CAMÉLIAS DO LEBLON
07 Mai 2009

CAMÉLIAS DO LEBLON

Demorou 121 anos para que as Camélias da Liberdade voltassem a florir no Quilombo do Leblon. Resultado do projeto, “As Camélias estão

07 Mai 2009

Demorou 121 anos para que as Camélias da Liberdade voltassem a florir no Quilombo do Leblon. Resultado do projeto, “As Camélias estão Voltando”, lançado no ano de 2006 pelo professor de capoeira Leonardo Dib (Boiadeiro), o Clube Campestre da Guanabara no Alto Leblon, já conta com duas Cameleiras repletas de botões.

No dia 13 de maio é realizado o evento CAMÉLIAS DO LEBLON, a festa consiste em uma celebração que busca divulgar a história de um dos movimentos abolicionistas mais importantes da história da abolição, o QUILOMBO DO LEBLON.

A data é repleta de atrações e a cada ano uma personalidade negra é homenageada. Já foram saudadas personalidades como Mestre Bimba em 2006, Mestre Pastinha em 2007 e Solano Trindade em 2008. No ano de 2009 o homenageado é Ataulfo Alves, um dos maiores sambistas da história, compositor e intérprete de pérolas da musica popular brasileira.

Teremos um batizado de capoeira, apresentação de parte da peça teatral CAMÉLIAS DA LIBERDADE com alunos da oficina de teatro e dança do núcleo de arte do Leblon, apresentação de JONGO e SAMBA DE RODA além da presença dos filhos de Ataulfo Alves.

O cartaz do evento foi feito por um Angolano, Augusto Lopes Delgado, morador da Ilha de Luanda é estudante de designer publicitário e fez questão de elaborar essa linda arte para o “CAMÉLIAS DO LEBLON 2009”.

 

At.

Leonardo Dib                                                                                                              

Coordenador do Centenário de Ataulfo Alves

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
  1. Gleibson Junho 12th, 2018 5:56PM

    Olá boa tarde!

    Sou iniciante na capoeira, gosto muito desta arte que remete as origens do nosso Brasil, dou muito valor ao portal capoeira, pelos eventos acontecidos no Camélias do Leblon e gostaria de sugerir para o próximo evento ser convidado os bisnetos da princesa Isabel, A família imperial faz boas referencias sobre a capoeira e os negros que eles lutaram para abolir a escravidão.

Comentário

19 + 19 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.