Programa Capoeira de Saia 2010
10 Mai 2010

Programa Capoeira de Saia 2010

Programa Capoeira de Saia 2010 – 3ª edição | o Mundial Apresentação A capoeira atualmente é uma das artes que mais cresce

10 Mai 2010

Programa Capoeira de Saia 2010 – 3ª edição | o Mundial

Apresentação

A capoeira atualmente é uma das artes que mais cresce no Brasil e no mundo, estando presente em todas as unidades da federação brasileira e em mais de 120 países, o que faz com que a mesma esteja ganhando um espaço cada vez maior na mídia, firmando-se como um importante recurso para a construção de uma identidade saudável e cidadã, sendo assim viemos propor:

O “Capoeira de Saia” – Programa de Capacitação em Capoeira é um programa que será executado em três edições 2008, 2009 e 2010, em ambiência baiana, nacional e mundial respectivamente, e que aglutinará mulheres praticantes da capoeira e áreas afins, provenientes de todo os continentes, em Salvador-Bahia, promovendo um contínuo cronograma de atividades, dentre elas: palestras, festivais, excursões, cursos de extensão e  vivências ministradas pelos maiores mestres desta arte no Brasil.

A primeira edição – Baiana – foi realizada no dia 17/05/2008, na Fortaleza de Santo Antônio Além do Carmo _ Forte da Capoeira, das 08 as 20 h, reuniu 300 praticantes e inúmeros convidados (Mestre João Pequeno de Pastinha – ícone da capoeira mundial – aos 90 anos de idades foi um deles além de tantos outros).

A segunda edição – Nacional – foi realizada nos dias 01, 02 e 03 de maio de 2009, também na Fortaleza de Santo Antônio Além do Carmo – Forte da Capoeira, reuniu mais de 300 praticantes/dia, dentre elas mulheres baianas, paulistas, cariocas, paraenses, goianas, chilenas, colombianas, alemãs, argentinas e mais uma vez foi sucesso de público e programação…

Composta por palestras, projeção de filme | documentário inédito, oficinas, depoimentos dos diversos mestres presentes, seleção de atrizes para filme de cadeia internacional (filme Besouro: nasce um herói do diretor João Daniel Tikhomiroff) apresentações folclóricas e, o ponto alto, uma excursão ao Recôncavo Baiano que nos reportou ao berço cultural de nosso país.

No ano de 2010 realizaremos a edição Mundial deste programa reunindo praticantes dos 05 continentes em Salvador, numa vasta programação com atividades na Fortaleza de Santo Antônio Além Carmo (Forte da Capoeira – Salvador), na Cabana da Barra, aulão público com mais de 1.500 capoeiristas em pleno Farol da Barra, atividades na Cidade do Saber – Camaçari – durante um dia inteiro finalizando com show em praça pública, “repeteco” da excursão “Bebendo na Fonte… uma viagem ao Recôncavo Baiano”, berço da cultura afro-brasileira, dentre outras atividade na semana de 26 a 30 de maio, promovendo o encontro das (dos) praticantes de capoeira, amadoras (es) e profissionais, representantes dos cinco continentes na “terra mãe da capoeira”, onde encontram-se reunidos os mais antigos e renomados mestres desta nobre arte.

Dando continuidade ao programa Capoeira de Saia, realizaremos ainda em 2010 – entre os meses de outubro e dezembro – o Curso de Qualificação e Formação para Capoeiristas, com a oferta de quatro linhas de estudo: Curso de produção, gestão e elaboração de projetos culturais em Capoeira; Organização e planejamento do ensino em Capoeira; Historicidade e ancestralidade na Capoeira e Processo de Formalização dos Centros Culturais de Capoeira. Este programa tem como intuito garantir a formação qualificada das (dos) capoeiristas inscritos e será desenvolvido em parceria com a Universidade do Estado da Bahia – UNEB, garantindo assim o suporte técnico-pedagógico necessário, bem como a chancela de uma das mais respeitadas universidades do país.

Este programa nasce com o compromisso principal de promover o fortalecimento da participação e auto-estima da mulher na capoeira, possibilitando um maior intercâmbio entre as instituições culturais, enfocando o processo de ensino-aprendizagem da capoeira para este público, as discussões de gênero, bem como a abordagem sobre sua inserção, importância e contribuição no desenvolvimento histórico-social da capoeira, possibilitando desta maneira a ampliação do nível de informação das profissionais e praticantes, o aprimoramento técnico-teórico das mesmas para que possamos a partir dessa proposta encontrar mulheres e homens dividindo espaços de capoeira de forma harmônica e igualitária, no que tange a democracia de acesso aos conhecimentos e “fundamentos” desta arte ancestral.

