Blog

técnico

Vendo Artigos etiquetados em: técnico

Amazonas: Capoeirista vende “quase” tudo para competir no Brasileiro

Lucas (centro) vendeu eletroeletrônicos para viajar – foto: arquivo pessoal

Algumas pessoas cometem loucuras para ir a um show, comprar ‘aquela’ roupa ou realizar a viagem dos sonhos. No caso de Lucas Urquizes, 18, vender quase tudo o que tem foi a saída encontrada para representar o Amazonas no 16˚ Campeonato Brasileiro de Capoeira, de quinta-feira à sábado (5 a 7), em Belém (PA).

“Já vendi celular, notebook e emprestei dinheiro dos familiares. Até agora, arrecadei R$ 500 para as passagens (ida e volta), que custam R$ 1.600 por causa do feriado prolongado”, disse. Além dele, mais dez atletas de Manaus estão classificados para a competição, porém, esbarram na falta de recursos para garantir presença.

“Não vamos nem pela premiação, mas pela vontade de representar o Amazonas, que nunca ficou fora dessa competição”, disse o pentacampeão estadual.

Segundo o diretor-técnico da Federação Amazonense de Capoeira (FAC), mestre ‘Chaguinha’, 61, a pretensão era levar o grupo completo de capoeiristas. “A capoeira é um patrimônio cultural brasileiro e somos bicampeões (2008 e 2012). Já conseguimos passagem para mais longe. Não acredito que não iremos conseguir, pelo menos, duas para ir ao Estado vizinho”, lamentou.

Fonte: http://www.emtempo.com.br/

Capoeira piauiense vai a São Tomé e Príncipe

O projeto beneficiará 270 jovens em São Tomé, por meio da transferência de conhecimento técnico, teórico e metodológico sobre a arte da capoeira, sua utilização pedagógica, artística e cultural.

São Tomé – O Mestre de Capoeira e Educador Físico, George Fredson, o professor Touro, que também ministra aulas de capoeira na Faculdade CEUT, embarcou para a África, no dia 11 de setembro deste ano. 

No continente africano, sua missão é dar continuidade ao projeto de cooperação técnica, intitulado “Capoeira: formação técnico-profissional e cidadania – nível básico”, firmado entre a Agência Brasileira de Cooperação – ABC, o Centro Cultural de Capoeira Raízes do Brasil e o Governo de São Tomé e Príncipe, país situado a 300 km da costa ocidental da África.

O projeto beneficiará diretamente 270 jovens em São Tomé, capital de São Tomé e Príncipe, por meio da transferência de conhecimento técnico, teórico e metodológico sobre a arte da capoeira, sua utilização pedagógica, artística e cultural. Para o Secretário de Juventude e Desporto de São Tomé e Príncipe, Abnildo do Nascimento Oliveira, a capoeira tem grande transformação social.

“Seu poder de formação oferece aos jovens uma ocupação e, também, auxílio na solução de problemas que afetam a juventude, como alcoolismo, gravidez precoce, HIV, drogas e evasão escolar”, esclarece.

O grupo de Capoeira Raízes do Brasil, existente há 30 anos, será o responsável pela transmissão dos conhecimentos. O professor mestre Touro, membro do grupo, foi indicado para coordenar a terceira equipe que irá ao país. Junto com ele, o contramestre Corujito, um piauiense que desenvolve um trabalho com a Capoeira em Imperatriz (MA), estará atuando como instrutor do projeto.

“Estamos preparados. Pesquisamos sobre o País e sabemos que, apesar da experiência que temos na área, encontraremos alguns desafios. Trata-se de um País muito carente, com dificuldades sociais e econômicas. A África tem uma história com o Brasil. Será uma troca de experiência e conhecimento cultural muito positiva”, relata mestre Touro.

As atividades do projeto tiveram início no mês de abril e se estendem até 2014. Outros quatro países receberão as equipes do grupo de Capoeira Raízes do Brasil. Presente em 16 estados brasileiros e em 23 cidades de seis países, o grupo é formado por 10 mestres capoeiristas e 11 contramestres e desenvolve mais de 20 projetos de responsabilidade social em 50 comunidades brasileiras e estrangeiras.

“Vamos tentar despertar nos capoeiristas uma visão ampla da capoeira, valorizando a cultura destes países e a brasileira, o intercâmbio cultural e a integração social”, afirmou mestre Ralil Salomão, presidente do grupo e idealizador do projeto. Nesta missão, serão preparados mais 750 alunos iniciantes e 15 instrutores.

