Blog

aconteceu

Vendo Artigos etiquetados em: aconteceu

Belo Horizonte: II Encontro Feminino de Capoeira

Evento aconteceu em dois pontos da capital mineira

Neste fim de semana, Belo Horizonte recebeu o II Encontro Feminino de Capoeira. O evento é foi realizado em dois pontos da capital mineira e oferece programação voltada para a prática do esporte, mas com treinamentos, palestras e apresentações de capoeira durante todo o dia.

As atividades de sábado aconteceram no Point Barreiro e no domingo na Praça do Papa, onde aconteceu um aulão de capoeira com o tema “Não Jogue Lixo na Praça, Jogue Capoeira”.

Durante o período de aprendizado, capoeiristas de todas as idades, divididos em equipes, foram identificadas pelas cores da reciclagem e farão arrastão de limpeza na praça. Cada equipe tem seu lixo pesado e as informações são lançadas em um relatório com o objetivo de identificar os tipos de materiais de lixo mais encontrados e sugerir locais apropriados para sua destinação.

 

Programação

Sábado – Point Barreiro

09h às 12h30 –  Abertura: Papoeira – Dinâmicas e palestras;
12h30 às 14h – Horário de almoço;
14h às 17h – Treino de Capoeira com Professoras convidadas: Juma e Trilho;
19h – Noite “Capoeira Meninas de Minas”

Domingo – Praça do Papa

9h – Aulão na Praça do Papa

Aconteceu: Ciclo de debates Pró-Capoeira

Ciclo de debates Pró-Capoeira

Em uma parceira da SEMIRA, através da Superintendência da Igualdade Racial, com a Fundação Palmares e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) aconteceu no Centro de Referência da Igualdade (CREI) o ciclo de debates Pró-Capoeira. O intuito do evento foi debater o reconhecimento da profissão do Mestre de Capoeira, sua importância na cultura e economia do país, bem como a salvaguarda e o incentivo a prática da capoeira.

Estiveram presentes o Sr. Alexandro Reis, diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares; a Sra. Salma Saddi, Superintendente do IPHAN em Goiás; a Sra. Teresa Maria Cotrim de Paiva Chaves, Coordenadora Geral de Salvaguarda do IPHAN, além de diversos Mestres e Contra-Mestres de Capoeira de todo estado.

O eventou contou, ainda, com a apresentação da Banda Visual Ylê e do Afoxé Onilewá do terreiro Onilewa Azanadô.

 

FONTE

Comunicação Setorial – SEMIRA

Fotos: Valdir Araújo

1º Encontro Integrado do Centro Cultural de Capoeira Gunganagô

Nos dias 30/11, 01 e 02/12 realizou-se em Florianópolis – SC. O 1º Encontro Integrado do Centro Cultural de Capoeira Gunganagô.

Este encontro teve o objetivo de redirecionar e fortalecer as diretrizes que norteiam esse grupo, assim como também o de unir mais seus integrantes, reforçando a filosofia e os fundamentos que embasam internamente este Centro Cultural.

No dia 30/11, aconteceu uma palestra sobre a “Musicalidade da Capoeira e as manifestações que a acompanham”, ministrada pelo Me. Kadu, fundador do grupo.

No dia 01/12, aconteceram oficinas e aulões durante o dia inteiro, desenvolvidas pelo professor Esquilo, estagiário Vinicius e Me. Kadu.

À noite, uma descontraída entrevista com Me. Adilson, de Brasília-DF, Mestre que originou a linhagem de Me. Kadu, uma noite para a história do grupo.

No dia 01/12, aconteceu a Cerimônia de entrega do “Anel do Guerreiro Gunganagô”, momento maior do encontro, onde os formados e mestres receberam os Anéis de formatura, correspondentes às suas respectivas graduações, sendo de Prata para os Formados e de Ouro para os Mestres.

Após a cerimônia houve a grande roda com batismo e graduação de alguns alunos, onde todos se confraternizaram.

Para o próximo encontro serão objetivados outras diretrizes que servirão para qualificar mais os fundamentos dos membros deste grupo.

México: Mania de Vadiar 2012

Regado de axé, capoeira e boa energia, o 2º evento Mania de Vadiar, com a Realização do capoeira Berim Brasil Internacional e que contou com a Organização do Instrutor Monge e Monitor Bujão, esta edição 2012 aconteceu nos dias 11 a 14 de outubro, em Tepotzotlán (México) e contou com grandes nomes da capoeira:

  • Mestre Wellington – Capoeira Berim Brasil São Paulo Brasil
  • Mestre King – Grupo Aprendizes Rio de Janeiro Brasil
  • Mestre Girafa – Capoeira Muzenza Alagoas Brasil
  • Mestre Calango – Grupo União Capoeira São Paulo BrasilMestre Madona – Capoeira Muzenza Toluca México
  • Contramestre Busca Longe – Capoeira Muzenza São Paulo Brasil
  • Contramestre Monise – Capoeira Berim Brasil São Paulo Brasil
  • Contra Mestre Grilo – Caçua Capoeira – México
  • Professor Onça – Atitude Capoeira Xalapa – México
  • Professor Ferrão – Filhos de Bimba – México
  • Professor Mandinga – Abolição México
  • Professor Ponteiro – Jacaranda Capoeira – México
  • Professor Bolinha – Terreiro Capoeira – GDL – México
  • Graduado Mão de Pedra (Thiago) Capoeira Berim Brasil – São Paulo Brasil

Trazendo para o México as melhores aulas e rodas, num ambiente aberto e agradável, o Mania de Vadiar proporcionou a interação da capoeira Brasil e México, contando inclusive com participantes dos EUA.

