Blog

improviso

Vendo Artigos etiquetados em: improviso

Teatro: Espetáculo baseado em capoeira angola e tradicional no Sesc Pinheiros

Em outubro, o “Projeto Improviso” do Sesc Pinheiros apresenta na Praça o espetáculo de dança “Jam Cabeçada”, com Daniel Barra,Banda MutribOrkestra Maldita. As apresentações acontecem entre os dias 5 e 26 de outubro, sempre aos sábados, às 17h30, exceto no dia 12, quando a apresentação acontece às 18h30. A entrada é Catraca Livre.

“Jam Cabeçada” traz noções de espaço, performance e composição a partir de movimentos e gestos da capoeira angola e regional, que contribuem para o desenvolvimento das técnicas de improvisação com o público.

Ator e bailarino, Daniel Barra desenvolve trabalhos com música, dança, performance e artes visuais, além de ser capoeirista há mais de 20 anos.

 

SERVIÇO

O QUE
Projeto Improviso: Jam Cabeçada com Daniel Barras e convidados

QUANDO:
  • Sáb 05/10
    • às 18:30
  • Sáb 12/10
    • às 17:30
  • de 1926/10
    • Sábados às 18:30

Adicionar à minha agenda do Google

QUANTO
Catraca Livre

ONDE
Sesc Pinheiros
http://www.sescsp.org.br/sesc

Rua Paes Leme, 195
Pinheiros – Oeste
São Paulo
(11) 3095-9400

Estação Faria Lima (Metrô – Linha 4 Amarela)
VER NO MAPA

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Fonte: http://catracalivre.com.br

IMPROVISO, INTELIGÊNCIA E CAPOEIRA

A capoeira, pela sua própria natureza, é um jogo de inteligência…
Um esconde-esconde, um faz de conta, um eterno improviso…
Uma contínua gozação!
Ganha quem engana mais e melhor…
.. para enganar é preciso ter malícia…
É preciso ter inteligência!
Capoeirista burro é um erro de lógica…
Não pode ser burro, por que…
A capoeira é o inverso de burrice!
Começamos pela existência da chula, curto improviso que inicia a vadiação…
Para cantar improviso é preciso ser poeta…
Para ser poeta é preciso ser inteligente!
Burro não faz versos, apenas zurra!
Para cantar o improviso introdutório…
O cantador deve conhecer todo o repositório litero-filosófico da roda…
Manifestá-lo de modo ritmado conforme a tradição musical da capoeira…
Respeitando a herança dos africanos…
Cantando num estilo tonal …
Ajustando nosso falar ao tom dos iorubás…
Logo não pode ser burro…
Nem teimoso como o jegue!