Blog

santana

Vendo Artigos etiquetados em: santana

Bahia: Revolta dos Búzios é inspiração de CD de capoeira

Na ocasião, o cantor, compositor e mestre de capoeira Tonho Matéria, presidente da Associação Sociocultural, agradeceu a possibilidade de mostrar ao povo baiano e brasileiro como a Capoeira foi fundamental na luta pela igualdade racial e pela independência do Brasil. O evento contou ainda com uma peça de teatro encenada por crianças sobre a Revolta dos Búzios, apresentações de dança e o afoxé dos Filhos do Congo.

Com o intuito de fortalecer a memória da Revolta dos Búzios, que completou 215 anos no último dia 12 de agosto, a Associação Sociocultural de Capoeira Mangangá lançou o CD Capoeira das Antigas no Eco da Revolta dos Búzios, durante um evento na semana passada no Forte da Capoeira, no Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador. O produto é fruto do edital Agosto da Igualdade, promovido pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia.

O lançamento do CD integrou a programação do XIII Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá, do Projeto Artes em Movimento, desenvolvido pela Associação. O encontro busca promover a socialização e o intercâmbio entre adeptos, estudantes e praticantes de capoeira, através de atividades socioculturais, educacionais, musicais, esportivas e de cunho turístico.

O projeto conta com a presença de renomados capoeiristas do cenário local, nacional e internacional, além de profissionais de diversos segmentos, e recebe em torno de 1.500 participantes.

Estiveram presentes no lançamento do CD a chefe de gabinete da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Olívia Santana, o secretário de Promoção da Igualdade Racial, Elias Sampaio, o representante da Fundação Cultural Palmares na Bahia, Fábio Santana, entre outros.

{youtube}4ZiW9VFgNJk{/youtube}

A Associação Sociocultural de Capoeira Mangangá lançou, na sexta-feira (16), o CD “Capoeira das Antigas no Eco da Revolta dos Búzios”, durante evento no Forte da Capoeira, no Santo Antônio Além do Carmo.

O produto é fruto do edital Agosto da Igualdade, promovido pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial com o objetivo de fortalecer a memória da Revolta dos Búzios, que completou 215 anos no dia 12 de agosto deste ano.
O cantor, compositor e mestre de capoeira Tonho Matéria, presidente da Associação Sociocultural, abriu o evento agradecendo a possibilidade de mostrar ao povo baiano e brasileiro como a Capoeira foi fundamental na luta pela igualdade racial e pela independência do Brasil.

Estiveram presentes no lançamento do cd o secretário de Promoção da Igualdade Racial Elias Sampaio; Fábio Santana, representante da Fundação Cultural Palmares na Bahia; a secretária municipal da Reparação, Ivete Sacramento; Olívia Santana, chefe de gabinete da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), além do presidente da Comissão da Igualdade Racial da Assembleia Legislativa, deputado estadual Bira Coroa (PT), de mestres, representantes de rodas de capoeira e convidados.

A festa teve peça de teatro encenada por crianças sobre a Revolta dos Búzios, apresentações de dança e o afoxé dos Filhos do Congo. O secretário Elias Sampaio ressaltou a importância do Agosto da Igualdade e convocou os presentes a participarem da III Conferência De Promoção da Igualdade Racial do Estado da Bahia (COnepir), que acontece de 28 a 30 de agosto.
Com o CD em mãos, Sampaio lembrou que parte da população não leva em conta a importância da Revolta dos Búzios. “Além do nosso compromisso institucional para lembrar a Revolta, temos agora, com esse CD, também um registro histórico. Nossos heróis ficarão agora na Bahia, registrados”.

Projeto Artes em Movimento – O lançamento do CD integrou a programação do XIII Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá, do Projeto Artes em Movimento, desenvolvido pela Associação.
O III encontro busca promover a socialização e o intercâmbio entre adeptos, estudantes e praticantes de capoeira, através de atividades socioculturais, educacionais, musicais, esportivas e de cunho turístico.

O projeto conta com a presença de renomados capoeiristas do cenário local, nacional e internacional, além de profissionais de diversos segmentos, e recebe em torno de 1.500 participantes

Cananéia: Foi o meu Mestre quem me ensinou – homenagem ao Mestre Reginaldo Santana

Grupo de Capoeira Nosso Senhor do Bonfim de Cananéia homenageia o grande mestre Reginaldo Santana

Entre os dias 21 e 22 de Abril, Cananéia receberá capoeiristas de todo o Brasil para o evento “Foi o meu Mestre quem me ensinou – homenagem ao Mestre Reginaldo Santana”, através do Grupo de Capoeira Nosso Senhor do Bonfim – Vale do Ribeira.

Esse evento tem como objetivo incentivar a prática desportiva e cultural como forma de garantir a saúde e a qualidade de vida através de atividades físicas e educativas gratuitas para crianças, jovens e adultos, bem como, resgatar e divulgar a cultura afro-brasileira em nosso município.

Ao mesmo tempo entregará o mais nobre título da Capoeira, o de “grão-mestre”, ao mestre Reginaldo Santana. Este, conhecido por todos como Mestre Régis, é nascido em 27 de junho de 1957 na cidade de Itabuna, na Bahia, é filho de Lindaura Gonçalves de Almeida e Renato Santana e começou a capoeira aos oito anos de idade com o mestre Antonio Rodrigues, por incentivo de seu irmão mais velho Ireneildo Gonçalves de Souza. Ainda adolescente mudou para o Distrito Federal e depois para Ribeirão Preto onde treinou intensamente e passou a competir pela Associação Kapoeira do mestre Canhão (onde se consagrou).

