Blog

lapa

Vendo Artigos etiquetados em: lapa

Rio de Janeiro: Capoeira e Passeata – PAN 2007

Aproveitando a data e o importante evento esportivo, em que todos os olhos estarão virados para o Rio de Janeiro, Mestre Arerê e todo o pessoal da capoeiragem carioca, nomiadamente a turma do Circo Voador que em tempos passados foi palco de eventos marcantes dentro do universo da capoeira, convidam para participar de uma passeata em nome da capoeira.
Nós do Portal Capoeira desejamos a todos os participantes desta passeata, muito sucesso na busca do objetivo almejado e que o espirito desportivo e a cidadania prevalecam e desta forma possamos superar todos os obstáculos deste cenário de guerra urbana no Rio de janeiro, que nos é apresentado na mídia. Outro grande acontecimento que deverá estar acontecendo na mesma época e local, aproveitando as luzes da ribalta do PAN, é o Lançamento Nacional do Filme Mestre Bimba A Capoeira Iluminada, de Luiz Fernando Goulart, marcada para o PAN 2007
 
CAPOEIRA – PASSEATA – BRASIL – RIO DE JANEIRO
 
Convocação para todos os capoeiras, admiradores e simpatizantes!
 
Historicamente, as grandes lutas que o negro travou por todo o Brasil em prol de sua liberdade, têm no Rio de Janeiro um grande tambor, onde o braço do negro capoeirista aflorou bravamente, inclusive em defesa no nosso país contra invasores.
 
O mundo da capoeira parabeniza as autoridades brasileiras e em especial as do Rio de Janeiro, pela conquista do PAN 2007.
E, para organizarmos bem a participação da capoeira na abertura do PAN 2007, faremos realizar no Rio de Janeiro, uma mostra de capoeira através de uma grande passeata, onde três tópicos serão abordados por nós capoeiristas de todo o Brasil e do Mundo:
 
A) Capoeira rumo ao PAN 2007
B) A profissionalização da capoeira (como cultura, esporte e lazer)
C) Capoeira fora do sistema CONFEF/CREF (Obs.: Nós,capoeiristas, não somos contra o sistema CONFEF/CREF, apenas deixamos bem claro que temos consciência, olhos, braços e pernas próprias e nossas entidades legais tem o nosso aval).

 
P  A  S  S  E  A  T  A
 
DIA 26 DE JANEIRO DE 2007
LOCAL:  CINELÂNDIA – (RIO DE JANEIRO – CENTRO DA CIDADE)
HORA: 16:00  – CONCENTRAÇÃO
SAÍDA: 18:30H – RUMO AOS ARCOS DA LAPA
 
REUNIÃO DE ORGANIZAÇÃO
 
LOCAL: CIRCO VOADOR – ARCOS DA LAPA, RJ
DIAS:  13 E 20 DE JANEIRO
HORA: 10:00
 
 
PARTICIPE!
 
A LUTA É NOSSA!
TRAGA UMA BANDEIRA BRASILEIRA, SE POSSÍVEL!
 
Fonte Rod@ Virtual

Não deixem o Tendal Fechar – Tendal da LAPA em sp

NÃO POUPE TEMPO, NEM ESFORÇOS…
Após 16 anos de existência, o Espaço Cultural Tendal da Lapa corre o risco de fechar.
A Prefeitura do Município,  o Estado  e a Subprefeitura Lapa, propõem que o Tendal seja transformado em um poupatempo, ignorando sua história e sua importância não só
para a região, como para toda a cidade de São Paulo.
Atualmente o espaço cultural oferece  24 oficinas gratuitas  para para a população, do teatro à escultura, passando pela dança, graffiti, canto, circo, mosaico e gaita.
Além de oferecer espaço para ensaios, exposições, shows, teatro, concertos e convivência. Tudo sempre gratuito.
Se você não concorda com o fim da Casa de Cultura, envie um email de protesto para as autoridades abaixo, com cópia para vivaotendal@uol.com.br . Eles são os responsáveis pelo fechamento da Casa de Cultura.
 