Ver os rostos cansados em aulas difíceis regidas por grandes mestres, porém com um gás de vontade exalando foi surpreendente. Os risos contidos e olhares de admiração ao verem os contramestres e mestres jogando foi cena constante.

São desses momentos que tiramos as melhores experiências, não só de capoeira, mas de vida. A capoeira une as pessoas, une sentimentos, e tudo isso aconteceu em um dos melhores ambientes possíveis, com a natureza ao redor.

Pra quem foi, temos a plena certeza que saíram realizados e pra quem perdeu talvez seja a hora de se programar para os próximos.

Texto By: Luciana Van Meenen – http://berimbrasil.com.br

Aconteceu: Campeonato Acreano de Ladainhas Canto das Senzalas

1° Campeonato Acreano de Ladainhas Canto das Senzalas promete se consolidar como parte do calendário cultural da cidade de Rio Branco.

Evento vai reunir na capital mestres capoeiristas de outos Estados e  aconteceu no Cine Teatro Recreio – Acre

A realização foi da Federação Acreana de Capoeira (FAC), através do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura, financiado pelo governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM).

É através do diálogo harmônico entre luta, dança e musicalidade que surge uma das mais belas expressões de arte e cultura, a capoeira. Genuinamente brasileira, traz em suas raízes as histórias de batalha e sofrimento de um povo, que mesmo subjugado por uma sociedade escravocrata transformou tristeza em alegria ao som de palmas e cantorias, acompanhadas por berimbaus e tambores, em um gingado único que reflete toda nossa brasilidade.

Há quem diga que um bom capoeirista é aquele que valoriza a musicalidade em meio à atividade que pratica, e foi pensando justamente nisso que a Federação Acreana de Capoeira elaborou um campeonato focado na faceta musical, tão própria dessa expressividade cultural, que além de luta e dança é também música.

A programação comporta uma série de atividades, sendo elas realizadas em diferentes espaços: cerimônia de abertura (Cine Teatro Recreio), oficinas (sala de artes marciais do Sesc), batizado integrado (miniginásio do Sesi) e o campeonato propriamente dito(Cine Teatro Recreio).

As oficinas são destinadas aos alunos das sete associações ligadas à federação: Capoeira Educar, Capoeira Nagô, Cordão de Ouro, Abadá Capoeira, Acre Brasil, Capoeira Cajueiro e Grupo Candeias. Da mesma forma, o batizado integrado é um grande encontro, uma confraternização entre os mais novos e os mais experientes capoeiristas de Rio Branco. Em média serão 350 crianças e adolescentes a serem batizados, entre eles meninos e meninas da APAE e do Centro de Ensino Especial Dom Bosco.

O Campeonato de Ladainhas está aberto a todos aqueles que queiram participar, e as inscrições só se encerram uma hora antes do início da competição. Além dos concorrentes, o evento conta com a participação especial de mestres como Luiz Renato (SP), Suassuna (SP), Catitu (SP), Kao (DF), Onça (GO), Risadinha (BA), Coruja (SP), Professor Gibi (SP) e Professor Invertebrado (SP).

Fundada em 1992, a FAC tem como objetivo difundir a cultura afro-brasileira, através da Capoeira. “E isso só é possível pela união dos grupos em busca de um bem maior, a capoeira” relata o contramestre Caju, da Capoeira Cajueiro.

 

Cristiane Albuquerque (Assessoria FEM)

Aconteceu: “Festival Internacional Palmas para Capoeira”

De 29 de junho a 01 de julho, aconteceu o “Festival Internacional Palmas para Capoeira”, edição 2012, em Palmas capital do Tocantins, evento este promovido pelo grupo Terreiro Capoeira, pioneiro no estado do Tocantins, no qual vem realizando eventos desde 1990.

O “Festival Internacional Palmas para Capoeira” busca promover a formação de educadores de capoeira convivendo sob a condução de mestres especialistas no processo de tradição da capoeira, visando o crescimento e a difusão da cultura popular brasileira em seus desdobramentos sócio-educativo, artístico e cultural. Estima-se a participação de 800 pessoas entre capoeiristas (tocantinenses e de outras U.F. e países), empresariado, representantes do poder público e sociedade em geral.

Serão realizadas oficinas, palestras, papoeira e também uma atividade em especial, fixando uma parceria com a Universidade da Maturidade – UMA/UFT, a programação trará a realização de vivência da Capoterapia com os alunos da referida instituição, proporcionando uma experiência de uma nova proposta de estilo de vida, através de uma vertente exclusiva para a prática de pessoas que se encontram na “melhor idade” impulsionada pelos fundamentos basilares da Capoeira.

