Blog

branca

Vendo Artigos etiquetados em: branca

A Origem do Escudo do Centro de Cultura Física Regional

Durante o longo período de luta pela regulamentação da capoeira pela FBP, para enquadrar a “academia” na legislação vigente, que não permitia o uso do termo academia, bem como de escola, em entidades esportivas sugeri a substituição do nome clássico para “Centro de Cultura Física”, mais expressivo e abrangente, complementado pelo atributo de “Regional Baiano”, alusivo à luta regional baiana.
Por ocasião da formatura da minha turma (Decanio, Nilton, e Maia) o uniforme de formatura da academia de Mestre Bimba era calça branca, camisa listada azul e branca e sapato de tênis branco, como se pode observar numa fotografia publicada em vários clássicos da literatura do nosso esporte.

Nota


Nosso quadro de formatura  incluiu o meu compadre Luizinho, servente de pedreiro, com a mão esquerda esmagada por acidente de trabalho, pertencente ao grupo de alunos do mato , mais antigo, formado sem solenidade.

Escolhemos como padrinho o nosso contramestre, Ruy Gouveia.
Compadre Luizinho era um testemunho vivo de que os defeitos físicos não impedem a prática da capoeira desde que podem ser contornados pela vontade do praticante.
Morreu tragicamente em acidente de trabalho, durante pintura do Elevador Lacerda, ao cair do andaime sem a proteção do cinto de segurança…

… na tentativa desesperada para se agarrar…
… às paredes ásperas da construção…
… desgastou os dedos e carpo…
… chegou à marquise onde encerrou sua carreira…
… de operário e de atleta…
… sem as mãos…
… cujos fragmentos marcaram….
… com sangue e pedaços de carne…
o seu protesto no concreto do edifício…

A dificuldade em aquisição das camisas listadas; vendidas em lotes de 11 jogadores, alguns reservas e goleiros, sem opção de escolha de tamanho por serem usadas pelos times de futebol, nos obrigou a procurar uma solução menos penosa.

Em torno de 1945 Mestre Bimba, atendendo a sugestão que lhe fiz, decidiu adotar a camisa de malha de algodão branca para os formados, conservando a antiga camisa listada azul e branca como distintivo para o mestre.

Para completar o uniforme e quebrar a monotonia da camisa branca, desenhei então um escudo com o signo de São Salomão consoante a tradição dos capoeiristas, que me acostumei a ver gravado pelos carroceiros na estrutura dos seus veículos de carga, com a troca da estrela de cinco pontas pela de seis pontas, para melhorar o efeito estético, acrescentando na área central, um pequeno círculo contendo a letra R, abreviação de Regional.

Optei pela estrela de seis pontos, formada pela superposição de triângulos equiláteros, pela simetria dentro do campo circunscrito pelo escudo ogival, forma que melhor se prestava ao efeito estético desejado.
Nos intervalos entre as pontas das estrelas apliquei traços arciformes azuis, circunscrevendo a estela central e, na parte superior da ogiva, dois traços verticais para quebrar a monotonia do fundo branco.
Naquela ocasião desenhei vários modelos, com molduras diferentes, bem como símbolos e siglas, dos quais as mãos habilidosas de Da. Berenice, minha Mãe Bena ( então Rainha e Senhora da Casa de Bimba) confeccionou os protótipos; modelos em tamanho natural, bordados em azul à mão, sobre tecido branco; dentre os quais a escolha do Mestre, e dos alunos consultados, recaiu, por unanimidade, no atual escudo.

Reforçava a escolha do signo de São Salomão como símbolo da regional o desenrolar da lenda da capoeira conforme Cisnando.
Para melhor efeito estético o escudo deve ser usado na região peitoral, e à esquerda, “do lado do coração”, pelo simbolismo sentimental!

A cruz desenhada acima da imagem estelar é a demonstração da aptidão inata da cultura africana para aceitar os conceitos estranhos sem perder  sua autenticidade  e assim sobreviver dentro dum ambiente hostil !

Cristianizando a Sabedoria de Salomão pela coroação crucial, o povo brasileiro criou um símbolo, a “Estrela de São Salomão”, capaz de pacificar o encontro de duas culturas conflitantes e que pode unir todos os capoeiristas do mundo!

Mestre Bimba

 


41-Quadro com os retratos e os nomes dos formados, paraninfo e homenageados, de modo similar ao costume das escolzs superiores. Nem sempre correspondem ao ano da graduação, pois esperavamos juntar 4 a 5 para completar o elenco, deste modo num mesmo quadro podemos encontrar alunos de diversas turmas.

