Blog

tel

Vendo Artigos etiquetados em: tel

Muzenza: Mundial Capoeira Brasil 2013

INTRODUÇÃO

A CIDADE DO RIO DE JANEIRO SERÁ A SEDE DO FESTIVAL MUNDIAL DA CULTURA BRASILEIRA , NÃO É SÓ PELA SUA HISTÓRIA DE CAPOEIRA, SAMBA, JONGO E OUTRAS CULTURAS  NA ERA COLONIAL COMO PELA SUA POSIÇÃO GEOGRÁFICA ESTRATÉGICA POSSIBILITANDO A VINDA DE CAPOEIRISTAS DO MUNDO INTEIRO.
SUA BELEZA ARQUITETÔNICA, SUAS BELAS PRAIAS, O SAMBA, O JONGO, O FUNK , O FUTEBOL, AS PRAIAS E A ALEGRIA DO CARIOCA NOS FAZ CHEGAR AO EQUILÍBRIO, PORTANTO A PRESENÇA DOS MESTRES CONHECIDOS MUNDIALMENTE VEM DAR CREDIBILIDADE AOS GRANDES EVENTOS REALIZADOS PELO GRUPO MUZENZA NESSES 41 ANOS DE EXISTÊNCIA.
OBJETIVO
PROMOVER O 1º ENCONTRO DE PROFESSORES , ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA, PEDAGOGOS, PSICÓLOGOS, PSICOPEDAGOGO E HISTORIADORES, NO INTUITO DE CONTEXTUALIZAR OS DEBATES E NOVAS PROPOSTAS PARA A ARTE DA CAPOEIRA.
O CAMPEONATO MUNDIAL É UMA COMPETIÇÃO DO JOGO DA CAPOEIRA  RESPEITANDO AS TRADIÇÕES E OS FUNDAMENTOS DA RODA.
OS CURSOS DE VÁRIOS SEGMENTOS.
RODA ABERTA DE RUA, PROMOVENDO A TROCA DE DISSEMINAÇÃO DE CONHECIMENTOS, TREINAMENTOS, RITUAIS, E FILOSOFIAS DA ARTE DA CAPOEIRA.
SOB A COORDENAÇÃO DO MESTRE BURGUÊS E COM A PARTICIPAÇÃO DE VÁRIOS MESTRES, AMIGOS, CONVIDADOS E DEMAIS INTERESSADOS, QUE TRABALHAM COM A ARTE DA CAPOEIRA.
APRESENTAÇÃO
DURANTE SÉCULOS O NEGRO FOI ESCRAVO, MALTRATADO E HUMILHADO NA NOSSA TERRA BRASIL, E GRAÇAS A ESSES INFORTÚNIOS, NA ÂNSIA DE LIBERDADE, A CAPOEIRA SURGIU.
SURGIU DO TERROR DAS IMUNDAS SENZALAS, DAS MAZELAS DA ESCRAVIDÃO, DO DESCASO DOS SENHORES E DA TOTAL FALTA DE HUMANIDADE REINANTE. PORÉM, ENQUANTO A ARTE DE RESISTÊNCIA, A CAPOEIRA, NO INÍCIO NÃO FOI TÃO BEM ACEITA ASSIM. PERSEGUIDA E QUASE IRRADICADA, TORNOU-SE FORMA DE VIDA DAS POPULAÇÕES URBANAS, A PARTIR DO SÉCULO XIX. POPULAÇÕES ESTAS MARGINALIZADAS, EM SUA MAIORIA, ATÉ HOJE.
LUTA, DANÇA, JOGO, CULTURA POPULAR, TUDO ISSO É A CAPOEIRA. EM BUSCA DE LIBERDADE DO CORPO E DO ESPÍRITO, A CAPOEIRA CAMINHA RUMO A PROFISSIONALIZAÇÃO. NO ENTANTO, COM RESPONSABILIDADE DE ALGUNS EM MANTER A CHAMA DA ANCESTRALIDADE ACESA, EM UM INTENSO RESGATE A CAMINHO DA CONSCIENTIZAÇÃO DE UMA IDENTIDADE PRÓPRIA.SENDO ASSIM O GRUPO MUZENZA DE CAPOEIRA BUSCA O RESGATE DE NOSSAS TRADIÇÕES E FAZENDO UM TRABALHO INDEPENDENTE DE REGRAS E NORMAS TÃO ESTRANHAS A SEUS VALORES E PROPÓSITOS, BUSCANDO, NO PASSADO DE LUTAS SOCIAIS E CULTURAIS(NÃO PESSOAIS), O CAMINHO QUE DÊ À CAPOEIRA A SUA VERDADEIRA IDENTIDADE.
PROGRAMAÇÃO
DIA 26 E 27 01/2013
1º ENCONTRO DE PROFESSORES E ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA , PEDAGOGOS, PSICÓLOGOS, PSICOPEDAGOGOS E HISTORIADORES DO GRUPO MUZENZA