Mestre Régis é fundador do Grupo de Capoeira Nosso Senhor do Bonfim em 1978, na cidade de Passos, Minas Gerais. Régis soma sua história de vida títulos, entre eles, nove vezes Campeão Brasileiro de Capoeira (estilo Combate), oito vezes Campeão da Grande Roda Brasileira de Capoeira, Bi – Campeão Paulista de Capoeira, Campeão da Copa Serra Vox, Campeão da Copa Brasil-EUA e Campeão do troféu “Antonio Carlos Magalhães”.

O evento “Foi o meu Mestre quem me ensinou – homenagem ao Mestre Reginaldo Santana” terá uma programação repleta de atividades como apresentações culturais, exibição de vídeo-documentários, roda de prosa, música, danças e muita Capoeira.

A cidade de Cananéia espera receber representantes de diferentes regiões do Estado de São Paulo e dos Estados do Paraná, Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo. Em especial os mestres Sena (Poços de Caldas/MG), Kauê (Jundiaí/SP), Maciel (Passos/MG), Pedrinho (Belo Horizonte/MG), Marcão (São Paulo/SP), Beto (Franca/SP), Juan (Pariquera-Açú/SP) e Grilo (Pitangueiras/MG).

O que é ser Grão-mestre? – É o mais alto grau em Ordens honoríficas ou de Mérito. É a máxima autoridade de uma ordem, tem poder quase absoluto, geralmente limitado no tempo por uma eleição entre os membros da ordem a que pertence. Portanto, são poucos dentro da Capoeira Brasileira que recebem esse título, entre esses, está o Mestre Camisa Roxa, considerado o melhor aluno de Mestre Bimba e após este mês de Abril, também o Mestre Reginaldo Santana.

O evento conta com a parceira da Prefeitura Municipal de Cananéia, Rede Cananéia e Ponto de Cultura “Caiçaras”. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas através do Blog: www.capoeirasenhordobonfim.blogspot.com.br ou com Lilia Souza no telefone: (13) 8120-1330 e e-mail: liliabonfim2011@hotmail.com

 

Resumo do Evento:

Evento: “Foi o meu Mestre quem me ensinou – homenagem ao Mestre Reginaldo Santana”.

Dias: 21 e 22 de Abril de 2012.

Local: Praça Theodolina Gomes (Tiduca) – Centro, Cananéia/SP.

 

DiariodeIguape.com

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: Lista de Habilitados – Prêmio Viva Meu Mestre – Edição 2010.

O Prêmio Viva Meu Mestre tem como objetivo reconhecer e fortalecer a tradição cultural da Capoeira por meio da premiação de Mestres e Mestras de Capoeira, com idade igual ou superior a 55 anos, cuja trajetória de vida tenha contribuído de maneira fundamental para a transmissão e continuidade da Capoeira no Brasil.

O Prêmio Viva Meu Mestre é uma política de reconhecimento e valorização dos “patrimônios vivos” e proporcionará uma ampla visibilidade na sociedade brasileira de uma expressão cultural reconhecida como Patrimônio Cultural do Brasil. O objetivo primeiro do prêmio está integrado ao Programa de Salvaguarda e Incentivo à Capoeira – Pró – Capoeira e visa o reconhecimento, valorização e divulgação dos mestres que tenham larga experiência acumulada na prática e transmissão dos saberes sobre a capoeira, desempenham ou desempenharam papel fundamental em suas comunidades e se dedicaram a manter vivo esse patrimônio nacional.

Poderão concorrer ao Prêmio Viva Meu Mestre 2010 Mestres e Mestras de Capoeira, de qualquer vertente ou estilo com reconhecida experiência e conhecimento nos saberes e fazeres da Capoeira.

As inscrições deverão ser apresentadas período de 29/10/2010 a 17/11/2010, de acordo com as condições e exigências estabelecidas no edital e seus anexos disponíveis abaixo.

 

Edital Premio Viva Meu Mestre – Mestres e Mestras de Capoeira 2010  

Resultado: inscrições habilitadas para Prêmio Viva Meu Mestre – Edição 2010

Foi publicada na edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial da União a relação das inscrições habilitadas e não-habilitadas, conforme as regras estabelecidas no Edital de Premiação 001/2010 – Prêmio Viva Meu Mestre. A lista de candidatos e sua situação está disponível abaixo, no arquivo em anexo.

A seleção dos mestres e mestras de capoeira que serão premiados será finalizada pela Comissão de Seleção, que pontuará as inscrições habilitadas de acordo com os critérios indicados no edital. A reunião da Comissão de Seleção será realizada após a liberação de recursos financeiros pelo Ministério da Cultura.

