Blog

angelo

Vendo Artigos etiquetados em: angelo

Projeto cria áreas de preservação do patrimônio cultural

O Projeto de Lei 3056/08, do deputado Angelo Vanhoni (PT-PR), institui as Unidades de Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro e estabelece os critérios para a sua criação, implantação e gestão. Caberá ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) identificar os aspectos étnicos, históricos, culturais e socioeconômicos do grupo ou dos grupos que constituirão as áreas de proteção. O Iphan também deverá delimitar as terras consideradas suscetíveis de reconhecimento e demarcação.

O texto define como unidades de preservação os “territórios habitados por povos e comunidades tradicionais, participantes do processo civilizatório” do Brasil. Para constituírem uma unidade de preservação, esses povos devem preservar bens de natureza material e imaterial referentes à sua identidade, ação e memória.

Entre esses bens, a proposta destaca língua própria, formas de expressão; modos de vida; criações científicas, artísticas e tecnológicas; obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artísticas e culturais; e conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

Combate à discriminação

O projeto estabelece que as unidades de preservação devem levar em conta aspectos como etnia, raça, gênero, idade, religiosidade e orientação sexual. Também devem ser considerados, segundo o texto, a segurança alimentar e nutricional e o desenvolvimento sustentável como forma de promoção da melhoria da qualidade de vida das populações. Outro princípio para orientar a formação das unidades deve ser o combate a todas as formas de discriminação, incluindo a intolerância religiosa.

Angelo Vanhoni argumenta que o País já conta com normas para a preservação da cultura indígena (Estatuto do Índio) e da afro-brasileira (Decreto 3.912/01), mas lembra que não há leis proporcionais à importância de outros grupos. Ele destaca especificamente os imigrantes que chegaram ao País a partir do século 19, como alemães, italianos, poloneses e japoneses.

Com o objetivo de preservar as contribuições desses povos à cultura nacional, o projeto determina que, nos processos de reforma agrária onde houver unidades de preservação do patrimônio dessas populações, os novos colonos devem receber treinamento sobre as técnicas agrícolas tradicionais.

A proposta determina também que as escolas, públicas ou privadas, de municípios que contem com unidades de preservação ensinem o idioma da população tradicional.

Tramitação

O projeto terá análise em caráter conclusivo nas comissões de Direitos Humanos e Minorias; de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Maria Neves
Edição – João Pitella Junior

(Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura `Agência Câmara`)

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br

Relançamento mundial em DVD do filme: Pastinha! Uma Vida pela Capoeira

Primeiro filme/documentário sobre Capoeira lançado após a retomada do Cinema Nacional, conta a vida do maior mestre da Capoeira Angola, seu Guardião e Poeta – Vicente Ferreira Pastinha, o Mestre Pastinha.

Conta com depoimentos dele, de sua companheira D. Maria Romélia, dos maiores mestres da Capoeira Angola, como João Grande, em Nova Yorque, USA, João Pequeno e Curió, em Salvador, Bahia, e Neco Pelourinho, no Rio de Janeiro, bem como o depoimento do Mestre Dr. Ângelo Decânio, o mais antigo discípulo de Mestre Bimba. Conta ainda com entrevistas de Jorge Amado, Carybé, Pierre Verger, Roberto Freire, Ildásio Tavares, do Prof. Muniz Sodré, e dos especialistas em Capoeira Prof. Carlos Eugênio Líbano Soares e Frede Abreu.

Read More

Mestre de Capoeira, aos 67 anos, é homenageado na TATAME

No final deste mês, Mestre Arthur Emídio de Oliveira, um dos baloartes da capoeira carioca estara completando 77 anos de vida e 70 anos de vida capoeirística.
O Portal Capoeira sugeriu uma merecida homenagem ao Mestre e destacou o pessoal da capoeiragem carioca através da chamada ao jogo do camarada Joel Pires, que por sua vez acionou Mestre André Lacé e outros capoeiristas para colaborarem nesta tarefa.
 