 

As informações são do portal Cidadeverde.com.

Encontro incentiva a prática de capoeira feminina

A capoeira é uma manifestação cultural brasileira que reúne características muito distintas e representa uma mistura de arte e luta

Por representar uma ação de promoção à saúde, a capoeira vem sendo praticada em Alagoas por mulheres e, durante o último final de semana, foi tema do III Encontro Alagoano Feminino de Capoeira (Enafec).

O evento, que foi realizado no Serviço Social do Comércio (Sesc), em Maceió, contou com crianças e jovens carentes e foi patrocinado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), já que a prática de esportes representa uma ação de saúde preventiva.

Isso porque, de acordo com o técnico da Sesau, Maurício Alves Pastor, a capoeira é uma manifestação cultural brasileira que reúne características muito distintas e representa uma mistura de arte e luta. Ela tem o poder de desenvolver as pessoas, seja no âmbito psicológico, social e físico, além de contribuir para gerar o bem estar para quem a pratica.

“A prática da capoeira ainda é pouco difundida no Estado, diante da marginalização que ela é trabalhada e, por isso, as mulheres encontram resistência em praticá-la, desconhecendo que a atividade pode ser uma alternativa eficaz na melhoria das condições gerais do indivíduo. A capoeira é uma pratica que pode, ainda, contribuir para a auto-estima e formação do caráter e da personalidade de quem a realiza”, ressalta Maurício Pastor.

Recuperação social – E ainda de acordo com o técnico da Sesau, a capoeira também representa uma forte aliada no controle social quanto à recuperação de usuários de drogas, alcoolismo e portadores de transtornos mentais.

“Diante destes benefícios, podemos afirmar que a sua prática realmente se constitui em uma política de saúde pública, pois somente por meio de uma prática cultural e física, é possível sanar problemas que apenas seriam solucionados em instituições de saúde, a exemplo de hospitais psiquiátricos”, evidenciou o técnico.

No campo da promoção da saúde, ainda segundo Maurício Pastor, a capoeira pode ser empregada para resgatar àqueles que já estão doentes, evitando que jovens e crianças enveredem pelo caminho das drogas. As últimas edições do Enafec ocorreram em 2009 e 2010, no Sesc Poço, em Maceió.

 

Fonte: Ascom

http://www.saude.al.gov.br/

Capoeiristas do Meninos Guerreiros conquistam muitas medalhas em Ribeirão Pires

O Grupo de Capoeira Meninos Guerreiros representou Cubatão na Copa Ribeirão Pires de Capoeira 2ª Taça SEJEL, realizada no domingo, dia 16 na sede do Ribeirão Pires Futebol Clube. Sob a supervisão da Federação Paulista de Capoeira, o campeonato contou com a participação de 18 grupos de capoeira de várias regiões do Estado.

Sob o comando técnico de Fábio Reis, o mestre Cabrito, e do assistente técnico Edilson Irmão (o mestre Capoeira), contando com 15 atletas, a equipe cubatense conseguiu os seguintes resultados: Sara Pereira de Souza (Pitoco), medalha de bronze na Categoria Juvenil Feminino Médio; Daira Batista da Silva Lima (Empadinha), medalha de prata na Categoria Juvenil Feminino Meio Pesado; Denis Pereira da Silva Categoria, medalha de ouro no Juvenil Masculino Super Pesado; Mayara de Oliveira, medalha de ouro na Categoria Adulto Feminino Leve; Jamile Teles da Silva (Diny), medalha de prata na Categoria Adulto Feminino; Joselito José da Silva (Cicatriz), medalha de bronze na Categoria Adulto Masculino Super Pesado.

Também participaram da competição, mas não conseguiram ficar entre os três primeiros os seguintes atletas: Ruan Rodrigues da Silva, Danilo Lima de Freitas, Carlos Eduardo Soares de Azevedo (Morceguinho), José Roberto da Silva (Pintado), Irlei Aguiar Lima (Cm Amaral), Leandro de Souza Santos (Neguinho), Marivaldo Souza Matos (Profº Coelho), Bruna Silva Dutra, José Francisco da Silva (Guaxinim).

Na disputa por equipes o Grupo de Capoeira Meninos Guerreiros ficou em 5º lugar, com 22 pontos. Classificação Geral 5º Lugar com 22 Pontos. Mestre Cabrito informa ainda que de acordo com estes resultados a equipe já está se preparando para mais um desafio que será no dia 18 de Julho na cidade de Santo André, em mais campeonato realizado pela Federação Paulista de Capoeira. “Todas as copas são classificatórias para o Campeonato Paulista que acontecerá no final do ano em São Paulo”, informou o técnico.