Fonte: DPI / Ascom Iphan

LISTA DE CANDIDATOS HABILITADOS

1.Adalberto Conceição da Silva – Zumbi Bahia – São Luis/MA

2.Adalgiza Muniz Ribeiro – Dona Daja – Santa Rita/MA

3.Adenilson Bemvindo dos Santos – Mestre Biquinho – Rio de Janeiro/RJ

4.Ailton Fiúza da Conceição – Mestre Dedé – Salvador/BA

5.Alberto José de Freitas – Mestre Sombrinha – Guarujá/SP

6.Albino de Brito Veras – Mestre Albino – Teresina/PI

7.Alcides de Lima – Mestre Alcides – São Paulo/SP

8.Alexandre dos Santos Marques – Mestre Gege – Duque de Caxias/RJ

9.Alípio Souza Oliveira – Mestre Alípio – São Bernardo do Campo/SP

10.Almerindo Francisco dos Santos – Mestre Azambuja – Embu/SP

11.Almerito Almeida dos Santos – Mestre Kenura – Cotia/SP

12.Aloízio de Souza Píton – Mestre Píton – Curitiba/PR

13.Américo Araújo Brandão – Mestre Brandão – Salvador/BA

14.Ananias Ferreira – Mestre Ananias – São Paulo/SP

15.Antenor Neres – Mestre Runda – Santa Rita/MA

16.Antônio Batista Pinto Zulu – Mestre Zulu – Sobradinho/DF

17.Antônio Bezerra dos Santos – Mestre Bezerra – Belém/PA

18.Antônio Cardoso Andrade – Mestre Brasília – São Paulo/SP

19.Antônio Carlos Pereira dos Santos – Mestre Pimpão – Salvador/BA

20.Antônio Conceição Pereira – Mestre Bigode – Feira de Santana/BA

21.Antônio de Castro Muniz – Seo Antônio Viola – Santa Rita/MA

22.Antônio dos Santos – Mestre Carcará – Santo Amaro/BA

23.Antônio Ferreira da Silva – Mestre Butt – Nova Iguaçu/RJ

24.Antônio José da Conceição Ramos – Mestre Patinho – São Luis/MA

25.Antônio Oliveira Bemvindo – Mestre Touro – Rio de Janeiro/RJ

26.Antônio Rodrigues Santos – Mestre Sergipe – São José dos Pinhais/PR

27.Antônio Rosemberg Santos Coelho – Mestre Berg Yourubá – Rio de Janeiro/RJ

28.Artur Emídio de Oliveira – Mestre Artur Emídio – Rio de janeiro/RJ

29.Bendito Pires Belfort – Seo Benedito de Anastácio – Itapecuru mirim/MA

30.Carlos Augusto Cruz Peixoto – Timbó – Campos/RJ

31.Celso Carvalho do Nascimento – Mestre Celso – Rio de Janeiro/RJ

32.Damionor Ribeiro de Mendonça – Mestre Mendonça – Niterói/RJ

33.Djalma Alves de Souza – Mestre Djalma – Teixeira de Freitas/BA

34.Domingos de Lau do Nascimento – Mestre Cavaco – São Paulo/SP

35.Domingos dos Santos Serejo – Seo Domingos de Zé de Honório – Bacabeira/BA

36.Edgar Francisco das Chagas – Mestre Chaguinha – Manaus/AM

37.Ediney de Sena – Adó – Santo Amaro/BA

38.Eduardo Wilso Nascimento – Canhoto – Rio de Janeiro/RJ

39.Edvaldo Borges da Cruz – Mestre Lua de Bobó – Salvador/BA

40.Eli Pimenta – Mestre Eli – São Paulo/SP

41.Eliseu Etelvino dos Santos – Eliseu Trovoada – Salvador/BA

42.Ercília de Assunção – Dona Ercília – Santa Rita/MA

43.Euzébio Ferreira dos Santos – Seo Zebão – Itapecuru mirim/MA

44.Edvaldo Evangelista Matias – Mestre João D’Barro – Salvador/BA

45.Everaldo Bispo de Souza – Mestre Lobão – São José dos Campos/SP

46.Felipe Santiago – Mestre Felipe – Santo Amaro/BA

47.Fernando Campelo Cavalcanti de Albuquerque – Gato – Rio de Janeiro/RJ

48.Filomena Dutra dos Santos – Dona Ló – Anajatuba/MA –

49.Firmino Diniz – Mestre Diniz – São Luis/MA

50.Firmino Rosa Oliveira – Seo Firmininho – Santa Rita/MA

51.Flávio Cardoso de Mendonça – Mestre Flávio Mendonça – Rio de Janeiro/RJ

52.Francisco Tomé dos Santos Filho – Mestre Bigo ou Francisco 45 – São Paulo/SP

53.Frederico Alexandre das Candeias – Mestre Jequié – Ubatuba/SP

54.Gil Clementino Cavalcanti de Albuquerque Filho – Mestre Gil Velho – Recife/PE

55.Gilson Fernandes – Mestre Lua Rasta – Salvador/BA

56.Itamar da Conceição Magalhães – Mestre Chita – São Gonçalo/RJ

57.Itamar da Silva Miranda – sem apelido – Rio de Janeiro/RJ

58.Izidório dos Santos – Seo Izidório – Cantanhede/MA

