Blog

márcio

Vendo Artigos etiquetados em: márcio

Três Lagoas sedia 1º Festival de Cantigas de Capoeira

O fim de semana será dedicado à capoeira em Três Lagoas. A Escola de Capoeira Atletas do Bem vai promover neste sábado (29) o 1º Festival Cultural de Cantigas de Capoeira.

Cerca de 30 composições dos próprios alunos serão cantadas e julgadas, 18 serão escolhidas para a gravação do primeiro CD de cantigas da capoeira.

As 30 composições estão divididas em três ritmos, sendo Angola (música mais lenta, melódica, narram um fato), Benguela (Intermediária entre a Angola e a Regional) e Regional (ritmos mais acelerados, conhecido como “São Bento”). As canções pretendem narrar fatos cotidianos desde a esfera estadual, regional e local. Todas as melodias serão acompanhadas por berimbau, pandeiro e atabaque.

Segundo o supervisor da escola de capoeira, Mário Márcio Queiroz o evento pretende resgatar e valorizar a cultura regional e local por meio das cantigas de capoeira.

O Festival acontece à partir das 18 horas na Casa da Amizade. A entrada é franca.

CAMPEONATO

Logo após o Festival acontece o 8º Campeonato Interno de Capoeira pela Paz que neste ano contará com a participação de alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e a equipe campeã dos jogos estaduais de capoeira.

No campeonato disputam da categoria mirim (a partir de 3 anos) até a categoria sênior (a partir dos 50 anos).

No domingo (30), a partir das 9 horas, os alunos contam com palestras de dois professores de São Paulo do grupo Ingá de Capoeira. A capacitação será de capoeira contemporânea, com técnicas e golpes novos que se aprimoraram ao decorrer dos anos.

ATLETAS DO BEM

A Escola de Capoeira Atletas do Bem, supervisionada pelo professor Mário Márcio Queiroz atende aproximadamente 400 alunos em mais de 15 pontos de Três Lagoas. Mantido pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (Sejuvel) a escola ensina a capoeira para crianças, adolescentes, adultos e grupos da Melhor Idade com alunos de até 65 anos.

Fonte: http://www.jptl.com.br

Tres Lagoas: Esporte e meio ambiente apresentados em praça pública

A Praça Senador Ramez Tebet foi palco de evento voltado para o esporte e meio ambiente, numa parceria da Escola de Capoeira Atleta do Bem e Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer (Sejuvel). Conforme o professor Mário Márcio, organizador do evento, no sábado (14) foram entregues 400 mudas de plantas às pessoas que estiveram curtindo o logradouro.

Ainda segundo ele, escolas da cidade foram visitadas, onde o principal tema abordado foi a preservação do meio ambiente nos próprios estabelecimentos de ensino.

Por volta das 16 horas de sábado, uma árvore foi plantada na Circular da Lagoa, simbolizando o esporte local. “Temos que ter consciência de que o meio ambiente concorre para que tenhamos saúde para praticarmos esportes”, comentou Mário Márcio, acrescentando que o professor de capoeira Riskin, do Pantanal, se encontra na cidade para ministrar um curso na modalidade.

Amapá: Operadora de telecomunicações aposta no Social e na Capoeira

Em visita aos dez maiores colaboradores da TIM no estado do Amapá, o coordenador estadual da companhia de telefonia móvel, Márcio Leite, fala sobre estratégias, ações sociais e sobre a importância da interção da comunidade em sua estratégia de negócios, utilizando a nossa capoeira como um importante meio de interarir e se comunicar com a sociedade da região.

Interessada não só em estender o seu mercado de negócios, a TIM visa estabelecer uma estreita relação com o público através de participações em ações sociais. Para exemplificar isso é só lembrar das lixeiras que foram doadas pela empresa multinacional durante a última edição do Macapá Folia. Ocorrida na Orla do Santa Inês, com o intuito de que o rio amazonas e a orla da cidade não fossem degradados. " Eu acredito que uma empresa como a nossa, hoje, não pode deixar de ter parceiros, até para estreitar esse vínculo de parceria, não só no fim do ano, mas durante ele todo. Nós tivemos, ao longo do ano, parcerias com bairros, interagindo diretamente com a comunidade, então, para nós, isso é bastante importante." Afirma Márcio.