 

42-Que não pertenciam a escolas superiores

 

Texto retirado do Livro:
A Herança de Mestre Bimba
Filosofia e Lógica Africanas da Capoeira
COLEÇÃO SÃO SALOMÃO

Donwload: http://portalcapoeira.com/Downloads/View-document-details/23-A-Heranca-de-Mestre-Bimba

 

Angelo A. Decanio Filho – Mestre Decanio

 

Aluno de Mão Branca desponta no MMA

A nata do corpo a corpo no Canadá *

A Mixed Martial Arts (ou simplesmente MMA, como passou a se chamar o antigo vale-tudo) não para de crescer – tanto em quantidade de adeptos quanto no interesse do público. Amanhã, em Toronto, será realizado o UFC 129, programa de encher os olhos dos apreciadores desse coquetel de lutas, cujo programa principal inclui cinco combates reunindo alguns dos melhores lutadores da atualidade, dois deles por decisão de títulos. Em um, o brasileiro José Aldo enfrenta o canadense Mark Hominick pelo cinturão dos pesos penas. Outro brasuca em ação, Lyoto Machida, terá pela frente o norte-americano Randy Couture.

Em meio a esse boom dos combates corpo a corpo, com audiências impressionantes na TV, um paulista que se diz mineiro de coração, Cézar Mutante, de 26 anos, começa a despontar. Há 15 dias, disputou a primeira luta como profissional e venceu, com nocaute em 13 segundos, o norte-americano Sham Sins, em Denver. Só a estreia já lhe valeu um lugar na história, como protagonista de um dos 10 mais rápidos combates de todos os tempos.

Nascido em Catanduva, Mutante veio ainda adolescente para Belo Horizonte, a convite de Mão Branca, um dos maiores mestres da capoeira nacional. “Jogava capoeira desde os 6 anos. Mão Branca me viu e convidou para a academia dele, em BH. Não pensei duas vezes, conversei com a família e me mudei de mala e cuia, como se diz em Minas. Aqui fiz muitos amigos, me casei (com Poliana Giovana de Pádua). Moramos no Buritis e temos uma filha, Iara, de 3 anos.”


Aos 18 anos, um amigo convidou Mutante para ver uma apresentação de MMA. “Gostei e resolvi experimentar. Por coincidência, Vítor Belfort treinava na época no terraço do Diamond Mall, onde há um ringue feito especialmente por ele, que me viu e disse que seria meu treinador. Honrado, topei na hora.”

CRESCIMENTO NA CARREIRA Treinado por Belfort, Mutante fez algumas lutas amadoras no Brasil, principalmente no Rio, até que, na primeira oportunidade de um combate profissional, não perdoou o adversário. “Nos últimos meses, ele me levou para os Estados Unidos, onde passei a ser sparring de lutadores de renome, como Randy Couture, que fará sua última luta amanhã, contra Lyoto, outro astro do UFC. Espero crescer cada vez mais e seguir o caminho de outros brasileiros – Vítor, Anderson Silva, Lyoto, José Aldo… Enfim, quero o alto do pódio e um cinturão.”

 

* Fonte: http://www.superesportes.com.br

** Titulo do artigo adaptado para o contexto da “capoeira” ( Titulo Original do Artigo: A nata do corpo a corpo no Canadá)

São Sebastião – Projeto Capoeira Serra do Mar promove batizado em Boracéia

São Paulo: Litoral Norte – Por meio das Oficinas Culturais da Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo), o projeto Capoeira Serra do Mar realizará, na tarde do próximo domingo (12/09/2010), o 1º batizado de capoeira no bairro de Boracéia, na Costa Sul do município.

A iniciativa envolve aproximadamente 45 alunos, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos, os quais receberão cordões e certificados de participação do grupo Água Branca.

Os núcleos ficam em Uberaba (MG) e Bertioga (SP) sob a responsabilidade do mestre Água Branca. Em São Sebastião, as aulas são ministradas pelo coordenador Leandro Andrade dos Santos, o contra-mestre Morf.

De acordo com Santos, o projeto Capoeira Serra do Mar é desenvolvido em Boracéia há pelo menos um ano e seis meses, na unidade escolar do bairro. “Nosso objetivo é fazer com que os alunos continuem no projeto e transformem-se em cidadãos de bem para a cidade e o país”, afirma.

O evento terá a presença de vários mestres de capoeira vindos das cidades de Praia Grande, Guarujá, Bertioga, entre outras. Durante o batizado, também haverá apresentação de um grupo bertioguense de Karatê, com o mestre Pageu.