59.Jaime Martins dos Santos – Mestre Curió – Salvador/BA

60.Jair Correia da Silva – sem apelido – Caucaia/CE

61.Jelon Gomes Vieira Filho – Mestre Jelon Vieira – Salvador/BA

62.Joana Muniz Carvalho – Joana de Pitoca – Santa Rita/MA

63.João da Mata Frazão – Seu João de João Pedro- Anajatuba/MA

64.João Marcos Vieira da Gama – sem apelido – Rio de Janeiro/RJ

65.João Mendes Barbosa Filho – Mestre Jô – Juiz de Fora/MG

66.João Pereira dos Santos – Mestre João Pequeno de Pastinha – Salvador/BA

67.Joel de Souza Menezes – Mestre Joel – Guarulhos/SP

68.Jorge Roberto Siqueira Coutinho – Mestre Criolo – Rio de Janeiro/RJ

69.Jorge Satiro da Conceição – Mestre Jorge Satélite – Salvador/BA

70.José Andrade – Mestre Andrade – Santo André/SP

71.José Antônio Pinheiro Silva – Mestre Pinheiro – Juiz de Fora/MG

72.José Carlos Alberto – Tinta Forte – São José dos Campos/RJ

73.José Carlos Portes Pereira – Mestre Portes – Ubatuba/SP

74.José Carlos Santana – Mestre Santana – São Paulo/SP

75.José dos Santos Pinto – Mestre Zumbi – São Paulo/SP

76.José Eloy de Oliveira – Mestre Baixinho – São Paulo/SP

77.José Izidro de Carvalho – Mestre Gajé – Salvador/BA

78.José Luiz Oliveira Cruz – Mestre Bola Sete – Salvador/BA

79.José Maria Cardoso da Costa – Mestre Ousado – Singapura

80.José Porfírio Martins – Seo Zezinho – Itapecuru Mirim/MA

81.José Renato Vasconcelos de Carvalho – Mestre Zé Renato – Fortaleza/CE

82.José Ribamar de Carvalho Filho – Mestre Ribaldo Branco – São Luis/MA

83.José Serafim Ferreira Júnior – Geni – Salvador/BA

84.José Virgílio dos Santos – Mestre Virgílio de Ilhéus – Ilhéus/BA

85.José Walter Santa Rosa – Santa Rosa – Salvador/BA

86.Júlio Romão da Silva Filho – Mestre Romão – Ananindeuá/PA

87.Julival do Espírito Santo – Mestre Gato – Presidente Figueiredo/AM

88.Juvêncio Pires – Seo Juvenal – Itapecuru mirim/MA

89.Lázaro Martins dos Santos – Mestre Lazinho – Cantanhede/MA

90.Leda Muniz Carvalho – Mãe Ledoca – Santa Rita/MA

91.Leilza Viana Launé – Dona Lalá – Santa Rita/MA

92.Liberino Brandão Azevedo – Mestre Liberino – Salvador/BA

93.Lourival Fernando Alves Leite – Mestre Pop – Florianópolis/SC

94.Luiz Alberto Siqueira Amarante – Mestre Mineiro – Nova Lima/MG

95.Luiz Américo da Silva – Mestre Mintirinha – Rio de Janeiro/RJ

96.Manuel Mercês Martins – Seo Manuel de Daniel – Itapecuru Mirim/MA

97.Manoel Missias Pereira – Seu Misse – Santo Antônio/BA

98.Manoel Pio de Sales – Mestre Sabú – Aparecida de Goiânia/GO

99.Manoel Silva – Mestre Boca Rica – Salvador/BA

100.Marcelino Neto de Azevedo – Sapão/Netinho – Caicó/RN

101.Marcelo Azevedo Guimarães – Mestre Peixinho – Rio de Janeiro/RJ

102.Márcio Fernando dos Santos Cunha – Mestre Pipoca – Rio de Janeiro/RJ

103.Marcondes Luiz Ferreira da Silva – Mestre Pirajá – Feira de Santana/BA

104.Marcos Aurélio Moreira – Mestre Marcos Coca Cola – Olinda/PE

105.Maria da Natividade Launé – Dona Dada – Santa Rita/MA

106.Maria de Jesus Belfort – Dona Maria Grande – Itapecuru Mirim/MA

107.Maria do Rosário Frazão Sampaio – Dona Mocinha – Anajatuba/MA

108.Maria dos Anjos Vianna Pereira – Dona Tatá Velha – Rosário/MA

109.Maria Inácia Fonseca – Dona Maria Preta – Anajatuba/MA

110.Mário Alves dos Santos – Mestre Guerreiro – Dourados/MS

111.Mário dos Santos – Mestre Busca Pé – São Francisco do Conde/BA

112.Maximiana Carvalho – Dona Mássica – Santa Rita/MA

113.Milton de Sousa – Passo Preto – Goiânia/GO

114.Móisés Alves dos Santos – Mestre Sucuiuba ou Mestre Moisés – Salvador/BA

115.Natalício Neves da Silva – Mestre Pelé da Bomba – Salvador/BA

116.Neilton Moreira Nascimento – Mestre China – Salvador/BA

117.Nestor Sezefredo dos Passos Neto – Mestre Nestor Capoeira – Rio de Janeiro/RJ