I) Na área do Treinamento Físico:
a) A importância da Flexibilidade para a prática da Capoeira.
b) Novos métodos de treinamento como auxiliares na preparação física do atletas de Capoeira: Treinamento Funcional, Treinamento suspenso, Pilates, Ballness (Bolas Suíça),etc.
II) Na área do Ensino:
a) Pedagogia da Capoeira na Escola;
b) A didática da Capoeira com adolescentes e adultos;
c) A importância do ensino da História e sua contextualização no ensino da Capoeira.
III) Na área Profissional:
a) Marketing pessoal;
b) Organização de eventos.
c) Utilização das redes sociais de forma profissional.
IV) Na área da Pesquisa:

a) Apresentação de oito temas-livres (dois para área Educação Física, dois para Pedagogo, dois para historiadores um para Psicólogo e um para Psicopedagogo) das áreas da História, Ed.Física, Pedagogia, Psicologia e Psicopedagogia.
b) Palestra: A importância da pesquisa para o desenvolvimento da Capoeira.
V) Na área Social:
a) Projetos sociais na Capoeira.
28/01/2013
2º ENCONTRO INTERNACIONAL DOS MESTRES DO GRUPO MUZENZA

29/01/2013
CURSOS

TREINAMENTO DE CAPOEIRA ANGOLA – REGIONAL – MODERNA  – ( MESTRES CONVIDADOS )
30/01/2013
TREINAMENTO COM OS MESTRES DA MUZENZA E A METODOLOGIA APLICADA NO GRUPO.

31/01/2013
EXAME PARA TROCA DE GRADUAÇÃO
TROCA DE GRADUAÇÃO E FORMATURA

DIA 01/02/2013
7º (CMMA) – CAMPEONATO MUNDIAL MUZENZA DE CAPOEIRA
CATEGORAIS MASCULINO E FEMININO:
CORDA – CRUA
CORDA – CINZA  /  CINZA E AMARELO
CORDA – AMARELO  /  AMARELO E LARANJA
CORDA – LARANJA  / LARANJA E VERDE
CORDA – VERDE   /  VERDE E VERMELHA
CORDA – VERDE E AZUL  / VERMELHA E AZUL (MONITOR)
CORDA – AZUL  /  VERMELHA E ROXA / VERMELHA E MARROM /  VERMELHA E PRETA
CORDA – CONTRA MESTRES E MESTRES
MASTER – DE 40 A 50 ANOS   (QUALQUER CATEGORIA PODE ENTRAR)
SÊNIOR – ACIMA DE 50 ANOS (QUALQUER CATEGORIA PODE ENTRAR)
INFANTIL – ATÉ 12 ANOS INCOMPLETOS
JUVENIL – DE 13 ANOS A 17 ANOS
ADULTO (MASC. E FEMININO) ACIMA DE 18 ANOS

