Blog

ferro

Vendo Artigos etiquetados em: ferro

Nota de Falecimento: Mestre Docinho

Transcrevo,  com tristeza, notícia da morte do amigo Mestre Docinho (Eudóxio Leunir Matos Santos Barbosa), um dos grandes baluartes da organização desportiva da Capoeira no Estado do Pará.
 
Foi professor de Capoeira durante alguns meses no Grupo Rei Zumbi de Capoeira, em  1989, no antigo DEFID, hoje DEAFI, aqui em Belém do Pará.
 
Faço minhas as palavras de despedida do meu amigo Mestre Ferro do Pé: 
 
“Bom dia Mestre Fernando,
É com tristeza (porém tenho multiplicar esta informação), que informo o falecimento de modo súbito, vítimado por ataque cardíaco, do Mestre Docinho no último domingo dia 29.03.2009, sendo que o sepultamento ocorreu no dia 30.03.2009 às 11:00h no cemitério parque das palmeiras em Marituba – Pa.
 
Momentanêamente o Berimbau se cala e o atabaque não ecoa o seu toque, mas, a alegria não pode morrer.   A vida segue seu curso apesar da dor e do lamento,  o toque de Iúna dará lugar a outros toques mais festivos e a irreverência as controvérsias e os saberes do Mestre Docinho embalararão conversas e contos, e a lembrança não morrerá jamais.
 
Axé e crescimento espiritual ao Mestre Docinho.”
 
Ferro do Pé.

Aconteceu: 12 Horas de Capoeira no Pará

A Capoeira paraense organizada em termos desportivos tem superado todas as expectativas. São vários os campeões basileiros de Capoeira com títulos oficiais obtidos nas competições anuais da Confederação Brasileira de Capoeira – CBC;
A Federação Paraense de Capoeira – FEPAC realizou este mês, dia 07.04.07, sua 115ª reunião mensal aberta a participação do público, ou seja, há 10 anos todas as pessoas do Estado do Pará, capoeiristas ou não, podem participar, se quiserem, dos destinos da Capoeira local.
A necessidade de avançar, porém, levou diversos grupos e associações de Capoeira paraenses, filiados ou não,  à realização de um evento, hoje, 15.04.07, em Ananindeua – PA, o "12 Horas de Capoeira", sob coordenação do Mestre Ferro-do-Pé.
 
Assinaram o livro de presença:
 
1-Berimbau Brasil;
2-Cambará;
3-Escola Capoeira;
4-Gunga Capoeira;
5-Menino é Bom;
6-Quilombo dos Palmares;
7-Rei;
8-Semeando Capoeira;
9-Senzala Assocase;
10-Vitória Régia;
 
O "12 horas de Capoeira" contou, também, com a honorável presença, jogo e cantoria do Mestre Romão, um dos pioneiros da moderna Capoeira paraense e de Mestre Romildo, também já da velha guarda, pessoa cuja amabilidade o torna alvo de permanentes convites para festas e batizados de Capoeira – que ele vai evitando doce e diplomaticamente.
 
Também esteve Presente Mestre Nazareno, Presidente da Federação Paraense de Capoeira – FEPAC, que apoiou o evento, e várias outras personalidades da Capoeira local, jovens Mestres, campeões de Capoeira, atletas e familiares.
 
A inscrição consistiu em um kg de alimento não perecível por pessoa e toda a arrecadação será encaminhada a entidade beneficente da região.Aconteceu: 12 Horas de Capoeira no Pará
 
É de se concordar com Mestre Ferro-do-Pé – (de chapéu, iniciando jogo com Mestre Romão) – que o evento "12 Horas de Capoeira" é bastante ousado em comparação com o que até agora tem sido feito em Capoeira no Pará, pois, se de um lado constitui verdadeiro laboratório organizacional, de outro,
ultrapassa a nuance desportivo-cultural e aponta para uma Capoeira Desportiva inserida no contexto maior, o da cidadania.
 
Fotos: Me. Fernando Rabelo