Blog

manter

Vendo Artigos etiquetados em: manter

Capoeira: o esporte da mente, do corpo, da alma e do coração

Se o papel da escola é educar e os princípios ultrapassam a sala de aula e envolvem respeito e coleguismo, tudo através de aulas de capoeira, os alunos do mestre Lindomar Nascimento Saraiva, que ensina o jogo no Colégio Hermann Spethmann, de Criciúma, estão no caminho certo para serem cidadãos do bem.

Eles ainda são bem pequenos. Mas a agilidade é de gente grande. São aprendizes com um sonho em comum, jogar capoeira. “É até difícil resumir os benefícios que a capoeira traz. O esporte desenvolve a habilidade motora, a elasticidade e ajuda a manter o equilíbrio, é preciso misturar atenção, habilidade, agilidade e ginga, pois acima de tudo, a capoeira é uma dança. Faz bem para a saúde, para o corpo e também para a mente e o coração”, explica Saraiva, que pertence ao Grupo Senzala. “Além da dança, nós ensinamos também princípios. O respeito é fundamental, seja ele na escola com os colegas, na aula de capoeira, ou em casa. O que eles aprendem aqui acaba refletindo no cotidiano de cada um”.

Enquanto os alunos praticam os primeiro passos, pais e mães acompanham de fora, orgulhosos, o desempenho dos esportistas. José Anselmo é o pai do Cristopher, de quatro anos, que pratica capoeira desde o ano passado. “A vontade de jogar partiu dele. Logo nos primeiros dias percebemos uma diferença no comportamento que ele tinha em casa. Incrivelmente ele melhorou o senso de disciplina e organização. Dou total apoio para que ele siga adiante. A prática do esporte é importante para o desenvolvimento dele, é fundamental para manter uma boa saúde”, atesta Anselmo. “Acho que ficou uma união perfeita, aquilo que eu e a mãe dele passamos em casa se junta ao que ele aprende aqui e assim ele cresce um cidadão com um caráter melhor”, complementa o pai.

A capoeira – A capoeira é um dos mais antigos esportes brasileiros, surgiu quando o país ainda era colônia de Portugal. Foram os escravos que criaram. Eles eram proibidos de lutar pelos seus senhores. Sendo assim, criaram uma espécie de “dança lutada”. Foi a maneira encontrada por eles de tornar os sofridos dias mais divertidos. Os negros vindos da África eram muito festeiros e gostavam de dança. Com a capoeira não esqueciam suas raízes e ainda cuidavam do corpo. Foi proibida no país por muito tempo, hoje é tradição no Brasil e conhecida no mundo todo. Sem música, não existe jogo, não existe dança e não existe capoeira. O som que acompanha o esporte é tocado no berimbau, um instrumento de corda de origem angolana que é considerado por alguns como um instrumento sagrado. Ele é reverenciado no início de cada luta e comanda o ritmo e o estilo de jogo. O berimbau vem ainda acompanhado do pandeiro e, muitas vezes, do atabaque. Sem contar nas palmas dos jogadores que ajudam no clima do jogo.

Saiba mais – Em Criciúma as aulas do Grupo Senzala são oferecidas pelo Colégio Hermann Spethmann, no Centro da cidade. É uma das atividades extracurriculares oferecidas pela escola. Podem frequentar as aulas os alunos da escola e a comunidade. Informações podem ser obtidas no colégio, ou ainda pelo telefone (48) 3437-8037

Colaboração: Ioton Neto/Comunicação Colégio Hermann Spethmann

http://www.engeplus.com.br

Ajude o Portal Capoeira

“Viva esta idéia” e colabore com o Projeto Portal Capoeira!!!
Faça uma doação para ajudar a manter o projeto Portal Capoeira!

Seja um amigo do Portal Capoeira:

Se você gosta do nosso  site e o acha útil, contribua para continuarmos prestando este importante serviço. Assim você estará ajudando a mantê-lo no ar. Venha fazer parte desta roda!

Olá, eu sou Luciano Milani, professor, pesquisador da Capoeira, também sou  e editor do Portal Capoeira ( www.portalcapoeira.com ). Em parceria com diversos nomes de relevância dentro do universo da capoeiragem e todas as suas manifestações correlatas, estamos trabalhando para manter o nosso sonho, o nosso trabalho “vivo e dinâmico”  e desta forma poder continuar prestando um serviço de qualidade no nosso Portal Capoeira.



Criação do Portal Capoeira: Agosto de 2005


O Portal Capoeira foi criado com o objetivo de divulgar a capoeira e todas as suas manifestações de forma democrática, coerente e imparcial.


