Blog

arcos

Vendo Artigos etiquetados em: arcos

Berimbau, a arma da feminilidade das mulheres Bantu

 

“Berimbau, a arma da feminilidade das mulheres Bantu. Após uma terrível batalha, a deusa protectora transformou o arco do guerreiro no primeiro instrumento musical da tribo, para que a música e a paz substituíssem as armas e guerras para sempre.”

 

Existe um facto que goza de certa autoridade, sendo que, quando se pesquisa sobre o berimbau africano, seja ele de que nome, origem, ou tamanho for, é impossível ignorar que o gênero feminino desempenha um papel extremamente considerável em relação aos arcos musicais.

A popularidade do berimbau cresceu transversalmente da arte afro-brasileira mais conhecida por Capoeira. A Capoeira, até certo ponto, era de acesso restrito a um ambiente masculino. Significantemente, as portas foram abertas para o sexo oposto e já se conquistou bastante espaço por meios de dedicação e empenho.

Porém, as mulheres na esfera capoerística ainda se encontram vítimas de regras discriminatórias, consideradas pela comunidade como tradição. Regras essas que não as permite tocar o berimbau e, em certos momentos, não poder participar durante a roda.

A mulher africana, apesar de viver em constantes normas estritas e rigorosas entre elas, sendo as responsabilidades matriarcas, no último centenário foi a que mais fortificou a presença, e a popularização do berimbau africano na plateia continental e internacional.

Através do som melódico e hipnotizante do instrumento de uma corda só, orgulhosamente canta-se cantigas de centenas de anos atrás, transmitidas pelos seus antepassados.

Canções que contam estórias das glórias dos seus povos, sobre a felicidade, a tristeza, o amor, o ódio, a paixão, a traição, as desventuras de casamentos e cantigas infantis.

Não somente a mulher é tradicionalmente considerada a base da família, mas também compõe, canta e constrói os próprios instrumentos que toca.

Cito duas personalidades da música tradicional Bantu-Nguni e herdeiras da tradição de tocadoras de arcos musicais, como a Princesa Zulu Constance Magogo e a Dona Madosini Mpahleni, que hoje em dia goza de noventa anos de idade.

Com esta chamada, conto com mais reconhecimento e consideração para com as mulheres, não somente na capoeira mas também no berimbau e outros instrumentos musicais.

 

{youtube}yEve7Yrw8iM{/youtube}

*Aristóteles Kandimba, angolano, pesquisador, cronista, cineasta e professor de capoeira Angola.
kandimbafilms.blogspot.com
https://www.facebook.com/pages/Angola-Ministry-of-Culture-Pictures-Events/150849848265087?fref=ts
(Mitologia Bantu-Nguni, Zulu – Africa do Sul)

 

Matéria sugerida por Nélia Azevedo – (Portuguesa)

Rio de Janeiro: Capoeira e Passeata – PAN 2007

Aproveitando a data e o importante evento esportivo, em que todos os olhos estarão virados para o Rio de Janeiro, Mestre Arerê e todo o pessoal da capoeiragem carioca, nomiadamente a turma do Circo Voador que em tempos passados foi palco de eventos marcantes dentro do universo da capoeira, convidam para participar de uma passeata em nome da capoeira.
Nós do Portal Capoeira desejamos a todos os participantes desta passeata, muito sucesso na busca do objetivo almejado e que o espirito desportivo e a cidadania prevalecam e desta forma possamos superar todos os obstáculos deste cenário de guerra urbana no Rio de janeiro, que nos é apresentado na mídia. Outro grande acontecimento que deverá estar acontecendo na mesma época e local, aproveitando as luzes da ribalta do PAN, é o Lançamento Nacional do Filme Mestre Bimba A Capoeira Iluminada, de Luiz Fernando Goulart, marcada para o PAN 2007
 
CAPOEIRA – PASSEATA – BRASIL – RIO DE JANEIRO
 
Convocação para todos os capoeiras, admiradores e simpatizantes!
 
Historicamente, as grandes lutas que o negro travou por todo o Brasil em prol de sua liberdade, têm no Rio de Janeiro um grande tambor, onde o braço do negro capoeirista aflorou bravamente, inclusive em defesa no nosso país contra invasores.
 
O mundo da capoeira parabeniza as autoridades brasileiras e em especial as do Rio de Janeiro, pela conquista do PAN 2007.
E, para organizarmos bem a participação da capoeira na abertura do PAN 2007, faremos realizar no Rio de Janeiro, uma mostra de capoeira através de uma grande passeata, onde três tópicos serão abordados por nós capoeiristas de todo o Brasil e do Mundo:
 
A) Capoeira rumo ao PAN 2007
B) A profissionalização da capoeira (como cultura, esporte e lazer)
C) Capoeira fora do sistema CONFEF/CREF (Obs.: Nós,capoeiristas, não somos contra o sistema CONFEF/CREF, apenas deixamos bem claro que temos consciência, olhos, braços e pernas próprias e nossas entidades legais tem o nosso aval).

 
P  A  S  S  E  A  T  A
 
DIA 26 DE JANEIRO DE 2007
LOCAL:  CINELÂNDIA – (RIO DE JANEIRO – CENTRO DA CIDADE)
HORA: 16:00  – CONCENTRAÇÃO
SAÍDA: 18:30H – RUMO AOS ARCOS DA LAPA
 
REUNIÃO DE ORGANIZAÇÃO
 
LOCAL: CIRCO VOADOR – ARCOS DA LAPA, RJ
DIAS:  13 E 20 DE JANEIRO
HORA: 10:00
 
 
PARTICIPE!
 
A LUTA É NOSSA!
TRAGA UMA BANDEIRA BRASILEIRA, SE POSSÍVEL!
 
Fonte Rod@ Virtual