 – …"o falicimento do Snr. Amôsinho"…

"Depois, quando ò correu o falicimento do Snr. Amôsinho: Dai em diante ficou o centro sem finalidade, porque foi abandonado por todos os mestres, hoje são disertores."
(4b,1-4)

 No longo trajeto do C. E. de Capoeira Angola encontramos vários períodos de inatividade pelo abandono dos seus participantes, suplantados sucessivamente pelo esforço e persistência do Mestre Pastinha, sempre recomeçando e prosseguindo. Exemplo de perseverança, coragem e firmeza de vontade como ele sempre recomendava aos seus discípulos.

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

2 + onze =