118.Norival Moreira de Oliveira – Mestre Nô – Salvador/BA

119.Olavo Paixão dos Santos – Mestre Olavo – Salvador/BA

120.Osvaldo da Conceição Santana – Mestre Baixinho – Salvador/BA

121.Paulo Ferreira – Paulo Brasa – Rio de Janeiro/RJ

122.Paulo Sérgio da Silva – Mestre Paulão da Muzenza – Rio de Janeiro/RJ

123.Pedro Alves da Silva – Mestre Pedrinho – São Gonçalo do Rio Preto/MG

124.Pedro Moraes Trindade – Mestre Moraes – Salvador/BA

125.Pedro Viana – Seo Pedro Queixinho – Rosário/MA

126.Raimunda Nonata Pinto Nascimento – Dona Raimundinha de Mário – Cantanhede/MA

127.Raimundo da Silva Frazão – Seo Raimundo de Henrique – Anajatuba/MA

128.Raimundo Lopes – Seo Chico Sarapião – Cantanhede/MA

129.Raimundo Nonato Barbosa – Mestre Nonato – Feira de Santana/BA

130.Raimundo Santana de Sena – Mestre Petróleo – Camaçari/BA

131.Raimundo Silva Filho – Raimundo Filho – Duque de Caxias/RJ

132.Reinaldo Santana – Mestre Bigodinho – Salvador/BA

133.Reginaldo Consolatrix Maia – Mestre Reginaldo Velho – Timóteo/MG

134.Reginaldo da Silveira Costa – Mestre Squisito – Brasília/DF

135.Reginaldo Laurêncio Bispo – Mestre Regis – Salvador/BA

136.Renildo Onofre dos Santos – Mestre Espanto – Guarulhos/SP

137.Roberto Alves Barbosa – Mestre Carangueijo – São Paulo/SP

138.Roberto Teles de Oliveira – Mestre Sombra – Guarujá/SP

139.Rogério Soares Peixoto – Mestre Rogério – Belo Horizonte/MG

140.Romualdo Rosário da Costa – Mestre Moa do Katendê – Salvador/BA

141.Roque Mendes dos Santos – Mestre Roque – São João de Meriti/RJ

142.Rudney Ribeiro Carias – Mestre Noventa – Belo Horizonte/MG

143.Salvador Francisco Rodrigues – Alfaiate – Santana/BA

144.Salvador Pereira de Souza – Mestre Orlando – Itaberaba/BA

145.Sérgio Augusto Sacramento – Mestre Garrincha – Rio de Janeiro/RJ

146.Sinésio Souza Góes – Gato Góes – Santo Amaro/BA

147.Valdenor Silva dos Santos – Mestre Valdenor – Santo André/São Paulo

148.Vicente Braga Brasil – Mestre Pirrita – São Luis/MA

149.Vilmar da Cruz Brito – Vilmar – Rio de Janeiro/RJ

150.Vivaldo Rodrigues da Conceição – Mestre Boa Gente – Salvador/BA

151.Virgílio Maximiano Ferreira – Mestre Virgílio da Fazenda Grande – Salvador/BA

152.Waldir José da Costa – Mestre Sorriso – Rio de Janeiro/RJ

 

LISTA DE CANDIDATOS NÃO-HABILITADOS

1.Ananilson de Souza – Mestre Monsueto – Sombrio/SC

2.André Luiz Gonçalves – Mestre Moreno – Caconde/SP

3.Antônio Alves de Almeida – Mestre Gago – Feira de Santana/BA

4.Antônio Carlos de Jesus Amorim – Mestre Roque Rio – Feira de Santana/BA

5.Antônio Maria Cavaliere – Grão Mestre Toninho Cavaliere – Belo Horizonte/MG

6.Benedito Felix dos Anjos – Mestre Amigo – Cruz das Almas/BA

7.Derli da Silva Costa – Mestre Derli – Rio de Janeiro/RJ

8.Djamir Pinatti – Mestre Pinatti – São Paulo/SP

9.Eron Miguel Bezerra – Mestre Eron – Cuiabá/MT

10.Fátima Aparecida Colombiano – Mestra Cigana – Angra dos Reis/RJ

11.Gerson de Jesus Cruz – Mestre Keu – Feira de Santana/BA

12.Hélio Tabosa de Moraes – Mestre Tabosa – Brasília/DF

13.Isac Inácio da Silva – Mestre Angolinha – Belfort Roxo/RJ

14.Ivo Domingos de Arruda – Sombra – Cuiabá/MT

15.Jean Batista Cleber Teixeira Santos – Churrasco – Caxias do Sul/RS

16.João Jesus de Souza – Mestre João – Teixeira de Freitas/BA

17.José Eduardo Correa – Mestre Bareta – Guaxupé/MG

18.José Luiz Gonçalves Torres – Mestre Torres – Bicas/MG

19.José Nunes Filho – Mestre Mais Velho – Itaboraí/RJ

20.José Oliveira da Conceição – Mestre Oliveira – Camaçari/BA

21.Luiz Carlos Pinto da Silva – Sorriso – Teresópolis/RJ

22.Raimundo Dias – Salvador/BA

23.Sérgio Rogério Cesário Costa – Zumbi – São Paulo/SP

24.Sidecleyse Mota Costa – Paço do Lumiar/MA

Nota de Falecimento: Mestre Bigodinho

Morre um dos maiores representantes da cultura popular da Bahia.

Morreu, nesta terça-feira (05/04/11), no hospital  em Santo Amaro, Mestre Bigodinho, conhecido por seu trabalho na capoeira, um Mestre conceituado

O enterro será realizado na Quinta dos Lazaros.

O mestre nos deixa a lembrança da importância de se valorizar e se reconhecer os constituintes da nossa cultura popular enquanto vivos.

Mestre Bigodinho

Reinaldo Santana – Mestre Bigodinho, Exímio cantador e tocador de berimbau, nascido em 13 de setembro de 1933 na cidade de Santo Amaro, na Bahia, começou na capoeira em 1950 com Mestre Waldemar Rodrigues da Paixão, permanecendo até 1970, onde se afastou devido a repressão e discriminação sofrida na época.

Em 1997, incentivado por seu amigo – o Mestre Lua Rasta, retornou ao convívio da capoeira, para a satisfação de todos que admiram essa nobre arte.

Mestre Bigodinho reside atualmente em Salvador/BA e viaja por todo o mundo levando seu conhecimento e amor pela capoeira.

 

“A Capoeira é uma defesa pessoal e cada qual se defende como pode na hora da necessidade. A capoeira não é valentia”.

“Faça pouco bem feito do que muito mal feito”.

 

Nossos mais sinceros pesames a todos os “membros da familia Santana” e nossa singela homenagem a um dos mais conceituados e respeitados mestres da nossa capoeiragem… Um cantador de timbre único e entoação ímpar… Muita paz para continuar gingando nesta “eterna roda da vida”.

Portal Capoeira


Salete: Incentivo ao esporte

No último domingo aconteceu em Salete o “Batismo” dos integrantes do grupo de capoeira Sol da Liberdade. O mestre Santana de Balneário Piçaras é o idealizador do grupo que existe há mais de 40 anos.

Segundo o mestre Santana “o mundo hoje requer conhecimento, e esse é o objetivo do grupo de capoeira. Tiramos as crianças das ruas, das drogas, do vicio, da prostituição e a devolvermos a família.” Para participar do grupo basta ter vontade, não é cobrado nenhuma mensalidade, basta gostar de praticar esportes. “O grupo não forma lutadores, forma guerreiros preparados para a batalha da vida. Todos podem participar, pessoas de 2 anos a 102 anos.” completou o mestre Santana.

O diretor de esportes do município, Alicio Rigueira esteve presente e afirmou que “O grupo de capoeira tem o apoio do prefeito Juares, pois esporte é vida, toda prática de esporte é bem vinda. Isso é cuidar das pessoas, apoiar todos os esportes que possam trazer o beneficio de uma vida mais saudável ao cidadão saletense” encerrou.

