Blog

saci

Vendo Artigos etiquetados em: saci

Folclorista de Sorocaba “reabre” inquérito sobre o Saci-pererê

 

Alguém sabe do paradeiro do negrinho travesso de uma perna só? Curioso para saber como anda e onde anda o Saci-pererê, o historiador e folclorista sorocabano Carlos Cavalheiro propôs a reabertura do “inquérito sobre o Saci”.

O primeiro inquérito sobre o malandrinho, que dá nó em crina de cavalo, foi proposto por Monteiro Lobato em 25 de janeiro de 1917. Através do jornal O Estado de São Paulo, o escritor deu início a sua campanha, pedindo aos leitores que enviassem cartas contando suas experiências com Saci-pererê. Esse material rendeu o livro O Sacy-Pererê, resultado de um inquérito.

“Proponho, ousadamente, a reabertura do Inquérito. Já recebi algumas respostas. A idéia é que, de alguma forma, esses causos sejam publicadas num só volume, no dia 25 de janeiro de 2007, quando se comemorará 90 anos de Inquérito sobre o Saci”, explica Cavalheiro.

Os interessados podem mandar suas histórias para o e-mail: carlosccavalheiro@yahoo.com.br.

“O objetivo é recolher as histórias sobre o Saci que ainda povoam o imaginário das pessoas.

Será um diagnóstico sobre como, noventa anos depois, o imaginário popular lida com a figura do Saci, um dos grandes mitos populares”, explica o pesquisador sorocabano.

 

Juliana Simonetti – juliana.simonetti@bomdiasorocaba.com.br

Da Agência BOM DIA

Campo Grande – MS: Cinema – Maré Capoeira

Cinemarco e Cinemoreninhas terão sessão de cinema

Campo Grande (MS) – Neste domingo (2/3), a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul promove mais uma sessão de cinema no Cinemarco e no Cine Moreninhas, os mais novos pontos de difusão audiovisual de Campo Grande. No Cinemarco, localizado no Museu de Arte Contemporânea de MS (Marco), a exibição será às 15 horas, e no Cine Moreninhas, localizado no Centro Comunitário das Moreninhas I e II, a sessão é às 18h30. A entrada é gratuita.

O CineMarco vai exibir o filme “Terra Estrangeira”, dirigido por Daniela Thomas e Walter Salles, o mesmo diretor de Central do Brasil. Terra Estrangeira conta a historia de Paco, um jovem estudante paulista que vê com o confisco do dinheiro do governo Collor e a morte de sua mãe o fim do sonho de ser ator. Decide sair do país e, para isso, aceita levar um objeto contrabandeado para Lisboa. Lá conhece Alex (Fernanda Torres) e se envolve numa trama policial surpreendente e apaixonante. O filme foi premiado nos festivais de Sundance, Paris, Bergamo, Bruges, Rotterdam, Londres, San Francisco e San Sebastian.

Já o Cine Moreninhas vai apresentar quatro filmes de curta-metragem infantis, em uma seleção na verdade capaz de agradar qualquer idade. São histórias que vêm do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, cada uma com seu sotaque e suas particularidades culturais.

“Maré Capoeira” é narrado pelo garoto Maré, começando com uma roda de capoeira que se torna o centro da narrativa. O curta mistura a história da família de Maré, uma linhagem de capoeiristas, e sua amizade com a menina Tatuí, que também participa da roda, com preciosas informações sobre a origem e a história da capoeira no Brasil.

“Caçadores de Saci” brinca com a lenda brasileira do Saci Pererê, em uma divertida história que se passa no interior de Minas Gerais. O saci, ou melhor, cinco deles, infernizam a vida da família de um pequeno lugarejo na roça, fazendo o feijão queimar, o milho da pipoca não estourar, o café ficar salgado… A família resolve contratar um famoso caçador de sacis e todos partem, sob suas ordens, para a caçada bem-sucedida. “Dona Cristina Perdeu a Memória” aborda as dificuldades que uma pessoa idosa enfrenta quando começa a ter problemas de memória.

Fonte: Última Hora – Campo Grande

 

 

Rio Grande do Sul: Capoeira foi tema do Patrulha Ambiental Mirim

Integrando as atividades do projeto, as ações do Patrulha Ambiental Mirim foram desenvolvidas na tarde de ontem com idosos e crianças. Eles receberam noções teóricas e práticas sobre capoeira da equipe da Associação de Capoeira Zumbi dos Palmares.

Os participantes aprenderam sobre a capoeira, a música e os instrumentos – berimbau, pandeiro, agogô, atabaque – bem como sobre a cultura geral. As atividades envolveram palestras, jogos, aulas práticas e teóricas de integração de grupo e fabricação de berimbaus.

O coordenador da Associação de Capoeira, Cláudio Pereira Oliveira, conhecido como Mestre Saci, disse que trabalha há 10 anos com projetos ligados à capoeira. O Mestre desenvolve também o Projeto Capoeira em Cena, com crianças do Bairro Getúlio Vargas objetivando a integração social, melhorando a auto estima dos pequenos.


A capoeira é um esporte que trabalha corpo e mente.

