Blog

londrina

Vendo Artigos etiquetados em: londrina

Londrina: 5º Simpósio de História e Cultura Afro-brasileira

5º Simpósio de História e Cultura Afro-brasileira termina com música neste domingo em Londrina

Este domingo (25) é o último dia para aproveitar as atrações do 5º Simpósio de História e Cultura Afro-brasileira em Londrina. Ao longo do dia, músicos, artistas e roda de capoeira prometem complementar a agenda cultural de Londrina.

O destaque fica para a parte musical do evento no Aterro do Lago Igapó, das 16h às 20h. Banda Ziriguidum,Grupo Vozes Barrocas, Projeto Ovelha Negra Rock Nacional, Mc Rei, Dj Fran, Joaquim Braga e Banda Ensaio de Blues sobem aos palcos.

Está programada também a apresentações da Capoeira Angola no Espaço Cultural Vila Brasil e no Calçadão, no período da tarde. A Vila Brasil também abrigará um sarau cultural com muitas atrações.

Haverá ainda um espetáculo de hip hop “O uso negro e ourso branco”, na Gibiteca Zona Norte, e várias outras atividades no mesmo local e o culto afro na nona Igreja Presbiteriana Renovava, localizada na Rua Francisco Gabriel Arruda.

Durante os 15 dias, o 5º Simpósio de História e Cultura Afro-brasileira em Londrina promoveu experiências diversificadas ao público participante, como visitas a quilombos, palestras em escolas, visitas à terreiros, projeções de filmes, oficinas de estética negra na periferia, apresentações musicais em homenagem a Clara Nunes, discussão da temática violência e juventude e a realização do segundo Cortejo Afro.

Ainda neste domingo, será realizado o 5º Encontro Municipal da Rede de Mulheres Negras de Londrina DST, HIV, AIDS, DOENÇA FALCIFORME. O evento ocorre na Rua Astolfo Nogueira, 191.

 

http://londrina.odiario.com

Sebastianense conquista primeiro lugar em Campeonato Mundial de Capoeira

No início deste mês, a sebastianense Yasmim Rocha conquistou o primeiro lugar no Campeonato Mundial de Capoeira realizado em Londrina, no Paraná, que registrou a participação de mais de 200 capoeiristas.

A competição contou com nove atletas do Grupo Mandinga, desenvolvido em Maresias, na Costa Sul de São Sebastião, pelo professor Gustavo Simba. Os alunos tiveram o apoio da Prefeitura por meio das Secretarias de Esportes (Seesp) e de Cultura e Turismo (Sectur).

Para Yasmim, o torneio foi uma grande oportunidade. “Achei o máximo, pois pude competir e conhecer pessoas de outros países”, conta ela, ao participar pela primeira vez de uma disputa internacional. A capoeirista venceu na categoria iniciante, também com a sebastianense Amanda Cristina Figueiredo em terceiro lugar.

Uma semana antes do mundial, a vencedora ganhou o melhor solo no Campeonato Mandinga, realizado em Maresias. Yasmim também já conseguiu o segundo lugar no evento Ginga Criança, realizado em São Paulo.

Outro destaque da competição em Londrina foi a performance do atleta Cleber Almeida. Após competir com 20 capoeiristas na categoria graduado, o atleta ficou com a terceira posição. “A experiência que adquirimos com pessoas de várias partes do mundo é muito importante para melhorar o desempenho”, analisa Almeida, que pretende participar do próximo evento internacional a ser realizado em Orlando (EUA), em 2011.

O professor Gustavo Simba agradece o apoio da Prefeitura em conceder o transporte dos capoeiristas até Londrina, além de ajudar no trabalho do Projeto Mandinga em Maresias. Em outubro, um grupo de alunos participará do Ginga Criança, competição a ser realizada em Guarulhos (SP).

(RS/CF)

Fonte: Depto de Comunicação – http://www.saosebastiao.sp.gov.br

Londrina: Vila Cultural Brasil realiza roda de Capoeira Angola

A Vila Cultural Brasil, que teve convênio prorrogado junto ao Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) e continua recebendo os recursos municipais, promove, durante três dias da semana, rodas de Capoeira Angola. As aulas contam com a participação de média de 15 pessoas, e são realizadas no local as segundas, quartas e sextas-feiras, das 19h às 21h30. “Temos um público fiel, mas o evento é aberto para toda a comunidade. O interessado pode entrar em contato com a vila e obter mais informações pelo telefone [43] 3324-8056, no período da manhã”, explicou o coordenador do espaço e professor de Capoeira Angola, Marcelo Pinhatari.