Agradecimento – Mestre Cabrito destacou o valor dos resultados, por ter sido a primeira participação da equipe cubatense na competição organizada pela Federação Paulista da modalidade, que tem primado pelo alto nível dos atletas. “Contamos com o apoio da Prefeitura de Cubatão, através da SEMES, que nos cedeu os agasalhos de frio e da SEMAS, que cedeu o veiculo para transporte dos atletas”, agradeceu o técnico.

Texto: Lula Terras – MTb. 13.553
20100517 – Semes – Meninos Guerreiros no Paulista de Capoeira

http://www.cubatao.sp.gov.br/

O Camará – Congresso Mundial de Capoeira/2009

O Camará – Congresso Mundial de Capoeira/2009, que será um evento aglutinador de praticantes da capoeira e áreas afins, provenientes de todo os continentes, no período de 31/08 a 13/09 de setembro, em Salvador e Livramento -Bahia, promovendo palestras, competições, festivais, cursos e vivências ministradas pelos maiores mestres desta arte no Brasil.

A elaboração deste congresso, é fruto da parceria estabelecida entre a Associação Cultural GUETO, Colégio Oficina, UNIJORGE e a UNIRB, que juntos darão o suporte técnico-pedagógico para realização deste evento, tendo como intuito principal o fortalecimento do elo de ligação entre a capoeira, o esporte e a Educação formal, possibilitando um maior intercâmbio entre as culturas populares e a produção científica, enfocando o trabalho com a cultura corporal em escolas, o processo de ensino-aprendizagem da capoeira, bem como suas relações no desenvolvimento histórico e social, possibilitando desta maneira a ampliação do nível de informação dos profissionais que atuam nesta área e ainda o aprimoramento técnico – desportivo dos praticantes de capoeira.

Vale a pena ressaltar, que o Camará – Congresso Mundial de Capoeira/2009, também se firma como um importante evento cultural – desportivo, que vem trazer entretenimento, informação e lazer para as cidades de Salvador, Vitoria da Conquista e Livramento de Nossa Senhora, além de proporcionar a possibilidade de mostrar as belezas naturais da capital baiana e da Chapada Diamantina, com visitas programadas aos seus pontos turísticos, estimulando o turismo e comercio da região do evento, promovendo a divulgação das cidades e de nossos patrocinadores.

Inscrições gratuitas para professores, contramestres e mestres de capoeira (acompanhando grupos a partir de 5 pessoas).

Inscrição por pessoa
Pacote Total | 3 Etapas | R$270,00

– Camisa Promocional
– Passagem ônibus- Salvador-Livramento / Livramento – Vitória da Conquista / Vitória da Conquista – Salvador
– Passeio Turí­stico em Rio de Contas
– Participação na Copa Camará
– Hospedagem 5 dias em Livramento com alimentação inclusa
– Alojamento 5 dias em Salvador
– Alojamento e alimentação 2 dias em Vitória da Conquista
– Participação em todos os cursos e oficinas do evento
– Ingresso para cerimônia de batismo em Salvador

Inscrição por oficina
Valor – R$20,00

Condições especiais para grupos a partir de 5 pessoas!

Delegações já confirmadas!

| Bogotá – Colombia
| Cali – Colombia
| Guayaquil – Equador
| Kanazawa – Japão
| Glenoble – França
| Buenos Aires – Argentina
| Caracas – Venezuela
| Manreza – Espanha
| Forte Ventura – Espanha
| Brasil 
– São Paulo
– Natal
– Rio de Janeiro
– Ceará
– Pernambuco 

Maiores Informações: www.guetocapoeira.org.br | guetocapoeira@msn.com |

Tel: 55 71 33634568 | 81092550

RJ: WORLD FIGHT CAPOEIRA MUZENZA

Introdução

As cidades de Niterói e Rio de Janeiro foram escolhidas para o 5° Campeonato Mundial Aberto de Capoeira Muzenza / 2° World Fight Capoeira / 1° Festival Internacional de Cantigas de Capoeira / 1° Concurso de temas Livres de Capoeira. Não é só pela sua história de Capoeira na era colonial como pela sua posição geográfica estratégica possibilitando a vinda de capoeiristas do mundo inteiro. Sua beleza arquitetônica, suas belas praias, samba e a alegria do carioca nos faz chegar ao equilíbrio, portanto a presença dos mestres conhecidos mundialmente vem dar celebridade aos grandes eventos realizados pelo Grupo Muzenza.

