História: Certidão de nascimento de Mestre Pastinha
27 Jun 2009

História: Certidão de nascimento de Mestre Pastinha

Depois de uma certa polêmica com relação ao verdadeiro nome de Mestre Pastinha, nosso querido amigo, parceiro e um dos mentores deste

27 Jun 2009

Depois de uma certa polêmica com relação ao verdadeiro nome de Mestre Pastinha, nosso querido amigo, parceiro e um dos mentores deste Portal, Mestre Decanio, nos brindou com um documento de raro valor histórico: A Certidão de nascimento de Mestre Pastinha., documento este que veio iluminar o assunto… A confusão e a demora em corrigir um artigo publicado em nosso portal em 2007 que falava diretamente sobre o grande mestre Pastinha, foi agravada pela referência ao nome do mestre na consagrada Enciclopédia Online a Wikipédia – (http://pt.wikipedia.org) cujo artigo principal com o nome do mestre, fazia referencia a JOAQUIM VICENTE FERREIRA PASTINHA.

Depois de alguma pesquisa com mestres diretamente ligados a história e tradição da Capoeira Angola, assim como discipulos e conhecedores da vida e da obra de mestre pastinha, conseguimos uma prova irrefutável do verdadeiro nome de Mestre Pastinha. Aproveitamos o documento de raro valor histórico para compartilhar e corigir a sua referência na Wikipédia.

Para baixar a Certidão de nascimento de Mestre Pastinha, visite nossa seção de Downloads da Capoeira.

 

Vicente Ferreira pastinha (Mestre Pastinha), nascido em 1889 dizia não ter aprendido a Capoeira em escola, mas “com a sorte”. Afinal, foi o destino o responsável pela iniciação do pequeno Pastinha no jogo, ainda garoto. Em depoimento prestado no ano de 1967, no ‘Museu da Imagem e do Som’, Mestre Pastinha relatou a história da sua vida: “Quando eu tinha uns dez anos – eu era franzininho – um outro menino mais taludo do que eu tornou-se meu rival. Era só eu sair para a rua – ir na venda fazer compra, por exemplo – e a gente se pegava em briga. Só sei que acabava apanhando dele, sempre. Então eu ia chorar escondido de vergonha e de tristeza.” A vida iria dar ao moleque Pastinha a oportunidade de um aprendizado que marcaria todos os anos da sua longa existência.

“Um dia, da janela de sua casa, um velho africano assistiu a uma briga da gente. Vem cá, meu filho, ele me disse, vendo que eu chorava de raiva depois de apanhar. Você não pode com ele, sabe, porque ele é maior e tem mais idade. O tempo que você perde empinando raia vem aqui no meu cazuá que vou lhe ensinar coisa de muita valia. Foi isso que o velho me disse e eu fui”. Começou então a formação do mestre que dedicaria sua vida à transferência do legado da Cultura Africana a muitas gerações. Segundo ele, a partir deste momento, o aprendizado se dava a cada dia, até que aprendeu tudo. Além das técnicas, muito mais lhe foi ensinado por Benedito, o africano seu professor. “Ele costumava dizer: não provoque, menino, vai botando devagarinho ele sabedor do que você sabe (…). Na última vez que o menino me atacou fiz ele sabedor com um só golpe do que eu era capaz. E acabou-se meu rival, o menino ficou até meu amigo de admiração e respeito.”

Foi na atividade do ensino da Capoeira que Pastinha se distinguiu. Ao longo dos anos, a competência maior foi demonstrada no seu talento como pensador sobre o jogo da Capoeira e na capacidade de comunicar-se. Os conceitos do mestre Pastinha formaram seguidores em todo Brasil. A originalidade do método de ensino, a prática do jogo enquanto expressão artística formaram uma escola que privilegia o trabalho físico e mental para que o talento se expanda em criatividade. Foi o maior propagador da Capoeira Angola, modalidade “tradicional” do esporte no Brasil.

 

* A Certidão de nascimento de Mestre Pastinha foi partilhada pelo nosso querido amigo e um dos mentores do Portal Capoeira, mestre Decanio.

Um grande abraço repleto de um desejo de paz, saúde e prosperidade para este grande ser humano.

Visite: http://capoeiradabahia.portalcapoeira.com

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

5 × 3 =