Blog

braços

Vendo Artigos etiquetados em: braços

Desenvolvimento de força

 

         Podemos definir força muscular como:

 

“O trabalho que um músculo, ou um grupo muscular, pode exercer contra uma resistência em um esforço único”. (1)

 

Este trabalho pode ou não gerar movimento. Quando não gera temos então um trabalho de força estática, quando o trabalho gera movimento temos força dinâmica.

O desenvolvimento de força estática não nos interessa na medida em que nossa linguagem corporal (A capoeira) não prevê em nenhum momento movimentos estáticos, o que não é o caso de outras linguagens corporais.     Para podermos entender melhor os métodos de treinamento para o trabalho de força convém ressaltar que as nossas fibras musculares de dividem em Brancas e Vermelhas.

As Brancas são responsáveis pelos nossos movimentos velozes, rápidos e as Vermelhas pelos movimentos de força pura ( os mais lentos).          Então dependendo do objetivo cabe ao treinador optar um método que privilegie o desenvolvimento de determinada fibra.

Segundo este parâmetro dividimos a força dinâmica em:

Força pura: supremacia das fibras Vermelhas.

Explosão: supremacia das fibras Brancas.

Resistência: equivalência entre as fibras. 

Ora, se analisarmos os movimentos de um jogo normal de capoeira temos que nos membros superiores e cintura escapular a predominância de movimentos que exigem força pura (jogo de chão, paradas de mão, saltos, etc…) já nos membros inferiores temos o trabalho de explosão para a execução de golpes que sejam eficazes e a resistência para o desenvolvimento do jogo enquanto tal.

Assim sendo o nosso treinamento de força prevê objetivos diferentes para cada segmento do corpo.

Para força pura (poucas repetições com alta carga), explosão ( média repetição, carga média, máxima velocidade de execução) resistência ( carga leve, ritmo cadenciado de repetições, grande quantidade nas execuções) que tanto podem ser trabalhadas com o peso do corpo quanto com sobrecarga.

Porém a sobrecarga é realmente importante?

         De Fox temos: "Força muscular e endurance (resistência) podem ser muito aprimoradas com programas de exercícios corretamente planejados e cuja resistência é representada por pesos" (1) e é só olhar ao redor, em outras práticas desportivas, literalmente todos os desportistas que visam aumentar seus rendimentos em todos os desportos lançam mão um trabalho de sobrecarga usando pesos, da Ginástica Olímpica até o Karatê já existe este consenso. Porém se estamos admitindo o trabalho com pesos na preparação de um capoeirista é importante notar o que não se pode admitir: O USO DE ANABOLIZANTES E OUTROS PRODUTOS QUÍMICOS com o intuito de ganhar massa muscular, além de todas as contra-indicações sobejamente demonstradas pela literatura temos que ter consciência que o treinamento de pesos visa AUMENTAR A QUALIDADE TÉCNICA DO ATLETA PARA O JOGO DA CAPOEIRA, o que isto vem a ser é o que iremos tratar a seguir: 

        

Tomando em consideração as necessidades físicas do Capoeirista iremos apresentar agora alguns exercícios tanto para o desenvolvimento da cintura escapular quanto dos membros inferiores.

 

 

Read More

ARPÃO-DE-CABEÇA

… um estranho giro vertical sobre os pés…
… com os braços abertos…
… aguardando uma cabeçada…
… anulada com uma joelhada na face do colega…
… que já entrava com as mãos cruzadas…
… em defesa do joelho hostil!
…!? ARPÃO?!…
…!? de CABEÇA !!!???…

No “Aurélio” encontramos…
ARPÃO: ferro em feitio de seta
fixado a um cabo para ser cravado na presa.
… entendemos!
… ” a seta é a cabeça”…
… “o cabo é o tronco encurvado”…
… “as pernas são a força propulsora…
… procurando cravar o arpão <a cabeça>…
… no peito exposto <braços abertos>…
… de quem pede”…
… assim é o “pedido de arpão de cabeça”!

A CORRIDA DA VIDA

Há alguns anos
Nas Olimpíadas especiais de Seattle
Nove participantes
Todos com deficiência física ou mental
Alinharam-se para a largada da corrida de 100 metros rasos

Ao sair
Todos partiram
Não exatamente em disparada
Mas com vontade de dar o melhor de si
Terminar a corrida e ganhar!
Todos
Com exceção de um garoto
Que tropeçou no asfalto
Caiu rolando e começou a chorar…

Os outros oito ouviram o choro
Diminuíram o passo
Olharam para trás
E voltaram
Todos eles!

Uma das meninas
Com síndrome de Down
Ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse      
Pronto! Agora vai sarar!

E todos os noves competidores deram os braços 
Andaram juntos até a linha de chegada
 
O estádio inteiro levantou-se
Os aplausos duraram muitos minutos
As pessoas que estavam ali naquele dia
Continuam repetindo essa história até hoje
Por que?
Porque
Lá no fundo do coração
Todos nós sabemos
O que importa nesta vida
Mais do que ganhar sozinho
É ajudar os outros a vencer!
Mesmo que isso signifique diminuir o passo e mudar o curso!

ARPÃO-DE-CABEÇA

… um estranho giro vertical sobre os pés…
… com os braços abertos…
… aguardando uma cabeçada…
… anulada com uma joelhada na face do colega…
… que já entrava com as mãos cruzadas…
… em defesa do joelho hostil!
…!? ARPÃO?!…
…!? de CABEÇA !!!???…

No "Aurélio" encontramos…
ARPÃO: ferro em feitio de seta, fixado a um cabo para ser cravado na presa.
… entendemos!
.. " a seta é a cabeça"…
… "o cabo é o tronco encurvado"…
… "as pernas são a força propulsora…
… procurando cravar o arpão <a cabeça> …
… no peito exposto <braços abertos>…
… de quem pede"…
… assim é o "pedido de arpão de cabeça"!