Objetivo:

Promover o intercâmbio entre os vários segmentos da comunidade capoerística; A troca de conhecimentos e experiências sócio-culturais; O aprimoramento técnico-tático e estético-ritual da prática da Capoeira e demais interessados, que trabalham com a Capoeira.

Apresentação:

A Capoeira tem sido sempre objeto de grandes especulações e assim, como tudo que se refere as manifestações populares, ela tem a sua história marginalizada e descaracterizada.

Existem várias teorias sobre a origem de capoeira. A mais aceita é a que ela é uma mistura de diferentes danças, ritmos, lutas, instrumentos musicais, vindos de diferentes etnias e de diferentes partes da África, e que esse mistura ocorreu aqui, no Brasil, na época da escravidão; a capoeira é a brasileira, filha da mãe africana.

Após o período da escravidão, ela começa a ser tão perseguida e até ser posta fora da Lei pela constituição da república em 1890. É um período de grandes marginalidades. Mais ela surgiu marginalizada e “rica”, com um período fértil e um saldo de feitos e estórias que criaram verdadeiros mitos no mundo da capoeragem ou em qualquer outro lugar, onde a estórias fosse descritas pela ótica do povo e não a das classes dominantes.

Por volta de 1930, dentro de um contexto histórico de grande crise econômica e a necessidade política de amenizar as reivindicações e revolta dos populares, o governo se vê obrigado a ceder para não perder o controle. É o advento do “Estado Novo”, que cria sindicatos e libera uma série de manifestações populares, dentre essas a capoeira, enquadrada com normas e regras para sua prática no “folclore nacional”.

A capoeira se desenvolve, tecnicamente, ganha novas características e uma metodologia de ensino e no entanto, perde também, características fundamentais de sua essência.

O mundo da capoeira reage e o grupo Muzenza resolve fazer um trabalho, independente de regras e normas tão estranhas a seus valores e propósitos, buscando, no passado de lutas sociais e culturais (não pessoais), o caminho que dê à capoeira a sua verdadeira identidade.

Mestre Burguês

Programação:

Dia 17 de Janeiro de 2009

– Chegada das delegações

– Roda na praia

– 22h. visita a Escola de Samba

Dia 18 de janeiro de 2009

– Praia e muito surf.

– Roda nos Arcos da Lapa – Centro do Rio de janeiro

– Passeio Turístico

Dia 19 de janeiro de 2009

Local: CIEP Tancredo Neves – Rua do Catete 77 – Bairro Catete – Rio.

– Treinamento intensivo com Mestre Burguês

Dia 20 de janeiro de 2009

Local: CIEP Tancredo Neves – Rua do Catete 77 – Bairro Catete – Rio.

– Treinamento com os Mestres: Sargento (Portugal) – Feijão (Espanha) – Goiorê – Zambi (São Paulo)

– Mestre Sargento e Mestre Feijão – Seqüências de ensino do Mestre Burguês (Método Muzenza de ensinar)

– Mestre Goiorê – Seqüência de Mestre Bimba

– Mestre Zambi – Cintura desprezado do Mestre Bimba

Dia 21 de janeiro de 2009

Local: Clube Canto do Rio – Centro de Niterói, ao lado do Plazza Shopping – das 13h. às 24h.

– Curso com o Contra Mestre Fabinho (Espanha) – Recreação na Capoeira aplicada em escola.

– Curso de Maculelê – Mestre Edvaldo Baiano (Rio de janeiro)

– Curso com Mestre Arerê (Rio de janeiro) – Aula de introdução a Capoeira Angola

– Curso com Mestre King (Rio de janeiro) Capoeira Regional Contemporânea

– Curso com Mestre Levi (Rio de janeiro) – Aula de fundamentos, tradições e rituais da Capoeira tradicional

– Curso com Mestre Korvinho (Rio de janeiro)

– Palestra com Mestre Squisito

– Festival Internacional de Cantigas de Capoeira – Eliminatórias

Dias 22 de janeiro de 2009

Local Clube e Canto do Rio e SESC Niterói

– Das 10h. às 15h. Clube Canto do Rio

– Das 16h. às 21h. – SESC Niterói

– Mestre Carson (Porto Alegre – RS) – A importância do alongamento e da flexibilidade na capoeira – Finais

– Palestra com Mestre Itapoãn (Bahia)

– Palestra com Mestre Paulão (Rio de janeiro) – O Profissional de Capoeira e os conteúdos pedagógicos.