Depois de vários anos a divulgar, difundir e partilhar informações relevantes e coerentes o Portal Capoeira se tornou um ícone e uma referência mundial de mídia online especializada. Nosso site é hoje uma das maiores base de dados de informação direcionada a todo o universo da Arte Capoeira e suas manifestações corelatas.
Temos mais de 5.000 visitas diárias e mais de 18.000 utilizadores registados.

Para todos nós é uma grande alegria e grande privilégio fazer parte desta equipe que trabalha de forma árdua e incansável para levar até voces informação de qualidade, além de proporcionar uma enorme oferta de serviços, livros, músicas, diretórios e divertimento a custo ZERO (gratuitamente) a todos os visitantes do nosso Portal.

Precisamos angariar fundos para manter o Portal Capoeira pois os custos fixos de manutenção e hospedagem continuam a crescer e a verba gerada pela publicidade não chega para suprir os custos fixos.

Estamos pedindo à comunidade Mundial da Capoeira  e todos os interessados ​​na herança cultural Afro-Brasileira, para se juntarem ao nosso projeto a nossa causa e desta forma contribuir e ajudar a manter vivo o nosso Portal Capoeira.

Isto irá permitir compartilhar com vocês toda uma vasta rede de informações sobre a nossa arte luta e continuar a prestar um trabalho de responsabilidade, coerência e acima de tudo de manter o compromisso com a democracia e ética da informação.

O que você pode fazer para contribuir?

Cada pequena contribuição ajuda.
Pode também fazer doações maiores e ganhar presentes do nosso portalcapoeira.com
Você também pode ajudar fazendo este idéia se espalhar nas redes sociais e para a sua lista de contatos.

Doe… Participe… Colabore… Partilhe!!!

Muito Obrigado!

Luciano Milani – www.portalcapoeira.com


Gingue Conosco: Fique Conectado!


 

SP: Capoeira leva opção a morador da Zona Leste

Mais da metade dos alunos são crianças de baixa renda e, por isso, fazem as aulas gratuitamente

A roda de capoeira na Zona Leste agita a noite dos moradores do Jardim São Nicolau. Regados de muita música e  dança ao som dos instrumentos de percussão e  palmas, crianças, jovens e adultos participam do projeto social Identidade

A educadora explica que a maioria dos integrantes são crianças moradoras de áreas de risco e não possuem estrutura familiar adequada.Cultural. Encabeçado pela professora de Educação Física Viviane Gonçalves Rodrigues, a proposta possui o intuito de levar, através do esporte, novas perspectivas para a população de baixa renda do bairro periférico.

Cinco anos se passaram desde a primeira roda do grupo. Atualmente cerca de 50 pessoas fazem parte da iniciativa.  Viviane  fala entusiasmada dos rumos que o esporte deu na vida de alguns participantes. “Existem universidades que dão bolsa para capoeiristas por conta dos campeonatos universitários. Tem uma aluna que começou aqui conosco e hoje  é bolsista de relações públicas em uma universidade”, diz ela.

Outros esportistas que possuem as suas origens fincadas no esporte também contribuem com o trabalho social. É o caso de Carlos Eduardo Viscovini Herrera. O advogado cuida da parte burocrática do projeto e também é orientador das crianças que dão os primeiros passos na capoeira. Ele fala da importância de disseminar o esporte. “A capoeira está ligada à evolução histórica brasileira e também é importante passar isso para as crianças nas rodas”.

Instrumentos de percussão como berimbau, atabaque, pandeiro e agogô abrilhantam as reuniões do grupo. A estudante Agatha Francisco dos Santos diz que quando ouve os sons e a música fica incentivada a “jogar”. “A música me atrai bastante. O instrumento que eu mais gosto é o atabaque”, completa.

Os alunos de baixa renda não contribuem financeiramente. Nas turmas de adolescentes e adultos alguns pagam uma taxa de R$ 20 para manter o espaço, instrumentos e vestimentas.

Os interessados em participar devem comparecer pessoalmente na Rua Georg Riemann, 88.

Mais

Falta de dinheiro desanima o grupo

Associado ao  Capoeira V.I.P., de Cuiabá, o projeto  Identidade Cultura consegue manter mais de 50 participantes através do apoio da associação.  A mensalidade paga por cerca de 20 alunos também ajuda. Um desafio do grupo é a falta de ajuda dos órgãos públicos.

Questionada se existe alguma forma de ajuda financeiro ao grupo , a Secretaria Municipal de Cultura não se manifestou até ontem à tarde.

