Blog

representante

Vendo Artigos etiquetados em: representante

Cultura e Acessibilidade

Cultura e Acessibilidade – 1º Encontro Baiano sobre acessibilidade – Dias 24 e 25 de outubro – Entrada Franca | Palestra – Dia 22/10

1º Encontro Baiano para espaços museais e instituições socioculturais na perspectiva da acessibilidade.
Dias 24 e 25 de outubro de 2012 no Museu Carlos Costa Pinto – Entrada FrancaInscrição através do e-mail: cultural@museucostapinto.com.br – Vagas Limitadas | Será fornecido certificado
Realização – Museu Carlos Costa Pinto | Apoio Financeiro – Fundo de Cultura, Secretaria da Cultura e Fazenda, Governo do Estado da Bahia.Apoio Institucional – Arcca e Prefeitura Municipal de Salvador, Dimus, Ipac.

PROGRAMAÇÃO

Dia 24/10

8 às 9h00 – Credenciamento9 às 10h00 – Mesa de abertura – 1 representante da Secretaria de Justiça, Bárbara Carvalho dos Santos (MCCP), Profa. Maria Célia T. Moura Santos (DIMUS), 1 representante SETAD, Ednilson Sacramento (Conselho Municipal da pessoa com deficiência) e Dra. Nidalva Brito (Ministério Público)10 às 10h30 – Intervalo10h30 às 12h30 – Mesa Acessibilidade em ambientes culturais: experiências locais, com instituições culturais do Corredor da Vitória. Mediador: Moari Castro12h30 às 14h00 – Intervalo para almoço14h às 15h00 – Mesa sobre Legislação e cidadania – Dra. Nidalva Brito (Ministério Público), Dr. Manoel Jorge Silva Neto (Ministério Público do Trabalho) e mediador: Lívia (Ednilson)15h00 às 15h30 – Intervalo15h30 às 17h00 – Mesa sobre Recursos de Acessibilidade – Humberto Pires, Eliana Franco,  mediador: Ednilson

Dia 25/10

8h30 às 10h00 – Mesa sobre barreiras físicas – Islândia (VIDA BRASIL), Raimundo Nonato (Fundação Mário Leal Ferreira), mediação: Ninfa Cunha10 às 10h30 – Intervalo10h30 às 12h00 – Mesa sobre barreiras atitudinais – Mariene Maciel; Silvia Regina Costa Martins (COMPED), Diego Almeida (Revista EXISTO), mediação: Antonio Carlos Barbosa12h00 às 14h00 – Intervalo almoço14h00 – 16h00 – Grupos de trabalho setoriais para formulação de ações16h00 às 18h00 – Apresentação das propostas e ações

LOCAL: MUSEU CARLOS COSTA PINTO – AUDITÓRIO

Av. Sete de Setembro, 2490 – Corredor da Vitória – Salvador – Ba

 

Museu Carlos Costa Pinto museuccp@gmail.com


Cafu representante da capoeira no MMA

Dia 01/07/2012 aconteceu a luta do grande Ivonildo dos Santos o Cafu representante da capoeira de São Paulo no MMA.

Ao som de varios berimbaus a torcida da capoeira se fez presentes com vários mestres e alunos da capoeira, que entoavam o canto…

Foi foi no clarão da Lua…

Que eu vi acontecer…

No vale tudo com o jiu jitsu…

o capoeira vencer…

Cafu lutou com um argentino para alegria da torcida e de toda a nação corintiana e no 1 round sem dar chances nenhuma ao argentino venceu por desistência do hermano.

Tudo aconteceu com muita emoção e ao final a roda subiu ao octagono, e até o perdedor deu uma gingada com o campeão, para emoção de todos que estavam assistindo o combate.

Valeu Cafu por colocar a capoeira luta no seu devido lugar que o dos campeões

 

Conheça o Cafu:

{youtube}mss6cuwL01c{/youtube}

 

Fonte: http://berimbrasil.com.br


Lançamento da 2ª edição do livro A Capoeira da Indústria do Entretenimento – Corpo Acrobacia e Espetáculo para Turista Ver

Na Bahia, a ginga é item de série das pessoas. Ritmado de nascença e calejado pela vida, o baiano carrega em si os atributos para jogar capoeira. Os que se dedicam a esta arte, jogam em todo canto. Joga-se capoeira na praia, em ponto de ônibus, becos escuros, lajes ao sol, praças famosas e, não duvidem, joga-se capoeira em ladeira.

Mas, como tudo que nos cerca, a capoeira não está imune aos processos de transformação da sociedade. Assim, a arte criada pelos escravos, cultivada e difundida na Bahia por mestres como Pastinha, Bimba e seu Valdemar agora se apresenta, muitas vezes, como mero souvenir turístico.

É disso que trata o livro A “Capoeira” da Indústria do Entretenimento – Corpo, acrobacia e espetáculo para turista ver, do educador e pesquisador Acúrsio Esteves, patrocinado na sua 2ª edição pela FAPESB – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, que terá sua noite de lançamento no dia 15 de setembro no auditório da Faculdade UNIME – Paralela.

Além de contar com o relançamento da obra, o evento será um espaço de discussão sobre alguns aspectos da capoeira e suas possíveis formas de inserção na sociedade, principalmente na aproximação da arte afro-brasileira com a educação.

