Blog

infantil

Vendo Artigos etiquetados em: infantil

Campo Grande promove gratuitamente o Curso Brincadeira de Angola do IBCE

Campo Grande promove gratuitamente o Curso Brincadeira de Angola do IBCE

Mestre que é referência nacional em capoeira infantil, ministra curso pedagógico para ensinar capoeira a crianças em MS

“Brincadeira de Angola” será ministrada entre está quinta-feira e domingo, no Instituto Mirim de Campo Grande.

Omri Breda, o mestre Ferradura, uma das principais referências em educação infantil nacional e internacional no ensino a capoeira, ministra nesta semana em Campo Grande um curso de formação pedagógica.

A capacitação é voltada para o ensino da capoeira a crianças, aplicando o método “Brincadeira de Angola”, que foi criado por ele.

O curso é uma iniciativa do grupo Conterrâneo Capoeira,de Campo Grande, liderado pelo mestre Antonio Marcos de Lima, o mestre Liminha, e tem o apoio da secretaria municipal de Cultura e Turismo (Sectur), por meio do Fundo Municipal de Investimentos Culturais (FMIC).

O curso “Brincadeira de Angola” vai ser promovido na sede do Instituto Mirim, na avenida Fábio Zahran, 6.000, em Campo Grande. Começa nesta quinta-feira (8) e vai até domingo (11). Hoje e sexta-feira a programação vai das 19h às 21h30. No sábado, das 14h às 19h e no domingo, das 10 às 12h. É gratuito e tem vagas limitadas.

Segundo o grupo Conterrâneo, foram disponibilizadas 100 vagas para a capacitação, para praticantes e não praticantes, e 30 grupos de capoeira de todo o estado já confirmaram participação, representando os municípios de: Água Clara, Aquidauana, Corumbá, Dourados, Miranda, Nioaque, Ponta Porã e Três Lagoas, entre outros.

 Capoeira Portal Capoeira

Em 2016, Ferradura esteve em Campo Grande ministrando um outro curso, “Vamos Vadiar Angola”, em que os participantes experimentaram um dia de vivência voltada à consciência corporal, jogos dinâmicos, musicalidade e expressão criativa na capoeira Angola.

Serviço

Mais informações sobre o curso pelo telefone: (67) 99233-4249.

Veja Também:

 

Fonte: https://g1.globo.com

Cadu e as histórias de Bantu

Cadu e as histórias de Bantu, é fruto de um longo período de pesquisa e escrita e já foi adotado por várias escolas. Esse livro fala sobre nossas raízes afro-brasileiras.

A história começa num vilarejo do Sul da Bahia, onde os ventos atlânticos trazem o cheiro do mar impregnado de lembranças da África…

 

Alexandra Barcellos, autora de oito livros do gênero infanto-juvenil é professora de literatura em Curitiba.

 

E-book – Cadu e as histórias de Bantu

E-book sobre a história de um menino que cresce num vilarejo do Sul da Bahia. Sua família tem uma pequena fábrica de berimbau: atividade que é passada há gerações de pais para filhos e que não é só um negócio, mas uma forma para manter as tradições familiares vivas.

Cadu cresce nesse ambiente, e vive o seu vilarejo como se ele fosse um lugar mágico, até que grandes eventos começam a transformá-lo.

 

Mais:

E-book afro-brasileiro sobre nossas raízes.

Alexandra Barcellos é professora de literatura e autora de diversos livros de temática ambientalista.

alexandra-barcellos@hotmail.com

Campo Grande: Passando uma rasteira nas drogas

Com o objetivo de usar o esporte como arma contra as drogas e a violência, foi realizado no último final de semana em Campo Grande o 4º Encontro de Capoeira – Passando uma rasteira nas drogas. O evento teve o apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul através da Fundesporte.

Cerca de 100 atletas de Campo Grande e interior do Estado participaram do encontro que promoveu aulas de capoeira, palestras de conscientização sobre drogas e violência, curso de primeiros socorros e um torneio infantil, juvenil e adulto da modalidade.

O diretor-presidente da Fundesporte, Flavio Britto, elogiou o trabalho dos organizadores do evento e ressaltou que o esporte é a maneira mais rápida e barata de afastar nossos jovens do perigo das drogas.

CAPOEIRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: TEORIA DE ENSINO E ATIVIDADES PRÁTICAS

Prezados Amigos,

Venho convidá-los a participarem do lançamento do meu livro, CAPOEIRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: TEORIA DE ENSINO E ATIVIDADES PRÁTICAS, será dia 20 de abril à partir das 19h30 no Colégio Ônis que fica na Rua: André Vidal de Negreiros, 36 – Ponta da Praia/Santos. Espero por você lá!

Att.

Kaled

 

Aconteceu: Festival Infantil Abadá-Capoeira 2011

Ocorreu no final de maio, 28/05/2011 (Dia Internacional do Brincar), o Festival Infantil Abadá-Capoeira. O evento foi realizado nas dependências da Câmara Municipal de Paulínia e contou com a presença de diversos capoeiristas do estado de São Paulo. Cerca de 60 crianças receberam nova graduação, representada pela corda a ser amarrada na cintura e cujas cores são baseadas em elementos da natureza e com significados relativos ao estágio de aprendizado.

Embalado pelo tema “Resgatando brincadeiras antigas”, o festival foi decorado com pipas, bexigas, bambolês e outros brinquedos. Além da tradicional troca de corda, teve uma encenação de um teatro cujo tema era a diferença entre as brincadeiras antigas e os jogos modernos. Também houve participação do público presente, em que muitos adultos tiveram a oportunidade de relembrar suas infâncias. Foi uma verdadeira interação entre pais e filhos e no final eram notórias a alegria e a satisfação de todos os que assistiam ao evento.

O trabalho é ministrado pelo professor Rato no salão da Igreja do Belo Ramo – Jardim Monte Alegre. As aulas para crianças acontecem às segundas e quartas das 19:00 às 20:00. Os adultos podem treinar às segundas, quartas e sextas das 20:00 às 21:00. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 8145-8570.

A Equipe Abadá Paulínia agradece  às pessoas que compareceram ao Festival e àqueles que ajudaram a realizá-lo. “A todos, nosso sincero muito obrigado”

 

Fonte: http://www.paulinianews.com.br

Longe do trabalho infantil, crianças se dedicam aos estudos e atividades lúdicas

Jogos, brincadeiras, capoeira, música, educação física e breaking. Essas são apenas algumas das atividades promovidas por meio do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), em Piraquara. No contraturno escolar, são atendidas cerca de 300 crianças e adolescentes, com idades entre 7 e 15 anos.

Além das atividades lúdicas e educativas, de acordo com a coordenadora do programa, Claudiane Ferrari, tanto as crianças quanto os pais são acompanhados por uma equipe multidisciplinar composta por assistente social, pedagogo e psicólogo. As reuniões familiares podem ser mensais, quinzenais ou semanais dependendo de cada situação.

“Em caso de denúncia em que as crianças trabalham nos finais de semanas, por exemplo, é chamada a atenção da família. Primeiro há uma reunião e no caso de reincidência o caso é encaminhado para a Vara da Família para que sejam tomadas as medidas necessárias. A família tem que assumir o papel na educação dos filhos”, explicou a coordenadora. Cada família recebe R$ 40 por criança participante do programa.

Ainda de acordo com Claudiane, o programa também possui outras exigências. Os pais têm que participar das reuniões e os alunos têm que frequentar a escola e o Peti. A tolerância é de apenas três faltas mensais, com justificativa. Caso a família não cumpra com as regras o benefício pode ser bloqueado e até cancelado. Além do acompanhamento também nas escolas, o programa incentiva o aluno na superação de dificuldades na aprendizagem.

 

Peti

O objetivo do programa desenvolvido pela prefeitura municipal é oferecer um espaço seguro e voltado para o desenvolvimento biológico, psicológico e social de crianças e adolescentes antes submetidos a situações de trabalho, exploração e mendicância.

Desde o início deste ano, o Peti está instalado em prédio próprio, que fica em anexo ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Piraquara Solidária, no Bairro São Cristóvão. O transporte para o deslocamento diário é proporcionado gratuitamente a todos os alunos. Além disso, o programa também oferece duas refeições (lanche e almoço).