 

http://diariosp.com.br

Capoeira como elemento de Inclusão Social e Educação

A importância da capoeira como elemento de inclusão social e de educação foi o principal ponto destacado pelos participantes do II Festival de Capoeira da Rede Municipal de Ensino de Salvador – BA, que aconteceu quinta-feira, no Parque da Cidade, no Itaigara. O evento, promovido pela Secretaria Municipal da Educação e Cultura de Salvador, contou com a presença de 330 alunos de 23 escolas e alcançou grande sucesso.          

A capoeira, que surgiu nas senzalas e sempre foi praticada em espaços públicos da cidade, chegou às escolas e hoje está tão forte que disputa a preferência com o futebol entre a garotada. O II Festival serviu também como integração e acabou se transformando numa grande aula porque reuniu os principais mestres e contramestres de Salvador e foi muito importante para a turma que está começando agora. 

A professora Ivone Portela, titular do Programa de Educação Esportiva da SMEC disse que o festival alcançou seu objetivo, porque além de manter viva uma forte cultura da nossa terra, faz um trabalho de inclusão e procura despertar o interesse pelo esporte de um modo geral. “A capoeira desenvolve uma série de habilidade que termina ajudando na formação dessas crianças e a educação é nosso objetivo principal”.  

O professor Acúrsio Esteves (Colaborador do Portal Capoeira) que trabalha no Programa de Educação Esportiva fez questão de destacar que “todo capoeira gosta de estudar, e a capoeira é um grande motivo para manter o aluno na escola” e na sua opinião isso ficou claro mais uma vez com o interesse dos alunos pelo festival. Ele citou a importância do intercâmbio dos diferentes estilos demonstrados por cada mestre e contramestre, “porque ajuda a criança que está começando agora a ter uma visão ampla sobre a arte”.     

O festival foi aberto com uma grande aula comandada pelo mestre Pimpão, que aproveitou para lançar uma nova música, feita em protesto pelo esquecimento da capoeira pelos organizadores dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. “ Disseram que tanto na festa de abertura como no encerramento que a cultura nacional seria valorizada, mas esqueceram logo da capoeira. Isso realmente não tem perdão”.      

Depois do aulão, cada escola fez sua apresentação e no final teve um “rodão” só com os mestres, contramestres e alunos graduados. Nessa hora, um momento muito especial foi quando os grandes mestres jogaram capoeira com crianças de até cinco anos. “Essa geração que está aqui vai manter viva nossa cultura, por isso estou muito feliz com a realização desse festival”, disse o mestre Pimpão, fazendo questão de parabenizar o secretário Ney Campello, pela iniciativa. “Tomara que este projeto ganhe cada vez mais força e continue por muito tempo”.

 

Mestre Cobra Mansa, Lázaro Farias & Documentário sobre Capoeira

Depois do sucesso do Mandinga em Manhattan (DOCTV*), Mestre Cobra Mansa e o cineasta Lázaro Farias** estão convidando todos os capoeiristas para "somarem e colaborarem" em um novo projeto denominado: "Roda do Mundo".
 
O projeto visa documentar a expansão da capoeira pelo mundo através de uma viagem por diversos países onde a capoeira está presente.
 
Um dos grandes trunfos deste documentário é a abordagem "multi-geração e desfragmentada" que o realizador pretende dar ao enredo deste projeto:
 
"Através do olhar de 3 gerações de capoeiristas , o documentário registrará a realidade da capoeira nesses lugares , a interação entre mestres e alunos das academias locais , que contarão como a capoeira chegou nessas cidade e como lá se estabeleceu, quem foram os pioneiros e qual é a situação da capoeira hoje, cada vez mais global. Mostrando assim a Mandinga, a malícia, o gingado e a luta de uma dança que se tornou símbolo de resistência."
 
Queremos louvar a atitude e a postura do realizador e de Mestre Cobra Mansa pela chamada pública, mais ao mesmo tempo levantar uma questão de grande relevância para manter o contexto e a seriedade desta proposta que visa fomentar a cooperação e a participação inter grupos/paises.
 
É fundamental manter a comunicação unilateral, incluindo nas pesquisas um verdadeiro sentido de inserção cultural, buscando através da enorme diversidade de elementos (grupos/mestres/trabalhos/países) abordar o maior número de possibilidades, para validar a verdadeira essência da "Chamada Pública" e criar um roteiro original e desprovido de "vaidades" e "verdades absolutas".
Abaixo segue convite de Mestre Cobra Mansa:
 
 
Lázaro FariasEstamos convidando a  todos os capoeiristas a participar de mais um documentário do grande diretor Lázaro Farias
Depois do sucesso do Mandinga em Manhattan estamos mais uma vez tentado fazer o nosso próximo documentário que se chamara a Roda do Mundo e  pretende documentar a expansão da capoeira pelo mundo através de uma viagem por mais de 20 países onde a capoeira se estabeleceu e conquistou a população local
 
Gostaríamos de manter  contato com pessoas de capoeira de vários estilos sem discriminação queremos envolver todos que desenvolvam  trabalhos em diferentes países, para que possamos desenvolver e mostrar todas as faces da capoeira.
 