Serviço: O batizado acontece a partir das 14h, na Escola Municipal de Boracéia. No local, as aulas são ministradas gratuitamente todas as segundas, quartas e sextas-feiras, das 17h às 18h (crianças) e das 18h às 20h (adultos).

 

Fonte: http://www.onoticiado.com.br/

Nota de Falecimento: Mestre Carapau

Salve camaradas,

É com muita tristeza que venho comunicar o falecimento do Sr. José Paulo Dias Carapau, o Mestre Carapau que nasceu na cidade de Porto Ferreira SP, em 12 de fevereiro 1948.

Faixa-preta de judô , iniciou na capoeira na década de 60 com o Mestre Mello (discípulo de Zé de Freitas) e em 1975 fundou o Grupo de Capoeira Angolinha. Seus feitos e legado ficaram na história e ecoarão para sempre na vida das pessoas que o cercaram porque acima de tudo, sempre honrou aquilo que ele pregava. Uma delas era o verdadeiro significado da palavra Mestre.

Todos os formados e discípulos do Grupo Angolinha lhe são gratos por tudo. Obrigado meu Mestre.

Salve capoeira.

O sepultamento ocorrerá na manhã de domingo dia 14 de março de 2010 às 9:00hs , no Cemitério Jardim da Colina em São Bernardo do Campo , SP.

  • Mestre Carapau

José Paulo Dias Carapau, 1948 / +2010, natural de Porto Ferreira – SP.

Professor de Judô durante cinco anos (1965 – 1970). Iniciou a Capoeira em 1968 com seu aluno de Judô, formado pelo Mestre Traíra.

Em 1970, passou a treinar com o Mestre Mello (Antônio Gonçalves de Mello, 1920 / +1990).

Em 1975 fundou o Grupo Angolinha na cidade de Porto Ferreira – SP. Em 1980 fundou a Academia Sindicato dos Eletricitários, onde permaneceu até 1987.

Em 1980, foi o 16º Mestre a assinar o Livro de Ouro da Federação Paulista de capoeira. Foi Secretário Geral da F.P.C. e no seu segundo mandato elegeu-se Presidente do Conselho Fiscal.

Criou o 1º Campeonato Folclórico Mestre Canjiquinha (1982 / 1983) para a F.P.C. e o 1º Campeonato Folclórico do Grupo. Levou o Grupo Angolinha a ser Tri-campeão Paulista deste campeonato em 1985 – 1987, além de ter conquistado vários outros Campeonatos e Festivais dentro e fora da Federação.

Em 1990 criou a Diretoria do Grupo Angolinha. Já em 1998 criou o Conselho Superior de Mestres (os cinco Mestres com maior período em atividade no Grupo).

Em 1985, criou a graduação de Estagiário (azul com a tarja branca) e em 1988, Contra-Mestre (trançado com a tarja branca) e a graduação Mirim.

Implantou o quadro de avaliação técnica, a filosofia, didática de aula, sistema de formatura e as regras do Grupo Angolinha.

Formou, quarenta e três alunos, entre eles: Costinha, Índio, Ouriço, Piedade, Siriema, Chico, Bem te vi, Samongo, Esquina, Travesseiro, Cabelo, Jatobá, Golero, Lampião, Amarelinho, Da Bahia, Raia, Raiz, Pastinha, Macuco, Chevette, Toco, Tico, Magoo, Gatinha, Pancada, Pipoca, Jabuticaba, Jaca, Pernalonga, Fuscão, Cenourinha, Tomate, Colibri, Sabiá, Apache, Curisco, Pele, Moita, Bolinha, Xerife e Angoleiro.

 

Atenciosamente

Mestre Magoo
Presidente do Grupo de Capoeira Angolinha


 

Fonte: http://www.filhosdejahveh.com.br

Gerontocapoeira: Conhecendo as vivências

Uma abordagem da Educação Física Gerontologica no município de Tabatinga-Am.

 

Nos últimos anos, profissionais de diversas áreas da ciência interessam pela Gerontologia. Na Educação Física, estudar e entender o idoso com qualidade e respeito é uma “nova tendência”. Na Capoeira temos muitos praticantes com mais de 60 anos de pratica e outros que estão apenas iniciando no mundo da Capoeira, agora na terceira idade. A novidade agora é que os da idade tardia podem iniciar a arte da Capoeira de acordo com as suas qualidade física e habilidades, aqui considerados Gerontocapoeiristas.