DIA 02/02/2013
WFC (WORLD FIGHT CAPOEIRA MUZENZA)
CAMPEONATO DE CONTATO DE CAPOEIRA
CAPOEIRA É LUTA PRÁ QUEM É LUTADOR

Visitas as rodas de capoeira dos amigos do Grupo Muzenza.
Visitas e pesquisas a museus, bibliotecas e etc.
Obs.: A programação dos cursos, palestras, regulamento e locais serão divulgados através do site:
www.mundialmuzenza.com.br
CLIENTELA
PROFESSORES DE CAPOEIRA,
CAPOEIRISTAS EM GERAL,
PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA,
HISTORIADORES,
PEDAGOGOS,
PSICÓLOGOS,
PSICOPEDAGOGOS,
PESQUISADORES,
SIMPATIZANTES.
INSCRIÇÕES
FAZER DEPÓSITO:
Banco Bradesco – Ag. 541-0 Conta Corrente 76.624-0
Em favor de ANTONIO CARLOS MENEZES (MESTRE BURGUÊS)
Banco Itaú – Ag. 8325 – Conta Corrente 01673-4
Em favor de LILIA BENVENUTI DE MENEZES (PROFESSORA CRIANÇA)

Após efetuar depósito enviar fotocópia para o EMAIL: mundialmuzenza@hotmail.com ou enviar fotocópia para o endereço:

Av. Roberto Silveira, 348 – Apto. 103 – Bloco B – Icaraí
CEP 24230-161 – Niterói – Rio de Janeiro – Brasil
INFORMAÇÕES:
FONES:
(21) 9190.3234 TIM
(21) 8215.5979 TIM
(21) 7253.7339 VIVO

HOTÉIS E POUSADAS:
POUSADA FLAMENGO
TEL: (21) 2265.4476 / 2557.4659
AV: SILVEIRA MARTINS, 183 –
CATETE – RJ
POUSADA ART RIO
TEL. (21) 2205.1983 /2557.1058
AV: SILVEIRA MARTINS,135 –
CATETE – RJ
POUSADA GLÓRIA
TEL: (21) 2558.8064
RUA: DO CATETE, 34 – 1º ANDAR
CATETE – RJ
POUSADA REPÚBLICA
TEL: (21) 2556.2315
RUA: SILVEIRA MARTINS, 139
CATETE – RJ
HOTEL LEÃO
TEL: (21) 2205.2146 / 2556.0009 / 2556.1879
RUA: CORREA DUTRA,141
FLAMENGO – RJ
HOTEL MAGIC
TEL: (21) 2507.2037
RUA: SANTO AMARO, 11
GLÓRIA – RJ
HOTEL MONTE ALEGRE
TEL: (21) 2277.7300 / 2509.1820
RUA: RIACHUELO, 213
LAPA – RJ

RJ: Pequena África – 100 anos de Cultura Negra

Evento com capoeira angola, jongo e première do filme “Fly Away Beetle” celebra cultura negra na Zona Portuária

Kabula Rio e Centro Cultural Pequena África resgatam a memória afro-carioca com um dia de atividades no Largo de S. F. da Prainha

Rio de Janeiro, 22 de outubro de 2011 – A história e a cultura negra encravadas nas ruas, calçadas e casarões da Zona Portuária do Rio de Janeiro será revivida através de um grande evento no próximo dia 22 de outubro (sábado), no Largo de São Francisco da Prainha, na Praça Mauá. Capoeira angola, jongo, comida típica e a première do filme “Fly Away Beetle” (“Voe Longe Besouro”) compõem a programação do encontro “Pequena África – 100 anos de Cultura Negra”, promovido de forma conjunta pela escola de capoeira angola Kabula Rio e pelo Centro Cultural Pequena África (CCPA). O acontecimento celebra a cultura afro-carioca e o centenário do nome Pequena África, cunhado por Heitor dos Prazeres à região que tinha a maior concentração de escravos negros africanos e seus descendentes entre 1850 e 1920.

Hoje, essa região compreende os bairros de Gamboa, Saúde, Santo Cristo, os Morros da Providência, do Pinto e da Conceição e a Praça Mauá, incluindo a Pedra do Sal e a Rua Marechal Floriano (antiga Rua Larga). Naqueles anos, a região era habitada majoritariamente por negros africanos e seus descendentes brasileiros. Entre os frequentadores da Pequena África, destacam-se Machado de Assis, Pixinguinha, Heitor dos Prazeres, Aniceto do Império, Sinhô, Donga, João da Baiana, Tia Ciata e o babalorixá João Alabá.

