Blog

acompanhando

Vendo Artigos etiquetados em: acompanhando

Grupo de capoeira mobiliza comunidade no combate à dengue

Ação consistiu em recolher materiais que acumulam água parada, limpeza e conscientização da comunidade

O Centro Cultural de Capoeira Águia Branca, com apoio da Zoonoses e da Secretaria Municipal de Saúde de Uberaba, promoveu, ação de combate ao mosquito da dengue no bairro Fabrício e proximidades.

A mobilização contou com a participação de alunos, familiares, amigos e profissionais da Zoonoses, e consistiu em recolher materiais que acumulam água parada, limpeza e conscientização da comunidade. A ideia partiu de Ubiracy Galvão, o Mestre Café, que pretende realizar esse movimento nos próximos sábados, cada dia em um ponto diferente.

De acordo com Núbia Nogueira, mais conhecida como Professora Puma, que também faz parte da organização, o intuito é alertar a população para a gravidade do problema na cidade.

No fechamento das visitas, haverá uma roda de capoeira aberta. “É mais para chamar a atenção, pois a dengue é um problema preocupante e o mestre observou que passam os anos e sempre o ciclo da doença volta. Se não houver campanhas educativas será difícil combater, pois é uma questão que a comunidade precisa se sensibilizar para a necessidade de prevenir o desenvolvimento do mosquito. Mais importante do que a coleta de materiais é essa conscientização de cada um”, destacou Núbia.

A professora contou que o grupo passou de casa em casa levando informações sobre como combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. “Tivemos um profissional da Zoonoses acompanhando o grupo e a Secretaria cedeu luvas, sacos de lixo e um caminhão para recolhermos aquelas coisas que não dá para colocar no saco de lixo. Além disso, anotamos os casos de caixas d’água sem tampa, que nós não pudemos resolver e vamos repassar à Zoonoses, para que coloquem as tampas que faltam.

Os locais que apresentaram risco ou que o morador não quis receber o grupo também indicamos. Não podemos manipular o larvicida, por isso foi necessário o profissional nos acompanhando”, esclareceu Núbia Nogueira.

 

Fonte: http://www.jmonline.com.br

3 de Agosto: Dia do Capoeirista – Matéria I

Em homenagem ao DIA DO CAPOEIRISTA e ao mesmo tempo em sensibilização ao contexto atual (guerras, violência, falta de solidariedade…) o Portal Capoeira estará publicando durante o dia de hoje algumas matérias e reflexões sobre o “NOSSO DIA”, esperando que os nossos leitores e visitantes, capoeiristas ou não, busquem um melhor entendimento sobre o SER CAPOEIRISTA… e o porquê desta data?!
Luciano Milani
08/2006

No Dia do Capoeirista, nesta quinta (3), praticantes aliam tradição e modernidade

Para escapar da escravidão, se libertar dos castigos e fugir dos capitães de mato, os escravos brasileiros de séculos atrás reuniam-se na senzala e treinavam. Para que ninguém percebesse os golpes certeiros, disfarçavam a luta que praticavam em dança e, assim, enganavam feitores. Foi assim que nasceu a capoeira, no Brasil Colônia.

Centenas de anos depois, a prática ainda persiste, embora sem as mesmas razões libertárias. Nesta quinta-feira (3/8), Dia Nacional do Capoeirista, os praticantes desta arte não aprendem mais como escapar dos trabalhos forçados, mas sim lições que lhes servem para o corpo e para a mente.
Segundo Amaro Caetano de Souza, o mestre Amaro, da Academia Marinheiro, de Suzano, as aulas de capoeira hoje são ricas e os ensinamentos vão além da defesa pessoal. “É importante que, dentro da capoeira, as pessoas aprendam a ser cidadãos de bem, além de bons atletas”, disse.
O mestre baiano, que vive em São Paulo desde 1978, é apaixonado pela arte dos escravos e respeita as raízes desta mescla de esporte, arte marcial e dança. No entanto, acredita que a arte se modernizou e os treinos precisam acompanhar estas mudanças. “É importante investirmos na capoeira e os praticantes devem aprender a cultura, a história desta arte, mas precisam também ter técnica, preparo físico e noções
de cidadania”, comentou.
Para ele, é importante ainda investir no alongamento, para garantir movimentos que dão beleza à arte. Há poucas décadas, uma academia de capoeira era freqüentada majoritariamente por homens. Agora, as mulheres formam um público forte da capoeira e vão para os treinos acompanhando os maridos e levando filhos e amigas. “A capoeira é um ótimo exercício físico. Muita gente prefere a capoeira a freqüentar uma academia, porque tem mais benefícios à saúde. E sensação depois da aula é de completo bem-estar”,disse o mestre.
A roda de capoeira

A roda de capoeira é o momento em que os capoeiristas encontram-se para colocar em prática o que aprenderam nas aulas. Sentados em círculo, os alunos batem palmas acompanhando o ritmo do berimbau, principal instrumento para a prática da capoeira, e respondendo o “coro” (música cantada pelos mestres ou alunos mais graduados).
Na capoeira, o respeito é de extrema importância. Os mestres e alunos mais velhos ensinam aos mais jovens e inexperientes os golpes, as saídas e as “manhas” da capoeira, enquanto jogam dentro da roda.
História

Presente no mercado de escravos e nas senzalas, a capoeira sempre foi uma atividade de rua. Passou a ser praticada em academias a partir de 1932, quando Manuel dos Reis Machado, o Mestre Bimba, abriu a primeira academia de capoeira em Salvador. A partir daí, ele passou a organizar o ensino como capoeira Regional Baiana. Resistindo à opressão e até o seu quase desaparecimento por completo, a capoeira chega aos dias de hoje com a sua força característica, porém mais erudita e praticada em todo o mundo, unindo movimento de corpo e música numa manifestação brasileira de dança, jogo e arte-luta com raízes africanas.

JOÃO GRANDE

João Oliveira dos Santos – Mestre João Grande, PHD Honoris Causa.

Um dos principais díscipulos do mestre Pastinha. Por mais de 40 anos o Mestre João Grande tem praticado e ensinado Capoeira Angola. Ele viajou para África, Europa e América do Norte, onde ensina atualmente, em sua academia na cidade de New York.
De lá ele continua mantendo o intercâmbio com a Bahia e acompanhando a movimentação da Associação Brasileira de Capoeira Angola.
The Capoeira Angola Center of Mestre João Grande. 69 West 14th St. 2nd flr. NEW YORK, NY 10011 – Near 6th Ave. Tel: (212) 989 6975