Confira a programação:

Lançamento da 2ª edição do livro A “Capoeira” da Indústria do Entretenimento – Corpo Acrobacia e Espetáculo para Turista Ver.

  • Autor – Prof. MsC Acúrsio Esteves
  • Data – 15/09/2011
  • Local – Auditório UNIME Paralela (atrás da antiga sede do Correio da Bahia)
  • Horário – 19h

Mesa Redonda

Mediador: Prof. Esp. Dayton Starley Moita de Carvalho (Mestre Piauí) UNIME

Palestrantes:

  • Profª. Esp. Ivone Maria Portela: A Implantação da Capoeira nas Escolas da Rede Municipal de Ensino de Salvador – SECULT
  • Prof. MsC Jean Adriano Barros da Silva (Mestre Jean Pangolin): A Capoeira nos Cursos de Educação Física: Avanços e Necessidades – UFRB
  • Profª. Drª. Patrícia Campos Luce: A Aprendizagem na/da Capoeira Angola – UFBA

Encerramento do evento com roda de capoeira dos alunos do curso de Licenciatura em Educação Física da UNIME Paralela com o Prof. Esp. Jefferson Matos.

 

Com a Palavra o Autor:

 

Amigos(as) e colegas

No ano de 2010 tivemos a satisfação de ver o nosso livro escolhido, para ser patrocinado pelo Governo do Estado da Bahia por seleção pública realizada pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado da Bahia – FAPESB através do edital número APR0161/2010. Participaram desta seleção mais de uma centena de trabalhos relevantes de colegas de diversas instituições de ensino superior baianas.

No dia 15/09 realizaremos o lançamento da obra em evento que terá uma mesa redonda e roda aberta aos presentes e esperamos contar com a presença de todos vocês que fizeram o sucesso desse nosso trabalho nos seis anos que nos separa do lançamento da sua 1ª edição.

Por força contratual devemos disponibilizar uma oferta de 20% da obra editada para bibliotecas de instituições que tenham interesse no tema, limitada às primeiras solicitações recebidas que satisfaçam as condições abaixo citadas. Neste sentido, avaliaremos os pedidos para o recebimento de doação encaminhados por vocês, impreterivelmente até o dia 06/09/2011.

As instituições contempladas serão avisadas até o dia 12/09 por email ou telefone, devendo estar presentes para receber a obra no dia, horário e local do lançamento em anexo, através de representante abaixo qualificado e devidamente identificado. Caso a solicitante não compareça ao evento, os livros a ela destinados serão encaminhados para outra que tenha efetuado a solicitação dentro do prazo supra estabelecido e satisfeito os critérios de escolha.

 

Para efeito de seleção, as instituições solicitantes deverão fornecer os seguintes dados:

  • Nome –
  • Endereço completo –
  • Pessoa para contato –
  • Representante(s) para recebimento da obra, caso contemplada –
  • Email –
  • Telefone do setor responsável –
  • Público alvo –
  • Número aproximado de atendimentos mensais da biblioteca –
  • Natureza – (se pública, fundação ou privada)

 

Caso seja selecionada, a instituição receberá por email um modelo de recibo que deverá ser levado pelo seu representante ao lançamento, em duas vias originais sem rasuras, papel timbrado, carimbadas e assinadas pelo responsável em envelope e papel A4. Estas são condições indispensáveis para o recebimento dos livros. A quantidade de volumes a ser doada será discriminada no modelo de recibo enviado e a escolha das contempladas, bem como a quantidade de volumes a receber, ficará exclusivamente ao nosso critério.

Todos os estabelecimentos, independente de serem ou não contemplados, receberão a informação da sua condição relativa ao pedido de doação. Caso desejem adquirir a obra, gozarão de um preço diferenciado em relação ao comercializado nas livrarias em quantidades a partir de 05 ou 10 exemplares. Quantidades inferiores a 05 exemplares serão vendidas a preço de lançamento. Também serão contemplados com preço especial estudantes devidamente identificados.

 

Cordialmente,

Acúrsio Esteves


II Conferência Nacional de Cultura

MinC divulga regras para a realização das Pré-Conferências Setoriais de Cultura

O Ministério da Cultura (MinC) abriu inscrições para os interessados em participar das Pré-Conferências Setoriais de Cultura, etapas da II Conferência Nacional de Cultura.

As Pré-Conferências serão realizadas, até 28 de fevereiro de 2010,  e tem como objetivo principal:

1. debater as propostas setoriais de estratégias para a implantação de políticas públicas a serem encaminhadas para a II CNC;
2. eleger delegados para representar o segmento na II CNC (10 por segmento, sendo dois de cada macrorregião);
3. discutir diretrizes e ações de forma a contribuir com a formulação e/ou avaliação dos Planos Nacionais Setoriais de Cultura.

As Pré-Conferências vão eleger, ainda, os representantes que comporão os Colegiados Setoriais do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), nos seguintes segmentos: Dança, Circo, Teatro, Música, Artes Visuais, Livro/Leitura/Literatura, Culturas Populares e Culturas dos Povos Indígenas; ou elaboração de listas tríplices de indicados para escolha do Ministro, do representante setorial no Plenário do CNPC, dos seguintes segmentos: Audiovisual, Arte Digital, Arquivos, Culturas Afro-brasileiras, Museus, Patrimônio Material, Patrimônio Imaterial, Arquitetura, Moda, Design e Artesanato. Os eleitos e indicados exercerão mandato referente ao biênio 2010/2011. Os segmentos que têm Colegiados Setoriais constituídos elegerão, diretamente, o seu representante, para o Plenário do CNPC, na reunião de posse dos novos membros.