O objetivo do Kabula e do CCPA com essa iniciativa é resgatar e celebrar o patrimônio imaterial da cultura popular presente nessa região, através das diversas manifestações culturais afro-brasileiras encenadas em seu próprio ambiente. Ambos situados no Largo de São Francisco da Prainha, o CCPA e o Kabula Rio se inspiraram nos inúmeros artefatos arqueológicos que estão sendo encontrados na região da Pequena África pelos operários das obras de escavações do Projeto Porto Maravilha.

No início do século passado, a Pequena África foi uma das regiões mais importantes para a cultura popular carioca. O cais do porto e a estiva foram redutos de capoeiristas, malandros, heróis, reis e rainhas da folia. Negros e mestiços na sua maioria, que viveram numa época de ebulição cultural e social, esses personagens, muitas vezes eram sambistas ou respeitados praticantes dos batuques e das religiões afrobrasileiras.

O evento “Pequena África – 100 anos de Cultura Negra” começa às 10h e se estende ao longo do dia. A abertura será com a “Roda de conversa: Pequena África – memória e cultura Afro-Brasileira no Largo da Prainha”, que contará com o radialista, jornalista, compositor e passista Rubem Confete e outros especialistas em cultura negra – Délcio Teobaldo (TV Brasil), Damião Braga (Arqpedra – Associação da Comunidade Remanescente do Quilombo Pedra do Sal), Celina M. R. de Almeida (Ialorixá e membro do CCPA) e Tânia Andrade Lima (Arqueóloga, UFRJ). A seguir, haverá uma oficina de capoeira angola, com os mestres José Carlos, Neco e Armando. O almoço será um caldo de feijão amigo e à tarde haverá apresentação de jongo com o grupo Um Bando, do falecido Mestre Messias do Jongo, que será homenageado. A partir das 18h30 haverá a première do filme “fly Away Beetle”. O documentário apresenta três mestres de renome mundial – Olavo dos Santos, Boca Rica e Cobra Mansa, falando sobre as condições opressivas durante e após a escravidão que moldaram a arte da capoeira.

 

‘Pequena África – 100 anos de Cultura Negra’

Local: Centro Cultural Pequena África, Largo de São Francisco da Prainha, nº 4/sobrado, Praça Mauá

Data: 22 de outubro de 2011

Horário: de 10h às 19h

Atividades: palestra, oficina de capoeira angola, almoço, roda de capoeira e show de música.

Valores:

• Palestra – Gratuita

• Oficina com três mestres – R$ 35,00. Também dá direito a almoço e show de jongo com o grupo Um Bando.

• R$ 15,00 – Apenas o show de música com o grupo Um Bando.

• R$ 8,00 – Apenas o caldo de feijão.

• Exibição do documentário “Fly Away Beetle” – Gratuita

Inscrições com antecedência

Pagamento antecipado através de depósito bancário:

Banco: Caixa Econômica Federal

Agência: 0175

Operação (Poupança): 013

Conta: 00436640-3

Nome: Carlo Alexandre Teixeira da Silva

contato: info@kabula.org | (21) 9786-9955

Enviar e-mail com nome e cópia do depósito bancário para info@kabula.org ou apresentar o comprovante na chegada ao evento.

Programação:

• 10h – Inscrições

• 10h30 – Roda de conversa: Pequena África – memória e cultura Afro-Brasileira no Largo da Prainha. Convidados: Rubem Confete (Radiobrás e CCPA), Délcio Teobaldo (TV Brasil), Damião Braga (Arqpedra), Celina M.R. de Almeida (Ialorixá, CCPA) e Tânia Andrade Lima (Arqueóloga, UFRJ).