Entre as ações sociais realizadas pela empresa, aconteceram também aulas de capoeira para a comunidade e serviços de orientação aos jovens, com a finalidade de fazer com que compreendessem o perigo das drogas. O Coordenador acredita que tal dedicação pode ser explicada pelo tipo de mercado que o país possui. " O mercado maranhense, por exemplo, é um mercado de troca. Lá, um aparelho serve como entrada na aquisição de outro. Aqui, o mercado é muito mais forte. Aqui o que ocorre é um mercado de venda. Aqui, em média se vende cerca de 50 mil aparelhos por mês e adquirimos mais ou menos 15 mil clientes novos. É um mercado que gira com um capital muito alto, apesar de toda essa crise que se fala." explica o coordenador estadual.

A longa conversa não ficou só no mercado da telefonia móvel. Otaciano Júnior apresentou os novos projetos que o Jornal do Dia prepara para o mercado local, em termos de investimentos tanto no seu pessoal quanto no seu maquinário. O aniversário da cidade e concomitantemente do Jornal, a festa do Prêmio Nossa Gente, a aquisição de uma nova rotativa – fator que prepara o Primeiro Diário do Amapá para uma alavancada frente às informações que vão ser repassadas em 2009.

O Diretor comentou em poucas linhas como o mercado consumidor costuma se comportar em determinadas épocas do ano, lembrando que o fato de não se melindrar tanto com a crise mundial se deve aos dois piores meses, considerado pela classe empresarial. " Julho e Novembro são considerados os piores, uma vez que a compra no comércio diminui. O consumidor se prepara nos meses anteriores para esse período de férias, e no caso das empresas é necessário se manter firme devido a queda nas vendas. Por isso, eu acredito que o amapaense não sentiu tanto quando a crise foi informada.

Márcio explica que a crise não intimidou os empresários amapaenses. " Esse temor foi passado pela televisão. Aqui, o mercado não se intimidou mesmo! Isso mostra a força do comércio amapaense e, principalmente, do consumidor." , diz. Até fevereiro de 2009, pelo menos nove antenas vão estar instaladas em Macapá buscando garantir um melhor sinal para os clientes da Operadora.

Minas Gerais: Grupo Memória vai lançar CD

Disco será lançado durante Encontro Cultural

O grupo de Capoeira Memória ultima os preparativos para o lançamento de seu primeiro CD. Será neste fim de semana, entre os dias 28 e 30, durante o Encontro Cultural que será realizado nas quadras cobertas da Sejuvel, à circular da Lagoa Maior. Na ocasião, segundo Mário Márcio, líder do grupo, haverá também solenidade de graduação (troca de cordas).

Para a sexta-feira, primeiro dia do evento, está programado um aulão aberto ao público, com início às 18 horas. No sábado, às 9 horas da manhã, haverá a 8ª edição da Passeata Pela Paz, que percorrerá as principais ruas do centro e encerrará na Praça Ramez Tebet, com uma roda de capoeira. O ato será encabeçado pelos cerca de 70 alunos do grupo, que estarão todos vestidos de branco, mas também será aberto à comunidade. No domingo, às 9 horas, será o lançamento do CD, nas quadras do Sesi.

HOMENAGEM

Intitulado ”Três Lagoas Canta Memória”, o CD traz 18 cantigas de capoeira inéditas, todas compostas e cantadas pelos próprios integrantes do grupo. Gravado nos estúdios da Band FM, Mário Márcio diz que o CD nasceu da vontade de valorizar os alunos. Acompanhadas por berimbau, pandeiro e atabaque, as músicas retratam Três Lagoas, Mato Grosso do Sul e a região Centro-Oeste. Composta pelo líder do grupo, o carro-chefe é a canção ”Homenagem à Minha Terra”, que fala do senador Ramez Tebet. Gravado com recursos próprios, foram feitas 500 copias, que serão divulgadas por meio de parceria empresarial. No dia do evento o disco será vendido ao valor de R$ 5.

Satisfeito com o resultado deste trabalho, Mário Marcio diz que no próximo ano deverá fazer uma nova gravação, incluindo um DVD. Para tanto, já conta com 15 músicas prontas.

Santos: Aulas de Capoeira ao ar livre no Mercado Municipal

O projeto “Capoeira Escola”, que proporciona aulas gratuitas para portadores de deficiências, crianças e adultos no Mercado Municipal, agora ocorre também ao ar livre, um sábado por mês. A próxima aula externa será no dia 23, às 17h. As outras são realizadas às quartas e sextas-feiras, das 17h às 18h, nas dependências internas do mercado.

