Ceará: Nota de falecimento – Mestre Soldado
27 Jul 2009

Ceará: Nota de falecimento – Mestre Soldado

A CAPOEIRA ESTÁ DE LUTO Faleceu na última sexta-feira, dia 24 de julho de 2009 em Fortaleza-Ce, uma das maiores referências da

27 Jul 2009

A CAPOEIRA ESTÁ DE LUTO

Faleceu na última sexta-feira, dia 24 de julho de 2009 em Fortaleza-Ce, uma das maiores referências da Capoeira Mundial, Everardo Carlos Pereira, o Mestre Soldado, representante da Cia. Terreiro do Brasil. Mestre Soldado lutava contra um câncer, desde março deste ano.

Nasceu no dia  23 de outubro de 1964 e iniciou na capoeira no ano de 1978, com o Mestre Everaldo Ema, no colégio Júlia Jorge em Fortaleza. Em 1982, trabalhou em parceria com o Fundo Cristão para Crianças – CCF, realizando um trabalho de cunho social com crianças de áreas de risco através da prática da Capoeira. Desenvolvendo a partir daí seu primeiro Grupo de Capoeira na comunidade do Km-5 via férrea e Reino Encantado. No mesmo ano filiou-se ao Mestre Skysito e passou a ser integrante da Terreiro Capoeira do Brasil. Em 1984 desenvolveu trabalho junto a comunidade do Carlito Pamplona, no Centro Comunitário daquele bairro, sempre com a Capoeira. Em 1986 assumiu a Terreiro Capoeira, nesse mesmo período consagrou-se vice-campeão do Festival Praia Verde em Brasília,  representando o Ceará. Em 1988, implantou a Capoeira no Município de Caucaia-Ce, começando pelo Conj. Nova Metrópole e posteriormente integrou os quadros da Prefeitura junto ao Centro Comunitário de Caucaia. Em 1989 desenvolveu trabalho de implantação da capoeira no estado do Tocantins, recentemente criado naquela data, onde esteve presente por quinze anos. Em 1990 recebeu o Prêmio de Celebridade que mais contribuiu para a Cultura no Estado do Tocantins, promovido pelo Governo do Estado. Em 1991 consagrou-se Campeão dos Jogos Abertos de Brasília representando o Tocantins e foi homenageado com a graduação de Mestre, integrando a 1ª turma da Associação Brasileira dos Professores de Capoeira – ABPC. Em 2008 retornou a Fortaleza, assumindo novamente a Terreiro do Ceará, coordenou a realização do IV Simpósio Internacional de Capoeira contando com a participação direta de mais de 150 pessoas e público rotativo durante os três dias do evento de mais de 500 participantes. Também integrou a Comissão de Trabalho da Semana Municipal da Capoeira de 2008 no Município de Fortaleza-Ce, conforme Lei Municipal nº 9.041/05.  Compôs a mesa de debates da 3ª Audiência Pública na Câmara Municipal de Fortaleza de 2008, tratando dos temas: Profissionalização do Professor de Capoeira e alteração da nomenclatura da profissão junto ao CBO – Código Brasileiro de Ocupação.

Durante sua trajetória sempre desenvolveu trabalhos de cunho filantrópico com a Capoeira, visando o crescimento, reconhecimento e inclusão social das comunidades carentes e desprivilegiados, tendo notório reconhecimento junto a comunidade capoeirística dos Estados do Ceará e Tocantins, sendo ainda um Mestre de renome nacional e internacional.

Atualmente desenvolvia trabalho de Formação de Graduados (educadores de capoeira) junto a UFC- Faculdade de Educação – FACED.

Durante o período de 1982 até 1989 realizou vários eventos, batizados, cursos, simpósio, cursos de reciclagem em Fortaleza em benefício da capoeira do estado do Ceará.

Pessoa serena, paciente, batalhador. Excelente esposo, pai exemplar, um Mestre respeitado, amigo e dedicado, um grande homem de fé, esse era meu Mestre Soldado.

Professora Claudinha
Terreiro Capoeira do Ceará.
27/07/09

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

seventeen − six =