– Formatura dos novos Monitores, Instrutores, Professores, Contra-Mestres e Mestre do Grupo Muzenza

Dia 23 de janeiro de 2009

– Curso com Mestre Raimundo Dias (Salvador Bahia) – Capoeira Angola

– Curso com Mestre Pinatti (São Paulo)

– Curso com Mestre Boca Rica (Salvador Bahia)

– Curso com Suino (Goiânia Goiás)

– Palestra com Mestre Gladson (São Paulo)

– Aulão de Aeroginga (Carson – Porto Alegre)

– Eliminatórias do 5° Mundial Muzenza Aberto Individual Masculino e Feminino

Dia 24 de janeiro de 2009

– Roda de Mestres

– Finais do individual

– World Capoeira Fight Muzenza

E para abrilhantar o evento do Grupo Muzenza, aulas de surf e danças (axé, afro, funk e samba)

Clientela:

Professores

Capoeiristas em Geral

Professores de Ed. Física

Simpatizantes

Inscrições:

Fazer depósito:

Banco Bradesco – Ag. 49-3 – Conta Corrente 117336-7

Unibanco – Ag. 0325 – Conta Corrente 225348-3

Em favor de: ANTONIO CARLOS MENEZES (Mestre Burguês)

Após efetuar depósito envias fotocópia para o endereço: Av. Roberto Silveira, 348 Apto. 103 Bloco B – Icaraí – CEP 24230-161 – Niterói – Rio de janeiro – Brasil

Informações:

E-mails: grupomuzenza@hotmail.com

Fones: (21) 9824-0348 / (21) 9190-3234 / (21) 9364-3069

SITE: www.mundialmuzenza2009.com.br

www.worldfightcapoeira.com.br

 

Categorias

  • Galo – até 58 kg
  • Pena – 58,100 kg até 65 kg
  • Leve – 65,100 kg até 72 kg
  • Médio – 72,100 kg até 79 kg
  • Meio Pesado – 79,100 kg até 86 kg
  • Pesado – 86,100 kg até 93 kg
  • Super Pesado – acima de 93 kg
  • Absoluto: Qualquer peso pode lutar nesta categoria

 

 

Regulamento

1) Das Inscrições:

As inscrições: Deverão ser enviadas pelo Correio para o GRUPO MUZENZA:

Av. Roberto Silveira, 348 – AP. 103 Bl. B – Icaraí – Niterói – RJ – CEP 00000000

Obs.: não serão aceitas inscrições por e-mail.

Para inscrição deverá constar:

Nome:
Peso:
Apelido:
RG:

Para estrangeiros número de Passaporte:

Data de nascimento:
Nome do grupo que pertence:
Cidade:
Estado:
País:
Email:
Telefone:
Termo de Responsabilidade:

2) Das Categorias:

Galo – até 58 kg

Pena – 58,100 kg até 65 kg

Leve – 65,100 kg até 72 kg

Médio – 72,100 kg até 79 kg

Meio Pesado – 79,100 kg até 86 kg

Pesado – 86,100 kg até 93 kg

Super Pesado – acima de 93 kg

Absoluto: Qualquer peso pode lutar nesta categoria

2.1 – Só poderão competir atletas (comprovadamente) maiores de 18 anos de idade.

2.2 – Cada luta será de 3 rounds com duração de 1 min e meio por 1 de descanso.

2.3 – Em caso de empate, será decidido pelos jurados

2.4O piso será de material emborrachado para preservar a integridade dos atletas.

2.5 – Cada atleta poderá ser acompanhado por um técnico que poderá dar assistência nos intervalos das lutas.

2.6 – Cada atleta irá assinar um termo de responsabilidade onde reconhece todo regulamento, concordando e assumindo todas as responsbilidades pela inscrição na competição WORLD FIGHT CAPOEIRA MUZENZA.

2.7 – A pesagem será realizada com material (balança) da própria organização do evento, sendo realizado um dia antes da competição.

2.8 – Os Atletas poderão passar pela vistoria de anti-doping por sorteio realizada pela organização do evento.

2.9 – A competição será de 4 atletas por categoria que farão 2 lutas sendo considerado um único campeão e um vice-campeão por categoria.