 
As pessoas interessadas devem por favor entrar em contato com a nossa equipe de produção
 
Mestre Cobra Mansa
 

* O DOCTV é um programa pioneiro de fomento à parceria entre a TV pública e a produção independente desenvolvido pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, a TV Cultura e a Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais — ABEPEC. Criado em 2003, seu objetivo é promover a regionalização da produção de documentários, articular um circuito nacional de teledifusão através da Rede Pública de Televisão, e propor um modelo de negócio que viabilize mercados regionais para o documentário brasileiro.
 
 
** Lázaro Faria é um importante diretor, produtor e diretor de fotografia de cinema, vídeo e filmes publicitários, além de profundo conhecedor do espírito do povo baiano. Desde o início da sua carreira, dirigiu, produziu e fotografou mais de 1.000 comerciais em película para importantes clientes como: Telebrás, Correios e Telégrafos, Governo da Bahia e de Pernambuco, Fundação Roberto Marinho, dentre inúmeros outros clientes e já arrebatou muitos prêmios, como por exemplo: Prêmio Profissionais do Ano, da Rede Globo, em 1988, 1989 e 1990.

Notícias e Informações da CAPOEIRA no OPERA

Sempre buscando inovar e abrir novas portas para a difusão de informações e desta forma contribuir para o alargamento da "Arte da Capoeira" nos meios de comunicação, o Portal Capoeira, Portal dinâmico da capoeira na internet e Fonte oficial de informações dos capoeiristas acaba de implementar um "WIDGET" na comunidade de desenvolvedores do Navegador Opera.

Um "WIDGET" é um pequeno programa, baseado em internet com o objetivo de agilizar e tornar o dia a dia dos usuários do Opera mais interessante e divertido.
 

O "WIDGET" criado pelo Portal Capoeira, tem como principal objetivo manter o usuário informado sobre tudo o que está acontecendo no mundo da capoeiragem, de forma dinâmica e coerente, o sistema é baseado em um leitor RSS e trás até o usuário final as 30 últimas notícias publicadas em nosso site.
 

Espero que esta seja mais uma forma de "somar" e ajudar ao Capoeirista interessado e com "sede" de conhecimento, a se manter na vanguarda da informação.
 
E como diria um grande amigo: "Boa informação é aquela que é usada e compartilhada…"

Saudações Capoeirísticas
Luciano Milani
Editor do Portal Capoeira

CÓDIGO DE ÉTICA DA ABPC

Anteprojeto de A. A. Decanio Filho
Pedimos análise crítica e sugestões

Introdução

  1. Definição:
    ética [Fem. substantivado do adj. ético.] S. f. Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, seja de modo absoluto. (Dic.Aurélio)
  2. Conceito:
    conjunto de normas e preceitos, escritos ou consuetudinários, de conduta pessoal interpares ou entre grupamentos sociais, pedagógicos, esportivos e etários.
  3. Justificação:
    determinação da Assembléia Geral da ABPC de 19 de Novembro de 1997 em Natal/RN.
  4. Fundamentos:
    1. Normas de higiene pessoal
    2. Normas de conduta gerais
      1. Os 3 erres fundamentais: Capoeira é uma palavra estranha, que se escreve com um "rê" suave e se pratica com três "erres". O primeiro é o RITMO, o segundo o RITUAL e o terceiro é o RESPEITO, sem os quais não se joga nem ensina a capoeira!
    3. Normas de conduta social interpares
    4. Normas de conduta entre grupos
    5. Normas de relacionamento entre mestre e alunos
    6. Normas de condutas em competições
  5. Texto:
    1. Estrutura e Organização
      1. Generalidades
      2. Conceitos gerais
      3. Disposições gerais
      4. Disposições específicas
      5. Disposições especiais
      6. Disposições finais

REDAÇÃO INICIAL (Decanio)

GENERALIDADES

Justificação

Mediante proposta de Reginaldo da Silveira Costa "Squisito" decidiu a AG da ABPC, em sessão de 18/11/98, em Recife/PE, elaborar um Código de Ética para regulamentar o comportamento dos seus associados e encarregar AADF "Decanio" da redação do seu anteprojeto.

