Natal: Capoeira como arte de inclusão social
17 Mai 2008

Natal: Capoeira como arte de inclusão social

Ritmos, Origens, Desenvolvimento e Aprendizagem são os eixos de atuação da Roda, ONG potiguar que acaba de completar um ano de atividades

17 Mai 2008

Ritmos, Origens, Desenvolvimento e Aprendizagem são os eixos de atuação da Roda, ONG potiguar que acaba de completar um ano de atividades no bairro Planalto, Zona Norte de Natal.

Para marcar a data, na semana passada, uma grande roda de capoeira e outras atividades reuniram parceiros, amigos e voluntários em um domingo de comemoração.

O grupo trabalha com a inclusão social de crianças e jovens do bairro por meio da arte da capoeira. Para isso, realiza atividades físicas, teóricas, manuais e musicais relacionadas à capoeira e outras danças afro-brasileiras.

Quatro vezes por semana, as crianças têm treino de capoeira. A noite de segunda-feira é o momento quando todas as turmas e visitantes se encontram, com a tradicional roda de capoeira. Atualmente vinte crianças e vinte jovens participam das atividades, que são gratuitas.

Para participar, as crianças têm que ser acompanhadas dos pais no momento da inscrição. A única exigência é que os alunos devem comprovar que estão freqüentando a escola.

Além da oportunidade de desenvolvimento pessoal para os jovens em situação de risco, a associação também possibilita a inclusão no mercado de trabalho. A primeira turma de capoeira do projeto do professor Zezinho forma hoje o grupo Celeiro de Bamba. A capoeira, antes usada como diversão para os ex-alunos, agora é o instrumento de trabalho deles. Os capoeiristas fazem apresentações para se sustentar.

A Associação Roda surgiu a partir do projeto Crianças Capoeiristas do Planalto, desenvolvido durante dez anos pelo professor José Cândidado, conhecido pelos alunos como professor Zezinho.

Há um ano, em parceria com a sócia-fundadora Maria Guallar e com a voluntária Chiara Lenva, o professor decidiu ampliar o projeto e criou a Associação Ritmos, Origens, Desenvolvimento e Aprendizagem (Roda).

A proposta é ampliar cada vez mais. ‘‘Além da capoeira, a gente está desenvolvendo outras atividades, como palestras e aulas de idiomas. A idéia é que a academia seja um centro, um ponto de referência para o bairro’’, conta a italiana Chiara Lenva, voluntária do grupo. A associação é formada por três diretores, três coordenadores, sócios e voluntários.

BENEFÍCIOS

A Roda aproveita os benefícios da capoeira para facilitar a socialização entre as crianças do bairro. ‘‘As potencialidades são incríveis, principalmente para as crianças que estão em um bairro de muita criminalidade e consumo de drogas’’, explica a voluntária Chiara. ‘‘Todas as crianças que participam do grupo levam uma vida saudável. E a capoeira tem regras. Elas aprendem a respeitar o outro’’.

Segundo a voluntária, as vantagens da capoeira são para toda a vida. ‘‘Em primeiro lugar, é um estilo de vida. E um estilo saudável’’, relata Chiara, que também aproveita as aulas de capoeira. ‘‘E tem o benefício social. Quando você escolhe um grupo, acha uma família. A roda é um momento especial, para ficarmos juntos com os outros’’, completa.

A academia da Roda funciona no bairro do Planalto, próximo à linha do trem. O grupo tem planos de comprar um terreno maior para ampliar as atividades. Para doações em dinheiro ou materiais, patrocínio ou oferta de ajuda voluntária, os colaboradores podem entrar em contato com os diretores pelo e-mail aroda@aroda.org ou acessar informações sobre conta bancária para depósito no site www.aroda.org

Fonte: Diário de Natal – http://diariodenatal.dnonline.com.br

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

7 − cinco =