Blog

nois

Vendo Artigos etiquetados em: nois

6 ANUAL BATIZADO FORMATURA E 10 ANOS NO U.S.A.

Atencao todos os capoeiristas de todas as  partes do Mundo,
 
A Ginga Associaçao de Capoeira Regional esta celebrando 10 Ano de Capoeira nos Estados Unidos da America. A GINGA foi Fundada en 13 de Novenbro de 1972 pelo MESTRE ITAPOAN e hoje ten um nucleo en Nova York comadado sobre a direçao do professor Kiki da Bahia que e representante da A.B.P.C. Associaçao Brasileira dos Professores de Capoeira.
 
O Grupo Ginga Capeira Regional tamben esta celebrando 6 Anual Batizado de Capoeira  com Formatura e troca de cordas gostariamos de covida todos capoeiristas de toda pertis do mundo .
Nois vamos ter as presecias de varios Mestre especias de diferentis partis do mundo Brasil,Canada e Inglaterra U.S.A
 
Para mais informacois. telefone.1212-777-1378 uo
www.grupoginga.com
grupoginga@yahoo.com
 
Axé Capoeiristas do Mundo enteiro

A ORIGEM DA CAPOEIRA DA BAHIA SEGUNDO MESTRE NORONHA

O trecho abaixo reproduzido (escaneado) dos manuscritos de Noronha confirma a nossa versão da origem do jogo da capoeira ou, como preferimos chamar, da capoeira da Bahia

Transliteração datilográfica:

…"PORQUER E NOSSO PREVILEGIO. ACAPOEIRA VEIO DA AFRICA TRAZIDA PELLO AFRICANO TODOS NOIS SABEMOS DISCO POREM NÏ ERA EDUCADA QUEM EDUCOR ELLA FAMOS NOIS BAHIANO PARA SUA DEFEISA PESSOAL QUE ESTAR NOIUS MEIOS ÇOCIAL PORQUE É O ESPORTE MAIS ATRAENTE DO MUNDO"…

Versão em linguagem corrente

"Porque é nosso privilégio. A capoeira veio da África, trazida pelos africanos; todos nós sabemos disto; porém não era educada. Quem educou ela fomos nós, os baianos para sua defesa pessoal, que está no meio social, por que é o esporte mais atraente do mundo"…

Comentários

Apesar da baixa escolaridade, Noronha, era inteligente, observador e arguto, como a maioria dos mestres e capoeiristas de sua época, observando, analisando, deduzindo e concluindo a propósito da sua grande paixão, a capoeira.
Inserido em ambiente de cultura predominantemente oral, repetia a tradição, sem deixar de indagar a credibilidade das informações, cotejando-as com sua experiência pessoal e tentando inclui-las no contesto da época.

A tradição oral brasileira associava, naquela época, a capoeira aos africanos, especialmente angolanos, por ser praticada pelas classes populares, especialmente portuários e marítimos, constituída em sua grande maioria por africanos, seus descendentes (puros ou mestiços), indígenas e brancos pobres, aculturados ou boêmios; porém o Mestre Noronha percebeu que os componentes locais que lhe emprestavam um cunho regional, nitidamente distinto das manifestações angolanas.
Assim é que, apesar de a reconhece-la como fundamentada em elementos originalmente africanos, a capoeira é orgulhosamente encarada pelo Mestre como desenvolvida pelos baianos nos seus aspectos mais nobres, aqueles que lhe dão conteúdo educacional, social e permitem aplicações práticas (aptidão física, defesa pessoal, terapêutica) e lhe emprestam identidade própria.

Concorda portanto, o Mestre com tese por nós desenvolvida no início dos anos quarenta, da origem reconcaveana da capoeira.