Blog

experiência

Vendo Artigos etiquetados em: experiência

Kina Mutembua faz sucesso com o grupo TEIA de Minas

Kina Mutembua encanta participantes da TEIA com oficina sobre a cultura afro Jovens e educadores uniram capoeira e dança afro em atividade interativa

Um espaço dedicado a cultura e raízes afro-brasileira. Mais do que uma oficina, o Espaço Vivências da Teia Cultural foi palco de uma verdadeira troca de experiências durante a atividade "Contos e Lendas Africanas" ministrada pelo Kina Mutembua, grupo cultural da Ação Comunitária do Brasil/RJ.

Para chamar a atenção para a atividade, o grupo improvisou uma roda de capoeira que contagiou o público presente na Serraria Souza Pinto. Com essa estratégia, a oficina reuniu mais de 50 pessoas em uma atividade interativa que incluiu contação de histórias africanas, dança afro e samba de roda.

Romildo dos Santos, professor de capoeira e integrante do Kina Mutembua, contou diversas lendas do universo da capoeira como por exemplo, o surgimento do berimbau. Os participantes da TEIA também conheceram os tipos de berimbaus e alguns dos fundamentos da capoeira. Para Romildo, o mais importante foi a presença de mestres de capoeira de diversas partes do Brasil.

– Tivemos a participação de capoeiristas da Bahia, Sergipe, Alagoas, Minas Gerais que participaram de todas as atividades e possibilitaram uma troca de experiência muito importante não só para os jovens que participam do grupo,mas de nós educadores – conclui o professor de capoeira.

Charles Nelson e Viviane Santos, educadores de dança afro da ACB/RJ, explicaram aos participantes da oficina a história dos orixás e seus movimentos característicos na dança afro. O entusiasmo foi grande e todos os presentes participaram de uma aula de dança afro, onde construíram uma coreografia em conjunto.

– Assim como o Kina, a oficina foi a junção perfeita da dança afro com a capoeira. Foi uma atividade muito interessante que com certeza foi uma experiência para todos que participaram – explica Charles Nelson.

Caio Rosa, integrante do Kina Mutembua e instrutor de capoeira, contribuiu para a atividade falando sobre a cultura do candomblé que despertou a curiosidade e estimulou a discussão. "Confesso que no início tive um pouco de medo de falar para pessoas tão diversas. Mas no final, foi uma experiência que nunca vou me esquecer. Por mim, faríamos outra oficina agora!"

Jeniffer Menezes, cantora do Kina Mutembua, terminou a oficina emocionada com a participação do público que encerrou a atividade com brincadeiras ao som de cantigas de capoeira de samba de roda.

– Foi uma verdadeira troca. Muitos terminaram querendo saber mais sobre o que contamos e só isso já teria valido a pena. O mais gratificante foi ouvir diversas pessoas dizendo que nos esperam ano que vem para uma nova oficina. Foi realmente emocionante – revela a cantora.

Revista Fator – São Paulo
http://www.revistafator.com.br

CAPOEIRANDO 2007

CAPOEIRANDO 2007 Em Arraial do Cabo, o paraíso das praias do Rio de Janeiro, a antiga vila de pescadores, com todas suas belezas naturais.
 
Em Arraial o Cabo, além das aulas de CAPOEIRA, CAPOEIRA REGIONAL e ANGOLA.
 
Diferentes mestres, como de costume, as noites cariocas serão quentes e agitadas com luaus na Praia Grande e o samba da rapaziada. Em Arraial do Cabo ainda teremos passeios de barco pelas prainhas do Pontal do Atalaia, Gruta Azul, Praia da Marinha e Praia do Forno mais exposição de fotos de capoeira da Pimpa.
 

Varíos mestres do grupo Senzala e de outros grupos para estar passando toda a experiencia adquirida em varios anos de convivio com a nossa Capoeira.

Chegada (arrival): 17/01/07
Seminários (classes): 17 a 20/01/07
Encerramento (ends): 21/01/07
 
Locais:
Seminários – Colégio CIEP da Prainha;
Palestras – Centro Cultural da Prefeitura;
Rodas na Praça da Rodoviária 19h.
Classes: Dias 17 – 16h, 18 e 19 – 10 às 14h
Sábado 20/1 – 10 às 18h!
 
Capoeira Angola
Capoeira Regional
Maculelê
Percussão
Dança Afrobrasileira
 
Para se inscrever no CAPOEIRANDO 2007 – http://www.capoeirando.com.br

Pesquisa sobre o Maculelê

Caros Mestres,
 
Em parceria  com o Portal Capoeira, estou fazendo uma revisão e atualização do livro de pesquisas sobre o Maculelê – “Ôlelê Maculelê”  que foi publicado em 1989.  
 
Tenho conhecimentos de que, como acontece com as manifestações folclóricas de um modo geral o passar do tempo e interpretações pessoais têm influenciado para que a tradição seja modificada e, em alguns casos, descaracterizada.
 
Tenho, também, conhecimento de divulgação de conceitos equivocados como a afirmação feita em um programa popular de TV brasileira em que um Mestre apresentou o Maculelê como “estilo” da Capoeira.
 
A globalização da Capoeira não dá condições de se fazer pesquisas de campo como quando o Maculelê foi estudado em 1989 e, assim,  venho solicitar a sua participação – como Mestre – em atividade para que nos envie sua experiência sobre estas descaracterizações e o resultado desta pesquisa será apresentado na 2a. edição do livro que estará sendo lançada em dezembro deste ano.
 
Para participar desta pesquisa e colaborar com o Livro:
 
“Ôlelê Maculelê”, clique aqui.

 
Lucy Geão – Produtora Cultural por Emília Biancardi – nucleodenegocios@atarde.com.br

Livro sobre Capoeira Angola

Release do livro recém-lançado, versando sobre Capoeira Angola & Cultura Popular, de autoria de Pedro Abib (Pedrão de João Pequeno de Pastinha).
 
 Capoeira Angola: cultura popular e o jogo dos saberes na roda
Neste trabalho o autor sugere ao leitor algo além de uma simples e boa etnografia. Sugere mesmo algo mais do que a tomada de algum ângulo novo, pouco explorado entre autores antecedentes. O trabalho revela dimensões da experiência da criatividade e do aprendizado humano. Resulta de pesquisa de vários anos e também da vivência pessoal do autor no universo da cultura popular, sobretudo no âmbito da capoeira Angola não apenas na condição de pesquisador como também como praticante.
Informações: pedrabib@ufba.br
 
 

Teste Par-Q

PAR-Q

1 – Seu médico já disse que você possui um problema cardíaco e recomendou atividades físicas apenas sob supervisão médica?

Sim       Não 

2 Você tem dor no peito provocada por atividades físicas?

Sim       Não 

3 – Você sentiu dor no peito no último mês?

Sim       Não 

4 Você já perdeu a consciência em alguma ocasião ou sofreu alguma queda em virtude de tontura?

Sim       Não 

5 – Você tem algum problema ósseo ou articular que poderia agravar-se com a prática de atividades físicas?

Sim       Não 

6 Algum médico já lhe prescreveu medicamento para pressão arterial ou para o coração?

Sim       Não 

7Você tem conhecimento, por informação médica ou pela própria experiência, de algum motivo que poderia impedí-lo de participar de atividades fisicas sem supervisão médica?

Sim       Não 

Se uma única resposta for "SIM" é nescessário fazer um exame Médico. 

{mos_sb_discuss:12}