3) Da Arbitragem:

3.1 – O sistema de arbitragem contará com: Um árbitro central que irá conduzir os combates tendo autoridade para parar ou repreender os atletas bem como desclassificar mediante as regras

3.2 – Serão 5 jurados que irão pontuar cada atleta.

3.3 – Será um Cronometrista que fará a contagem do tempo de combate e descanso.

4) Das regras e penalidades

4.1 – As avaliações feitas pelos jurados serão: ATAQUE – DEFESA – EFICIÊNCIA – VOLUME DE LUTA

4.2 – Serão permitidos golpes, quedas, floreios bem como toda a movimentação normal de uma roda de CAPOEIRA.

4.3 – Será penalizado (desclassificados) os atletas que:

• Pararem de gingar

• Caracterizarem outra luta

• Deixem a roda de combate com os dois pés por mais de 3 vêzes

• Desrespeitarem por intermédio de gestos obscenos ou palavras de baixo calão

• Desferirem golpes não permitidos: cabeçadas traumatizantes, dedo nos olhos, cotoveloadas, socos, agarrões (jiu-jitsu), joelhadas, chutar

quando estiver na negativa ou atingir o adversário no chão.

• Os atletas poderão usar joelheiras, cotoveleiras e tornozeleiras de material elástico pré liberado pela direção da organização.

• Os materiais proibidos para os atletas serão: óculos, cordões, anéis, relógios, tenis, sapatilhas etc

5) Das premiações

5.1 – As premiações serão dadas aos primeiros e segundos lugares por cada categoria:

1º Lugar: Cinturão e premiação em dinheiro

2º Lugar: Troféu e premiação em dinheiro

3º Lugar: Troféu

6) Do Congresso Técnico

6.1 – O Congresso Técnico Realizar-se-á logo após a pesagem

7) Ritmo

7.1 O toque a ser usado será de São Bento Grande da Regional

Assembléia Geral da FICA – Principais Deliberações

ASSEMBLÉIA GERAL DA FICA – PRINCIPAIS DELIBERAÇÕES

1- Aprovada por unanimidade a prestação de contas do período anterior e o regimento financeiro para 2008

2- As Federações Nacionais aprovam o reconhecimento da FICA pelo COI

3- Aprovou-se a proposta da Presidência e não será mais exigido o uso de graduação oficial para a filiação na FICA , nem em suas filiadas. As graduações serão de responsabilidades dos próprios grupos e demais entidades. Com isto abre-se a possibilidade de filiação dos grandes grupos e dos praticantes de Capoeira Angola. Com isto a FICA dá o primeiro passo para a unificação e o fortalecimento mundial da Capoeira.

4- Lançado o Plano Mundial de Capacitação Técnica, Desportiva e Cultural, que será implantado já em 2008, através de convênios com institutos educacionais.

5- A FICA realizará o Primeiro Congresso Técnico Mundial de Capoeira Contemporânea e irá inserir esta prática nas competições mundiais;

6- Aprovou-se a filiação direta na FICA nos locais onde não houver entidades filiadas ou reconhecidas. Bastará consultar por e-mail em capoeira.fica@gmail.com .

7- Somente a FICA formará árbitros estaduais, nacionais e internacionais. Nenhuma outra entidade terá tal prerrogativa.

8- Prof. Dr. Sergio Vieira foi eleito por aclamação pela quarta vez consecutiva. Vice-Presidente Geral será o Sr. E. Javier Rubierta Cuervo (Espanha). O Vice-Presidente Técnico-Desportivo: Mestre Valentim Rodolfo Mussarelli (Tim) e o Vice-Presidente Cultural (Mestre Miguel Machado).

9- Aprovada a instalação da Sede Geral da FICA na Suíça, da Sede Européia na Espanha e da Sede Executiva na Brasil.

FICA – Prof. Sergio Vieira – capoeira.fica@gmail.com

 

Capoeiristas de Araucária se destacam no Brasileiro

Atletas se classificam para o Mundial

A equipe de capoeira da Prefeitura de Araucária, treinada pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, competiu nos dias 14, 15 e 16 de dezembro, o Campeonato Brasileiro de Capoeira em Vitória (ES), que foi uma seletiva para o Campeonato Mundial de Capoeira.

Araucária foi representada por quatro atletas e um técnico. Os quatro atletas: Marcelo Isaias Sampaio (Professor Canarinho), Everton Pereira de Oliveira (Grilo), Ludmila G. Pinheiro e Diego Henrique da Silva (Esquilo), que também compõem a equipe da Federação Paranaense de Capoeira, foram campeões por equipe.

