Blog

portadoras

Vendo Artigos etiquetados em: portadoras

Recife: Pacientes da AACD recebem batismo em grupo de capoeira

Onze pacientes da AACD-PE (Associação de Assistência a Criança Deficiente) serão batizados no Grupo de Capoeira Nação Recife, no próximo sábado (18). O evento será realizado no Instituto Nossa Senhora de Fátima, às 13h. Esta será a primeira turma de pacientes da instituição que participará do batismo. O evento contemplará crianças portadoras de deficiência e não-portadoras.
 
As aulas de capoeira para deficientes foram iniciadas na AACD-PE em maio deste ano e são ministradas por um professor voluntário. Os atletas aprendem os elementos da capoeira adequados às suas necessidades. Com os pacientes que usam cadeira de rodas são feitos atividades de alongamento da coluna e relaxamento muscular. Crianças com paralisia cerebral interagem com a música e os que utilizam prótese foram iniciados em movimentos básicos da capoeira, como o aú (estrelinha), o agachamento e a ginga.
 
Fonte: Redação do pe360graus.com – http://pe360graus.globo.com

Capoeira, terapia e diversão para crianças portadoras de deficiência

SUGESTÃO DE PAUTA CAPOEIRA É TERAPIA E DIVERSÃO PARA CRIANÇAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA
 
O setor de Reabilitação Desportiva da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) iniciou um programa inédito com crianças portadoras de deficiência física: a capoeira. Hoje, mais de um ano depois de implantado, o projeto demonstra resultados satisfatórios do ponto de vista médico e terapêutico, além de ser uma grande brincadeira para meninos e meninas portadores de deficiência física. Para o instrutor de capoeira voluntário Alex Souza Santos o trabalho com crianças portadoras de deficiência física era novidade. Junto com o setor de Reabilitação Desportiva da AACD ele aceitou o desafio e hoje colhe os resultados. "Após este período conseguimos notar benefícios como melhor equilíbrio, desenvolvimento mental, disciplina e sociabilização", diz Edna Garcez, coordenadora do setor. "Hoje, os alunos estão mais participativos, demonstrando ginga e alongamento." Essa aquisição de habilidades é observada não só durante os treinos, mas também nas atividades diárias das crianças. Edna levou a capoeira para a AACD com o apoio dos médicos. "Qualquer paciente, independente da idade ou da patologia, pode participar, inclusive pacientes em cadeiras de roda, que também dão sua contribuição." Liliam Brito Assessora de Imprensa AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente)
 
Tel: 11 5576-0609 celular: 11 9409-1489 e-mails: mkt-liliam@aacd.org.br / liliambrito@bol.com.br
Ricardo Viveiros – Oficina de Comunicação www.viveiros.com.br