 

Justificativa

Este projeto se faz necessário pelo fato de possibilitar um maior intercâmbio entre as praticantes e profissionais da área de capoeira, a partir da realização de palestras, festivais, cursos de extensão, encontros mundiais, excursões, vivências e seminários, que darão estrutura ao programa de qualificação, objetivando atingir prioritariamente as mulheres capoeiristas e não capoeiristas, praticantes e/ou profissionais que atuam no ensino da capoeira, possibilitando a ampliação de conhecimento nessa área, tendo como produto final a alavancagem no processo de profissionalização da mulher na capoeira, a melhoria na qualidade do serviço prestado por estas profissionais à sociedade civil, bem como um maior reconhecimento da prática da capoeiragem enquanto importante ferramenta educativa, expressão e cultura de um povo.

Tem sua importância alicerçada no processo de formação profissional das mulheres na capoeira, tendo em vista a difícil realidade encontrada, principalmente, no norte e nordeste brasileiro onde, por questões históricas, sociais, culturais e econômicas, a mulher não consegue seguir no processo necessário a sua profissionalização.

Estas ações inclusive estão previstas e respaldadas no Plano Estadual de Políticas para as Mulheres, nas suas áreas estratégicas, e no Plano Nacional de Política para as Mulheres nos seus eixos, e juntas, podem promover a formação de novas gerações de capoeiristas em condições de repudiarem o racismo, o sexismo  e a homofobia/lesbofobia.

Plano Estadual de Políticas para as Mulheres / PEPM, áreas estratégicas contempladas:

1- Autonomia Econômica e Igualdade no Mundo do Trabalho com Inclusão Social;

2- Educação Inclusiva, Não-Sexista, Não-Racista, Não-Homofóbica e Não-Lesbofóbica;

4- Enfrentamento a Todas as Formas de Violência Contra a Mulher;

5- Participação das Mulheres nos Espaços de Poder e Decisão;

8- Cultura, Comunicação e Mídia Igualitárias, Democráticas e Não-Discriminatórias;

9- Enfrentamento do Racismo, do Sexismo e da Lesbofobia;

10- Enfrentamento das Desigualdades Geracionais que atingem as Mulheres, com Especial Atenção às Jovens e Idosas;

 

Plano Nacional de Políticas para as Mulheres/PNPM, eixos condutores:

4. Enfrentamento à todas as formas de violência contra as mulheres;

5. Participação das mulheres nos espaços de poder e decisão;

9. Enfrentamento ao racismo, sexismo e lesbofobia;

Discutir esta realidade, suas dificuldades e propor desafios e mudanças para este quadro indesejado é a proposição do Programa de Capacitação Capoeira de Saia que terá ações continuadas por todo o ano e culminâncias marcadas anualmente, como foi o exemplo em 2008, 2009 e será em 2010 – edição baiana, nacional e mundial respectivamente.

Vale à pena ressaltar, que o “Capoeira de Saia” – Programa de Capacitação em Capoeira, se firma também como um importante evento cultural e turístico, que vem trazer entretenimento, informação e lazer para a cidade de Salvador, Camaçari, Santo Amaro da Purificação e Cachoeira, além de possibilitar o conhecimento e divulgação das belezas naturais dessas cidades, com visitas programadas aos seus pontos turísticos, estimulando o turismo e o comércio da região no evento, promovendo a divulgação das cidades e de nossos patrocinadores.

