Blog

inteiro

Vendo Artigos etiquetados em: inteiro

Carolina Soares a voz da mulher na capoeira lança o seu quinto CD

Cantora profissional desde os 16 anos de idade, Carolina se dedica a musica o tempo inteiro, sua convivência com o publico da capoeira se deu através do contato direto em rodas e grandes eventos e meios sociais, dos quais Carolina fez parte ativa nas organizações. A cantora sentia falta de uma voz feminina nas rodas e exaltar mais ainda a presença da mulher. Foi assim que no ano de 1999 teve a ideia em de gravar o seu primeiro disco “Cantigas de Capoeira como você nunca ouviu antes”.

Sempre dirigida por Adriano Chediak (editor da Revista Capoeira), o CD foi de cara um sucesso estrondoso, ganhando espaço na mídia e levando aos leigos o som melodioso das cantigas de roda. Foi capa com matéria central no encarte “estadinho” do Jornal Estado de São Paulo e saiu em matérias de destaque de importantes veículos de comunicação como: Correio Brasilense, Jornal do Brasil, Estado de Minas, entre outros. Levou também a Capoeira para a TV em grandes emissoras como SBT, Record, Bandeirantes e na TV Globo gravou a vinheta dos 30 anos de aniversário do Programa Esporte Espetacular em ritmo de Capoeira.

Sua voz de timbre forte e seu carisma encantaram o universo da capoeira que era quase 100% masculino. Compôs grandes sucessos da capoeira como: “Vai ter Brincadeira”, “Vou Cantar pra Você”, “Capoeira não pode parar”, “Canto na areia”, “Capoeira de Menino” e “Mulher na roda” que virou um hino entre as mulheres.

Carolina Soares hoje é considerada a “voz feminina” da Capoeira, e acaba de lançar o seu quinto CD de capoeira, permitindo com isso fazer turnê de participações em eventos da capoeira em todo Brasil e em vários países europeus, como Grécia, Turquia, Polônia e Itália, sempre levando para os ouvidos e corações dos capoeiristas uma verdadeira lição de superação de como produzir um conteúdo já aprovado. Tem também se tornado madrinha de grandes projetos de inclusão social de crianças e jovens pelo Brasil inteiro.

A maior curiosidade do público é se ela treina capoeira, se ela é praticante assídua das rodas, sua resposta é sempre serena “Não pertenço a grupo algum, sou patrimônio da capoeira, e minha contribuição é através da musicalidade, cantando eu dou volta ao mundo, saltos acrobáticos e posso mandingar até onde eu tiver energia”.

 

Carolina Soares hoje é considerada a “voz feminina” da Capoeira, e acaba de lançar o

Serviço:

 

Data: 23/06/2013

Horario: 16 horas

Local: Bar Brahma

Av São João esquina com Av Ipiranga

Centro – São Paulo

(ao lado da estação de metrô Praça da República)


Para saber mais da cantora e adquirir o seu novo CD:

www.carolinasoares.com.br


Grupo de capoeiristas representa o Brasil e o mundo em show

Foi seguindo a paixão pela capoeira – em 30 anos dedicados à meditação, respeito aos ensinamentos dos grandes mestres e, acima de qualquer coisa, disciplina – que mestre Ralil Salomão tomou uma das maiores decisões de sua vida. Ao lado do mestre Edinho, que, como ele, dava aulas de capoeira em algumas academias de Brasília, os dois transformaram simples aulas em um grande projeto social que hoje reúne cerca de 8.500 pessoas no mundo inteiro: o Centro Cultural Raízes do Brasil. Nesta quinta-feira (16/07), mestre Ralil traz 100 artistas – integrantes do grupo e convidados de várias partes do país e do mundo – para mostrar aos brasilienses a ginga desse estilo de dança, luta e arte no show Brasil de raízes, marcado para a Sala Villa-Lobos, às 20h.

O evento, que faz parte da programação do 12º Encontro Europeu e das Américas de Cultura e Capoeira, integra também a exposição de outras manifestações populares, como xaxado, maculelê, puxada de rede e jongo, entre outros. “A gente não se prende apenas à capoeira porque o intuito do show é esse mesmo: mostrar a cultura do Brasil que hoje é vista no mundo inteiro, por meio dos projetos que realizamos nas sedes espalhadas em vários países”, explica mestre Raelli.

O destaque da noite é a Orquestra de Berimbaus, que traz no repertório a execução do Hino Nacional Brasileiro. “Serão 40 capoeiristas responsáveis por este espetáculo”, diz. Na abertura, outra surpresa: o grupo vai gingar trajando ternos de linho branco. “É uma tradição da década de 50, quando os capoeiristas mostravam suas habilidades gingando de terno e permanecendo com a roupa limpa até o final. Era o chamado ‘traje de gala’”, conta.

Homenagem do mestre

Os cenários selecionados para o Brasil de raízes foram todos preparados pelo carnavalesco Joãosinho Trinta. “Ele assistiu a uma apresentação nossa e achou muito interessante. No dia seguinte, nos ligou e disse que queria fazer o cenário de cada quadro do evento. Foi um presente que ele nos deu. Hoje, ele é presença constante no grupo”, comemora Ralil.

A CORRIDA DA VIDA

Há alguns anos
Nas Olimpíadas especiais de Seattle
Nove participantes
Todos com deficiência física ou mental
Alinharam-se para a largada da corrida de 100 metros rasos

Ao sair
Todos partiram
Não exatamente em disparada
Mas com vontade de dar o melhor de si
Terminar a corrida e ganhar!
Todos
Com exceção de um garoto
Que tropeçou no asfalto
Caiu rolando e começou a chorar…

Os outros oito ouviram o choro
Diminuíram o passo
Olharam para trás
E voltaram
Todos eles!

Uma das meninas
Com síndrome de Down
Ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse      
Pronto! Agora vai sarar!

E todos os noves competidores deram os braços 
Andaram juntos até a linha de chegada
 
O estádio inteiro levantou-se
Os aplausos duraram muitos minutos
As pessoas que estavam ali naquele dia
Continuam repetindo essa história até hoje
Por que?
Porque
Lá no fundo do coração
Todos nós sabemos
O que importa nesta vida
Mais do que ganhar sozinho
É ajudar os outros a vencer!
Mesmo que isso signifique diminuir o passo e mudar o curso!