Ainda há vagas e os interessados podem se inscrever no horário das aulas, com o professor Márcio Santos, levando um atestado médico e o RG ou Certidão de Nascimento. Este é o segundo ano do projeto, que tem o apoio da Prefeitura e objetiva auxiliar na formação física e no caráter das pessoas.

Fonte: Depto. Imprensa – Prefeitura Municipal de Santos

Sesi – Três Lagoas: Primeiro “aulão” de capoeira para mulheres

Cidade promove primeiro "aulão" de capoeira para mulheres

Evento será exclusivo para mulheres

O público feminino será destaque no esporte neste fim de semana em Três Lagoas. No sábado (6), elas dominarão as quadras da escola Sesi durante o primeiro “aulão” de capoeira para mulheres na cidade. Mário Márcio Queiroz, professor de capoeira e organizador do evento, explica que o encontro será exclusivo para o público feminino: os homens ficarão do lado de fora. “Eu mesmo não participarei do evento, será o Clube da Luluzinha da Capoeira”, declarou.
 
A abertura do “aulão” ficará sob a responsabilidade das “meninas” do grupo de capoeira da terceira idade, projeto desenvolvido no Centro de Convivência Tia Nega, Parque São Carlos. Já as técnicas de capoeira serão repassadas por: Fernanda e Moranguinho, de Três Lagoas, e professora Estrela, que veio de São Paulo para o evento.
 
Mário Márcio explicou que o encontro é destinado para mulheres de todas as idades. “Por isto foi proibida a entrada de homens, para que estas mulheres se sintam mais a vontade”. A entrada para o evento será franca.
 
Intercâmbio
 
No mesmo sábado (6), será realizado em Três Lagoas o 2º Intercambio Cultural de Capoeira. Com a presença do Mestre Hulkinho, de São Paulo (SP), o evento, desta vez pago e com entrada restrita, será marcado por duas palestras sobre a cultura de capoeira de cada região, seguido pelo curso de técnicas de capoeira. Os dois eventos serão realizados no sábado (6), das 13h às 18 horas, na quadra do Sesi.
 
Fonte: Hoje – Três Lagoas, MS – http://www.hojems.com.br/noticias/?id=9548

Aconteceu: Campo Grande – Caminhada pela Paz & Capoeira

Mobilização: Caminhada pela paz, organizada pelo Professor de Capoeira, Mario Marcio Queiróz, reúne cerca de 200 pessoas em Três Lagoas.
Cerca de 200 pessoas entre capoeiristas do Grupo Memória e cidadãos realizaram neste sábado (12) uma passeata pela Paz percorrendo as principais ruas e avenidas de Três Lagoas.
 
Os manifestantes deram um abraço simbólico no Relógio Central. Eles querem que as pessoas se conscientizem para paz, seja no trânsito ou em casa, e pedem uma Três Lagoas menos violenta.
 
A passeata foi liderada pelo professor de capoeira, Mario Marcio Queiroz. Ainda em ritmo de pacificação o professor organiza na tarde deste sábado o "VI Campeonato Interno de Capoeira Pela Paz", que contará com a presença de adeptos da capoeira.
 
RMT Online MS – Campo Grande – http://rmtonline.globo.com

Aconteceu: Aula especial de capoeira no Mercado Municipal de Santos

Aconteceu sábado (10) uma aula especial de capoeira no Mercado Municipal, ministrada pelo professor Márcio Santos, com a presença do mestre Parada, das 14h às 16h30 (duas turmas), gratuitamente. O mestre é responsável pela inclusão desta modalidade na faculdade de educação física da Unimes e por sua remodelação, tendo aberto a primeira academia no Gonzaga, atraindo também muitas mulheres para suas aulas.
 
Todo sábado, Márcio dá aulas gratuitas para crianças e adultos e, principalmente, para portadores de deficiência, dentro do projeto Capoeira Escola, da Secretaria de Governo. Formado em educação física, ele ressalta os benefícios proporcionados pela capoeira, como a melhora da coordenação motora, do equilíbrio, força e resistência, além da reorganização neurológica. Outro fator importante é o aumento da auto-estima e a sociabilização.
 
Há também a ‘matroginástica’, que as mães fazem junto com os filhos, melhorando a afetividade e o carinho entre eles. Ainda há vagas para as aulas no Mercado e basta levar um comprovante de residência e o RG ou certidão de nascimento. Mais informações: 9772-0996, com Márcio. 
 

