São Paulo: Homenagem a Mestre Zé  de Freitas
10 Ago 2009

São Paulo: Homenagem a Mestre Zé de Freitas

Capoeiristas de São Paulo convidam para roda em homenagem a Mestre Zé  de Freitas e gravação de DVD A história da capoeira

10 Ago 2009

Capoeiristas de São Paulo convidam para roda em homenagem a Mestre Zé  de Freitas e gravação de DVD

A história da capoeira não está nos livros, mas na cabeça de muitos mestres antigos e de quem conviveu com eles. Preservar essa história tem a ver com a sobrevivência e o fortalecimento da capoeira e também com o cuidado com esses mestres. No domingo, 16, a capoeiragem de São Paulo vai se reunir para conhecer um pouco mais sobre  Mestre Zé de Freitas, baiano de Alagoinhas e um dos precursores da capoeira no estado. O encontro acontecerá a partir das 11h, na Escola Vera Cruz, e irá resultar em um DVD sobre o Mestre.

Em uma mesa redonda, capoeiristas e pessoas próximas do Mestre Freitas contarão histórias e memórias de fatos ocorridos com ele, que treinou com Waldemar da Paixão e que chegou em São Paulo em 1959, voltando para sua terra Natal em 1999. Logo após os relatos, Mestre Brasília ministrará uma aula de capoeira, que servirá de aquecimento para uma grande roda em homenagem a Zé de Freitas. Será cobrada uma entrada de R$ 10 por pessoa, com renda destinada ao homenageado. Haverá ainda uma apresentação sobre a Ação Griô, com projetos de resgate da memória da capoeira, feita por Mestre Alcides.

Mestre Zé de Freitas

Ao longo dos 40 anos que viveu na capital paulista, Zé de Freitas foi uma figura importante para o desenvolvimento da capoeira na cidade. Ele foi aglutinador dos capoeiristas. Suas aulas no CMTC Clube, onde além de capoeira ensinava luta livre, tornaram-se referência para os que chegavam na cidade. Foi ali que capoeiristas como Mestre Brasília, Mestre Suassuna, Mestre Joel se encontraram pela primeira vez. Foi com ele também que Mestre Pinatti, um dos poucos paulistas que se dedicava à capoeira nos anos 60, consolidou seu aprendizado de capoeira e encontrou-se com os baianos.

Mestre Freitas também participou de novelas; trabalhou como segurança de Manoel da Nóbrega, o principal humorista da Praça da Alegria; foi um dos treinadores do jogador Pelé para o filme A marcha de Chico Bondade, de 1972. Também em São Paulo fundou sua academia, a Associação de Lutas Unidas Capoeira Freitas, no bairro do Sapopemba.

Hoje, aos 83 anos, completados em abril, Mestre Zé de Freitas já não ensina por conta de problemas com a visão. No domingo, 16, parte da sua história estará sendo contada e seu legado revivido. Todo o material do encontro de domingo será gravado e usado na produção de um DVD sobre sua obra. O DVD será vendido e a renda revertida para o Mestre, que, a exemplo de muitos outros, como Pastinha e Bimba, chegaram à sua velhice sem boas condições financeiras.

Serviço

O que: Roda em homenagem a Mestre Zé de Freitas

Quando: domingo, 16 de agosto de 2009 – das 11h às 15h

Onde: Escola Vera Cruz – Rua Baumann, 73 – Vila Leopoldina (próxima ao Ceagesp)

Valor: R$ 10 (a renda será destinada ao Mestre)

Programa:

11h – Mestre Alcides e a Ação Griô

11h30 – Mesa redonda sobre Mestre Freitas

12h30 – Aula com Mestre Brasília

13h30 às 15h – Roda de Capoeira

Maiores informações: (11) 93953907 com Mestre Brasília

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

dois × 5 =