• 11h15 – Oficina intensiva de capoeira angola, com os mestres José Carlos, Neco, Armando, com assistência de mestre Carlão e contramestre Leandro. Cada um dos três mestres terá 30 minutos para ensinar uma movimentação de Capoeira Angola. No final da oficina será montada uma única sequência reunindo a movimentação demonstrada por cada Mestre.

• 13h – Almoço: Caldo de Feijão Amigo.

• 14h – Roda de Capoeira no Largo da Prainha. A roda será realizada próximo à Pedra do Sal, ponto de bambas e da nata da cultura popular carioca do século passado. Por essa razão, pedimos a todos para que venham para a Roda vestidos de roupas casuais, e não de uniformes de capoeira, de forma a caracterizar uma roda como as que eram realizadas no início do século passado. As roupas que caracterizem as diversas referências da capoeira no passado são bem vindas. Em caso de mal tempo a roda será realizada na sede do CCPA, no Largo da Prainha.

• 16h – Grupo Um Bando. No repertório, as composições do Mestre Messias do Jongo numa homenagem póstuma ao saudoso músico, violeiro, professor de música, poeta e pintor.

Grupo Um Bando: Marcelo Lopes (viola), Lars Hokenberg (acordeão), Luciano Cintra (baixo), Marcelo Aragão (violão) e Pedro Lima (percussão).

• 18h30 – “Fly Away Betlee” (“Voe Longe Besouro”) – Première do filme. O documentário apresenta três mestres de renome mundial – Olavo dos Santos, Boca Rica e Cobra Mansa, falando sobre as condições opressivas durante e após a escravidão que moldaram a capoeira. O filme tece a história dessa arte, através de entrevistas, imagens antigas e raras, e de exposições modernas do jogo, fazendo conexões com a escravidão, o candomblé e a magia.

 

Sobre o Kabula:

Somos uma escola de capoeira angola, criada em 2004 pelo mestre Carlo Alexandre (mestre Carlão), com sede em Londres e no Rio de Janeiro. Além de ensinar a arte da capoeira, transmitimos a história, a filosofia e o conhecimento preservados pelas formas tradicionais dos saberes popular. Movimento e pensamento integrados fazem parte da missão do Kabula, que enfoca a transformação do ser humano através do conhecimento e da prática de nossas raízes ancestrais. Assim, a capoeira ganha ainda mais força enquanto ferramenta de transformação social e cultural.

O Kabula busca, através de pesquisa e vivência das tradições orais e rítmicas, aquilo que há de mais antigo e enraizado nas culturas do Brasil. Nossa intenção é disseminar essa arte através de aulas e oficinas de capoeira, além de integrá-la em outras artes, como a participação em filmes e peças. Também buscamos estabelecer relações com outras tradições e ritmos afro-brasileiros especialmente, o samba, o jongo e o candomblé através do intercâmbio com outros grupos.

Mais Informações: www.kabulario.com e www.kabula.org

Centro Cultural Pequena África

Assessoria de imprensa

Caroline Rocha, tel. (21) 9343-7505, caroline_rocha@yahoo.com.br

Kabula Rio

Carlo Alexandre, tel. (21) 97869955, carloalex@kabula.org

Leandro, tel. (21) 75332157

Délcio Teobaldo, tel. (21) 92186586

CCPA

Celina Rodriguez, tel. (21) 93217121

99833366

Bahia – Lançamento do Livro: O Pelé da Capoeira

A Associação de Capoeira Angola Mestre Pelé da Bomba, convidam a todos os Capoeiristas, Associações, Grupos, Academias, simpatizantes da arte em geral a participar do lançamento do LIVRO “O PELÉ DA CAPOEIRA”, que será realizado no Forte Santo Antônio Além do Carmo.

 

Bahia – Lançamento do Livro: O Pelé da Capoeira – Mestre Pelé da Bomba

 

Dia: 05 de Novembro de 2010.

Horário: 18:00h

Local: Espaço do Forte Santo Antônio Além do Carmo.