Prefeitura de Santos utiliza capoeira como método de inclusão social

A Prefeitura de Santos vem utilizando a capoeira como método de inclusão social de moradores de áreas carentes e portadores de deficiência. O trabalho, uma iniciativa da Seção de Assuntos Comunitários da Região Central Histórica (Sascom –RCH), da Secretaria de Governo (SGO), é desenvolvido há três meses pela Associação Capoeira Escola, aos sábados, das 14 às 16 horas, na área de eventos do Mercado Municipal (Praça Iguatemi Martins, Vila Nova).
 
De acordo com o professor Márcio Rodrigues dos Santos, o método utilizado por sua equipe de instrutores procura dar sentido educacional ao esporte, desmistificando-o como luta praticada por marginais. Atualmente o grupo é formado por 30 alunos, sem restrições de idade, sexo ou deficiência física.
 
Entre os praticantes estão também portadores de déficit de aprendizado, triplegia, paralisia cerebral, autista e portadores das síndromes de Down e de X frágil. O professor é praticante de capoeira há 15 anos e foi discípulo dos mestres Sombra e Parada. Interessados em participar podem ir diretamente ao local no horário das aulas ou obter mais informações pelo tel: 9772-0996 ou pelo site www.capoeira.escola.com
 
Como surgiu – Segundo Márcio, a capoeira surgiu como luta de arte marcial para defesa e sobrevivência dos escravos africanos que, na ânsia de liberdade, se refugiavam na comunidades denominadas quilombos. Durante a fuga, se deitavam em áreas, onde a vegetação era formada por um tipo de mato chamado capão ou capoeira, à espera de seus perseguidores, os capitães-do-mato. No confronto, os negros desferiam golpes como cabeçadas e coices, inviabilizando suas capturas.
 
No retorno às fazendas, os capitães-do-mato relatavam que era difícil prender os “negros da capoeira”. Após a libertação dos escravos veio a Proclamação da República e os negros continuaram excluídos na nova sociedade em formação.
 
Para sobreviver, passaram a roubar com os golpes da capoeira e, os mais espertos, introduziram os instrumentos musicais (berimbau, atabaque e pandeiro) para disfarçar de dança a luta por eles praticada. Por volta de 1938, no governo de Getúlio Vargas, a capoeira conquistou caraterísticas de esporte pelas mãos do Mestre Bimba, que criou uma indumentária, graduação e metodologia de aulas.
 
Fonte: http://www.clicklitoral.com.br

Aconteceu – João Pessoa: 7º Encontro Nacional de Capoeira

Aconteceu: No último final de semana , em João Pessoa, o 7º Encontro Nacional de Capoeira, sob a supervisão do Mestre Márcio Rodrigues, mais conhecido como Raposão e a participação especial de Mestre Hulk.


 

João Pessoa sedia neste final de semana o 7º Encontro Nacional de Capoeira. A abertura acontece amanhã, às 9 horas, no Cine Bangüê do Espaço Cultural, em Miramar, quando será realizado o batizado de novos capoeiristas. No domingo, às 16 horas, o encontro tem continuidade, desta vez, no Centro Turístico de Tambaú, com uma grande roda de capoeira.
 
O evento reunirá aproximadamente 300 alunos da faixa etária de 6 a 44 anos da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), da rede estadual de ensino, colégios particulares, além de atletas de Campina Grande, Alhandra e Pirpirituba. A entrada é franca. Os interessados em participarem do evento podem ligar para 8866 1694 (Raposão) ou acessar o site: www.capoeiraterrafirme.com.
 
O evento está sendo coordenado pelo mestre Márcio Rodrigues, mais conhecido como Raposão, que faz este trabalho à três anos com crianças deficientes na faixa etária de 6 a 44 anos. Participam das festividades três mestres do Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, com destaque para o mestre carioca Hulk, que ficará na direção geral do encontro.
 
Na oportunidade, serão definidas as graduações dos alunos da primeira até professor, onde receberão certificados. O objetivo é a integração dos alunos, na tentativa de quebrar a barreira das limitações e preconceitos no esporte, mostrando a capacidade e as qualidades de cada um.
 
O Encontro de Capoeira é uma realização da Funad, com apoio da Secretaria de Eduação e Cultura, Palácio Infantil e Estrelinha do Mar.

 

Fonte: O Norte Online – Da Redação
http://www.jornalonorte.com.br/noticias/?68763