Em resposta a esta chamada, encontramos um texto de outubro de 2006, publicado na Revista TATAME, revista especializada em Lutas, onde um aluno de Mestre Arthur Emídio é homenageado.
 
Desde já desejamos vida longa a Mestre Arthur Emídio e os nossos sinceros votos de felicidade e paz para toda a "malta" carioca.
Aluno do mestre Arthur Emídio, que fez uma luta de exibição (Capoeira x Jiu-Jitsu) em 1955, com Mestre Hélio Gracie, dentro da academia Gracie, que na época ficava na Av. Rio Branco, no Centro do Rio de Janeiro, Mestre Celso completou 67 anos no dia 24 de outubro. A comemoração ocorreu no dia 28 de outubro com um churrasco e uma roda de capoeira, onde alunos e ex-alunos como o várias vezes campeão brasileiro de Muay Thai Ângelo Sérgio, prestigiaram o mestre e participaram da roda.
 
– O Celso é aluno do Artuhr Emidio, famoso mestre da capoeira carioca. Ele foi formado junto com os mestres Eduardo, Luis Eduardo (Luizão), Milton e também o Mestre Russinho. Destes, só o Milton e o Celso estão em atividade – contou Elton, um dos alunos de Mestre Celso. 'O Ângelo Sérgio, que é campeão de Boxe-tailandês e Vale-Tudo já teve aulas com o mestre', contou Elton. Hoje o Mestre Celso dá aulas no Clube de Sargentos e Suboficiais da Marinha no Bairro do Cachambi, no Rio de Janeiro. A TATAME parabeniza o mestre Celso, que aos 67 anos continua em plena atividade e ensina a Capoeira para todas as idades.
 
Revista Tatame: www.tatame.com.br

Menino, quem foi teu mestre?

Ouvi falar de Ângelo Augusto Decanio Filho pela primeira vez em 1997, ao assistir o documentário "Pastinha – Uma vida pela capoeira". Lá estava ele, sentado defronte ao computador e falando sobre como os dois capoeiristas se tornam um durante o jogo – o Transe Capoeirano.

Conheci o trabalho de Ângelo Augusto Decanio Filho no início de 2003, remando na internet atrás de boas fontes de informação sobre capoeira.

Clica daqui, clica dali, e esbarrei com o site "Capoeira da Bahia".
Fiquei ao mesmo tempo exultante e intrigado com a qualidade e a quantidade de material como tinha coisa boa de ler, e como diabos uma só pessoa poderia ter feito tudo aquilo ?
Seria ele um "polvo humano" com 8 braços para digitar ?

Read More

1º Batizado Capoeira Mogadouro

 
É com imensa alegria que o Grupo Capoeira Mogadouro
 
comemora o seu 1º aniversário!!!
 
E prepara a sua festa…
 
1º Batizado de Capoeira
 
Dia 16 de Julho de 2005, a partir das 16:00 horas na Casa de Cultura – Vila de Mogadouro – PT
 


Tema do Batizado: jesus, vigotisky, capoeira e cidadania

 Angelo Augusto Decanio Filho
 
Ø      Jesus pregou a cidadania como Lei Divina
o        Somos todos irmãos
 
Ø      Vigotisky concebeu a cidadania como decorrência lógica da vida em sociedade e cooperação inter-pares
o        A vida em sociedade ou grupo baseia-se na cooperação entre seus membros ou pares1
o        Nenhum homem se constrói HOMEM sem a cooperação de OUTRO HOMEM2
 
Ø      A capoeira materializa a cidadania pela indispensabilidade de respeito e confiança mútua entre os seus praticantes
o        A Capoeira parece um embate de corpos, mas é um encontro de corações em clima de harmonia, felicidade e amor3
 
1 Peer em inglês
2 Vigotisky
3 AADF 

  
Programação:
 