A coordenadora pedagógica e os cinco instrutores são contratados a partir de um convênio firmado com a Adesobrás. Os demais funcionários pertencem ao quadro próprio (efetivo) da prefeitura municipal (coordenadora geral, professora, assistente social, técnico administrativo, motorista, dois estagiários, quatro auxiliares de serviços gerais e duas merendeiras).

Em tempo: O programa atende, exclusivamente, crianças e adolescentes (abaixo de 16 anos) em situação de trabalho infantil e risco social. Para participar é necessário procurar a sede do Peti, que fica na Rua Reinaldo Meira, n.º 978, no bairro São Cristóvão. Para fazer as inscrições basta apresentar RG e comprovante de residência. Mais informações: (41) 3653-7387.

 

Fonte: http://agoraparana.uol.com.br/

Copa Real Sport Clube – Massamá 2009

Como acontece todos os anos, nos próximos dias 4 e 5 de Dezembro iremos realizar a Copa Real Sport Clube – Massamá / 2009. O evento terá lugar na sede do Real Sport Clube, em Massamá, conforme a programação.

Programação:

4 de Dezembro – Sexta-feira

21h às 22h30 – Roda

5 de Dezembro – Sábado

10h às 12h – Aulas com os convidados (confirmar com o seu professor)

14h30 às 18h – Campeonato

18h – Entrega de prémios

 

Categorias Mistas: Iniciados (até 2ª graduação) e avançados (3ª a 5ª Graduação) Livre (atletas acima da 6ª graduação)

Infantil e adultos e livre:   –  as categorias serão mistas mas as premiações serão feitas separadas (feminino e masculino)

– serão 2 jogos (1 de Benguela, 1 S. B. G. Regional) e 1 Solo

– nas categorias INICIADO INFANTIL participarão alunos de “projectos”, e com “dificuldades de aprendizagem” sendo respeitadas as suas diferenças, podendo participar alunos com menos experiência nessa categoria mesmo tendo uma graduação superior (ex: aluno com corda crua-verde que tem aulas num projecto com crianças com dificuldades motoras…)

– poderão ser aceites inscrições de alunos com uma graduação menor numa categoria acima (ex: aluno com corda crua-amarela que participa em treinos superiores a 3 vezes por semana, com participações em campeonatos, rodas, apresentações…)


Observações

1-Ficará ao critério de cada professor as inscrições dos alunos nas categorias infantil, adulto e livre (qualquer dúvida contacte M. Sargento ou até mesmo na hora da inscrição)

2-O objectivo será valorizar o atleta que treina e estimular aqueles que não têm muita expriência ou não podem ter mais participação

Todos os participantes terão direito a fazer as aulas com os convidados e receberão um certificado de participação no evento.

Contamos com a presença de todos!

Nota: para participar nas actividades os alunos deverão usar o uniforme completo (calças e t-shirt oficiais). Para o campeonato todos as 14h para receber o número e confirmar participação

Aos professores e graduados: na oportunidade será realizado o treinamento, e reunião e informações (do Mestre Burguês) e dúvidas sobre:

1- Mundial,

2- Europeu,

3-Troca de graduação acima de corda verde,

4-Federação,

5-Calendário 2010 (traga sugestões)

Para mais informações contacte: Mestre Sargento – 96 354 82 83.

Sede do Real Sport Clube: R. Firmina Celestino Cardoso, 10. Massamá – atrás da telepizza

Supervisão Mestre Burguês

SESC Niteroi – Capoeira Infantil

A Federação Fluminense de Capoeira realizará, em 09 de maio de 2009, das 09 às 17 horas, o Festival Estadual (RJ) de Capoeira Infantil.
Local: SESC Niterói/RJ.
Rua Padre Anchieta, 56 – Centro – Niterói/RJ, Brasil.
Todos os capoeiristas e simpatizantes estão convidados a participar do evento.