Bahia: Grupos de capoeira fazem caminhada pela paz

Aproveitando o dia primeiro de janeiro, Dia da Paz Mundial, diversos grupos de capoeira de Feira de Santana fazem hoje, a partir das 16h, uma caminhada em direção à praça de alimentação da Avenida Getúlio Vargas, em Feira de Santana, 2º maior município da Bahia.

Com a palavra de ordem “Vista-se de branco e jogue limpo”, a reunião dos grupos termina numa Grande Roda de confraternização com a presença de capoeiristas de todas as idades e estilos.

Esta é a segunda edição da Campanha Cultura da Paz Capoeira, uma iniciativa do Instituto Odu Odara, ONG que trabalha com capoeira e educação em Feira de Santana.

Segundo o Instituto, a campanha é uma ação junto à comunidade capoeira da cidade para construir uma cultura de paz e diminuir as distâncias entre os grupos.

Entendemos que ações como esta são capazes de remover as barreiras para o desenvolvimento da capoeira integrando os capoeiristas entre si e com a comunidade – dizem os coordenadores da entidade.

A ONG espera que, a partir do sucesso da ação, grupos de capoeira de outras cidades reproduzam a iniciativa.

Fonte: http://jbonline.terra.com.br

VII Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá

VII Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá de 01 a 20 de agosto 2008

LOCAL DO EVENTO: SALVADOR – SIMÕES FILHO – SAUÍPE – CACHOEIRA – SÃO ROQUE DO PARAGUAÇU – JUAZEIRO

O evento será em parceria com diversos grupos e mestres internacionais dos países: Estados Unidos, Singapura, Moçambique, Austrália, Itália, Espanha, Grécia, México, Alemanha, Argentina e Brasil.

Ações

1 – A abertura do evento será com a Semana Cultural de Cinema e Teatro Em diversas comunidades;

2- Palestras no Forte da Capoeira, Auditório e academias diversas (tendo como idéia para palestras) Mestre Máximo, Olívia Santana, Billy Arquimimo, Jaime Sodré, Arani Santana, Aline Najara.

Feira de Arte e Cultura no Largo do Abaeté

Com o apoio da UCI (União de Capoeira de Itapoã), Casa da Música – Comunidade local – (FECABA) Federação de Capoeira da Bahia).

3- Sauípe (à confirmar)

4- Passeio Turístico com big sambão

Para a cidade de Cachoeira no Recôncavo aproveitando a semana da Irmandade da Boa Morte que será de 13 a 15 de agosto. Com o apoio da Coordenação do Turismo Étnico-Afro e Secretaria de Turismo do Estado da Bahia;

5- Batizado da Associação Cultural de Capoeira Mangangá em Simões Filho;

6- Batizado da Associação Cultural de Capoeira Mangangá em São Roque do Paraguaçu;

7- Encontro da Associação Cultural de Capoeira Mangangá em Juazeiro; ( à confirmar)

8- Oficinas e Cursos

De berimbau, dança afro e de capoeira angola e regional com diversos mestres (tendo como idéia) Monza Calabar e os mestres: Boa Gente, Pelé da Bomba, Boca Rica, King Kong, Já Morreu, Bamba, Dedé, etc. ( à confirmar).

9- Encontro de Capoeira Infantil

Com o apoio do Instituto Sol e do grupo Abolição em água de menino

10- Show Big Coquetel (à confirmar) com a presença das autoridades e da mídia local, além de renomados mestres de capoeira.

Local: Praça Teresa Batista no Pelourinho

Apoio do Bloco da Capoeira, Banda de Percussão, Fecaba, UCI, Capoeira de Saia e diversos grupos de capoeira e Orquestras de Berimbau (à Confirmar).

11- Batizado e Troca de Corda da Associação Cultural de Capoeira Mangangá

Local: Teatro da Escola Parque – Bairro Caixa D’água

Mestre Lua Santana, Nigôlo & Projeto Minhoca

“Minhoca” é um projeto social com criancas dum bairro mais pobre da cidade de Morro do Chapéu.

APRESENTAÇÃO

O Grupo de Educação Integral Minhoca entidade que realiza o Projeto Minhoca, localizado na cidade de Morro do Chapéu-Ba-Brasil, atua desde 2001 como Centro de Criatividade, através de uma proposta holística de educação para crianças e jovens carentes.

A partir dessa abordagem holística, o Projeto aponta para uma educação sustentável e elege a arte-educação como seu principal instrumento de aprendizagem, considerando a Arte como poderosa mola propulsora que, através do Teatro, da Dança, da Música, da Capoeira e das Artes Plásticas, abre portas para a visão da realidade como um todo, precedendo o exercício da transdisciplinaridade, promovendo a aprendizagem do sentido das coisas à partir da vida cotidiana, levando em consideração as práticas individuais e coletivas e as experiências pessoais para o surgimento da educação cidadã.

Ao longo da evolução humana, houve um período em que foi difícil para as pessoas descobrirem a habilidade de pensar, de discriminar, de fixar o conhecimento, em suma, de usar todas as faculdades mentais. Depois, por muitas eras, as faculdades intelectuais passaram a ser a forma por excelência do desenvolvimento. O intelecto teve de ser cultivado para cumprir seu papel como importante ponto de apoio na evolução da humanidade.

Mas, será que essa ênfase não foi longe demais em detrimento de outras habilidades, outras funções também inerentes a esta grandiosa e carente condição de sermos HUMANOS?

