Sexta cultural na Fundação Palmares
21 Ago 2009

Sexta cultural na Fundação Palmares

Nesta sexta-feira uma mostra da rica diversidade cultural afro-brasileira no palco da Palmares, com direito a canja da cantora baiana Margareth Menezes

21 Ago 2009

Nesta sexta-feira uma mostra da rica diversidade cultural afro-brasileira no palco da Palmares, com direito a canja da cantora baiana Margareth Menezes

Cortejo da lavagem, com a presença da cantora Margareth Menezes, apresentação das oficinas de percussão e de chula, roda de capoeira com mais de cem mestres de todo o Brasil, degustação de comida afro, representada pelo caruru, samba de roda e congada. Todas essas manifestações fazem parte do rico acervo cultural afro-brasileiro, que estão presentes na festa do 21º aniversário da Fundação Palmares.

Às 10h, o Cortejo da Lavagem, organizado pelo Terreiro Ilê Ase Ode Onisegum – Pai Ribamar, abre a programação do dia.  Na ordem, os alunos da oficina de percussão de Mário Pam (percussionista do bloco afro Ilê Aiyê) fazem uma demonstração do que aprenderam no curso durante a semana.

Tem também a apresentação do músico Roberto Mendes, que ministrou a oficina de chula, ritmo característico do Recôncavo Baiano, uma espécie de samba de roda, que se tornou mais conhecido no Brasil através de algumas gravações de Caetano Veloso e Bethânia. Roberto Mendes é considerado por muitos críticos como um dos maiores compositores e violonistas brasileiros surgidos nos últimos vinte anos.

Logo após, mestres de capoeira de todo o Brasil, que participam do Encontro na Palmares, com representantes de 19 Estados brasileiros, realizam uma grande roda de capoeira.

E ainda tem mais. Degustação de comida afro-brasileira, representada pelo Caruru, que será servido conforme o ritual praticado nos terreiros de umbanda e candomblé; o Samba de Roda Suerdick, do Recôncavo Baiano; e a Congada Contos do Congo, de Minas Gerais, completam a programação de sexta-feira.

Toda essa programação será realizada em frente à sede da Fundação (Setor Bancário Sul, quadra 2, lote 11), de 10h às 20h.

Encerramento em grande estilo – Depois de uma semana de muita festa repleta de manifestações culturais afro-brasileiras, a Fundação Palmares promove no sábado, 22/08, mais uma oficina. Os músicos colombianos que participam do aniversário da Palmares e que foram trazidos pelo programa ACUA – Programa de apoio às comunidades rurais africanas da América Latina – promovem a Oficina de Ritmos Caribenhos e do Pacífico, no Pavilhão da Funarte, de 9h às 12h.

Veja como se inscrever.
http://www.palmares.gov.br/003/00301009.jsp?ttCD_CHAVE=2480

A partir das 20h30, um espetáculo bem ao estilo afro recepciona o público para o encerramento das festividades. Logo na chegada, o foyer do Teatro Nacional, Sala Villa-Lobos,  vai se transformar numa imensa passarela para o desfile de moda afro e modelos negras, programado pelo estilista mineiro Rodinei.

Ao fim do desfile, a perfomance “Entre dos mares: ensamble musical de Colômbia, Ecuador y Panamá” abre a programação musical da noite.

Em seguida, a entrega do prêmio Troféu Palmares, criado em reconhecimento a pessoas, expoentes da sociedade brasileira, que contribuem para o exercício do respeito, à diversidade e à cidadania e que tenham se dedicado à causa da cultura afro-brasileira.

Este ano, os homenageados são: Mãe Beata de Iemanjá; Esther Grossi; Haroldo Costa.
Leia aqui perfil dos homenageados

Em seguida, o show mais esperado entra em cena: o baiano Lazzo Matumbi e um dos maiores ícones negros da música popular brasileira Luiz Melodia

Assessoria de Comunicação
Inês Ulhôa – assessora de imprensa (9966-8898) ines.ulhoa@palmares.gov.br
Jacqueline Freitas
Marcus Bennett
Telefones: (61) 3424-0164/ 0165/ 0166
www.palmares.gov.br

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

nineteen + eighteen =