"Os praticantes aprendem a controlar o próprio corpo", diz o mestre Saci. "A idéia de realizar o projeto surgiu da necessidade de preservar a cultura da capoeira no Brasil que estava sendo deixada de lado", explica ele. É a primeira vez que o Mestre participa do Patrulha Ambiental Mirim e considera uma "experiência maravilhosa mostrar para esses idosos e acrianças o que é a capoeira de verdade", finaliza.

O Projeto Patrulha Ambiental Mirim é da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) e tem a colaboração da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (SMCAS), através do Programa Municipal de Apoio ao Idoso. As atividades são desenvolvidas todas segundas e sextas-feiras, na rua Maria Araújo, 470, no Cassino.

Fonte: http://www.jornalagora.com.br

Rio Grande/RS: Projeto “Jogando Capoeira”

Projeto "Jogando Capoeira" contempla jovens no BGV

Os jovens de 5 a 17 anos do bairro Getúlio Vargas (BGV) estão aprendendo a arte da capoeira levando os estudos a sério. Trata-se do projeto "Jogando Capoeira", que é executado no bairro pelo mestre Saci e o monitor Setenta. O projeto é gratuito e conta com 25 alunos.

O mestre Saci comentou que o projeto dá oportunidade dos jovens se integrarem com a comunidade através do esporte, além do conhecimento de uma nova cultura.

Este é o primeiro ano do projeto no BGV, em anos anteriores, o projeto foi executado em outros bairros da cidade. Para 2008, o projeto deve ser executado no bairro Dom Bosquinho. Atualmente, no bairro Getúlio Vargas, o projeto conta com 25 alunos, devido ao espaço que foi cedido pelo presidente da Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Getúlio Vargas, José Assis da Luz.

As aulas acontecem às terças e quintas-feiras e junto com elas são oferecidas oficinas de berimbau e atabaque – instrumentos tocados quando o esporte é praticado. Como forma de incentivo aos estudos, os coordenadores prometeram um berimbau aos jovens que apresentassem nota dez em todas as matérias da escola.

"A capoeira é uma maneira de ajudar as crianças a praticarem um esporte, resgatando-as de algumas coisas negativas que jovens nessa idade podem se envolver", disse o mestre Saci, que tem 21 anos de capoeira e é mestre há dois anos. O mestre completou dizendo que não é cobrado nada para os jovens interessados, mas a presença dos pais é solicitada. "Cobramos apenas a presença dos pais, que é o maior incentivo que esses jovens podem ter", encerrou Saci.

Atualmente, o projeto "Jogando Capoeira" tem suas aulas ministradas na rua Mariano Espíndola (antiga rua 6), 196, no BGV.
Os telefones de contato do projeto são (53) 9959-5091 e 8406-1377.

Fonte: Jornal Agora – José Finkler – http://www.jornalagora.com.br

Angolas em São Paulo

Sugestão do Jornal do Capoeira, para o final de semana… confira!!!
 
 

Neste final de semana – 26 à 28 de Agosto-, São Paulo oferece diversas opções para quem gosta de um bom jogo de angola.
Vejamos as alternativas:
 
 
1. Sexta (26), Mestre Zé Baiano, em Caraguatatuba, inicia o evento "Tributo a Mestre Gato Preto", que contará com o lançamento de um DVD com o mesmo título. No DVD, Zé Baiano conta sua vida e sua vivência com José Gabriel Góes (M. Gato Preto) – o Berimbau de Ouro da Bahia. Além de depoimento pessoal de Zé Baiano, o DVD inclui diversos momentos da vida de Mestre Gato. Contatos: (12) 3887-2346.
 
2. O contramestre Pernalonga, do Irmão Grupo de Capoeira Angola Irmãos Guerreiros estará comemorando o aniversário de sua academia (Núcleo Castilho), Jardim Pirajussara, Zona Sul da capital paulista. Pernalonga, logo após o evento, retornará à Bremen (Alemanha), onde desenvolve um trabalho de Capoeira Angola desde 2001. Para maiores informações leiam matéria no Jornal do Capoeira, ou então entrem em contato com as angoleiras Moleza (11) 9380-0494 ou Manchinha (11) 9735-2593.  Sitio do grupo: www.irmaosguerreiros.com.
 
3. O contramestre Saci, da Escola de Capoeira Angola Raiz Negra (M.Dominguinhos) convida a todos para participar de uma oficina de Capoeira Angola com Mestre Cláudio de Feira de Santana (BA) – Angoleiros do Sertão. A oficina será realizada no Espaço Cultural do Vila Paiva, as 16 horas do dia 28 (domingo). Taxa de inscrição: R$ 20,00. Contatos: CM Saci ou Trenel Charles Brown (autor das fotos desta matéria).
 
4. Mestre Cavaco e o Grupo Negaça Capoeira Angola estarão realizando Roda no Parque do Trianon – São Paulo, domingo (dia 28), a partir das 15h00. Maiores informações pelo telefone (55 11) 6901-1365, por e-mail com o Ratão ou então diretamente no sitio virtual www.negaca.com. Detalhes do convite podem ser encontrados também no Jornal do Capoeira.
 
 
Impossível comparecer a todos estes "campos de mandinga". De qualquer forma, enviamos nosso grande axé a todos os angoleiros e amantes da boa vadiagem que desenvolvem os trabalhos em nosso Estado de São Paulo.
 
                        Iêê dá volta ao mundo.
                        Iêê mundo dá volta, camará..