 

Objetivos

Possibilitar um maior intercâmbio entre as mulheres (e homens) capoeiristas da Bahia, do Brasil e do mundo;

Promover a ampliação das informações das (dos) profissionais da área de capoeira;

Reunir mulheres capoeiristas de renome internacional e debater suas importantes construções e contribuições como estratégia para elevar a auto-estima das participantes, e assim alavancar o processo de profissionalização desse público, tendo em vista os inexpressivos números de mulheres que conseguem tornar-se profissionais (em relação a representação quantitativa de profissionais do gênero masculino) e do baixo nível de qualificação das profissionais encontradas no mercado de trabalho por questões históricas, políticas e culturais;

Incentivar o turismo na capital baiana, aumentando seu fluxo turístico nacional e internacional dentro de períodos de sazonalidade, destacando e difundindo a capoeira como representante genuína da ancestralidade africana, elemento chave do Turismo Étnico-afro, de forma a reconhecer a Bahia enquanto “Terra mãe da Capoeira”;

Discutir as contribuições das diversas áreas do conhecimento no processo de ensino-aprendizagem da capoeira;

Discutir a roda de capoeira enquanto espaço de mulheres e homens, essencialmente político e que revela um grande potencial na transformação das relações humanas, onde seus atores devem primar por uma capoeira mais plural e em condições de valorizar as diferenças como entendimento necessário à promoção e garantia dos Direitos Humanos e da Justiça Social;

Propor a Transversalidade como eixo nas discussões sobre a capoeira, discutindo com representantes da sociedade civil, das entidades privadas sem fins lucrativos (ONG’s), dos organismos de representação comunitária, etc., formas de dialogar e construir, a curto e médio prazo, ações conjuntas com as áreas do poder público responsáveis por:

– Educação (garantia de acesso e qualidade no ensino, etc.);

– Turismo (capoeira x economia criativa, economia da cultura, processo de folclorização, mulheres x turismo sexual, etc.);

– Esporte (cuidados, limites e possibilidades no processo de esportivização da capoeira, prevenção aos efeitos “Olimpíadas 2016”, etc.);

– Trabalho e Renda (garantia de acesso ao mercado de trabalho – políticas públicas para capoeira e seus diversos campos de atuação – educação / turismo / artesanato, etc);

– Meio Ambiente (plantio de espécies florestais nativas da Mata Atlântica brasileira, de rápido crescimento e valor econômico, utilizadas na confecção dos instrumentos da capoeira (berimbau, pandeiro, reco-reco, caxixi, etc.), são elas a cabaça, a biriba, etc.;

– Igualdade Racial e de Gênero (violência a mulher x sociedade civil x racismo x capoeira, etc);

Levantar e discutir as questões de gênero que influenciam na continuidade da mulher na capoeira apontando não apenas para as questões relacionadas às violências contras a mulher (física, moral, psicológica, patrimonial, etc.), mas também colaborando na defesa e divulgação da Lei Maria da Penha, buscando atuar na construção de redes de prevenção e enfrentamento (atitudinais, legais, etc.) a este fenômeno inaceitável, inserindo aqui também a luta contra a exploração sexual de meninas e mulheres e contra o turismo sexual que alimenta o tráfico de mulheres;

Debater, defender e divulgar a Lei Maria da Penha no intuito de contribuir com identificação das diversas formas de violência (física, moral, psicológica, patrimonial, etc.) contra as mulheres e os mecanismos de enfrentamento.

 

Programação

1. Capoeira de Saia | Encontro Mundial 2010

Nesta edição as atividades acontecerão do dia 26 a 30 de maio, com uma programação compostas por oficinas, palestras, aulão público no Farol da Barra, sessão de cinema com diversos filmes / documentários, mesas redondas abordando temas atuais importantes na formação dessas praticantes, excursão às cidades históricas do Recôncavo Baiano como mecanismo de reconhecimento da história das culturas afro-descendente na Bahia, dentre outras. Tudo isso “regado” a muita alegria, integração e produção de conhecimento, elementos propulsores de uma boa formação.

 

26/05/2010

Quarta

Fortaleza de Santo Antônio

18:00 Credenciamento

19:00 Conferência de abertura com lideranças femininas contemporâneas

| capoeiristas, autoridades políticas, artistas, sambadeiras, baianas de acarajé e lideranças religiosas

19:30 Palestra de abertura:

Mãe Stella de Oxossi | Ilê Axé Opô Afonjá

20:30 Roda Oficial de Abertura do Capoeira de Saia

27/05/2010

Quinta

Fortaleza de Santo Antônio | Salvador

08:00 Credenciamento

08:30 Cadastramento | Excursão pelo Recôncavo Baiano*

09:30 Palestra Lei Maria da Penha

| Representante da SPM – SEPROMI | Governo do Estado da Bahia

11:00 Palestra “Conquistas e desafios do profissional de capoeira: panorama histórico, social, cultural e jurídico”