A II CNC reunirá artistas, produtores, gestores, conselheiros, empresários, patrocinadores, pensadores e atores da cultura, além de representantes da sociedade civil, de todo o país, de 11 a 14 de março de 2010, em Brasília. Os participantes discutirão, entre outros assuntos, a cultura brasileira nos seus múltiplos aspectos, tendo como finalidade principal a valorização da diversidade das expressões culturais, o pluralismo de opiniões e a aprovação no Congresso Nacional do Plano Nacional de Cultura. O PNC que tramita, atualmente, em fase conclusiva, no Congresso Nacional é um plano de estratégias e diretrizes para a execução de políticas públicas dedicadas à cultura. O temário da II CNC está dividido nos seguintes eixos:

  • Produção Simbólica e Diversidade Cultural, tendo como foco a produção de arte e de bens simbólicos, promoção de diálogos interculturais, formação no campo da cultura e democratização da informação;
  • Cultura, Cidade e Cidadania, tema voltado às cidades como espaço de produção, intervenção e trocas culturais, garantia de direitos e acesso a bens culturais;
  • Cultura e Desenvolvimento Sustentável, que discutirá a importância estratégica da cultura no processo de desenvolvimento;
  • Cultura e Economia Criativa que trata a economia criativa como estratégia de desenvolvimento; e
  • Gestão e Institucionalidade da Cultura, que visa o fortalecimento da ação do Estado e da participação social no campo da cultura.

A II CNC tratará, também, da participação social na gestão das políticas públicas na cultura e da implantação e acompanhamento dos Sistemas Nacional, Estaduais e Municipais de Cultura.

Pré-Conferências das Culturas Populares e Culturas Indígenas

Os Colegiados Setoriais de Culturas Populares e Culturas Indígenas foram criados em agosto de 2009 pelo Plenário do CNPC. E, assim como os demais, serão compostos por 15 titulares e 15 suplentes representantes da sociedade civil (três de cada macrorregião do país), além de 5 representantes titulares e 5 suplentes indicados pelo Poder Público Federal.

Os dois segmentos possuem representação no Plenário do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC). Paula Simon, da Comissão Nacional do Folclore, pelo Colegiado de Culturas Populares e Romancil Gentil Cretã, da Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul, pelo Colegiado de Culturas Indígenas. O mandato destes conselheiros termina agora em dezembro.

Os representantes da sociedade civil dos dois segmentos devem, se possível, realizar assembléias em seus estados para a escolha e indicação dos seus representantes nas Pré-Conferências. Nos estados onde não houver assembléias, o segmento deve se articular para indicar um representante, uma vez que o número de apoios institucionais será um dos critérios para a escolha daqueles que irão para as Pré-Conferências Setoriais.

Em ambos os casos (com ou sem realização de assembléias), os indicados terão que fazer o registro de suas candidaturas em formulário digital disponibilizado no sítio eletrônico do CNPC (www.cultura.gov.br/cnpc) até 31 de janeiro de 2010. Após o registro, o indicado deverá postar, pelo correio, os documentos exigidos para habilitar sua candidatura para o seguinte endereço: Conselho Nacional de Política Cultural – CNPC – Esplanada dos Ministérios, Bloco B, 3º Andar, Brasília-DF, CEP 70068-900.

Poderão ser indicados até três representantes da sociedade civil por estado da federação, sendo duas lideranças tradicionais e uma escolhida dentre os acadêmicos, artistas, produtores culturais ou outros trabalhadores não tradicionais envolvidos com os segmentos. Será indicado ainda mais um representante do Poder Público municipal ou estadual, totalizando quatro indicados titulares e quatro suplentes por estado.

Estas delegações estaduais comporão o Colégio Eleitoral das Pré-Conferências Setoriais juntamente com os cinco representantes do Poder Público Federal e os membros do plenário e dos Colegiados Setoriais do CNPC. Estes terão direito a voz e voto para o cumprimento dos objetivos das Pré-Conferências Setoriais.

Acesse a Portaria nº 4, de 3 de dezembro de 2009, que aprova a Resolução nº 2 do Comitê Executivo da II CNC, regulamentando todo o processo.

Informações sobre as Pré-Conferências Setoriais de Cultura pelo correio eletrônico: marcelo.manzatti@cultura.gov.br

Blog da II CNC

Formulário Eletrônico das Setoriais

(Comunicação/ SID)

 

Marcelo Simon Manzatti

Coordenador-Geral

Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural

Ministério da Cultura

Esplanada dos Ministérios – bloco B – 3o andar

Brasília/DF – CEP 70.068-900

Tel. (61) 2024-2376 ou (61) 2024-2369 (fax)

marcelo.manzatti@cultura.gov.br


FICA: I CONVENÇÃO INTERNACIONAL DE CAPOEIRA

PRIMEIRA CONVENÇÃO INTERNACIONAL DE CAPOEIRA – FIRST INTERNATIONAL CONVENTION OF CAPOEIRA

Os países signatários deste documento elegem a Federação Internacional de Capoeira como único organismo mundial de administração, regulamentação e direção desportiva, e requerem o seu reconhecimento pelo Comitê Olímpico Internacional, convencionando-se internacionalmente também o que se segue:

The signatory countries elect this International Federation of Capoeira as the only worldwide entity of administration, regulation and sports management, and demand its recognition by the International Olympic Committee, stating in an international basis, the following:

Bu sənədi imzalayan tərəflər Beynəlxalq Kapoeyra Federasiyasını admnistrasiya və idmanın idarə edilməsi məsələlərində yeganə qlobal orqan seçir və Beynəlxalq Olimpiya Komitəsi tərəfindən tanımasını tələb edirlər və aşağıdakılar üzrə beynəlxalq səviyyədə razılığa gəlirlər:

Los firmantes de este documento, elegirán a la Federación Internacional de Capoeira como un solo organismo mundial de gestión, regulación y gestión deportiva, y requieren su reconocimiento por el Comité Olímpico Internacional,acordando internacionalmente también lo que sigue:

Стороны, подписавшие этот документ, избирают Международную Федерацию Капоэйра как единого глобального органа по вопросам администрации, регулирование и управления спортом и требуют его признания со стороны Международного Олимпийского Комитета, они также соглашаются на международном уровне по нижеперечисленным пунктам:

1- A sobrevivência da Capoeira no mundo globalizado depende de ações integradas entre todos os grupos e segmentos praticantes desta forma de esporte tradicional, visando sua unificação e fortalecimento.

The Capoeira survival in a globalised world depends on integrated actions between all groups and the ones who practice this form of traditional sport, aiming at its unification and strengthening.

Kapoeyranın qloballaşan dünyada mövcudluğu ənənəvi idman növünün birlik və möhkəmlənməyə istiqamətlənən bu formasının bütün praktik təbəqələri və qrupları arasındakı kompleks fəaliyyətindən asılıdır.

La supervivencia de capoeira en el mundo globalizado depende de las acciones integradas entre todos los grupos y segmentos profesionales de este tipo de deportes tradicionales, su unificación y fortalecimiento.

Выживание капоэйры в объединенном мире, зависит от комплексных действий между всеми группами и теми, кто практикует форму традиционного спорта, стремясь к его объединению и укреплению.

2- O ensino da Capoeira ocorrerá sempre no idioma local do país, porém suas canções e a nomenclatura de seus movimentos somente serão lecionadas na língua portuguesa. Será ensinada na totalidade de seus aspectos: lúdicos, esportivos, culturais, educacionais, artísticos, folclóricos e marciais, preservando-se seus fundamentos e originalidade a partir de suas raízes no Brasil. E sua difusão mundial será promovida como uma cultura de paz entre os povos.

The teaching of Capoeira will always happen in the local language of the country, but its songs and its movement nomenclature will only by taught in Portuguese language. It will be covered all these aspects: entertainment, sports, cultural, educational, artistic, folkloric and martial, preserving its fundamentals and origin considering its roots in Brazil. And its spread through the world will be promoted as a culture of peace among  peoples.

Kapoeyra həmişə ölkənin yerli dilində tədris ediləcəkdir, lakin onun mahnıları və hərəkətlərinin nomenklaturaları Portuqal dilində olacaqdır. Kapoeyra Braziliyadakı əsl kökünün əsasını və orijinallığını qoruyaraq oyun, idman, mədəniyyət, təhsil, incəsənət, folklor və döyüş kimi bir çox aspektlərdə tədris ediləcək və onun bütün dünyada yayılması xalqlar arasında sülh mədəniyyəti kimi təbliğ ediləcəkdir.

La enseñanza de la Capoeira será siempre en el idioma local del país, pero sus canciones y la nomenclatura de sus movimientos sólo se realizará en lengua portuguesa. Se impartirá en todos sus aspectos: entretenimiento, deportivos, culturales, educativos, de arte marcial, de folclore preservando sus fundamentos y originalidad a partir de sus raizes de origen en Brasil. Y su difusión en todo el mundo se promoverá como una cultura de paz entre los pueblos.

Процесс обучение капоейры будет всегда на местном языке страны, однако его песни и номенклатура  движений будет преподаваться только на португальском. Капоейра будет преподаваться во всех его аспектах: игривой, спортивной, культурной, образовательный, артистический, народный и боевой, сохраняя в себе оригинальность и основы, от ее корней в Бразилии и его мировое распространение будет продвинут как культура мира между народами.

3- Adota-se mundialmente o Código Desportivo Internacional de Capoeira para a realização de competições e a padronização dos critérios de formação de docentes, técnicos desportivos e árbitros de Capoeira, assim como de uniforme e graduações.

The International Sports Code of Capoeira will be taken up worldwide for competitions and standard of criteria for teacher training, sports technician and Capoeira referees, as well as uniform and grades.

Kapoeyra üzrə  müəllimlər, mütəxəssislər, idman hakimlərinin hazırlanması, dərəcə və idman formaları üçün kriteriyalarının standartlaşdırılması, habelə yarışların keçirilməsi  məqsədilə Kapoeyranın Beynəlxalq İdman Kodeksi qəbul olunur.

Se adopta mundialmente en el Código Deportivo Internacional de Capoeira para la realización de concursos y normalización de los criterios para la formación de profesores, técnicos y árbitros deportivos de la Capoeira, así como uniformes y la graduación ..