A contribuição relevante a este tema, foi a minha observância quanto praticante desta modalidade desportivo-cultural, a capoeira, por mais de 24 anos de pratica no ano de 2009, onde dos 24, há 14 anos ensinando a arte da capoeira, nesta caminhada tive vários alunos idosos, mesmo empiricamente mantive todos os cuidados necessários e não tive problemas com nenhum deles. Agora há uma necessidade de ampliar há mais idosos interessados, já com uma visão cientifica na área de Educação Física enquanto acadêmico (LIBEF/UEA 2008-2011) e abrir vagas para aqueles que não tiveram a oportunidade de aprender e conhecer profundamente a arte da Capoeira.

Segundo Puga Barbosa (2003, p. 21), “como conceito total de gerontologia temos o estudo do envelhecimento em toda e qualquer enfoque. É necessário bojo que temos subdivisões a Educação Física, desta feita adaptada a pessoa em fase de envelhecimento”.

Ao observar um Mestre de Capoeira de vanguarda jogar capoeira é admirável, encanta e assusta, devido a grande saúde corporal mostrado por ele. Temos como exemplo o Mestre de Capoeira Angola João Pequeno de Pastinha, com 92 anos de idade (uma criança de 92 anos), deixa muitos jovens para trás e no chão. Suas histórias e experiências fazem e dão vontade de promover a gerontocapoeira como uma alternativa para aqueles que muitas vezes tem obstáculos sociais e familiares. Mestre João Pequeno tem uma vasta experiência e é um grande exemplo de vida para muitos praticantes de Capoeira.

Para Puga Barbosa (2000) apud Puga Barbosa (2003, p. 21):

educar para o envelhecimento, e a da base da educação física gerontologica, preocupa-se em adequar a seus clientes, cada vez mais individuais em suas características heterogêneas, os conteúdos da profilaxia e das questões sociais do envelhecimento se aliando a dança, ginástica, jogo, recreação e esporte, acatando os princípios pedagógicos e biopsicossociais.

Há uma preocupação muito grande com os gerontocapoeiristas, por isso é necessário antes de tudo observar o acompanhamento médico para prevenir qualquer situação e uma integração de vários profissionais que trabalham com os idosos. Como exigência, o exame de saúde e o acompanhamento médico se fazem necessário, pois assim, poderemos verificar o tipo de atividade capoeirística e as limitações para cada indivíduo.

Já Moreira (2001, p. 17) afirma que,

o envelhecimento e a expectativa de vida, em todas as populações do mundo, constituem um problema emergente nos vários segmentos sociais. O ritmo de crescimento na população idosa, segundo Passarelli (1997, p. 208), relaciona-se diretamente com a diminuição das taxas de natalidade e mortalidade infantil, a melhoria no tratamento das doenças infecciosas e condições de saneamento básico, e o acesso aos serviços de saúde para um número maior de indivíduos.

Toda segurança possível é necessário. Por isso, qualquer atividade deve ser planejada e observada as restrições. O aquecimento – alongamento antes do treino é sempre necessário, essas aulas de gerontocapoeira devem sempre esta ligada as áreas abertas de boa circulação de ar, com uma preocupação planejada de exercícios físicos antes, durante e depois do treino (aula de gerontocapoeira). O lugar onde é feito os movimentos (chão) deve ser acolchoado ou um lugar com grama macia.

No projeto de pesquisa antes da aplicação da gerontocapoeira em 2008, na cidade de Tabatinga, Estado do Amazonas, com o apoio da Associação de Capoeira Ave Branca e de Estudantes do Curso de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física da Universidade do Estado do Amazonas, o objetivo maior foi entender quais os níveis de flexibilidade que dependem da articulação para a pratica da gerontocapoeira, sem lesões aos ligamentos dos tendões, músculos e pele.

Observamos também, a mobilidade articular e a elasticidade muscular durante a pratica da capoeira para a terceira idade; a realidade de cada indivíduo; se os requisitos práticos da capoeira poderiam ou não prejudicar o iniciante; verificamos até que idade cada idoso poderia realizar determinado movimento e a sua motricidade do idoso. Foi assim observamos as vontades, as evoluções de cada praticante e que tudo depende da individualidade biológica para cada idade.

Como metodologia, tivemos o desenvolvimento do projeto inicialmente por meio de reconhecimento ao espaço físico e primeiro contato com os idosos. Depois construímos uma seleção de movimentos de capoeira de maneira gradual e com bastante observação na execução de cada movimento de acordo com a motricidade de cada indivíduo e foi uma grande experiência.

Apresentamos aqui nosso programa de Gerontocapoeira está fixado nas seguintes situações: Fundamentos; Técnicas e Exercícios de respiração; Relaxamento; Alongamento e Etc.