14:00 Credenciamento

15:00 Vivências  em rodízio | Capoeira Angola, Regional e Baiana

19:00 Mesa redonda

Iê!” Mestre/a quem foi sua aluna? – Leitura social estratégica a partir da fala de quem educa | Mestras/es convidados (as)

20:00 Show cultural FUMEB e roda do Capoeira de Saia

28/05/2010

Sexta

Cidade do Saber – Camaçari

07:00 Saída de ônibus:

Salvador – Farol da Barra| Lauro de Freitas| Abrantes e Arembepe

08:00 Credenciamento

09:00 Palestra “Lei Maria da Penha: em busca de uma cidadania efetiva”

| Representante da SPM – SEPROMI

10:00 Atividades nas salas  e Ginásio Poliesportivo

13:30 Teatro da Cidade do Saber

Exibição do filme “Besouro: nasce um herói” ou “Pray in the will” mulheres da África

16:00 Colóquio de mestras, contramestras, professoras e trenéis de capoeira |Convidadas de renome internacional

17:30 Palestra “Profissionalização da mulher na capoeira: limites, conquistas e possibilidades” | Carolina Magalhães – Mestra Brisa (UNEB | GUETO)

19:30 Caminhada para Praça Desembargador Montenegro | Camaçari

20:00 Show de manifestação popular de Camaçari e Roda Capoeira de Saia

 

29/05/2010

Sábado

Cabana  da  Barra  e Farol da Barra | Salvador

08:30 Credenciamento

09:00 Maculelê  tradicional de Santo Amaro | M. Macaco – ACARBO Santo Amaro

10:00 Samba de Roda Tradicional | Marinalva Nascimento  “Nalvinha”- FUMEB

11:00 Oficina Percussiva | Mestre Lua Rasta

15:00 Concentração e entrega das camisas do evento | Farol da Barra

15:30 Homenagem a autoridades e mestras (es) convidados

16:00 Aulão de Capoeira|Convidadas de renome internacional

17:30 Rodas de Capoeira, maculelê e samba de Roda

18:00 Grupo de Samba “Raízes de Santo Amaro”

19:30 Show cultural Parafolclórico FUMEB e Show Banda Didá

 

30/05/2010

Domingo

Santo Amaro da Purificação e Cachoeira

“Bebendo na fonte… um passeio pelo Recôncavo Baiano”

08:00 Saída de ônibus:

Salvador – Forte de Santo Antônio Além Carmo | Arembepe| Camaçari |Lauro de Freitas

09:30 Cidade de Santo Amaro – Palestra, oficina de samba e roda de capoeira

| Teatro D. Canô, Casa do Samba e Praça da Matriz

12:00 Intervalo para almoço

13:00 Saída de ônibus | frente à Casa do Samba

14:00 Cidade de Cachoeira – Palestra  e roda de encerramento do Capoeira de Saia

| Instituto Danemann e Rodoviária

16:00 Entrega de Kit Lanche

16:30 Retorno a Salvador – Forte de Santo Antônio | Camaçari | Lauro de Freitas | Arembepe

 

2. Capoeira de Saia 2010 | Curso de Qualificação e Formação para Capoeiristas

Em sua 1ª edição piloto o curso terá divulgação realizada a partir de março até outubro, inscrições abertas a partir de agosto, seleção de aprovados pela comissão dôo curso divulgada em setembro para então iniciar suas atividades no dia 1º de outubro, com encerramento previsto para meado de dezembro onde as (os) alunas (os) deverão estar participando da cerimônia de certificação no Teatro Caetano Veloso na Universidade do Estado da Bahia – UNEB.

O curso será composto por quatro linhas de estudo que oferecerão 40 vagas por cada linha, totalizando a qualificação de 160 capoeiristas certificadas (os) pela UNEB.  São elas:

  • Curso de produção, gestão e elaboração de projetos culturais em Capoeira;
  • Organização e planejamento do ensino em Capoeira;
  • Historicidade e ancestralidade na Capoeira;
  • Processo de Formalização dos Centros Culturais de Capoeira;

 

www.capoeiradesaia.com.br

capoeiradesaia@hotmail.com | capoeiradesaia@gmail.com

Carolina Magalhães | Mestra Brisa

Mestra de Capoeira | Produção Geral

brisacapoeira@msn.com | brisacapoeira@gmail.com

055.71.87935400 | 81349904

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

three × two =