Принимается Международный Спортивный Кодекс капоейра для проведения соревнований и стандартизации критериев формирования тренеров, специалистов и спортивных судьей, а так же для униформ и степеней в  капоейра.

4- Devem ser organizados Centros de Formação Técnica, Cultural e Desportiva em diversos países, devidamente credenciados conforme os padrões do Código Desportivo Internacional de Capoeira.

It must be organized Centers for Technical, Cultural and Sports Training in several countries, dully accredited according to the standards of International Sports Code of Capoeira.

Müxtəlif ölkələrdə Beynəlxalq Kapoeyra Kodeksi standartlarına uyğun qaydada kapoeyranın Texniki, Mədəniyyət və İdman Tədris Mərkəzləri yaradılmalıdır.

Se deben organizar Centros de Formación Técnica, Cultural y Deportiva en varios países, debidamente acreditados por las normas del Código Deportivo Internacional de Capoeira .

В соответствии с Международным Спортивным Кодексом Капоейра должны быть организованы Центры Спортивного, Культурного, и Технического Обучения  в разных странах.

5- As canções de Capoeira expressam seu Código Filosófico. Seus significados devem ser ensinados a todos os praticantes. Serão entoadas em harmonia com suas aplicações rítmicas e movimentos corporais como requisitos específicos para cada situação de jogo. Canções discriminatórias às minorias étnicas, religiosas e de gênero não devem ser utilizadas.

Capoeira songs express its Philosophical Code. Their meanings must be taught to all its members. They will be sang in harmony with its rhythmic applications and body movements as specific requirements for each situation in the game. Songs discriminating small ethnic, religious and similar groups must not be used.

Kapoeyranın mahnıları öz fəlsəfi şifrəsini ifadə edir və bu da bütün praktikantlara tədris edilməlidir. Mahnılar hər bir vəziyyət üçün  oyunda vacib olan uyğulamalar və ritmik bədən hərəkətləri ilə harmoniyada oxunacaq. Ayrı-seçkilik mahnıalrı, etnik, dini və cinsi xarakterli mahnılar oxunmamalıdır.

Las canciones de Capoeira expresan su Código Filosófico. Su significado debe ser enseñado a todos los practicantes. Se cantan en armonía con sus aplicaciones rítmicas y movimientos corporales, tales como los requisitos específicos para cada situación del juego. Canciones discriminatorias a minorías étnicas, religiosas y de género no deben ser utilizadas.

Песни капоейра выражают его философский кодекс, значения которого нужно преподавать всем практикантам. Песни будут спеты в гармонии с ритмичными движениями тела, как определенные требования для каждой ситуации игры. Дискриминационные песни, песни этнического, религиозным и сексуального характера не должны быть спеты.

6- É condenada a extração de madeiras originárias de florestas nativas para a manufatura de berimbaus e é estimulado o cultivo de madeiras plantadas objetivando a proteção ao meio ambiente.

It is condemned the extraction of wood from native forests to manufacture berimbaus, but its plantation is encouraged aiming at protecting the environment.

Berimbauların istehsalı yerli meşə ağacları hesabına təmin edilməməli və ətraf-mühitin qorunması istiqamətində yenidən ağacların inkişafı rəğbətləndirilməlidir.

Es condenada la extracción de madera de los bosques nativos para la fabricación de berimbaus y se fomenta el cultivo de plantaciones de maderas destinadas a la protección del medio ambiente.

При изготовления беримбау не должны использоваться древесины из родного леса. Стимулируется рост родных лесов, направленный на защиту окружающей среды.

7- Devem ser oportunizadas as aproximações de empresários e de patrocinadores interessados no incentivo à Capoeira como esporte, educação e cultura.

We must look for opportunities to bring in sponsors and entrepreneurs interested in provide incentives to Capoeira as a sport, education and culture.

Sponsorların cəlb olunması üçün imkanlar axtarılmalı və kapoeyranın idman, elmi və mədəni inkişafına maraq göstərən sahibkar və iş adamlarılar sponsorluğa cəlb edilməlidirlər.

Se deben aprovechar oportunidades de acercamiento a los empresarios y los patrocinadores interesados en la Capoeira como un estímulo a los deportes, la educación y la cultura.

Надо искать возможности для привлечения спонсоров и предпринимателей, заинтересованных в развитии капоэйра как вид спорта, образования и культуры.

8- É incentivado o Fair Play e condenada toda e qualquer forma de violência inclusive o uso de doping esportivo.

«Fair Play» is encouraged and any form of violence including sports doping is condemned.

«Ədalətli Oyun» rəğbətləndirilir və idman dopinqi də daxil olmaqla zorakılığın istənilən forması şiddətlə ittiham edilir.

Es fomentado el juego limpio y condenadas todas las formas de violencia, incluido el uso de dopaje deportivo.

Поощряется «Честная Игра» и осуждается все формы насилия, включая использование спортивных допингов.

9- Considera-se a Capoeira como um patrimônio cultural da humanidade em função dos diversos povos da América, Europa, África e Ásia, que direta ou indiretamente participaram de seu processo de construção no Brasil.

Capoeira is considered one cultural heritage of humanity because of the different peoples from America, Europe, Africa and Asia, who in a direct or indirect form participated in its formation process in Brazil.