Ele afirmou que, além dele, as aulas são ministradas pelo mestre baiano, da cidade de Salvador, João Pequeno. “A Capoeira Angola existe em Londrina há oito anos e, é feita na Vila Cultural Brasil, há três deles”, comentou. Pinhatari ressaltou que o grupo recebe o treinamento durante a semana e participa, nos sábados, às 19h, das rodas de capoeira, também promovidas no espaço cultural. “É um espaço da modalidade para que os alunos possam se apresentar e interagir com a comunidade”, citou.

De acordo com o coordenador, a Capoeira Angola é uma manifestação da cultura popular brasileira. “Ela guarda muito da história do Brasil que não foi contada na história oficial”, ressaltou Pinhatari. Segundo ele, por preservar uma história que não foi contada, a capoeira se torna um movimento de resistência e de resgate da cultura brasileira. “Nela encontramos elementos que condizem com a nossa realidade.”

Conforme o professor, a Capoeira Angola manifesta a cultura e a história por meio da expressão corporal e da história passada “de mestre para discípulo”. “A maioria da população do Brasil é negra. A história da escravidão é algo que se manifesta na capoeira de angola porque cria uma identidade com esse povo. Por isso, o objetivo é preservar essa cultura que não está escrita em lugar algum, mas foi passada de geração para geração, de mestre para discípulo”, destacou.

Pinhatari é o precursor dessa modalidade de capoeira em Londrina. Em 2000, após morar três anos em Salvador, trouxe para o município o novo estilo. De lá para cá vem difundindo a cultura em Londrina com aulas e as oficinas anuais com gente de várias partes do Brasil. “A Capoeira Angola é mais de raiz e promove o resgate cultural. É jogada mais no chão, rasteiro, além de ser mais lenta do que a tradicional. Procura preservar as origens da capoeira”, explicou.

Marcelo Pinhatari informou, ainda, que a Vila Cultural Brasil realizará apenas as aulas de capoeira durante este mês, para planejar as próximas atividades que estão por vir. “Vamos contatar os agentes culturais e começar a programar a agenda deste ano. O espaço promove um trabalho comunitário que beneficia significativamente as pessoas que participam das oficinas e dos cursos oferecidos”, enfatizou. (NC/PML)

Aconteceu: Presidente Prudente – Campeonato Brasileiro de Capoeira

Capoeira de C. Mourão em destaque

Campo Mourão foi destaque no Campeonato Brasileiro de Capoeira, disputado neste final de semana em Presidente Prudente (São Paulo). Através do professor Coquinho, e com apoio da Fundação de Esportes de Campo Mourão (Fecam), a equipe mourãoense garantiu o segundo lugar na categoria profissional.

Além de Coquinho, a equipe foi composta por mais seis competidores: Mestre Paulinho, Mauricio, Daniele, Gustavo, Sara e Fátima. A competição reuniu capoeiristas de vários estados brasileiros, como São Paulo, Mato Grosso, Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina, entre outros. "Foi um resultado muito bom, graças a Deus. É o resultado de todo um trabalho de preparação e muito esforço de todos", reconhece mestre Paulinho.

No próximo dia 16 de dezembro, a equipe se dirige a Londrina, no encontro Brasileiro de Capoeira, promovido pelo grupo Geração Brasil, de Londrina. Ainda este mês, no dia 22, mais um compromisso, desta vez na 1ª etapa da Copa Paraná de Capoeira, em Tuneiras do Oeste. Professor Coquinho já havia conquistado a medalha de ouro na etapa do Brasileiro disputada em Campo Mourão, no mês de outubro.

Fonte: http://www.tribunadointerior.com.br

“Gingando em Londrina” realiza encontro de capoeira

Com o objetivo de integrar e fortalecer a capoeira na cidade, o projeto cultural Gingando em Londrina, por meio da Rede Cidadania da Secretaria Municipal de Cultura, realiza nesta sexta-feira (06) um encontro de capoeira. O evento está marcado para as 20h, no Centro Cultural Lupércio Luppi.

A programação do encontro inclui a apresentação de vídeo, a entrega do roteiro das atividades marcadas para 2007 em Londrina e rodas de capoeira com os participantes. O encontro visa integrar os grupos de capoeira que existem na cidade, incentivando-os a participar das atividades culturais com as quais o projeto se envolve.

Gingando em Londrina

De acordo com informações do N.Com da Prefeitura, o trabalho desenvolvido pelo Gingando em Londrina oferece 12 diferentes oficinas, gratuitas, nas cinco regiões da cidade, e ainda nos distritos rurais Warta e Irerê. No total, 450 pessoas, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, são atendidos pelo projeto.

 

Bondenews
Redação Bonde
Londrina