Blog

corridos

Vendo Artigos etiquetados em: corridos

Dinho Nascimento: Sinfonia de Arame

A Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene, formada por capoeiristas, músicos e pessoas da comunidade da Vila Pirajuçara, Butantã, São Paulo, é modelo de inclusão social e sustentabilidade que valoriza a capoeira enquanto manifestação e patrimônio cultural brasileiro. Contar com mestres, contramestres e professores de capoeira caracteriza interpretação própria e singular de ritmos brasileiros como o samba de roda, ijexá, congo de ouro, barravento, além de ladainhas, chulas e corridos, tudo com arranjos arrojados e inéditos de Mestre Dinho Nascimento. A orquestra mostra a versatilidade do berimbau como instrumento musical, já que no seu repertório encontramos tanto toques da capoeira quanto outros gêneros da música brasileira.

 

Visite http://dinhonascimento.com.br/orquestradeberimbaus/
Curta https://www.facebook.com/orquestra.deberimbaus
Ouça http://www.radio.uol.com.br/#/artista/orquestra-de-berimbaus-do-morro-do-querosene/410042
Assista http://youtu.be/xGQYxti3SJg

 

Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene

Direção e Regência: Dinho Nascimento

O berimbau é um instrumento de resistência cultural que atravessou o Atlântico e, no Brasil, tornou-se símbolo de luta pela liberdade.

A Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene, formada por capoeiristas, músicos e pessoas da comunidade da Vila Pirajuçara, Butantã, São Paulo, é modelo de inclusão social e sustentabilidade que valoriza a capoeira enquanto manifestação e patrimônio cultural brasileiro. Contar com mestres, contramestres e professores de capoeira, caracteriza interpretação própria e singular de ritmos brasileiros como o samba de roda, ijexá, congo-de-ouro, barravento, além de ladainhas, chulas e corridos, tudo com arranjos arrojados e inéditos de Mestre Dinho Nascimento.

Os berimbaus são cuidadosamente afinados e agrupados em naipes: berimbau gunga ou berra-boi (som grave), de centro (som médio) e o viola ou violinha (som mais agudo). O “Berimbum”, com som super-grave, é tocado com arco de violoncelo. E o “Berimbau de lata” também tocado com arco, mais parece uma rabeca.

Vozes entoam os versos das ladainhas, corridos e canções. Alguns instrumentos como o guimbarde ou trump (berimbau de boca), agogô, pandeiro, reco-reco, ganzá, triângulo, atabaque, matraca, efeitos diversos e palmas completam a sonoridade.

A orquestra mostra a versatilidade do berimbau como instrumento musical, já que no seu repertório encontramos tanto toques da capoeira quanto outros gêneros da música brasileira.

Mestre Toni Vargas, Quadras & Corridos

Quadras & Corridos

Um dos maiores compositores da nossa capoeiragem, o Mestre e Poeta Toni Vargas, nos escreve um relato exclusivo sobre o processo de criação e elaboração de seu novo trabalho intitulado “Quadras & Corridos”, o projeto tem como objetivo fundamental homenagear o grande Manoel dos Reis Machado e sua criação e enorme contribuição para a história da Capoeira: “A Luta Regional Baiana”. Quadras & Corridos pretende mostrar aos jovens capoeiristas de forma sensível e bem fundamentada um pouco da “energia” de Seu Bimba – O GIGANTE NEGRO DA CAPOEIRA REGIONAL.

Luciano Milani

Mestre Toni Vargas, Quadras & Corridos

Luciano,

Antes de mais nada parabéns pelo trabalho que você vem realizando através do Portal da Capoeira, é muito bom que as pessoas percebam que  instrumentos tão sofisticados quanto a internet e outros recursos virtuais podem e devem ser utilizados com o propósito de construir e edificar, ajudar a capoeira e os capoeiristas para que juntos possamos evoluir em busca de um futuro melhor.

Tenho trabalhado muito em diversos projetos e no ultimo dia 12/09/2009 tive o prazer de lançar no Rio de Janeiro o CD “Quadras & Corridos” este trabalho é a culminância de um projeto que começou a aproximadamente 5 anos atrás, quando o Mestre Nenel fez o que eu costumo chamar de “provocação positiva” me perguntando por que  nunca tinha composto nada com os ritmos do pai dele .

A pergunta motivou uma “pesquisa”, as músicas foram aparecendo se organizando e finalmente fechamos o CD que foi apresentado no Rio de Janeiro com a participação do Mestre Nenel ministrando uma oficina de Capoeira Regional e uma festa que reuniu amigos e capoeiristas de diversos grupos.

Mestre Bimba na Mídia - ArquivoA “pesquisa” a que me refiro, foi nada mais que um mergulho na sonoridade e no AXÉ de “Seu Bimba” e o resultado é uma leitura humilde e bem intencionada dos ritmos de Banguela e São Bento Grande. Fazer Quadras ao invés de Ladainhas foi para mim um grande desafio. Em relação as minhas letras anteriores (geralmente grandes), as quadras são haicais, e não foi muito fácil conseguir me expressar a partir desse modelo. Devo ainda registrar que esse recurso me fez amadurecer bastante e reafirmar ainda mais (para mim mesmo), a genialidade de Manoel dos Reis Machado – Mestre Bimba

Devo ainda agradecer a meus alunos que fizeram tudo comigo, ao meu Mestre que generosamente me apoiou e a Eduardo Teixeira (Editora D+T), que acreditou e me apoiou na realização desse projeto.

AXÉ e muito obrigado

Mestre Toni Vargas


* O Lançamento do CD QUADRAS E CORRIDOS,  é a culminância de cinco anos de pesquisa sobre os ritmos de MESTRE BIMBA , com participação de MESTRE NENEL ministrando um encontro pratico/teórico sobre os Fundamentos da CAPOEIRA REGIONAL, e um bate papo com MESTRE PEIXINHO sobre a influência da Capoeira de MESTRE BIMBA na formação do GRUPO SENZALA e na Capoeira de nossos dias

http://www.mestretonivargas.com/

Jornal do Capoeira – Nova Seção: O Canto do Capoeira-Poeta

Estamos inaugurando no Jornal do Capoeira mais uma seção, carinhosamente batizada por "O Canto do Capoeira-Poeta". É um espaço para que os Capoeiras-Leitores apresentem suas produções independentes, que podem ser tanto em termos de músicas (ladainhas, corridos, quadras etc), com também poemas e versos sobre as Culturas Afro-brasileiras, especialmente, é claro, a Capoeira.
O Canto do Capoeira-Poeta: Contribuições são benvindas.