Na categoria de dupla, os atletas Canarinho e Grilo foram vice-campeões. Na categoria individual adulto (peso médio) o capoeirista Grilo foi campeão e na categoria individual adulto (meio pesado) o atleta Canarinho ficou com o vice-campeonato. O torneio reuniu aproximadamente 430 atletas de diversas federações do país. Devido ao excelente resultado na Seletiva, os araucarienses estarão representando não somente o município, mas o país.

De acordo com o técnico da equipe de Araucária, Piero F. Rosa (Pirata), “estamos bem preparados para o mundial, apesar do nível da competição ser muito alto. Esperamos que eles se saiam bem nas disputas dos títulos, pois a qualidade técnica deles é muito boa”, afirma.

O Campeonato Mundial de Capoeira será realizado nos dias 2 e 3 de fevereiro de 2008, em São Paulo (SP).

 

Fonte: http://www.bemparana.com.br/

Edital Capoeira Viva 2007

O Ministério da Cultura e a Fundação Gregório de Mattos, com o patrocínio da Petrobrás, convidam para o lançamento do Edital Capoeira Viva 2007, que será realizado no dia 09 de outubro, às 10:00 h, no Palácio Rio Branco – Sala dos Espelhos, Salvador, Bahia, Brasil.

 

 

 

Cleusmar Fernandes

Assessor Técnico Secretaria Executiva – Ministério da Cultura
Tel.: 55(61) 33162095.

cleusmar.fernandes@minc.gov.br

Crônica: Capoeira “Arma dos Oprimidos”

CAPOEIRA: "ARMA DOS OPRIMIDOS"

 

Década de 70, época em que a Ditatura Militar procura controlar as manifestações populares, onde o falso nacionalismo e  o tecnicismo robotizava os esportes e a capoeira. Para quebrar este paradigma surge em São Paulo o Grupo de Capoeira Capitães da areia, contestando a colocação da capoeira, essencialmente, como sinônimo de esporte e competição. Fundado por Almir das Areias, hoje Anande das areias, reunindo os mestres Demir, Waldir, Baiano, Carioca e Pessoa, que não aceitaram esta descaracterização imposta a capoeiragem, alegando que esta capoeira-esporte deixava de lado todos os outros conjuntos de expressões que ela consequentemente representa.
 
Mestre Anande começa a aprender a capoeira em sua terra natal, Itabuna, com o mestre Luiz Medicina, aluno do mestre Suassuna. Contam que mestre Anande era um verdadeiro encrenqueiro e desordeiro em sua cidade, sendo conhecido popularmente como Cabelo Doido. Sem perspectivas na sua região, Mestre Anande já um aluno intermediário em capoeira, resolve migrar para São Paulo em busca de melhores condições, aqui chegando procura a academia de mestre Suassuna, já estabelecida no bairro da Santa Cecília. Assim Mestre Anande, passa a treinar, se formando com mestre Suassuna.
 
Ao descordar de mestre Suassuna em muitos aspectos, Mestre Anande inaugura o seu próprio trabalho, localizado no bairro operário do Braz, porém, outras sedes foram abertas, uma na rua figueira e outra na rua Vitório Camilo. Seu trabalho foi fundamentado através de pesquisas teóricas e práticas além de investigações históricas da capoeira e de um aprimoramento técnico da luta.
Mestre Anande, teve a percepção que a capoeira precisava de um aprimoramento técnico, este insite ocorreu quando jogava em uma roda e esquivou para o lado contrário ao que vinha o movimento, tendo o seu braço quebrado ao ser  atingido por uma meia lua de compasso certeira. Assim, criou o seu método, baseado nas defesas, priorizando a esquiva para o lado que vai o golpe e exigindo a proximidade dos jogadores.
 
O Mestre, consegue materializar de forma eficaz a criação da sua técnica e idéias, em um de seus discípulos, o seu irmão de sangue: Mestre Demir.
A exigência com Mestre Demir foi enorme, pois Mestre Anande tinha que afirmar a sua capacidade como Mestre, revelando para a comunidade capoeirística de São Paulo a sua “criação”. Mestre Demir, tornou-se a mais pura tradução da técnica Capitães da Areia e um dos capoeristas mais temidos e técnicos da sua época. Logo após, surgem outros formados do Mestre, também exímios capoeiristas, mestre Waldir, Mestre Baiano, Mestre Carioca e Mestre Pessoa.
Em decorrência das pesquisas históricas foi elaborado um sistema próprio de graduação, baseado nas transformações sociais sofridas pelo negro durante a escravidão. Éram usados como forma de graduação correntes, cordas e o lenço de seda, procurando representar a graduação com símbolos da opressão branca e da resistência negra.
 