  • Apresentação dos trabalhos em homenagem a Mestre Bimba e Mestre Pastinha.
  • Leitura do Texto ORIGEM E PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA NA CAPOEIRA  de autoria de Angelo Augusto Decanio Filho.
  • Apresentação de duas músicas de autoria do Grupo.
  • Roda de confraternização.
  • Entrega dos Certificados de conclusão da primeira etapa na caminhada da "capoeira”, assinados por nosso “Presidente de Honra” Angelo Augusto Decanio Filho – Mestre Decanio.
  • Entrega dos Cordões.
  • Jantar de comemoração – Um ano de Capoeira. 

    Agradecimento: Câmara Municipal de Mogadouro
  •  
     
    Coordenação: Professor Luciano Milani
     
    Apoio Cultural:
     

    Agradecimento especial: Mestre Decanio, um ser humano impar, cidadão e guerreiro incansável que dedicou uma vida a capoeira e nos brindou com sua obra e sabedoria.
     
    Tenha a certeza de que mesmo o senhor não estando fisicamente presente estará presente em nossos corações e presente na própria capoeira… no ritmo Ijexá… ritmo do coração…
     
    Muito Axé, Saúde e Paz em sua caminhada…
    Read More

    FOTO ARQUIVO

    Encaminhe um e-mail especificando o que deseja e tentaremos, dentro das disponiblidades de tempo e de documentação,  enviar   por e-mail em formato ‘GIF’ ou ‘JPG’.

    A CAPOEIRA É UMA SÓ!

    FOTOS CLÁSSICAS

    • Bimba foi angoleiro?
    • Pastinha e Itapoan

    PIERRE "FATUMBI" VERGER

    • Movimentos de capoeira e candomblé

    MESTRE PASTINHA

    • Desenhos de capoeira Roda de Capoeira (Pintura a óleo)

    CARIBÉ

    • Gravuras de capoeira
    • Roda de capoeira
    • A capoeira é uma só!

    DEBRET

    • Enterro do filho do rei

    MOACIR CHAVES NETO "MANCHA"

    • Retratos dos mestres Bimba e Pastinha

    DIVERSOS

    • Fotografias de mestres antigos brevemente

    ANGELO "DECANIO"

    • Dinâmica da capoeira

    CÉSAR "ITAPOAN"

    • Primeiro Mestre da Regional

    EDMILSON DA SILVA "CANELÃO"

    • "Bocão" acrobatico
      Canivete sobre as pedras

    A Herança de Pastinha

    Titulo do livro: A herança de Pastinha.

    Autor: Angelo A. Decanio Filho.

    Copyright by Angelo A. Decanio Filho.

    Editoração electrônica do texto; revisão; criação e arte final da capa:

    Angelo A. Decanio Filho.

    2a Edição:  com dicionário dialetal, 1997

    Endereço para correspondência:

    Angelo A. Decanio Filho

    Rua Eduardo Dotto, s/n – Vivenda Iemanjá

    Praia de Tubarão – Paripe

    Salvador – Bahia – Brasil

    CEP 40801-970

    Para baixar esta publicação, clique aqui.

    {mos_sb_discuss:12}

    A Herança de Mestre Bimba

    Titulo do livro: A Herança de Mestre Bimba
    Autor: Angelo A. Decanio Filho
    Copyright by Angelo A. Decanio Filho
    Editoração electrônica do texto; revisão; criação e arte final da capa: Angelo A. Decanio Filho
    2a Edição (revisada, acrescida de glossario dialetal) 1997

    Endereço para correspondência:
    Angelo A. Decanio Filho
    Rua Eduardo Dotto, s/n – Vivenda Yemanjá
    Praia de Tubarão – Paripe
    Salvador – Bahia – Brasil
    CEP 40801-9700

    Para baixar esta publicação, clique aqui

     

    {mos_sb_discuss:12}