Paulo Magalhães Bressan – Subprefeito da Lapa
lapa@prefeitura.sp.gov.br , paulobressan@prefeitura.sp.gov.br 
Roberto Nappo – Chefe de Gabinete da Subprefeitura Lapa
rnappo@prefeitura.sp.gov.br 
Rosângela Mota Zanetti – Coordenadoria de Ação Social – Sub Lapa
rzanetti@prefeitura.sp.gov.br  
Carlos Augusto Calil – Secretário – Secretaria Municipal da Cultura – SMC
ccalil@prefeitura.sp.gov.br
Celino Cardoso- Deputado Estadual PSDB
ccardoso@al.sp.gov.br   – (11) 3886-6772/3886-6773
Vera Lucia Tokairim – Superintendência Poupatempo
vtokairim@sp.gov.br
Getúlio Cesar de Paula – Ouvidor do Poupatempo
gpaula@sp.gov.br
Acesse tambémo site:  www.vivaotendal.cjb.net e saiba como contribuir para que o tendal não feche. Seu apoio é muito importante!
O Tendal da Lapa fica na rua Guaicurus, 1100 – Lapa – SP
vivaotendal@uol.com.br

II Campeonato Municipal de Capoeira – SP

A todos os capoeiristas e interessados
 
Em apoio à Secretaria Municipal de Esportes da Cidade de São Paulo, vimos pelo presente encaminhar as fichas de inscrições para o II Campeonato Municipal de Capoeira.
 
As inscrições são gratuítas e poderão ser efetuadas até o dia 18 de novembro no horário das 12:00h na Rua Pedro de Toledo 1591 – Vila Clementino, São Paulo – SP – fone 5088-6479.
 
O Campeonato ocorrerá no dia 19 de novembro, no Clube da Cidade da Lapa (Pelezão) – Rua Belmont 957 – Alto da Lapa – São Paulo – SP – fone 3834-0032. A pesagem ocorrerá entre 08:00 e 09:00 h.
 
O regulamento adotado será o da FICA e que também é o adotado para os Jogos Regionais e Abertos do Estado de São Paulo.
 
Atenciosamente
 
Prof. Sergio Vieira

Poupa tempo sim… no Tendal NÃO!!!

Olá Rui, olá a todo o pessoal que ocupa um espaço tão nobre, repleto de cidadania e cultura… 
O Tendal é assim!
No final da década de 90 e inicio de 2000 tive o imenso prazer de fazer parte desta "turma" fui membro da Escola Paulista de Circo e o Tendal funcionava a todo vapor.
É uma pena que o governo esteja a pensar em transformar o Tendal no Poupatempo da Lapa…
Abaixo segue o texto apresentado pelo amigo Rui Takeguma, responsável por ministrar aulas de Capoeira no Tendal. ( vale aqui fazer uma observação: As aulas, assim como as demais atividades oferecidas pelo Tendal da Lapa são para a comunidade… e inteiramente grátis! ), o texto aborda uma solução alternativa que ao meu ver serve com sobras e muito mais objetividade à implantação do Poupa tempo…
 
Luciano Milani


POUPATEMPO NA REGIÃO OESTE … POR QUE NÃO NA BARRA FUNDA?
De acordo com a Superintendência Poupatempo, do governo do Estado, uma pesquisa por eles realizada aponta a necessidade de um Poupatempo na região Oeste, mais precisamente na Lapa de Baixo. E os motivos que levaram à escolha do Espaço Cultural Tendal da Lapa para "sediar" este  novo Poupatempo são os seguintes:
 
• Proximidade com as estações de trens, Mercado da Lapa e terminal de ônibus.
• Área mínima de 6.500 m², com terreno disponível para vistoria de veículos.
 
Desta maneira, o futuro Poupatempo poderá atender não somente os moradores da região oeste, como também municípios vizinhos, e moradores de baixa renda servidos pelo transporte público da região.
Outro motivo que justifica a desativação do Espaço Cultural para a implantação do Poupatempo, ainda segundo a Superintendência Poupatempo, é o alto investimento. Seria dada a preferência para a recuperação de um patrimônio público, podendo assim contribuir com sua preservação, ao invés de um imóvel da iniciativa privada.
 
As informações prestadas pela Superintendência, via e-mail de sua ouvidoria, finaliza informando saber da importância das atividades culturais do Tendal da Lapa, e da garantia que tiveram da Subprefeitura Lapa, de que estas seriam mantidas em outros equipamentos públicos, nas proximidades do Tendal.
Apresentamos agora argumentos que de monstram claramente que, caso o Poupatempo seja instalado ao lado do Terminal Intermodal Barra Funda (que fica a menos de 3Km do Tendal), todos os quesitos acima serão contemplados e ainda se ganhará outras vantagens.
 