Kapoeyra insanlığın mədəni irsidir və Amerika, Avropa, Afrika, Asiya kimi dünyanın müxtəlif xalqları onun Brazilyada yaranmasında birbaşa və ya dolayı yolla iştirak etmişlər.

Se considera la capoeira como patrimonio cultural de la humanidad de acuerdo con los diferentes pueblos de América, Europa, África y Asia, que, directa o indirectamente participaron en su proceso de construcción en Brasil.

Капоэйра – культурное наследие человечества, народы мира, Америки, Европы, Африки и Азии прямо или косвенно участвовали в процессе его образования в Бразилии.

10- Fica estabelecido o dia 5 de julho como Dia Mundial da Capoeira, em comemoração à assinatura desta Primeira Convenção Internacional de Capoeira, cuja data deve servir de reflexão sobre seu processo de desenvolvimento e afirmação de sua identidade.

Fifth of July (July 5th) is established as Capoeira Worldwide Day, celebrating the signature of this First International Convention of Capoeira, and this date should lead to a reflection about its development process and the affirmation of its identity.

Beynəlxalq Kapoeyra Günü Beynəlxalq Konvensiyasının imazalanması ilə bağlı olaraq 5 iyul tarixinə təyin olunur.

Se establece el 5 de julio como Día Mundial de la Capoeira, en conmemoración de la firma de la Primera Convención Internacional de Capoeira,  fecha debe servir de reflexión sobre su proceso de desarrollo y afirmación de su identidad.

5 июля назначается как Международный День Капоейры, по случаю подписания первой Международной Конвенции по Капоэйра.

 

Baku, Azerbaijão, 4 e 5 de julho de 2009.

 

Valentim Rodolfo Mussarelli

Sistema Brasileiro de Capoeira Desportiva

Taleh Orujov

Azerbaijan Capoeira Federation

E. Javier Rubiera Cuervo

Agrupación Española de Capoeira

Simone Scardua

Federazione Svizzera di Capoeira

Roman Belov

Russian Kapoeira Federation

Vicente da Silva

Canadian Capoeira Federation

Rogério Vieira

Federazione Italiana Capoeira

Etibar Isayev

Georgia Capoeira Federation

Ali Reza Sepehrnia

Iran Capoeira Federation

Ronaldo Braz Brandão

USA Capoeira Federation

Vicente de Paula Mendes

Deutsch Verband Capoeira

Nelson de Andrade Barros

Associação Portuguesa de Capoeira

Kobalchynskiy Vitaliy

Ukraine Capoeira Federation

Ramid Niftaliyev

Estonia Capoeira Federation

Dennis Eckart

Representante Nacional da Jamaica

Vladimir Vieira Farias

Representante Nacional da Argentina

Eun-Sup Kim

Representante Nacional da Coréia do Sul

Silvio Romero da Silva

Representante Nacional de Singapura

Paulo Ricardo Bernardo Marques

Representante Nacional da Polônia

Eduardo Silva Storti

Representante Nacional da França

 

 

 

Prof. Sergio Luiz de Souza Vieira – Pós-Ph.D.

Presidente


Quilombolas entram na pauta do Fórum Social Mundial 2009

Fundação Cultural Palmares participa de oficina sobre Programa Brasil Quilombola

Os Quilombolas serão assunto de discussão e reflexão no Fórum Social Mundial (FSM) 2009, que começa nesta terça-feira (27), em Belém, PA. O presidente da Fundação Cultural Palmares, Zulu Araújo, vai participar da mesa-redonda que reúne dez debatedores sobre o Programa Brasil Quilombola e a Agenda Social Quilombola no dia 30 de janeiro, às 13h30, no Espaço Cultura e Saúde.

 

A mesa faz parte de uma oficina que visa promover o debate sobre as políticas públicas de promoção da igualdade racial e também pretende promover a troca de experiências e a visibilidade do Programa Brasil Quilombola, instituído pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

 

Vão participar da oficina lideranças quilombolas do Pará, dez representantes de comitês gestores do Programa Brasil Quilombola em outros estados, comunidades quilombolas em geral, militantes do Movimento Social Negro, representantes dos movimentos sociais, pesquisadores e simpatizantes da temática e gestores públicos. A oficina é aberta ao público em geral.

 

A oficina inicia-se no turno da tarde. A segunda etapa vai ser destinada aos encaminhamentos, que vão ser sistematizados em um painel final. Também está programada para as 9h da manhã uma roda de debates com a presença dos parceiros colaboradores e patrocinadores do Espaço Cultura e Saúde, entre eles a Seppir, com a participação do intelectual e sociólogo da Universidade de Coimbra Boaventura de Sousa Santos.

 

Os eixos temáticos norteadores são: Eixo I – Acesso à Terra, a produção da Riqueza e a Reprodução Social, Eixo II – Infra-Estrutura e Qualidade de Vida, acesso às Riquezas e a Sustentabilidade, Eixo III – Inclusão Produtiva e Desenvolvimento Local, a partir da perspectiva da afirmação da Sociedade Civil e dos Espaços Públicos e Eixo IV: Direito e Cidadania, Poder Político e Ética na Nova Sociedade. Tais temas vão conduzir as reflexões em torno do contexto do Programa Brasil Quilombola na atualidade e a otimização da Agenda Social Quilombola enquanto política pública.