O objetivo da Gerontocapoeira é a valorização da idade tardia, onde todos participam integralmente, integradamente e gradualmente das técnicas de estimulação no jogo de capoeira (gerontocapoeira), a percepção de si próprio e a relação interpessoal, com base nos fundamentos apresentados.

 

Fundamento teórico biológico:

– Sistema muscular;

– Sistema ósseo;

– Sistema nervoso;

– Sistema cardiorrespiratório (freqüência máxima e mínima);

– Sistema circulatório;

– Degeneração articular;

– Prevenção de acidentes na Capoeira (na Gerontocapoeira).

 

Fundamento teórico social:

– Conceituação;

– Fatos da diminuição das costelas sociais;

– Independência social;

– Expectativa da sociedade.

 

Fundamentos teóricos capoeirísticos:

– Conceituação;

– O que é Gerontocapoeira;

– História da Capoeira;

– Grandes nomes da Capoeira;

– Musicalidade da Capoeira (Cânticos e instrumentos musicais da capoeira);

– Estilos de Capoeira (Angola e Regional);

– Roda.

 

Técnicas individuais e interpessoais:

– Avaliação do seu EU;

– Dificuldades em relação ao quadril, joelho e tendões;

– A importância do trabalho de flexibilidade, habilidade e força;

– Situação físico-motor;

– Níveis de flexibilidade que depende da articulação para a pratica da gerontocapoeira sem lesões aos ligamentos dos tendões, músculos e pele;

– Ginga; golpes, esquivas e movimentos capoeirísticos.

Os itens expostos acima devem ser indicados com base em exames médicos e acompanhamento por um profissional da educação física.

Portanto, para entender melhor o tema é necessário fazer uma vivencia pratica com os anciãos, onde proponho a pesquisa e a implementação nos Programas da Terceira Idade em todo o Brasil, como exemplo da cidade de Tabatinga. È necessário essa aplicação para que mais pessoas possam ter um envelhecimento saudável através da pratica da capoeira, mais precisamente da gerontocapoeira.

As entidades capoeirísticas também podem adotar este sistema de ensino de capoeira (gerontocapoeira) para a terceira idade em seus estabelecimentos, não esquecendo de buscar integrar outros profissionais, como médicos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, nutricionistas, mestres de capoeira e outros que poderão contribuir com os nossos anciãos.

 

Referencias

CAPOEIRA, Dedão. Gerontocapoeira: Capoeira para a terceira idade. Tabatinga: Associação de Capoeira Ave Branca, 2008.

PUGA BARBOSA, Rita Maria dos Santos (Org.). Educação Física Gerontologica: Construção sistematicamente vivenciados e desenvolvidos. Manaus: EDUA, 2003.

MOREIRA, Carlos Alberto. Atividade Física na Maturidade: avaliação e prescrição de exercícios. Rio de Janeiro: Shape, 2001.

 

* Edney da Cunha Samias, é Licenciado em Geografia pela Universidade do Estado do Amazonas; é Pesquisador amazonólogo pelo Núcleo de Estudos Estratégicos Pan-Amazônicos; é estudante de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física na Universidade do Estado do Amazonas; é Mestre de Capoeira pela Associação de Capoeira Ave Branca do Distrito Federal do Mestre Kall; conhecido no mundo da Capoeira como Mestre Dedão; E reconhecido por muitos Mestres de capoeira como Pai da Gerontocapoeira. Atua na cidade de Tabatinga-Amazonas e faz supervisão nas filiais da Associação de Capoeira Ave Branca na Colômbia e no Peru.

Contato: Celular: (97)9153-4944       E-mail: edney_cunha@hotmail.com

Web: http://www.avebrancacolombia.es.tl

http://avebranca.esporteblog.com.br

Endereço para correspondência:

Beco Marechal Rondon, 5, Portobras, CEP 69640-000, Tabatinga-Am.

Artigo apresentado a Associação de Capoeira Ave Branca, 2010.