O Poupatempo Barra Funda estará ao lado das mesmas linhas de trens que na Lapa.
 
O Poupatempo Barra Funda estará ao lado da Av. Francisco Matarazzo, onde passam os ônibus que passam no terminal Lapa. E também estará ao lado de um terminal de ônibus (Terminal Barra Funda) com várias outras linhas, ou seja, mais linhas além daquelas que teria à disposição na Lapa.
O Poupatempo Barra Funda estará ao lado do Metrô, por onde passam mais de 140 mil pessoas por dia, o que não ocorre na Lapa.
 
O Poupatempo Barra Funda estará ao lado de um terminal rodoviário intermunicipal e interestadual, o que também não ocorre na Lapa. De acordo com o site do Metrô são 168 linhas de ônibus que atendem a 466 cidades.
 
Ou seja, na Barra Funda, o Poupatempo além de poder atender um número muito maior de cidadãos e cidadãs, não somente da cidade (trens, ônibus e metrô), como de municípios vizinhos e distantes, e também (porque não?) de outros estados, servidos pelos ônibus interestaduais do terminal.
Quanto à área disponível: exatamente ao lado do Terminal Barra Funda, existem terrenos ociosos dos Governos Estadual e Municipal com metragem superior a 6.500m². Outros terrenos públicos não ociosos mas explorados por empresas de estacionamento, também estão ao lado do Terminal. O que é preferível, desativar um estacionamento privado, ou uma casa de Cultura que oferece dezenas de cursos, shows e exposições para a população, sempre gratuito?
 
Na Barra Funda, poderá ser construído o prédio do Poupatempo com as características adequadas ao cotidiano do trabalho que lá será desenvolvi do, diferente do Tendal, onde o prédio terá de ser adaptado tendo que respeitar as limitações impostas pelo processo de tombamento pelo qual o Tendal passa. Pode ser que se gaste um pouco mais para construir o prédio na Barra Funda, mas será mais funcional, mais adequado.
 
Outras vantagens do Poupatempo Barra Funda, pensando no licenciamento de veículos, é que existem muito mais rotas de acesso na Barra Funda que no Tendal da Lapa. Na Barra Funda temos acesso pelos viadutos Antártica e Pacaembu, Avenida Marquês de São Vicente, Av. Francisco Matarazzo, Av. Pacaembu, além de maior proximidade com a Marginal Tietê. Já no Tendal temos a R. Guaicurus extremamente saturada e constantemente congestionada, infelizmente.
 
Na Barra Funda, o Poupatempo terá uma visibilidade política muito mais interessante!! Estará ao lado do Terminal Intermodal Barra Funda, do Memorial da América Latina, do Parque da Água Branca, do Espaço das Américas, Villa Country, Porto Alcobaça e Univer sidade Nove de Julho.
 
Com relação à mudança das atividades da casa de cultura para outro(s) local(is), isto é bem improvável. Primeiro é importante frisar que um Espaço Cultural não é um aglomerado de atividades. Existe o intercâmbio, a vivência com a diversidade, algo que ocorre no Espaço Cultural por excelência. Os demais espaços existentes próximos não têm condição de abraçar as atividades culturais do Tendal. Primeiro porque são muitas e com público numeroso. Segundo porque certas atividades lá acontecem justamente porque o local propicia seu desenvolvimento. Sair de lá é desaparecer. Mesmo assim é importante lembrar que as duas bibliotecas infanto juvenis são pequenas e já têm suas programações e especificidades. O Teatro tem sua programação e é de responsabilidade de Secretaria Municipal de Cultura. De qualquer forma lá não caberá as atividades do Tendal. A Biblioteca Francisco Pati está com seu auditório totalmente inutilizado, virou um depósito de inservíveis. Isso sem contar com a constante falta de verba e interesse pela Cultura.
 