 

Programa Brasil Quilombola – Foi criado em 2004 pelo governo federal, por meio da Seppir, como uma política de Estado para as áreas remanescentes de quilombos. O programa mantém uma interlocução permanente com os entes federativos e as representações dos órgãos federais nos estados, no intuito de descentralizar e agilizar as respostas do governo para as comunidades quilombolas.  As áreas de atuação do programa envolvem a terra, a promoção da igualdade racial, a segurança alimentar, o desenvolvimento e assistência social, a saúde, a infra-estrutura, a geração de renda, o gênero, os direitos humanos, o meio ambiente, os esportes e a previdência social.

 

Fórum Social Mundial – É um espaço aberto de encontro, que estimula de forma descentralizada o debate, a reflexão, a formulação de propostas, a troca de experiências e a articulação entre organizações e movimentos engajados em ações concretas, do nível local ao internacional, pela construção de um outro mundo, mais solidário, democrático e justo. Este ano, Belém do Pará sedia o FSM. As três primeiras edições do FSM, bem como a quinta edição, aconteceram em Porto Alegre, Rio Grande do Sul (Brasil), em 2001, 2002, 2003 e 2005. Em 2004, o evento mundial foi realizado pela primeira vez fora do Brasil, na Índia. Em 2006, sempre em expansão, o FSM aconteceu de maneira descentralizada em países de três continentes: Mali (África), Paquistão (Ásia) e Venezuela (Américas). Em 2007, voltou a acontecer de maneira central no Quênia (África).

 

Programação:

 

 

 

Manhã

Composição

Temática

 

9h

 

Roda de Debate:

Dr. Boaventura de Sousa Santos;

Min. Edson Santos;

Min. Da Saúde;

Min. Da Educação;

Representante Movimentos Sociais;

Conselho Nacional de Saúde, etc.

 

 

  • Saúde, Cultura e Democracia;

 

 

Tarde

Composição

Temática

13h30

 

Atividade Cultural

 

Mesa:

Problematização/sensibilização

 

Presidente Zulu Araújo – Fundação Palmares;

– Paulo Paim – Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal;

– Sra. Josefa Maria da Silva santos (Zefa da Guia) – Quilombola Parteira;

– Mãe Flávia da Casa do Perdão (RJ);

– Representante da CONAQ;

– Representante da CONEN;

– Representante da UNEGRO;

– Sr. Onir Araújo – Advogado OAB/militante do MNU;

 

Coordenadores: Sr. Alexandro Reis – Subsecretário SUBCOM & Sra. Ivonete Carvalho – Diretora de Projetos SUBCOM

 

·      O Programa Brasil Quilombola e a conjuntura Nacional;

 

 

 

·      A Agenda Social Quilombola, possibilidades, avanços e desafios.

 

16hs

Debate

Debate

18h

Definição de prioridades e encaminhamentos

Sistematização do material gerado através das discussões das mesas e debates;

 

Assessoria de Comunicação
Inês Ulhôa – assessora de imprensa (9966-8898) ines.ulhoa@palmares.gov.br
Jacqueline Freitas – jacqueline.freitas@palmares.gov.br
Marília Matias de Oliveira – marilia.oliveira@palmares.gov.br
Marcus Bennett – marcus.bennett@palmares.gov.br
Telefones: (61) 3424-0165/0166    Fax: (61) 3424-0164
wwww.palmares.gov.br


Natal: “Caminhos da Justiça” comemora 11 anos

O Programa “Caminhos da Justiça” implantado há 11 anos, pela magistrada Lena Rocha, no município de Mossoró, comemora o alto índice de reingresso social alcançado.

Na programação de aniversário, os coordenadores do Programa que já atendeu 23 mil pessoas, entre apenados, ex-apenados e seus familiares, estão oferecendo várias palestras com temas variados e de interesse do público participante.

No último dia 30 de maio, no auditório do Fórum Des. Varella Barca- Zona Norte, os educadores Raimundo Melo, representante do Centro de Documentação e Comunicação Popular – CECOP; Elizama Cardoso, representante da Casa Brasil; e Alcemir Varela, representante do Grupo de Capoeira Cordão de Ouro participaram como palestrantes.

Na ocasião, o professor Raimundo Melo abordou “O papel de cada entidade na reversão de situações de risco em que vivem os jovens”, exemplificando o trabalho desenvolvido pelas Organizações no Bairro Guararapes que possitilita uma nova visão do mundo e oportuniza a inclusão social.

A representante da Casa Brasil, Elisama Cardoso, enfatizou através do seu próprio exemplo, como coseguiu, sendo moradora do Guararapes, superar todas as adversidades e concluir o curso de Jornalismo e atualmente, no próprio bairro, atuar em diversos projetos sociais tendo como foco a melhoria de vida do bairro, o que passa pela conscientização daquela comunidade.

O Professor de Capoeira Alcemir Varela narrou com detalhes como consegiu sair da marginalidade para tornar-se um educador, estando na linha de frente de um grupo de capoeira, desenvolvendo um trabalho educativo com crianças do bairro, mostrando a todos, através do seu exemplo, que é possível sim sair do caminho do mal e contribuir na formação de crianças e jovens.

Encerrando o ciclo de palestras que contou com a participação de Juízes, Promotores e representantes da iniciativa privada, a exemplo da COSERN, foram distribuídas cestas básicas, sorteados vários brindes com os participantes do Programa e membros da comunidade e ofercido um almoço no Betto’s Bar.