O Projeto Minhoca se baseia numa proposta holística de educação, que estimula o desenvolvimento global do ser, respeitando e valorizando também o que é peculiar a cada um. Portanto, essa experiência, sobretudo subjetiva , não é nada estatística e ainda corre o risco de parecer utópico frente ao capitalismo selvagem.

Contudo, nosso principal veiculo de atuação, a Arte educação, facilita o nosso querer já que abre os olhos, a mente e o coração pra uma existência mais criativa, que pode levar a outro nível de aprendizagem / realização. Uma aprendizagem divertida, que promove o interesse possibilitando o desenvolvimento e a consciência de talentos, a expressão de diversos pontos de vista, a interação e o exercício de uma convivência cooperativa e harmoniosa, etc, etc, etc…

Para tanto foi exigido da equipe técnica uma busca incessante no sentido de reconhecer contextos mais adequados para o alcance dos objetivos, no ritmo e na dinâmica das exigências do cotidiano. Foi necessário a reflexão permanente sobre valores que não só suscitassem o encorajamento como questionassem o desanimo comum frente a situações difíceis que a realidade nos impõe. Por isso, como eternos aprendizes, ousamos relatar resultados positivos não apenas no que diz respeito a aquisição de conhecimentos objetivos (escrever, ver, calcular, modelar, tocar, jogar capoeira, usar o computador e etc), como também com relação a pratica do cuidado e do carinho com as pessoas e com o planeta terra. Utilizando uma didática amorosa constatamos que vivenciar atitudes simples como o incentivo e a aprovação carinhosa também possibilitam o gostar e ter confiança em si mesmo e no próximo. Que o reconhecimento , a aceitação, ajuda a acreditar que é bom ter objetivos.

É e esse mesmo reconhecimento que o Projeto Minhoca recebe dos seus financiadores / colaboradores que aduba esse campo propício para as sementes de um novo modo de vida. Um novo que emerge do profundo do ser a cada momento, quando estamos receptivos, atentos e destemidos. Dessa forma, não podemos deixar de expressar nossa alegria por fazermos parte dessa corrente de esforços que acredita e não fica paralisado diante das dificuldades. Afinal, quem se resguarda por medo ou descrédito é que nada pode fazer de valido.

Mais uma vez agradecemos a todos e especialmente ao Grupo de Capoeira Nigolo da Alemanha, ao Brasiliniciative, Ao Brasilianarts, ao festival de samba de Coburg, ao grupo de Bairoz, a Ana Maria Jacobs.

Sob uma ótica sustentável concluímos reafirmando o desejo de que nossos resultados possam se somar a tudo que favorece a soluções para a situação do mundo em que vivemos.

 

A Entidade

GRUPO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL MINHOCA
Inscrição no CNPJ 04.945.759/0001-06
End. Provisório Av. Cel. Dias Coelho, 56 1º andar sala 01 –
Morro do Chapéu BAHIA

Utilidade Pública Municipal
Lei nº 672 de 24 de março de 2003.

Utilidade Pública Estadual
Lei nº 8640 de 05 de agosto de 2003.

PROJETO MINHOCA
Travessa Gabriel Soares, s/n
Pedra Grande Morro do Chapéu Ba.

 

Nigôlo

O movimento Nigôlo teve seu início formal no ano de 1991, com a chegada de Lua Santana e família a Morro do Chapéu, uma cidade localizada na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil, onde adquiriu uma pequena área de terra para reflorestamento e preservação ecológica.

Paralelamente, com o objetivo maior de proporcionar a crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, a apropriação de saberes e atitudes que contribuíssem para o alcance da tão almejada “felicidadania”, brota também, em 1994, o Grupo de Capoeira Angola, que vai, paulatinamente, aglutinando os elementos necessários, (entre os quais destacamos o brilho de alma da alemã Ana Maria Jacobs), para a concretização de um Projeto social mais conhecido hoje como Projeto Minhoca.

Posteriormente, fruto do também feliz encontro de Lua Santana com Suni, Luca Tomasi e Barbara, brota, em Munique, Alemanha, mais dois núcleos do referido movimento que, a partir da sua prática de Capoeira Angola, substancia também, junto a outras entidades, a execução do Projeto acima citado e do Herbarium, (ver link), projeto ecológico que começa a tomar forma, tendo como principal objetivo a contribuição carinhosa pela preservação da nave mãe, Planeta terra.

Desse modo, nos arvoramos a definir a Capoeira Angola que praticamos, nascida dos mais legítimos anseios de liberdade do nobre povo negro, como uma dança, um diálogo, um ritual, um jogo, um cultivo, um sentimento, uma “vadiagem”, uma construção/comunhão grupal, enfim, uma “artimanha” de celebração da vida, voltada para o aperfeiçoamento do corpo, da mente e do espírito, na trilha pela harmonia do ser, por um mundo mais digno.

Iê viva meu Deus!

Mestre Lua Santana

Mestre Lua Santana se considera aluno do mestre Caiçara por te sido ele com a permissão do seu pai que o levou a capoeira . Nasceu e cresceu no bairro Liberdade no Salvador da Bahia – onde tinha a possibilidade de assistir as rodas e aulas dos grandes mestres dessa época como João Pequeno, Valdemar, Virgilio, Dois de Ouro e outros. Desde então encontrava e treinava com demais capoeiristas muitas daqueles que hoje são mestres, por exemplo Cobra Mança e Rosalvo.

Nessa altura vive com sua família na cidade Morro do Chapéu na Chapada Diamantina no interior da Bahia. Ele dedica-se muito ao projeto Minhoca, onde se ensina Arte-Educação e Capoeira. O elemento principal da sua vida, se expressa no seu trabalho de preservação do meio ambiente e em sua arte de esculturas. Pensando na harmonia do Ser

Desde 2001 ele regulamente visitava Alemanha, treina com os grupos de Munique e da workshops de capoeira angola.