Resultados: II JOGOS GERAÇÃO INTERATIVA DE CAPOEIRA realizado em Pirassununga

“II JOGOS GERAÇÃO INTERATIVA DE CAPOEIRA”

DIA 20 DE SETEMBRO DE 2009
HORÁRIO: DAS 09:00 ÀS 18:00 HORAS
LOCAL: GINÁSIO MUNICIPAL DE ESPORTES DR. LAURO POZZI
-CEFE PRESIDENTE MÉDICE – AV. PRESIDENTE MÉDICE S/Nº – JD.
CARLOS GOMES – PIRASSUNUNBGA-SP

-REALIZAÇÃO: APACAP EM PARCERIA COM A SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES

-DIREÇÃO: MESTRE LUIZÃO
-EQUIPE ORGANIZADORA: JANAÍNA, VERIDIANA, NAILA, MOINHO, MARCIA, PIMENTA (SÃO PAULO/SP), MARINA E BUIÚ

ARBITRAGEM: CONTRA MESTRES XENHO E DE PAULA; INSTRUTOR TUBARÃO; MONITORES CEZÃO, BUIU  E CAMARÃO, FORMADO JABA E ESTAGIARIO RAYOVAC.

-PARTICIPAÇÃO: MESTRES: LAU (ARARAS), SENA (POÇOS DE CALDAS), TAROBA (SÃO CARLOS), OSMAR (POÇOS DE CALDAS), CLÉO (SÃO PEDRO); CONTRA MESTRE DE PAULA (UBERABA/MG), PROFESSORES JUNINHO (GUARANÉSIA) E DANIEL (CASA BRANCA).

PROGRAMAÇÃO:

09:00 hs – Abertura com desfile das equipes, execução do Hino Nacional e juramento dos atletas;
09:30 hs – Início das Competições – Categorias: Mirim, Infantil e Infanto Juvenil (Jogo no ritmo de São Bento Grande);
12:00 hs – Intervalo para almoço; lançamento do Cd Capoeira Na Veia Vol. II “Cantigas de Mestre Luizão”; Show de saltos e Acrobacias.
13:30 hs – Reinicio das Competições – Categorias Juvenil, Adultos e Graduados – (Jogo de Benguela e São Bento Grande);
16:00 hs – Competições em ritmo de São Bento Grande para Categorias: Especial “Cadeirantes” e da 3ª Idade.
18:00 hs – Encerranento com entrega de troféus e medalhas aos atletas e equipes vencedoras.

PARTICIPARAM DO EVENTO AS SEGUINTES EQUIPES:

-APACAP (PIRASSUNUNGA, LEME E ITÚ)
-FILHOS DO BONFIM (POÇOS DE CALDAS E CASA BRANCA)
-ART-VIDA (GUARANÉSIA)
-ESCRAVO LIBERTO (SÃO PEDRO)
-JANGADEIROS DE OURO (SÃO CARLOS)
-PALMARES (ARARAS)

TOTAL: 215 ATLETAS

CATEGORIA MIRIM – ATÉ 10 ANOS DE IDADE:

FEMININO:

1º LUGAR:   VERONICA
GRUPO:   APACAP
CIDADE:   LEME

2º LUGAR:   TAILANE
APACA – PIRASSUNUNGA

3º LUGAR:   MARIA GABRIELA
FILHOS DO BONFIM – CASA BRANCA

CATEGORIA MIRIM – ATÉ 10 ANOS DE IDADE:

MASCULINO:

1º LUGAR:   MATHEUS
APACAP   LEME

2º LUGAR:   GUIUPER   
JANGADEIROS DE OURO – SÃO CARLOS

3º LUGAR:   JOÃO VITOR
FILHOS DO BONFIM ´CASA BRANCA

CATEGORIA  INFANTIL – 11 E 12 ANOS

FEMININO

1º LUGAR:   GISLAYNE
APACAP – PIRASSUNUNGA

2º LUGAR:   MARIELLE
APACAP – PIRASSUNUNGA

3º LUGAR:    MILENA
APACAP – LEME

CATEGORIA  INFANTIL – 11 E 12 ANOS

MASCULIO:

1º LUGAR:  JUNINHO
APACAP – PIRASSUNUNGA

2º LUGAR:   WESLEY
FILHOS DO BONFIM ´CASA BRANCA

3º LUGAR:  JEFERSON DE OLIVEIRA
APACAP LEME

CATEGORIA  INFANTO JUVENIL – 13 E 14 ANOS

FEMININO

1º LUGAR:   SIMONE
APACAP – PIRASSUNUNGA

2º LUGAR:   ELIANE
APACAP – ITÚ

3º LUGAR:  JÉSSICA
JANGADEIROS DE OURO – SÃO CARLOS

CATEGORIA  INFANTO JUVENIL – 13 E 14 ANOS

MASCULINO:

1º LUGAR:   RODNEY
ESCRAVO LIBERTO – SÃO PEDRO

2º LUGAR:  MURILO
FILHOS DO BONFIM – CASA BRANCA

3º LUGAR:  MICHAEL
APACAP – LEME

CATEGORIA  JUVENIL – 15 A 17 ANOS

FEMININO

1º LUGAR:   NAILA
APACAP – PIRASSUNUNGA

2º LUGAR:   GISLAINE
FILHOS DO BONFIM – CASA BRANCA

3º LUGAR:   SANDRA
APACAP – PIRASSUNUNGA

CATEGORIA  JUVENIL – 15 A 17 ANOS

MASCULINO:

1º LUGAR:   DANILO
FILHOS DO BONFIM – CASA BRANCA

2º LUGAR:   ALEX
ESCRAVO LIBERTO – SÃO PEDRO

3º LUGAR:   VALDECIR
APACAP – LEME

CATEGORIA  ADULTOS  – 18 ANOS ACIMA

FEMININO

1º LUGAR:   MAGDA
PALMARES – ARARAS

2º LUGAR:   MARINA
APACAP – PIRASSUNUNGA

3º LUGAR:   JANAINA
APACAP – PIRASSUNUNGA

CATEGORIA  ADULTOS – 18 ANOS ACIMA

MASCULINO

1º LUGAR:  CLAYTON
FILHOS DO BONFIM – CASA BRANCA

2º LUGAR:   IDAEL
APACAP – LEME

3º LUGAR:   RODRIGO
FILHOS DO BONFIM – CASA BVRANCA

CATEGORIA  GRADUADOS –  PROFISSIONAIS:

MASCULINO:

1º LUGAR:  CONTRA MESTRE  XENHO
APACAP – PIRASSUNUNGA

2º LUGAR:   MONITOR CEZÃO
APACAP – PIRASSUNUNGA

3º LUGAR:    PROFESSOR MARQUINHOS
JANGADEIROS DE OURO – SÃO CARLOS

Acreditando no poder da Superação - LEANDRO DA APACAP NA CATEGORIA ESPECIALCATEGORIAS ESPECIAIS:
CADEIRANTES E  FELIZ  IDADE:
DESTAQUE PARA OS ATLETAS:

LEANDRO – APACAP DE LEME/SP
MARIA E VITORIA – SÃO CARLOS/SP

CLASSIFICAÇÃO GERAL POR EQUIPES:

1º LUGAR:
APACAP – 107 PONTOS

2º LUGAR:
FILHOS DO BONFIM – 39 PONTOS

3º LUGAR:
JANGADEIROS DE OURO – 15 PONTOS

4º LUGAR:
ESCRAVO LIBERTO – 12 PONTOS

 

Atenciosamente,

Luiz Carlos Desideri – Mestre Luizão
Presidente da Apacap

Nota de falecimeno Mestre Waldeci – Belém-PA

Camaradas,

A Federação Paraense de Capoeira – FEPAC comunicou hoje o falecimento do Mestre Waldeci, ocorrido em Manaus – AM.
Ainda segundo o informe, o corpo está vindo para Belém – PA e será enterrado no bairro de Icoaraci, amanhã, 14.05.08.

Mestre Waldeci é um dos grandes capoeiristas formados por Mestre Bezerra, na década de 70, aqui em Belém. Teve como seu
aluno formado, entre outros, o atual Presidente da FEPAC, Mestre Nazareno.

Ele tem um significao importante, também, para mim, pois foi meu "padrinho" quando recebi um cordel verde-amarelo em
batizado, 1981, ao final de estágio que fiz no Grupo Rei Zumbi de Capoeira aqui em Belém-PA (1). Além disso, como Engenheiro Civil, em 1999, elaborou a primeira planta da minha Academia de Capoeira Cambará e foi comigo registrar a obra no Conselho de Engenharia. A Cambará acabou saindo com outra planta, de outro engenheiro, mas com a fundamental orientação do Mestre Valdeci.

 
Deus o guarde junto aos grandes da Capoeira.

Fernando Rabelo
Belém-PA

 

(1)Mestre Valdeci aparece jogando num filme que mandei fazer, em 1981, inclusive me "batizando".

É o jovem de calça azul com uma listra branca na perna, sem camisa:

{youtube}8HDf8DB-yds{/youtube}

O outro jovem de calça azul (sem listra) e camisa branca é o próprio Mestre Bezerra que, posteriormente, em 1994, me chamou
para criarmos a Federação Paraense.

 

Aconteceu: “INTERATIVO CULTURAL 2006” em Pirassununga/SP

O Evento realizado pela Associação dos Praticantes da Arte Capoeira (APACAP), aconteceu neste sabado dia 02 pp. teve início as 10:00 hs na Praça Central com Show de Capoeira nos ritimos de Angola, Benguela e São Bento Grande e tambem contou com a participação de capoeiristas de varias cidades Paulista e do Sul de Minas.
 