Por fim, uma questão sempre levantada, mas nunca discutida: as enchentes no Tendal da Lapa. Como ficarão o Poupatempo e os carros vistoriados durante as enchentes? Boiando?
Nada melhor que termos na região um Poupatempo – na Barra Funda – e um Espaço Cultural, onde já está.
Viva o Tendal!
Movimento contra a desativação do Espaço Cultural Tendal da Lapa
 
visite o site: www.vivaotendal.cjb.net
vivaotendal@uol.com.br

Cantora LUCIANE MENEZES homenageia os candomblés

LUCIANE MENEZES a super-cantora da Lapa homenageia os candomblés
antigos do Rio na sua temporada no Circo Voador – foto publicada ontem, 06 / 11/ 2005
na Coluna Ancelmo Góes – Jornal o Globo.
1.600 pessoas lotaram o Circo Voador em dois de estréia da Temporada Luciane Menezes 2005 em cartaz nas SEGUNDAS e TERÇAS FEIRAS no CIRCO VOADOR às 19 e 30 horas.
A cantora e sua Companhia Brasil Mestiço foram matérias de página nos jornais O Globo, Extra e Jornal do Brasil ( trechos abaixo ) e ontem a noite foram tema de matéria de 5 minutos no RJ TV da TV Globo.
Este ano a temporada de LUCIANE Menezes homenageia a UMBANDA e o CANDOMBLÉ.
Na 2ª parte os 16 dançarinos da Companhia BRASIL MESTIÇO ensinam o público da pista a dançar , o JONGO, a CIRANDA, o MARACATU, o LUNDU, o FORRÓ, o SAMBA de RODA, o AFOXÉ, o BUMBA-MEU-BOI.
O repertório musical é belíssimo e empolgante com músicas de Dorival Caymmi, Monarco, Paulo Cesar Pinheiro, Roque Ferreira, Lia de Itamaracá, Jongo do Quilombo São José, Samba de Coco de Arcoverde entre muitos outros.
SEGUNDAS e TERÇAS – FEIRAS, 19 e 30 horas no CIRCO VOADOR, Lapa , RJ
Ingressos a R$ 10,00 e R$ 5,00 para estudantes.
Na foto LUCIANE com Mãe Beata e Yá Regina de Yemanjá mães de santo de alguns dos terreiros de candomblé mais antigos do Rio de Janeiro que estiveram presentes no palco no dia da estréia sendo homenageadas e abençoando o espetáculo e o público.
Abaixo matérias de jornal dessa semana sobre a cantora e sua temporada no Circo Voador
O Globo Segundo Caderno 31 / 10 / 2005
Por uma Lapa Mais Democrática João Pimentel
Luciane Menezes volta ao Circo Voador e abre casa na Lapa para ritmos como a catira, a congada e o jongo
Há mais de seis anos, a cantora e pesquisadora Luciane Menezes levou para a Lapa, um repertório de cocos, maracatus, jongos, baiões, abrindo uma porta para que, além do samba e do choro, o bairro também fosse representativo para outras manifestações culturais importantes.
De volta ao Circo Voador, juntamente com o também cantor e pesquisador Marcos André, nas segundas e terças-feiras, às 19h30m, ela apresenta as novidades que tem encontrado em suas andanças pelo Estado do Rio, e se prepara para inaugurar, no início de dezembro, a casa Brasil Mestiço.
O espetáculo tem o formato parecido com o que fez no ano passado — e que levou um público surpreendente para a casa, em se tratando do início da semana.
Jornal do Brasil Caderno B 31 / 10 / 2005
Ela bebe na fonte do Brasil mestiço Monique Cardoso
Luciane Menezes cria companhia e casa de shows para apresentar cultura popular na Lapa e celebrar a diversidade
O negócio de Luciane Menezes é a diversidade.
Tanto que a cantora que se consagrou como um dos grandes nomes da música surgida na Lapa, se prepara para abrir, no mês que vem, a própria casa de shows, justamente no bairro que a revelou, que já tem nome – Brasil Mestiço – e endereço – Rua Mem de Sá, 82 – certos.
No palco, ela promete que, em vez de somente reproduzir, trará para cá grupos de cultura popular que tem conhecido nas viagens de pesquisa e de andança que há quase 20 anos faz pelo país, em busca de ritmos.
A temporada da Brasil Mestiço deixa claro esse espírito de preservação. O primeiro bloco dos shows – que serão gravados para a produção de um futuro disco – é uma homenagem às religiões afro-brasileiras e traz músicas que remetem à umbanda e ao candomblé.