Von JahresBericht 2005

PROJETO MINHOCA

DER URSPRUNG DES NAMENS:
Die Regenwürmer (Minhoca) beißen nicht, kratzen nicht und übertragen keine Krankheiten. Sie sind Tiere, die absolut harmlos und dazu noch von großem Nutzen für die Umwelt sind. Sie haben fünf Herzen, sind in der Lage bis zu 5 Meter in die Tiefe hinunter zu graben und sie können einen Stein bewegen, der fünf Mal soviel wie sie selbst wiegt. Durch sie wird das Wasser im Boden mit Sauerstoff angereichert und sie verbessern die Wasserhaltekapazität des Bodens; sie sind dafür verantwortlich, dass die organische Materie in Humus umgewandelt wird und dadurch spielen sie eine wichtige Rolle für das Überleben und die Gesundheit der Böden und Pflanzen. Das heißt im Klartext, dass der Regenwurm mehr Bedeutung hat als das Pferd, mehr Kraft hat als ein afrikanischer Elefant und wichtiger für den Menschen ist, als eine Kuh. Daher stellt dieser echte Gigant der Natur die entscheidende Absicht dieses pädagogischen Projektes dar, welches ins Leben gerufen wurde, um die ganzheitliche Entwicklung der Kinder und Jugendlichen zu düngen , die sich in schwierigen Lebenssituationen in der Gesellschaft befinden. Es ergänzt die normale schulische Erziehung und es lenkt das Bewusstsein auf die dringende Notwendigkeit eines ökologischen Gleichgewichts, auf die Bürgerrechte und auf die Schaffung einer gerechteren Welt.

DER AUFTRAG:
Das Ziel des Projektes ist es, zur ganzheitlich Entwicklung des Menschen beizutragen, wobei hauptsächlich die Ausbildung des Selbstbewusstseins und das Stimulieren der beiden Gehirnhälften in den Mittelpunkt gestellt wird. Dies soll erreicht werden durch eine ganzheitliche Herangehensweise in der Erziehung, die zeigt, dass die letztendliche Zielrichtung des Wissens und Könnens das Glück ist.

DIE TÄTIGKEITSFELDER:
Um dieses Ziel zu erreichen, wird im Projeto Minhoca mit Kunsterziehung als therapeutischem Ausgangspunkt gearbeitet, wobei dies folgende Aktivitäten beinhaltet: Musik, plastische Kunst, Theater, Tanz, Kunstgegenstände herstellen, Förderunterricht, Capoeira, Informatik, sowie sportliche Aktivitäten, Gärtnern, Umwelterziehung und Freizeitgestaltung.

DIE VORGEHENSWEISE:
Das Projeto Minhoca begann im Jahr l999 und entstand durch die Anstrengungen und das gemeinsamen Handeln von Menschen, die bereits Erziehungsarbeit leisteten. Diese Menschen machten sich darüber Gedanken, wie man die ganzheitliche Erziehung für Geringverdienende anregen und ermöglichen könnte und fanden durch die Arbeiten in diesem Projekt einen gemeinsamen Ort, wo sie ihren Zielen näher kommen konnten. Diese Ziele beruhen auf dem Respekt und auf der Wertschätzung des Potenzials eines jeden Menschen.
In der Anlage folgen die Berichte von den einzelnen Aktivitäten.


Um prazer enorme ter conhecido Mestre Lua Santana, que com sua energia ímpar e super positiva contagiou a tudo e a todos
um grande abraço e muito axé para toda família Nigôlo

Luciano Milani

Mais informações: http://www.nigolo.net

Mestre Bigodinho – Reinaldo Santana

Reinaldo Santana – Mestre Bigodinho:
 
Exímio cantador e tocador de berimbau, nascido em 13 de setembro de 1933 na cidade de Santo Amaro, na Bahia, começou na capoeira em 1950 com Mestre Waldemar Rodrigues da Paixão, permanecendo até 1970, onde se afastou devido a repressão e discriminação sofrida na época. Em 1997, incentivado por seu amigo – o Mestre Lua Rasta, retornou ao convívio da capoeira, para a satisfação de todos que admiram essa nobre arte.
 
Mestre Bigodinho reside atualmente em Salvador/BA e viaja por todo o mundo levando seu conhecimento e amor pela capoeira.
Mestre Bigodinho é o padrinho da Associação de Capoeira Nação, motivo de orgulho e satisfação para todos que fazem parte da ACN.
 
"A Capoeira é uma defesa pessoal e cada qual se defende como pode na hora da necessidade. A capoeira não é valentia".
 
"Faça pouco bem feito do que muito mal feito".
 
Mestre Bigodinho

Oficina de Instrumentos e Roda

OFICINA DE CONFECÇÃO DE INSTRUMENTOS E RODA
Roda de Rua
 
Dia: 09/04/05
Local: Esquinas das Avenidas: Nova Cantareira com Maria Amália Lopes de Azevedo. Próximo ao MC’Donalds
Horário: 16:00 hs.
Inf: Contramestre Pezão Cel:96744535
 
Oficina de Confecção de (berimbau e caxixi)

Venha aprender a confeccionar seu próprio Instrumento.
Dia: 10/04/2005
Local: E.E. Rui Barbosa
Endereço: R. Conchita, 100 Horto Florestal
Acesso: Terminal Santana / ônibus Vila Rosa
Programação:9:00 às 12:00 oficina de Berimbau
13:00 às 17:00 oficina de caxixi.
Taxa: R$ 25,00 para cada oficina Realização: Contramestre Pezão
Inf: Cel: 96744535
Todo o material está incluído:
Berimbau: madeiras, cabaças, baquetas e pedras.
Caxixis: Junco natural, sementes e cabaças.