Conceitos e definições

Definição: ética [Fem. substantivado do adj. ético.] S. f. Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, seja de modo absoluto. (Dic.Aurélio)
Conceito: conjunto de normas e preceitos, escritos ou consuetudinários, de conduta pessoal interpares ou entre grupamentos sociais, pedagógicos, esportivos e etários.

Fundamentos

O presente CE abrange preceitos de higiene pessoal, normas gerais de conduta social e esportiva, bem o ritual específico da capoeira, com objetivo precípuo de manter a prática da capoeira nos limites da cidadania, esportividade, educação e segurança.

Normas de higiene pessoal

São obrigatórios os cuidados fundamentais de higiene corporal, tais como banho geral de asseio e aparo de unhas, além daqueles específicos do vestuário.

Normas de conduta gerais

Durante a prática da capoeira deverá ser rigorosamente observada a obediência ao ritmo e ao ritual específico da escola, do evento ou da roda atual, bem como o respeito a todos os presentes de modo geral e em especial aos mestres, orquestra, árbitros. dirigentes e autoridades outras presentes ou participantes.

Ficam expressamente proibidos

  • Uso de adereços ou objetos pessoais de qualquer natureza capazes de gerar lesões corporais no usuário ou qualquer participante do evento.
  • Uso e venda de bebidas alcoólicas de qualquer natureza dentro do recinto.
  • Participação, em competições, treinos ou rodas, de atleta sob efeito de bebida alcoólica ou com estado de humor alterado por emoção violenta.
  • Conduta ofensiva à moral ou agressões de qualquer natureza

Normas de conduta social interpares

  • Respeito aos seus pares independente de graduação, hierarquia, profissão, nível cultural, raça, religião ou qualquer outro atributo pessoa; ou social, princípio fundamental da cidadania.
  • Comedimento nos comentários e alusões, termos ofensivos, desairosos ou depreciativos.
  • Moderação nos gestos e brincadeiras, evitando ridículo a quebra do decoro.

Normas de conduta entre grupos

  • Respeito às normas jurídicas e sociais que regem o relacionamento entre entidades correlatas.
  • Comedimento nos comentários e alusões, termos ofensivos, desairosos ou depreciativos.
  • Moderação nos gestos e brincadeiras, evitando o ridículo e a quebra do decoro.

Normas de relacionamento entre mestre e alunos

  • Respeito recíproco.
  • O mestre deve:
    • manter conduta sóbria ante os alunos,
    • evitando comentários, gestos e brincadeiras ofensivos ou depreciativos;
    • demonstrando e justificando as técnicas e condutas ministradas,
    • esclarecendo as dúvida surgidas entre os discípulos.
  • Os alunos devem:
    • guardar respeito aos docentes,
    • apreciar os ensinamentos com atenção,
    • executar cuidadosamente os exercícios prescritos
    • guardar disciplina, evitando comentários, gestos e brincadeiras ofensivos, depreciativos ou capazes de promoverem riscos ou danos.

Normas de condutas em competições

  • Árbitros
    • Manter serenidade, moderação de linguagem e isenção de animo
    • Observar atentamente todos os lances do jogo
    • Não comentar os lances dos jogos
    • Obedecer estritamente as regras e instruções em vigor
    • Não revidar a ofensas de quaisquer natureza, exercendo poder de registro na súmula para julgamento posteriorpelo poder competente
    • Não usar estimulantes alcóolicos ou de qualquer outra natureza
  • Mestres
    • Comportar-se com dignidade e compostura, obedecendo aos princípios de conduta esportiva
    • Manter serenidade, moderação de linguagem e isenção de animo
    • Observar atentamente todos os lances do jogo
    • Não comentar os lances dos jogos
    • Não usar estimulantes alcóolicos ou de qualquer outra natureza
  • Atletas (durante as competições e nos seus intervalos)
    • Manter serenidade, moderação de linguagem e isenção de animo
    • Observar atentamente todos os lances do jogo
    • Não comentar os lances dos jogos
    • Obedecer estritamente às regras e instruções em vigor
    • Não revidar a ofensas de quaisquer natureza, exercendo poder de comunicação à Comissão de Ética para providências legais.
    • Obedecer estritamente às regras e regulamentos de competições, respeitando as decisões dos árbitros, reservando-se o direito aos recursos e protestos legais.
    • Evitar qualquer conduta capaz de perturbar o bom andamento dos eventos.
    • Não usar estimulantes alcóolicos ou de qualquer outra natureza