CAPOEIRA: Origem e Significado do Vocábulo
29 Mai 2006

CAPOEIRA: Origem e Significado do Vocábulo

Matéria retirada do Jornal do Capoeira, www.capoeira.jex.com.brMantendo a colaboração e a parceria estabelecida entre estes dois meios de comunicação, o Portal Capoeira

29 Mai 2006
Matéria retirada do Jornal do Capoeira, www.capoeira.jex.com.br
Mantendo a colaboração e a parceria estabelecida entre estes dois meios de comunicação, o Portal Capoeira selecionou uma matéria interessante… vale a pena conhecer… e refletir…
Luciano Milani

Esta crônica foi a primeira enviada pelo Capoeira-Pesquisador Raphael Pereira Moreno, de São Carlos-SP. Na verdade é ela que inaugura a série “Toques de Capoeira”, que o autor, gentilmente, estará enviando para nosso “Jornal do CAPOEIRA”.
Do minidicionário de língua portuguesa Aurélio Buarque de Holanda Ferreira:

ca.po.ei.ra.1
s. f. 1. Gaiola grande onde se criam e alojam capões e outras aves domésticas. 2. O conjunto das aves domésticas.
ca.po.ei.ra.2
Bras. s. f. 1. Terreno onde o mato foi roçado e/ou queimado para cultivo da terra, ou outro fim. 2. Jogo atlético individual, com um sistema de ataque e defesa. * S2g. 3. Quem o pratica.
Do dicionário eletrônico Michaelis:

ca.po.ei.ra.1
s. f. 1 Mato de pequeno porte que nasceu nas derrubadas da mata virgem. 2. Esp. Jogo atlético de ataque e defesa.
ca.po.ei.ra.2
s. f .2. Jacá para transportar galinhas.
José de Alencar, primeiro estudioso a analisar a palavra CAPOEIRA, em 1865, propôs para a origem do vocábulo o tupi CAA-APUAM-ERA, traduzido por ilha de mato já cortado. A composição da palavra ainda não foi totalmente esclarecida existindo diversas possibilidades para a montagem do vocábulo. Seguindo na proposta de origem em um vocábulo tupi-guarani, as opções mais aceitas pelos pesquisadores são CAÁPUÊRA e COÓPUERA.
Analisando CAÁPUERA, origem proposta em 1880 por Macedo Soares, nas palavras portuguesas de origem guarani, a sílaba CÁ, do guarani CAÁ, significa coisa de mato, planta, floresta virgem ou erva. Enquanto que o adjetivo PUÊRA significa a expressão do pretérito, que quer dizer o que foi, não existe mais. Portanto, pode-se aceitar como significado para a palavra capoeira mato extinto.
Tomando como partida a palavra COÓPUERA,onde COÓ significa roça, a palavra CAPOEIRA tem como significado roça abandonada. Para quem defende essa segunda versão, a palavra passaria de coópuera para capoeira, como evolução natural, assim como já aconteceu com outras palavras.
Também se atribui a palavra CAPOEIRA ao nome popular de uma ave (Opontoohorus Capueira, Soix), também conhecida por URU ou URU-DO-NORDESTE. É uma ave que vive no chão, muito semelhante ao faisão e CAPOEIRAS também eram chamados os caçadores desta ave. Em outro sentido para capoeira, Macedo Soares nos conta que os moleques ou pastores que vigiavam gado, para chamarem uns aos outros e também ao gado, reproduziam o canto da capoeira (URU) assobiando. Dessa forma o moleque que tinha essa missão era chamado capoeira.
Hoje em dia, existem mais de 25 definições para a palavra capoeira, porém na grande maioria, com significados em algum tipo de mato ou ave.
Aqui também podemos abrir um espaço para uma outra face interessante dessse assunto, que são as diferentes formas faladas ou escritas, já com a intenção de designar a arte da Capoeira. Em registros do início do século passado e em alguns nem tão antigos (anos 60) encontramos as formas CAPUEIRA, CAPUERA, CAPOERA e CAPOEIREIRO designando o jogo ou os praticantes. CAPOEIRAGEM é outra forma bastante utilizada, principalmente ao analisar os registros do Rio de Janeiro antigo.
Com a origem e o significado morfológico da palavra CAPOEIRA não completamente resolvidos, porém em parte entendidos, podemos começar a analisar a ligação entre o nome tupi-guarani e o nosso “jogo de pernas pro ar”.
Ainda que existam pesquisadores que relacionem o jogo da capoeira que nós conhecemos com o comportamento ciumento da ave protegendo seu território, de todas as definições já apresentadas por folcloristas e estudiosos, acredito que duas podem realmente nos levar a origem do nome dessa nossa luta-dança-esporte-música afro-brasileira.
Na primeira delas, os negros escravos, durante suas horas de folga (que de fato eram muito poucas) se reuniam num local de mato rasteiro, já cortado, onde realizavam suas danças, resquícios de um passado livre na África. Danças inofensivas aos olhares dos ioiôs, iaiás e feitores. Nesse ritual, os negros camuflaram um treinamento de luta, e mais do que isso, mantiveram uma ligação entre o processo de aculturação – os horrores na senzala – imposto pela escravidão e as manifestações culturais nativas de seus  povos.
Na segunda, os negros escravos ou forros levavam gaiolas de aves para serem vendidas nos portos e mercados, e enquanto estes não abriam suas portas, os negros se divertiam numa brincadeira de pernadas e cabeçadas.
Neste momento chegamos a um conflito histórico e muito discutido pelos capoeiras e historiadores. Se seguirmos a primeira ligação, onde o negro escravo na senzala se utilizava da dança como um treinamento camuflado visando a liberdade, acabamos por definir o surgimento da capoeira como um fenômeno estritamente rural que foi se expandindo até atingir as cidades. Em contrapartida, adotando a explicação das brincadeiras nos portos, chegamos a um surgimento urbano da capoeira.
Há também quem diga que na origem da capoeira existiu forte influência indígena… mas é inegável a presença dos valores africanos nos rituais… porém, essa discussão já é assunto para um próximo texto! (ler: Brasil ou África: onde nasceu a capoeira?)
Sagu ” raphaelmoreno@yahoo.com.br
São Carlos – 20/09/2004
Fontes consultadas:
1. Waldeloir Rego. “Capoeira Angola: um ensaio sócio-etnográfico”, Ed. Itapoan, Salvador, 1968.
2. Aurélio Buarque de Holanda Ferreira. Mini dicionário da língua brasileira Escolar.
3. Michaelis. Dicionário eletrônico.
4. Alceu Maynard Araújo. “Folclore Nacional”, 1967.
Aproveite e consulte o Dicionário da Capoeira, uma ferramenta interativa com vocábulos pertencentes ao mundo da capoeira

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

eleven − one =