 

Entrada franca – Apoio SESC-Niterói/RJ

 Oficinas:

  • – História da capoeira
  • – Confecção de instrumentos com material reciclável
  • – Aulão de capoeira
  • – Rodas de capoeira infantil
  • – Apresentação dos profissionais de capoeira
  • – Recreação

Mais informações: (21)9589-1358
Realização: Federação Fluminense de Capoeira

Mestre Zezeu

I Ginga Arembepe – ABOLIÇÃO CAPOEIRA

ABOLIÇÃO CAPOEIRA – Apresenta:

I° Ginga Arembepe – Educação,cultura e cidadania

Programação:

01/12/08/

18:00h/Barracão Cultural Arembepe

Cursos de capacitação:
Como gerenciar mudanças-Facilitadora:Profª Célia Peridiz
Ludomotricidade-Facilitador-Prof°Fernando Martins

02/12/08/

18:00h/Barracão cultural-Arembepe

Oficina de capoeira Infantil
Contra mestre Brisa-Grupo Gueto-salvador-ba

03/12/08/18:00h/Barracão Cultural-Arembepe

Curso de capacitação:
Primeiros socorros-Traumatologia
Facilitador:Técnico do Samu:Facilitadora:Carina Oliveira

04/12/08/

16:00h/Barracão Comunitário

Oficina de percussão-Facilitador:Prof° Bolinho-Grupo Abolição

18:00-Oficina de capoeira-Facilitadores:

Mestre Léo Pivete-Capoeira Brasil-Rj

Formado Careca-ACCB-Espanha

05/12/08

9:00h-Aldeia Hippie

Curso de Capoeira Regional-Facilitador:Mestre Salário Mínimo-Abolição

16:00hBatizado infantil-Quadra poliesportiva Arembepe

06/12/08

9:00h-Mutirão de Limpeza nas praias

07/12/08/9:00h/Pousada Caminho do sol

Batizado,Formatura e troca de cordões

13:00h-Confraternização e comemoração :Aniversário Contra Mestre Bobô

Contatos:

boboabolicao@hotmail.com/ patricialcasadosol@ig.com.brTel:36242198/8781-3847

MS: Cine Moreninhas apresenta Maré Capoeira

 

 

Cine Moreninhas apresenta “Curtas infantis 2”

Na próxima sexta-feira (22), a partir das 18h30, fechando a programação de férias das crianças da região da região das Moreninhas, a Fundação de Cultura de Mato Grosso de Sul (FCMS) promove mais uma exibição audiovisual no Cine Moreninhas, com a exibição do “Curtas Infantis 2”.

O Cine Moreninhas é um ponto de exibição da Programadora Brasil, um programa do Ministério da Cultura (Minc) que disponibiliza obras audiovisuais para circuitos não comerciais de difusão pública. Com conteúdo em todos os formatos (curta, média e longas-metragens), diversificado em várias categorias, (animação, documentário, experimental e ficção), os filmes são de épocas e regiões geográficas diferentes, o que atende diversos públicos e respeita a diversidade da produção audiovisual brasileira.

O Cine Moreninhas fica no Centro Comunitário das Moreninhas I e II, na Rua Anacá, 175. A entrada é gratuita.

Sinopse

O Programa “Curtas Infantis 2” traz quatro ficções protagonizadas por crianças e adolescentes. “Maré Capoeira” e “Caçadores de Saci” foram produzidos a partir do “Curta Criança”, edital infanto-juvenil do Ministério da Cultura. “D. Cristina Perdeu a Memória” discute o esquecimento de uma idosa através de sua relação com um menino de oito anos, enquanto “Paisagem de Meninos” mostra os dilemas de um grupo de garotos que querem assistir a um seriado no cinema, nos anos 30.

“Maré Capoeira”, dirigido por Paola Leblanc, tem 15 minutos de duração e conta a estória de Maré, apelido de João, um menino de dez anos que sonha ser mestre de capoeira como seu pai, dando continuidade a uma tradição familiar que atravessa várias gerações. O curta mistura ficção e documentário para contar uma pequena história de amor e guerra.

 

 

 

“Caçadores de Saci” foi filmado na chácara da pacata família de Onofre, que vem sendo assombrada por saci: a pipoca não arrebenta, o ovo não choca, o leite sempre azeda, o feijão vive queimando na panela, entre outros estranhos acontecimentos. Para resgatar a tranquilidade da casa, Onofre resolve contratar os serviços de Valdevino, o maior caçador de sacis do sertão. O curta tem a direção de Sofia Frederico.

Ana Luiza Azevedo dirige o curta “Dona Cristina Perdeu a Memória”, uma senhora de 80 anos, que conta histórias sempre diferentes sobre a sua vida para Antônio, um menino de 8 anos, pois acredita que o menino pode ajudá-la a recuperar a memória perdida.