Outra intenção é a de expressar o respeito pela diversidade, tema que a preocupa, devido à dificuldade de aceitação das diferenças no Rio.
A caça por repertório (para ela e, agora, para sua casa de shows) funciona assim: a cantora põe o cavaquinho e o gravador debaixo do braço e pega a estrada, atrás de rituais, festas e celebrações culturais e religiosas que acontecem pelo interior do país.
Tudo para aprender a tocar, cantar e dançar músicas de quilombos fluminenses, maracatus pernambucanos, aboios do recôncavo baiano e outras manifestações da cultura popular ainda pouco difundidas no Rio.
Mas Luciane já descobriu que nem é preciso ir tão longe para descobrir focos de resistência cultural.
Viaja todos os finais de semana para comunidades do interior do estado do Rio a fim de buscar informações sobre grupos folclóricos, alguns deles em extinção.
Na pesquisa, Luciane tem como parceiro Marcos André, que faz parte do projeto Tempo livre, do Sesc.
– Marcos já me apresentou a 11 comunidades só de jongo. O Maranhão cuida de sua cultura, Pernambuco cuida de sua cultura. Por que o Rio não cuida? Por isso vou até lá aprender para depois ensinar nas apresentações. Os jovens não podem perder o interesse por suas raízes.
O EXTRA 31 / 10 /32005
A África é na Lapa
Um dos grandes nomes do cenário musical da Lapa, Luciane Menezes faz uma homenagem às suas raízes em uma série de shows no Circo Voador: a cantora junta o samba com pontos de umbanda e candomblé.
No show de hoje, às 19h30m, estarão no palco as mães-de-santo Yá Regina Lúcia de Yemanjá e Mãe Beata de Iemanjá, abrindo a temporada que vai até 20 de dezembro, todas as segundas e terças-feiras.
– Como descendente de negros, eu gosto muito de valorizar as tradições musicais que herdamos da África.
Neste show de estréia, o candomblé e a umbanda terão destaque – adianta Luciane Menezes.
Mas as homenagens não vão parar por aí.
– Vou cantar um samba inédito de Paulo César, "Dança dos orixás" – diz.
Vinte e cinco integrantes da Companhia Brasil Mestiço, que mistura música e dança afro-brasileira, também participam do espetáculo, que tem ingressos a R$10 e R$ 5 para estudantes.
TV GLOBO RJ TV 04 / 11/ 2005
assista a matéria do RJ TV pelo endereço
http://gmc.globo.com/GMC/0,,2465-p-M375387,00.html
Ciranda, congo, lundu, samba de roda. Danças e ritmos afro-brasileiros que não existiriam mais, se não fosse o trabalho de pessoas como a cantora e pesquisadora Luciane Menezes.
Nos shows no Circo Voador, o público entende e se diverte.
A Companhia Brasil Mestiço tem 14 bailarinos selecionados em projetos sociais que ajudam a transformar as apresentações do grupo de Luciane Menezes em grandes festas, onde o público sempre cai na dança.
Os ritmos são bem variados: afoxés, congo.
“Agora eu queria que vocês abrissem uma roda, porque vai rolar uma dança sensualíssima”, pede, do palco, Luciane. É a hora do lundu.
Mas será que estes ritmos correm mesmo o risco de extinção?
“Estes ritmos correm risco de extinção. É muito importante que os jovens vejam e aprendam essas danças, pois é a cultura dos seus ancestrais”, explica Luciane.
A novidade desta temporada são os cantos e as danças que fazem parte das cerimônias de candomblé e de umbanda. Luciane Menezes montou no camarim dela, no Circo Voador, um altar com imagens de várias divindades.
Em 2004, só no Circo Voador, 20 mil pessoas entraram na roda.
A participação do público na estréia da nova série de shows, que vai até 20 de dezembro, é muito empolgante.
As apresentações são realizadas sempre às segundas e terças-feiras, às 19h30m.
A homenagem às ialorixás e mães de santo foi o momento mais emocionante do show.
Então vamos a benção final e até a próxima festa do Brasil Mestiço.
" Que Obatalá abençoe a todos ! ” finalizou a mãe de santo Mãe Beata de Yemanjá do palco na estréia .
INFORMAÇÕES : 21 3852. 0043 , 3852. 0053 ou brasil@brasilmestico.com.br 

