EDUCAÇÃO E NOVAS TECNOLOGIAS
25 Mar 2006

EDUCAÇÃO E NOVAS TECNOLOGIAS

Neste artigo o Professor Acúrsio Esteves, nos relata a evidente influência e o papel relevante das ferramentas de informação em nossas vidas…  Muitos

25 Mar 2006
Neste artigo o Professor Acúrsio Esteves, nos relata a evidente influência e o papel relevante das ferramentas de informação em nossas vidas…  Muitos devem estar perguntando… o que é que isso tem em comum com a capoeira? Pra que isso me interessa???
 
O Portal Capoeira sugere a leitura desta matéria e aproveita para fazer uma analogia entre o sistema de educação formal e o sistema de educação representado pela "CAPOEIRA".
 
Hoje existem diversos sitios e um vasto leque de material disponível na internet para todo e qualquer capoeirista interessado na busca incessante pelo conhecimento poder fazer valer este diretio inenarrável do ser humano: "O apreender". Cabe a cada um de nós capoeiristas de coração fazer uso deste enorme potencial, Vale lembrar que a cerca de dez a quinze anos atrás era quase que uma missão impossível conseguir matérias sobre a capoeira… Era como garimpar em busca de ouro… Mesmo no campo das produções literárias a oferta era pequena…
 
Hoje com a evolução das tecnologias, com a massificação da comunicação… nós capoeiristas ou não, temos acesso a um menu dos mais vastos e variados… Temos documentos históricos disponíveis, temos manuscritos de grandes Mestres de Capoeira, temos teses de mestrado… temos o Jornal do Capoeira, Temos vários colaboradores que escrevem com paixão pelo simples fato de somar e colaborar… Temos ferramentas de divulgação… onde os grupos ou Mestres podem apresentar seu trabalho, aumentando o seu potencial… Temos o Portal Capoeira… Enfim temos a informação democratizada!!!
 
Portanto cabe a cada um de nós buscar um lugar neste jogo… as cartas estão na mesa… ou melhor no monitor… As possibilidades são quase que infinitas…

 

"Capoeira é uma fonte infinita de saber….
Mata a minha e a sua sede….
E a de quem quiser beber…"
Luciano Milani

É consenso que um consistente domínio da tecnologia e da comunicação tornou-se fundamental para que o indivíduo garanta  uma boa posição no trabalho, um pleno desenvolvimento pessoal e o exercício de cidadania. È evidente então ser função da escola nos dias atuais, garantir aos seus alunos um sólido aporte tecnológoco.
 
As tecnologias da informação, cujo papel é por demais evidente nos setores da produção dos serviços e dos meios de comunicação social, não constituem um simples fenômeno passageiro, pelo contrário, vieram para ficar e a escola não tem possibilidade de fugir à sua influência. O grande problema é saber qual deverá ser a sua função e qual a melhor estratégia para a sua integração nas atividades educativas.
 
Num momento em que à escola se colocam desafios cada vez mais fortes, decorrentes do dinamismo da própria sociedade em mudança, é necessário estarmos atentos as potencialidades das tecnologias de informação na educação, para que delas possamos usufruir na sua plenitude.  Faz-se necessário encará-las como um imprescindível instrumento educativo, de grande relevância para todos os níveis de ensino, a partir das séries iniciais.
 
A idéia das novas tecnologias, considerando aí de forma privilegiada o computador em rede, como ferramenta nas mãos do aluno, conduz de forma natural à valorização de atividades de  forte cunho interdisciplinar.
 
Pela possibilidade de realização destas  atividades  tanto na sala de aula quanto em espaços alternativos de aprendizagem ou em casa, descortina-se a possibilidade do favorecimento do intercâmbio de conteúdos entre diferentes áreas do conhecimento como preconizado pelas mais atuais concepções de educação.
 
As novas tecnologias a serviço de diversas perspectivas pedagógicas devem ter o papel precípuo de auxiliar professores e alunos favorecendo a pesquisa, gestão e tratamento da informação, suscitar a curiosidade estimulando a descoberta, evidenciar e auxiliar na resolução de problemas e desafios.
 
Seu uso deve ser preconizado como uma  ferramenta,  que deverá estar disponível para permanente utilização ao lado de outros recursos didáticos. A associação dos meios informáticos ao sistema educacional  deve ser capaz  de enriquecer as estratégias do processo ensino aprendizagem e estimular o surgimento de novas metodologias que primem por incentivar a participação individual e coletiva, a iniciativa e a criatividade. Desta forma, ela se torna um aporte  de novas estratégias dentro da escola numa perspectiva inter e multidisciplinar, favorecendo sempre a ligação entre o saber elaborado e a realidade social, econômica e política, auxiliando na formação de cidadãos críticos e participativos.
 
Elas não se contrapõe aos métodos tradicionais de ensino, ao contrário, os  complementam. Explico melhor: na educação a máquina nunca substituirá o homem, o computador não pode substituir o livro e o vídeo não  deve substituir o professor.
 
As novas tecnologias, entretanto, vêm exigir do educador novas responsabilidades e tarefas advindas dos novos paradigmas que lhe serão propostos. Estes, ao invés de entrar em conflito consigo,  constituirão sempre novos desafios e evidenciarão ainda mais a importância do docente  dentro do processo educacional.
 
Em contrapartida o professor não poderá descuidar-se da constante atualização na sua formação, visto que as  suas competências e conhecimentos deverão acompanhar de perto a evolução tecnológica que se processa numa velocidade geométrica.
 
Esperamos que esta reflexão  possa ser de interesse para todos aqueles que se preocupam com a problemática da inovação na área educacional, em especial no que diz respeito à integração das novas  tecnologias de informação aos métodos de ensino vigentes nos sistemas educacionais.
 
 
EDUCAÇÃO E NOVAS TECNOLOGIAS* O professor e pesquisador Acúrsio Esteves, é formado em Educação Física pela UCSal, com mestrado em Gestão de Organizações UNEB/UNIBAHIA e é professor da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Salvador. Leciona também nas Faculdades Jorge Amado e Fundação Visconde de Cairu, respectivamente nos cursos de Educação Física e Turismo, sendo também autor dos livros Pedagogia do Brincar e A “Capoeira” da Indústria do Entretenimento.
Contactos: (71) 3233-9255 / 9946-4743
e-mail:
acursio@oi.com.br
            acursio1@terra.com.br
Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

15 − eight =