“Paisagem de Meninos” é uma ficção de Fernando Severo filmado numa cidade do interior do Brasil, nos anos 30, cinco meninos tentam superar um grande obstáculo que pode impedi-los de assistir ao último capítulo de um seriado de aventuras, Haroldo, o Homem Relâmpago, ansiosamente aguardado durante semanas.

 

Maré Capoeira

DigiBeta, 15 min, Cor / P&B/ Rio de Janeiro, dezembro 2005

Sinopse:

Maré é o apelido de João, um menino de dez anos que sonha ser mestre de capoeira como seu pai, dando continuidade a uma tradição familiar que atravessa várias gerações. O curta mistura ficção e documentário para contar uma pequena história de amor e guerra.

A Diretora:

Paola Barreto Leblanc nasceu em 1971 no Rio de Janeiro, onde atualmente vive e trabalha como diretora, produtora e roteirista. Começou a fazer filmes em super 8 no ginasial da escola EDEM e em 1986 representou o Brasil no Jury Infantil do Festival International du Film Pour l´Enfance et la Jeunesse, em Paris. Antes de “Maré Capoeira” dirigiu dois premiados curtas infantis: “O Sumiço do Amigo Invisível” (2002) e “O Filme dos Porquês” (2003) exibidos em Barcelona, Miami, Buenos Aires, Montevideo e Santiago, entre outros Festivais; além do documentário “Me Erra!” veiculado no canal a cabo GNT e nos Festivais de Havana, Sevilla, e É tudo Verdade. Atualmente trabalha na série de documentaries curtos “É Campeão” que versa sobre crianças e esportes e está sendo apresentada a canais de TV no Brasil e no exterior.

Ficha Técnica:

Direção: Paola Barreto Leblanc – Roteiro: Fabiana Egrejas, Paola Leblanc, Ferradura, Rosane Svartman – Fotografia: Mauro Pinheiro Jr., ABC – Edição: Daniel Garcia – Edição de Som: Aurélio Dias – Trilha sonora: ArpX – Som Direto: Vampiro – Figurino: Fernanda Fabrizzi – Direção de Produção: Patricia Barbara – Produção Executiva: Ailton Franco Jr. – Cia Produtora: PB Filmes e AR Produções – Elenco: Felipe Santos, Isabela Fabirezza, Mestre Chaminé.

Premiação:

Prêmio Especial do Jury Amazonas Film Festival 2006
Prêmio Melhor Documentário – Nueva Mirada, Buenos Aires 2006
Prêmio do Jury Infantil – Hamburgo 2006
Prêmio do Jury Infantil – Oberhausen 2006
Prêmio Curta Criança – Minc/ TVE 2005

Participação em festivais e mostras :

IDFA – Festival Internacional de Documentários de Amsterdam, Holanda 2006
Mostra Internacional do Filme Etnográfico – Rio de Janeiro, 2006
Festivalzinho Vitória Cine Vídeo 2006
Amazonas Film Festival 2006
Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2006
Festival Nueva Mirada Buenos Aires, Argentina 2006
Festival Internacional Calgary, Canadá 2006
Festival Internacional de Cinema Infantil de Chicago, USA 2006
Centro Cultural La Casa Encendida – Madrid 2006
Goiânia Mostra Curtas 2006
Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo 2006
Jornada Internacional de Cinema da Bahia 2006
Femina – Festival Internacional de Cinema Femnino 2006
Mostra de Cinema Universitário 2006
Festival Latinoamericano de Cortometrages de Caracas, Venezuela 2006
Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis 2006
FAM – Audiovisual Mercosul 2006
Festival Internacional de Curtas de Hamburgo, Alemanha 2006
Festival Internacional de Curtas de Oberhausen, Alemanha 2006
Festival Internacional de Curtas Metragens do Rio de Janeiro 2005

Contato: A.R. Produções – Ailton Franco Jr.
Praia de Botafogo 210 – Cob 01 – 22.240-050 – Botafogo – Rio de janeiro – RJ
Telefone: 21 2553 8918 – Fax: 21 2554 9059 – e-mail; a.franco@arproducoes.com.br Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo

Leia Mais sobre o curta – Maré Capoeira:
http://www.portalcap…tent&task=view&id=937&Itemid=301