11º Show Cultural de Capoeira movimenta o Distrito Federal
29 Abr 2009

11º Show Cultural de Capoeira movimenta o Distrito Federal

Evento cultural em comemoração ao Dia do Trabalho leva arte e cultura a moradores de 21 comunidades no Riacho Fundo I. Brasília

29 Abr 2009

Evento cultural em comemoração ao Dia do Trabalho leva arte e cultura a moradores de 21 comunidades no Riacho Fundo I.

Brasília – A idéia de agregar cultura e ação social motivou a parceria entre a produtora Engenho de Arte e o Centro Cultural e Social Grito de Liberdade – Mestre Cobra, entidade que atua há 15 anos no Distrito Federal e que tem como carro-chefe promover a inclusão social por meio da capoeira usada como ícone de abordagem dentro dessas comunidades. “É uma maneira de abrir um leque para outras manifestações culturais que trazem valores primordiais para a prevenção e re-socialização de crianças, jovens e adultos em situação de risco”, explica Luiz Cláudio França, o mestrando Minhoca, vice-presidente do Grupo Grito de Liberdade.

Como resultado dessa união, o Grupo Social e a Engenho de Arte e promovem, a partir de 1º de maio, o 11º Show Cultural de Capoeira, em homenagem ao Dia do Trabalho. Serão três dias de evento, que mostrarão os trabalhos desenvolvidos nas comunidades beneficiadas pelo Centro Social. O evento será das 9 horas à meia-noite, na Área Central 4, ao lado do Terminal Rodoviário do Riacho Fundo I. Para participar, basta doar 1 kg de alimento não-perecível. “Com os alimentos arrecadados, vamos montar cestas básicas e doar às famílias cadastradas em nosso projeto”, comenta Mestre Cobra, criador do evento.

Um dos projetos a serem apresentados também é fruto da parceria entre a Engenho de Arte e o Grito de Liberdade. Trata-se do “Filhos da Luta”, um grupo comandado por Núbia Santana, que proporciona aos ex-detentos do Centro de Atendimento Juvenil Especializado (CAJE) atividades de inclusão social. “Os meninos vão trabalhar com a parte musical e fazer um show de Rap. Eles foram acolhidos pelo Centro Cultural. Isto é muito importante para a reintegração desses jovens na sociedade”, considera a idealizadora.

Outro projeto que irá se apresentar e que tem o intuito de disseminar os valores culturais é o “Jogando no Picadeiro”, uma parceria com o Circo e Teatro Artetude, que une capoeira com circo, cujo objetivo é melhorar o desenvolvimento físico e mental dos participantes.

O evento também contará com outras atrações culturais, como danças afro-brasileiras promovida pelo Instituto Cultural Congo Nya, música regional com Martinha do Coco, Maracatu com Tambores do Paranoá e show com Grupo Cultural Pé do Cerrado com índios Fulni-ô, além de apresentações de trechos da peça Farsa da Boa Preguiça, de Ariano Suassuna.

Ainda durante o evento serão realizadas oficinas de Capoeira Angola e Coco Zambe, ministradas por mestres renomados internacionalmente como Gildo Alfinete (BA), Boa Gente (BA), Pelé da Bomba (BA), Ciro Lima (BA) e Tiego Nicácio (RN).

O encerramento do evento será no dia 3 de maio em frente à Catedral de Brasília, das 10 horas às 12 horas, com uma grande roda de Capoeira Angola e a participação dos mestres, integrantes dos projetos e das famílias beneficiadas pela doação de alimentos.

Além do Centro Cultural Social Grito de Liberdade – Mestre Cobra e da Produtora Engenho de Arte, o 11º Show Cultural de Capoeira conta com o apoio da Secretaria de Esportes do Distrito Federal, Secretaria Especial de Políticas de Promoção e Igualdade Racial (SEPPIR), SESC-DF, Administração Regional do Riacho Fundo I e Circo Teatro Artetude.

Perfil da Engenho de Arte – A Engenho de Arte atua, desde 2005, na produção audiovisual e teatral. Dirigida pela cineasta Núbia Santana e administrada por Francisco Santana, a produtora possui uma infra-estrutura apta a conceber e a realizar filmes em curta e longa-metragem, produzir vídeos institucionais e publicitários, executar transmissões em tele-conferência e montar peças teatrais. Entre as principais produções estão o curta-metragem Degraus (2005), exibido na 30ª Mostra Internacional de São Paulo, e a peça teatral A Farsa da Boa Preguiça (2005 e 2006), adaptada da obra homônima de Ariano Suassuna. A Engenho de Arte se destaca no ramo das produtoras culturais por trabalhar com três linguagens: o teatro, o cinema e o vídeo. A produtora também promove cursos e seminários e desenvolve projetos de cunho social.

Perfil da Centro Cultural Social Grito de Liberdade – Mestre Cobra – Há mais de 15 anos no Distrito Federal, o Centro Cultural e Social Grito de Liberdade é uma associação sem fins lucrativos, que atua na promoção da defesa dos bens e direitos sociais, coletivos e difusos, relativos ao patrimônio cultural, histórico, artístico e natural. Opera sempre em linhas de ações para melhorar a qualidade de vida da sociedade e criar mecanismos que colaborem para implementar a prática e disseminação das artes da cultura negra brasileira.

11º Show Cultural de Capoeira, dia 1º de maio (sexta-feira), 2 de maio (sábado) e 3 de maio (domingo), das 9h à meia-noite, Área Central 4, ao lado do Terminal Rodoviário do Riacho Fundo I. 1 Kg alimento não-perecível.

Fonte: http://www.revistafator.com.br

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

five × three =