Evento: Mestre Russo Em Sampa E Memória UM

3 a 6 de novembro / 2005

PROGRAMAÇÃO:

quinta – 3 de nov. / 2005

20h Mesa Redonda e Lançamento do Livro

Espaço Cultural TENDAL da Lapa

r. constança 72, Lapa

sexta – 4 de nov. / 2005

20h Roda de Capoeira

Espaço Cultural TENDAL da Lapa

r. constança 72, Lapa

sábado – 5 de nov. / 2005

11h-12h30 OFICINA com Contramestre Nino Faísca

13h-14h30 OFICINA com Mestre Bacalhau

15h-16h30 OFICINA com Mestre Russo

17h-18h30 RODA

PELEZÃO Clube da Cidade Alto da Lapa – r. belmonte 957, Alto da Lapa

domingo – 6 de nov. / 2005

(9h-13h interno reunião da 9ª FACA)

13h-14h30 OFICINA com Mestre Bígo

15h-16h30 RODA no Pelezão

PELEZÃO Clube da Cidade Alto da Lapa – r. belmonte 957, Alto da Lapa

17h30-19h RODA no Parque Água Branca

Parque Água Branca – ZO

TAXA:

70 reais = receba o livro, certificado de participação e faça as 4 oficinas

60 reais pagamento ANTECIPADO (11) 9459-4912 com Rui T.

50 reais para quem é do grupo IÊ, ou aluno dos mestres participantes

IÊ-SP e 9ª FACA – 3 a 6 de nov. 2005

 Olá CAPOEIRAS,

 

Escrevo pra avisar de nosso evento, do IÊ de SP e da FACA.

Estamos fazendo o lançamento do livro do mestre Russo e

Continuando o projeto MEMÓRIA DA CAPOEIRA UM,

Fazemos um evento com mesa redonda, roda, oficinas e mais rodas.

Se puder participar apareça…

Grande abraço

RuiTakeguma

http://f-a-c-a.vila.bol.com.br/9sampa.html

3 a 6 de novembro de 2005,

Tendal da Lapa, Pelezão e Parque Água Branca SP

70 reais, receba o livro, faça 4 oficinas de 1h30 com os mestres e receba certificado de participação

60 reais antecipado

projeto em transparência financeira…

www.ie.angola.pagina.de

Tendal da Lapa – SP Não pode parar!!!

Dia 10 de Outubro
Espetáculo Manifesto pela continuidade do Espaço Cultural Tendal da Lapa
Vista branco e venha participar do manifesto contra o fechamento do Tendal
Diversos grupos que fizeram e fazem a história do Tendal irão se apresentar à comunidade para convidá-los a conhecer e participar das atividades desenvolvidas no espaço, que está longe de ser ocioso.
 

O Espaço Cultural estará lutando pela sua permanência com sua melhor arma: a arte! Participe!
Rua 12 de Outubro (próximo à estação ferroviária) às 12h.
Ajudem a divulgar!
 
O Iê está funcionando no Tendal. www.ie.angola.pagina.de

Salve Rui, salve a todos os camaradas desta Roda…
 
É muito triste receber uma notícia destas, o Tendal da Lapa é um espaço fantástico do qual já tive o prazer de participar, quando lá existia a Escola Paulista de Circo.
E como um membro desta familia, deixo aqui o meu total apoio a esta manifestação.
 
O Tendal tem de continuar…. como movimento de resistencia e da cultura… como sempre foi!!!
 
Axé!!!
Luciano Milani

IÊ, FACA e Te&So – remodelação do seu site.

Confira a programação de eventos e a remodelação que o pessoal da FACA nos apresenta…


A SOMAIÊ passou este mês por uma remodelação do seu site.

AGORA, através da proposta do Te&So, estruturamos um CORPO (ou pés) de produção.

Projeto encaminhado já há alguns anos, mas agora assumimos no virtual e real esse novo enfoque. Aguarde em breve um MANIFESTO em que melhor explicaremos as mudanças, enquanto isso navegue pelo site e descubra por si as mudanças…

0 – Somaiê – GRUPO ABERTO em SP – 17 e 18 de setembro de 05 –

  • 50 reais os 2 dias ou 30 reais por dia, e receba um livro

  • 17/09 – 17 ás 23 h – r. ARAPIRACA 360 Vila Madalena

  • 18/09 – 16 ás 22 h – PELEZÃO, r. belmonte 957 Alto da Lapa

  • http://somaterapia.vila.bol.com.br

1 – ABC da Somaiê – 1ª Turma de Formação Teórica da Somaiê (Soma + Somaiê)

  • NOVAS: possibilidade de aprofundar na SOMAIÊ independente de fazer a

  • Terapia (FASE A do ABC)

  • Até NOVEMBRO/2005 fechamento da 1ª TURMA, existe a possibilidade de formação VIRTUAL para quem more fora de SP.