Com informações do TJRN


SP: Mestre Brasilia organiza Oficina com Mestre Pelé da Bomba

Mestre Brasilia, um dos pioneiros da Capoeiragem em São Paulo está trazendo o "veterano" Mestre Pelé da Bomba, diretamente de Salvador para uma oficina muito especial em São Paulo.
 
 
Vale a pena prestigiar estes renomados Mestres!!!
Muita Capoeira e Samba de Roda em Pinheiros… Participe
Um grande axé a mestre Brasilia pelo belo trabalho e principalmente pelo respeito pela capoeira e pela escolha de um um Representante da Velha guarda da Capoeira de Salvador.
 
Luciano Milani

Florianópolis-SC: II SENECA

Em maio de 2006 acontecerá o II SENECA, um importante evento, organizado pelo GECA – Grupo de Estudos da Capoeira. Neste evento o tema principal será a Capoeira e a Política Pública. Cada dia mais a capoeira vem se embrenhando e crescendo dentro do cenário socio-político, o que se espera deste encontro é uma frutífera simbiose dentro do ambito da representabilidade e fortalecimento de políticas públicas e inclusão… suas realidades e possibilidades. Estarão presentes no evento importantes nomes dentro e fora da capoeiragem.
Nós do Portal Capoeira desejamos de coração muito sucesso a turma do GECA e em especial ao grande camarada Miltinho Astronauta, um dos participantes do SENECA, nosso grande parceiro e irmão.
Luciano Milani


Prezado(a) Capoeira,
 
O GECA (Grupo de Estudos da Capoeira) convida o(a)  estimado(a) capoeira para participar do II SENECA – (Seminário Nacional de Estudos da Capoeira)  a ser realizado entre os dias 12, 13 e 14 de maio de 2006, na Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis-SC, com o tema:  Capoeira e Políticas Públicas: Realidade e Possibilidades. Abaixo apresentamos a Programação do II SENECA (sujeita a alteração)
 
Dia 12/05 – Sexta-feira
 
A partir das 14:00hs. – Recepção e Credenciamento dos participantes
 
18:30hs. – Mesa de abertura,  Auditório Garapuvu
 
– Representante do Ministério da Cultura
– Representante do Ministério do Esporte
– Representante do Ministério da Educação
– Representante do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte
– Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina
– Coordenador Geral do II SENECA
 
19:30 h – 21:30 h.  Conferência de Abertura
 
Coordenador: Dr. José Luiz Cirqueira Falcão
Conferencista: a definir
 
21:30 hs. – Atividades culturais
Maracatu Arrasta Ilha, Lançamento de livros, Coquetel afro-brasileiro
 
Dia 13/05 – Sábado
 
9:00hs. – Mesa de debates: A Capoeira e as Políticas Públicas, Auditório Garapuvu
Coordenador:  a definir
Palestrantes : Dr. Luiz Renato Vieira, e a definir
11:30h às 12:30h. – Apresentação de pôsteres – Hall do Centro de Eventos
14:00h às 16:00h. – Oficinas e mostras de vídeo.
16:00 às 18:30hs. – Reunião dos Grupos de trabalho temáticos e Apresentações das Comunicações Orais
18:30hs. – Atividades culturais
Roda de confraternização: "As capoeiras que o GECA joga"
Sarau Musical e Cultural
 
Dia 14/05 – Domingo
 
9:00 hs – 10:50 hs – Mesa de debates: Relatos de Experiências de Políticas Públicas em Capoeira.
Coordenadora: Dr.  Letícia Vidor de Souza Reis
Palestrantes: a definir
11:00 às 13:00hs. – Reunião dos Grupos de trabalho temáticos e Apresentações das Comunicações Orais
14:30 hs. – Plenária Final e elaboração da "Carta de Floripa – Capoeira e Políticas Públicas: Realidade e Possibilidades"
17:00hs. – Encerramento do evento 
 

Read More

Acúrsio Esteves: Sobre a “Semana Decanio”

O Mestre Decânio na verdade significa um grande elo entre o passado e o presente da capoeira. Como representante do passado é um dos mestres mais antigos que desfrutou e muito da companhia do Mestre Bimba e é, conforme o depoimento apresentado por Luciano Milani "um dos principais responsáveis pela criação e documentação da Luta Regional Bahiana".

Como representante da atualidade é uma das personalidades da capoeira que tem contribuído de forma significativa e abundante com excelentes publicações sobre diversos aspectos da capoeira, se configurando assim como um dos mestres mais antigos e atuantes do Brasil e do mundo. E o melhor de tudo isso, é que tenho o privilégio de gozar da sua companhia, oportunidade em que partilha comigo os seus vastos conhecimentos sem reservas nem pulo-do-gato.

Na foto estamos Decânio e eu, em momento de "papoeiragem". Este comentário refere-se à "Semana Decânio: Uma Homenagem ao Mestre"


O professor e pesquisador Acúrsio Esteves, é formado em Educação Física pela UCSal, com mestrado em Gestão de Organizações UNIBAHIA/UNEB e é professor da Secretaria Municipal de Educação de Salvador. Leciona também nas Faculdades Jorge Amado e Fundação Visconde de Cairu.
Contactos: (71) 3233-9255 / 9946-4743 – acursio@oi.com.br, acursio1@terra.com.br