Na parte da tarde, o palco das apresentações foi no Centro Cultural de Eventos Dona Belila (FEPASA) onde as 15:00 horas deu-se início ao "36° Batismo, Troca de Cordas e Formatura" dos alunos e graduados da APACAP.
 
Participaram os seguintes capoeiristas:
 
De Pirassununga:
Contra Mestres Fumaça e Xenho, Instrutor Tubarão, Monitores Cesão e Camarão e o estagiário Jabá (APACAP);
Instrutores Da Silva e Caetano (Grupo Mandinga Baiana); Monitor Tatuagem (Grupo Angolinha)
 
Da Região:
Monitor Diego e Formado Íca (APACAP – Mococa/SP); Formado Jaguar (APACAP – Caconde/SP); Prof. Xexéu e Graduado Cana Verde (Academia João Pequeno de Pastinha – São José do Rio Pardo/SP); Contra Mestre Dú e Estagiários Tropeço e Calça Curta (Grupo Filhos do Bonfim – Poços de Caldas/MG); Instrutor Luizão, Formados Henrique, Ziltom e Messias, Estagiários Sanguinho, Débora, Paula e Daniel (Grupo Palmares – Araras/SP); Mestrando Gato Preto e Graduado Edilsom (Grupo Africa – Leme/SP); Graduado Bicudo (Grupo Onarerê – Araras/SP); Prof. Pantera ( Capoeira Angola – Uberaba/MG); Mestre Taroba (Jangadeiros de Ouro – São Carlos/SP); Mestre Boy (Grupo União Regional – Vargem Grande do Sul) e Prof. Samurai (Grupo Guerreiros de Aruanda – Araras/SP).
 
Relação dos alunos que foram diplomados e receberam graduções:
 
1) CATEGORIA ALUNOS:
 
CORDA VERDE:
Amanda Luiza Bernardo
Paulo Henrique Bahia Alves
Mariane Marton
Anderson Clayton Candido
CORDA VERDE/VERMELHA:
Alan Alves Madalena
CORDA AMARELA:
Gustavo Belmonte
Rafael Antonio Oliva
CORDA AZUL:
Rodrigo Lemos Meirelles
Luiz Antonio de Campos Jr.
CORDA VERDE/AMARELA:
Clayton Pereira Magalhães
Fabiano Machado
CORDA VERDE/AZUL:
Marina Ferigatto
Renato Ap. Francisco
CORDA AMARELA/AZUL:
Adenilsom Martins de Souza
 
2) CATEGORIA GRADUADOS:
 
CORDA VERDE/AMAR/AZUL:
Luiz Henrique da Silva
CORDA BRANCA/VERDE:
Diego Britto Fiorini
Roberto Gomes Barbosa
Cesar Augusto Mendes
CORDA BRANCA/AMARELA:
Julio Cesar Fabiano
CORDA BRANCA/AZUL
Marcelo Andrade de Oliveira
 
Realização: Apacap "Associação dos Praticantes da Arte Capoeira"
 
Apôio: Secretaria Municipal de Cultura E Turismo
Patrocinadores:
Madri Magazine
Compro Ouro
Super Mercado Andreeta
Vista Brasil Confecções
 
Coordenadores: Graduados: Xenho, Tubarão, Camarão e Cesão
Supervisão: Mestre Luizão
luizdesideri@hotmail.com
 

Abada Poliester

Abada Poliester
 

Ref. abastyle01 – Categoria Abadas Style  
 
Abadas para passeio ou treinamento com varios desenhos
nas cores preta e branca
 
Preço: R$ 35,00

IÊ-SP e 9ª FACA – 3 a 6 de nov. 2005

 Olá CAPOEIRAS,

 

Escrevo pra avisar de nosso evento, do IÊ de SP e da FACA.

Estamos fazendo o lançamento do livro do mestre Russo e

Continuando o projeto MEMÓRIA DA CAPOEIRA UM,

Fazemos um evento com mesa redonda, roda, oficinas e mais rodas.

Se puder participar apareça…

Grande abraço

RuiTakeguma

http://f-a-c-a.vila.bol.com.br/9sampa.html

3 a 6 de novembro de 2005,

Tendal da Lapa, Pelezão e Parque Água Branca SP

70 reais, receba o livro, faça 4 oficinas de 1h30 com os mestres e receba certificado de participação

60 reais antecipado

projeto em transparência financeira…

www.ie.angola.pagina.de