2 – Grupo IÊ de SP – Mantém as atividades GRATUITAS no Espaço Cultural TENDAL

  • da LAPA (que está ameaçado de fechar as portas). Mudança de horário:

  • TARDE – 2ªs, 4s e 6s – das 16 às 18h

  • NOITE – 2ªs, 3ªs e 6ªs – das 19h30 às 21h30

  • Rodas variáveis, veja a programação no site:

  • http://ie.cal.vila.bol.com.br

3 – F.A.C.A. – Estamos preparando nosso 9º encontro pra final de outubro ou início de


4 – Encontros do Te&So – Cursos Independentes de Final de Semana. Ocorreram 2 este


5 – T.Q.T. – Oficina de Pedagogia Libertária Gratuita


6 – Jornal e Revista – Projeto de Jornalismo do Te&So, após 3 anos sem sair o Jornal Tesão

  • Prazer & Anarkia, começamos a produzir uma revista em que divulgaremos

  • Nossa forma de ver e intervir na realidade. Em breve, mais notícias, previsão de lançamento da revista, Janeiro/Fevereiro de 2006:

  • http://teso.vila.bol.com.br/revista.html


7 – Prêmio Walter Firmo de Fotografia – Até final de 2005 lançamento da 5ª edição deste


8 e 9 – Creches & Escolas Livres – C&E Livres – Projeto mais revolucionário do Te&So,

  • Estruturar uma educação NOVA é fundamental para uma mudança social com mais efeitos. A SOMAIÊ é somente uma forma de ajudar os adultos a romper com uma educação castradora, atuar na educação hoje possibilitará o fim da SOMAIÊ no futuro.

  • Estamos fazendo debates teóricos pra fortalecer o lado prático:

  • PRÁTICA: 25/09 – Parque do Pico Jaraguá

  • TEORIA: 26/09 – debate do “A Criança Mágica” na casa da Débora

  • http://teso.vila.bol.com.br/cee.html

Programação de RODA de CAPOEIRA ANGOLA do Grupo IÊ para Julho/Agosto 2005 SP/SP

Em maio deste ano (2005), o Grupo Anarquista IÊ de Capoeira Angola
comemorou dois aniversários. Completamos 10 anos de existência em
Sampa, há uma década Rui Takeguma é professor deste grupo que busca
conciliar a ARTE popular da Capoeira Angola com a Pedagogia Libertária
e a Autogestão. Outro aniversário foi de 1 ano que utilizamos o Espaço
Cultural TENDAL DA LAPA
(da prefeitura de SP).
       Até final de 2003 mantínhamos nossas RODAS nas quintas-feiras a
noite, nessa nova fase sem espaço próprio o IÊ optou em não ter dias
fixos de rodas.
       A partir deste mês (julho) o Grupo IÊ optou em fazer suas RODAS
rotativas nos horários que temos no Tendal da Lapa, para atender a
variedade dos alunos atuais.
CONVIDAMOS A COMUNIDADE DOS CAPOEIRAS A NOS VISITAR, para isso
divulgamos as datas e h orários das nossas rodas a cada dois meses.
Além, do JORNAL DO CAPOEIRA, os horários estão disponíveis no SITE do
IÊ (
www.ie.angola.pagina.de <http://www.ie.angola.pagina.de>), ou
podem ser confirmado por telefone (Rui 9459-4912 ou Tendal 3862-1837).
JULHO 2005 –
Dia 19 – terça-feira – 19h30  às  21h30
Dia 25 – segunda-feira – 16h às 18h
AGOSTO 2005 –
Dia 5 – sexta-feira – 19h30  às  21h30
Dia 10 – quarta-feira – 16h às 18h
Dia 13 – sábado – 10h às 12h no Parque Água Branca dentro do II Te&So
(<
http://somaie.vila.bol.com.br/teso.html>)
Dia 16 – terça-feira – 19h30  às  21h30
Dia 26 – sexta-feira – 16h às 18h
Espaço Cultural Tendal da Lapa (ao lado da sub-prefeitura da Lapa)
r. Constança 72, LAPA (estacionamento gratuito)
São Paulo SP