Cafu representante da capoeira no MMA

Dia 01/07/2012 aconteceu a luta do grande Ivonildo dos Santos o Cafu representante da capoeira de São Paulo no MMA.

Ao som de varios berimbaus a torcida da capoeira se fez presentes com vários mestres e alunos da capoeira, que entoavam o canto…

Foi foi no clarão da Lua…

Que eu vi acontecer…

No vale tudo com o jiu jitsu…

o capoeira vencer…

Cafu lutou com um argentino para alegria da torcida e de toda a nação corintiana e no 1 round sem dar chances nenhuma ao argentino venceu por desistência do hermano.

Tudo aconteceu com muita emoção e ao final a roda subiu ao octagono, e até o perdedor deu uma gingada com o campeão, para emoção de todos que estavam assistindo o combate.

Valeu Cafu por colocar a capoeira luta no seu devido lugar que o dos campeões

 

Conheça o Cafu:

{youtube}mss6cuwL01c{/youtube}

 

Fonte: http://berimbrasil.com.br

Aconteceu: 1º evento de Capoeira Corpo e Ginga

O 1º evento de Capoeira Corpo e Ginga aconteceu dia 20 de maio na cidade de São João do Manhuaçu. Vários capoeiristas das cidades de Manhuaçu, Matipó, Divino e de São João do Manhuaçu prestigiaram o evento de entrega e troca de cordas.

O mestre Wederson Zói e os responsáveis pelo evento e pelas aulas na cidade professor Gilberto Apache e graduado Jairinho Dentinho envolveram todos os presentes com grandes saltos acrobáticos, muita ginga e alegria. O maculelê e demais apresentações afoguearam e atraíram olhares de curiosos que conheceram um pouco mais da cultura brasileira.

Estiveram presentes no evento Pastor Edilson Marcos Araújo – presidente do Instituto Educacional Restaurart – grande parceiro da capoeira na cidade e pastor na Igreja Batista Nacional Betel onde acontecem as aulas de capoeira, os apoiadores Simone e Renato também do Restaurart, Chiquinho, Gil e Cleusa, o soldado da PM Cristiano Fonseca.

A organização ainda destacou o apoio dos alunos Marco Aurélio “Esquilo” e Wilson “Tartaruga” pelo apoio no evento e ao trabalho realizado na cidade.

Carlos Henrique Cruz – portalcaparao@gmail.com – Portal Caparaó

Nota de Falecimento: Mestre Diogo da Jaqueira do Carneiro

Mestre Diogo da Jaqueira, nasceu em 14 de Fevereiro de 1934 e iniciou-se na capoeira por volta do ano 1945 com Mestre Espinho Remoso (Elísio Maxiniano Ferreira), no próprio Bairro da Jaqueira do Carneiro, Salvador-Bahia.

Mestre Espinho Remoso havia adoptado Diogo como filho de criação e iniciou-o na arte da capoeira numa época em que a capoeira era praticada em dias santos e feriados.

 

O  sepultamento aconteceu:

dia 20 de julho de 2011, Quarta Feira às 16:30h

Local: Cemitério da Baixa de Quintas

Aconteceu: Iª Oficina de Samba de Viola

A Iª Oficina de Samba de Viola aconteceu na última quinta-feira, 19 de maio, na rua Conselheiro Ramalho, a partir das 20h.

A troca de conhecimentos na oficina da Casa Mestra Ananias – CMA será feita de maneira vivencial, tendo como base o aprendizado dos jovens sambadores do grupo Garoa do Recôncavo. Desde meados de 2000, alguns integrantes do grupo realizam um intercâmbio cultural com os sambadores do Recôncavo Baiano. A abordagem da oficina terá como base as experiências e conclusões do grupo, a partir dessa vivência no universo do samba de viola e com o Mestre Ananias, ficando à parte questões históricas de um conteúdo formal.

Esta ação faz parte dos esforços da CMA para a preservação do samba de viola aqui em São Paulo, tendo em vista a importância desse gênero musical, que as novas gerações também podem aprender e colaborar para manter a tradição de nossas manifestações culturais.

O samba de roda é patrimônio inestimável da cultura brasileira. Assim como na capoeira, os mestres desta arte precisam do nosso reconhecimento, dada ao papel que exercem para a preservação de saberes autênticos. Nossa lembrança aqui vai ao Mestre Bigodinho, de Santo Amaro da Purificação, capoeira e sambador que deixou a vida aqui no plano terrestre no dia 5 de abril, aos 78 anos de idade.

Participe da oficina!

 

Dica: Clique no link e conheça o trabalho do Reconca-Rio, grupo de samba de roda carioca. O Reconca-Rio atua com uma proposta semelhante à desenvolvida aqui em São Paulo por Mestre Ananias e o grupo Garoa do Recôncavo. Em 2010, Minhoca, André (sambadores do Garoa) e Mestre Ananias estiveram numa vivência com o Reconca-Rio na capital carioca, a convite do grupo.

 

Vídeo com trechos de viagem ao Recôncavo Baiano em fevereiro de 2011

 

{youtube}TdT47yOV5N4{/youtube}