Desta forma os Capitães contestavam o sistema adotado pela Federação Paulista de Capoeira, que utilizava de forma ingênua as cores da bandeira nacional para identificar as graduações, esta onda de civismo era imposta não somente a capoeira mas em toda a sociedade, assim os militares usavam este sentimento patriótico do povo para justificar o seu autoritarismo.
 
Para fundamentar ainda mais a sua proposta, o grupo tem a colaboração de alguns intelectuais e professores universitários que colaboraram na empreitada política, intelectual e técnica do grupo. Estes profissionais atuaram como consultores, estruturando em conjunto o curso de capoeira da academia. Dentre os consultores estavam presentes: Miroel Silveira; Professor de Teatro Brasileiro na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, jornalista, escritor, dramaturgo, ator, diretor, professor, programador, redator, consultor literário, correspondente e crítico teatral, membro de comissões julgadoras, pesquisador, teatrólogo, diretor, tradutor, adaptador de romances, roteirista e autor de musicais. Nabuo Sato; atuou como técnico esportivo estruturando o treinamento físico do curso, a coreógrafaYolanda Amadei, o antropólogo Roberto Foggeti de Almeida e  o médico Luís Carlos Batarello. Mais tarde Mestre Anande,  manteve contato com sociólogo Clóves Moura, autor do livro Rebelião nas Senzalas, com os dançarinos Klauss Viana e Rainer Viana e com somaterapeuta Roberto Freire criador da terapia corporal e em grupo, baseada nas pesquisas do austríaco Wilhelm Reich, buscando o desbloqueio da criatividade, os conceitos de organização vital da gestalterapia e estudos sobre a comunicação humana da Antipsiquiatria e a Capoeira.
 
Podemos dizer, que o Grupo Capitães da Areia, faz jus ao nome adotado, já que no romance homônimo de Jorge Amado, os Capitães da Areia” eram compostos por um conjunto de crianças abandonadas e desfavorecidas. Assim, Mestre Anande, fundamenta sua proposta representando a sua capoeira como “arma dos oprimidos” e luta do fraco contra o forte, simbolicamente representando um “exercito popular” composto por trabalhadores, estudantes, mulheres,  e artistas populares, se opondo e combatendo os capoeiristas que  atuavam na Federação Paulista de Capoeira e se identificavam com os opressores.
 
Quero ressaltar que, os Capitães d’ Areia, também acreditavam e encaravam a capoeira como esporte genuinamente brasileiro, mas não deixava de lado os outros aspectos importantes da nossa arte.
 
O que diferencia jogo de esporte, é que no jogo as regras são flexíveis e adaptáveis as situações e aos componentes da roda, para ser considerada apenas esporte tem que ocorrer a  instiucionalização de regras para a prática, definindo diâmetro da roda, tempo para o jogo, pontuação etc…. tudo isso é válido desde que não seja deixado de lado outros facetas essenciais  que fundamentam e dão significado a prática da capoeira.
 
Hoje em dia vejo vários capoeiristas falando e se vangloriando de praticarem o “estilo” Capitães da Areia, e não conhecem o seu fundamento. A “técnica” Capitães da Areia, como prefiro chamar, foi apenas a materialização física de uma necessidade natural de liberdade e autonomia do capoeirista, gerando um desenvolvimento e um aperfeiçoamento técnico, visando a sobrevivência e afirmação dos verdadeiros valores da cultura popular, em um ambiente político de massificação e opressão.
                                     
 
* Renato Bendazzoli é Professor de CAPOEIRA do Grupo Mar de Itapuã, iniciou nos mistérios dessa arte, em 1994, com MESTRE PEQUENO, vindo a se formar, em 1998. Em 1999 começou a lecionar, em 2003 se formou em Educação física. Durante todos esses anos de dedicação a capoeira, à atividade física e ao esporte, atendeu a muitos alunos, colocando em prática meu método de ensino, que utiliza o corpo como ferramenta para o desenvolvimento físico, intelectual e emocional. Assim, procura implementar o potencial de cada pessoa que passa por suas mãos. Atualmente, é professor efetivo da rede estadual,  leciona capoeira em colégios, academias e treinamento individual. Contato: renato.prof@uol.com.br