 

Cordialmente

 

Mestre Pelé da Bomba

Contra-Mestre Lene

 

Tel.: (71) 3387 – 0485 / 8824 – 7869 / mestrepele@hotmail.com

Brasil mobiliza-se pela Liberdade Religiosa – Atos em Salvador, POA, Sampa e RJ

Da Sereia de Itapoã, em Salvador ao Largo Zumbi dos Palmares, em POA, passando pelo Rio e São Paulo, religiosos mobilizam-se pela liberdade no Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa

SÃO PAULO – SP

DATA: 21/01
HORA: DURANTE TODO O DIA
LOCAL: Ilê Axé Oyá Ogun

Os filhos de santo do babalorixá Flávio de Yansã reúnem-se num protesto silencioso pelo fechamento do barracão pela Prefeitura de Sâo Paulo, em agosto de 2008. A casa foi lacrada pela com alegação de que está situada em zona residencial. Nenhuma outra isntituição religiosa do bairro foi alvo deste tipo de atuação. A casa funciona há 25 anos no mesmo local, com a documentação e legalização toda em dia.
O processo de insconstitucionalidade e a denúncia de intolerância religiosa por parte do município tramitam no TJ-SP e na Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República

Serviço:
Pai Flávio de Yansan – Tel: 11.50718912 / 35424319

SALVADOR – BAHIA

DATA: 21/01
HORA: 9h
LOCAL: Sereia de Itapoã – Salvador

Católicos, evangélicos, judeus, espíritas, umbandistas e budistas unem-se aos filhos de santo de Mãe Gilda – mãe de santo que sofreu enfarte fulminante ao ver sua publicada na Folha Universal com o título de charlatã e cuja a data da morte é lembrada como o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, por força de Lei Federal – para uma grande caminhada em defesa da Liberdade Religiosa, nesta quarta (21/01), às 9h, na Sereia de Itapoã. A caminhada segue pela orla de Salvador em direção a Lagoa do Abaeté. No local, onde localiza-se até hoje casa de Mãe Gilda (Abassá do Ogun), será feito o lançamento da Cartilha Ecológica, além de apresentações culturais e atos religiosos. A pastoral da Juventude e a Arquidiocese de Salvador apóiam o evento.

Aprsentações Culturais
Boloc Afro Malê de Balê
Malezinho
As Ganhadeiras de Itapuã
Grupo de Percurssão e Dança do Terreiro Oxumarê

Serviço:
Mãe Jacyara de Oxum – Tel: 71.32851769 / 88044528

RIO DE JANEIRO – RJ

DATA: 21/01
HORA: 10h
LOCAL: Cine Odeon – Praça da Cinelândia / Centro

Lançamento nacional da Cartilha da Liberdade que vai orientar as polícias no devido enquadramento de crimes de intolerância religiosa. O evento reúne lideranças religiosas, autoridades, artistas e intelectuais num evento pela Liberdade. Presenças confirmadas: Muniz Sodré, Luis Paulo Horta, Denise Tredler (desembargadora, representando o presidente eleito do TJ-RJ, Luis Szveiter), Carlos Vereza e diversos outros artistas.
O evento acontece durante todo o dia e ás 18h terá o lançamento do DVD da I Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa. A entrada é franca e a cartilha e o DVD serão distribuídos gratuitamente.

Serviço:
Comissão de Combate à Intolerância Religiosa
Tel: 21.22733974 / 97958867

PORTO ALEGRE – RS

DATA: 21/01
HORA: 16H
LOCAL: Largo Glênio Peres, Centro – POA

Lideranças religiosas da umbanda e do candomblé reúnem-se ás 16h, Largo Glênio Peres para a I Marcha Estadual Contra a Intolerância Religiosa e Pela Vida. A caminhada está prevista para iniciar às 18h, com saída do Mercado Público (com homenagem ao Bara do Mercado) seguindo pela Borges de Medeiros até o Largo Zumbi dos Palmares, onde acontecerá um ato público. Haverá também uma atividade no Gasômetro, em que religiosos de matriz africana entregarão um presente às divindades das águas.
Neste dia, os religiosos entregarão um Ação de Incosntitucionalidade na Assembléia Legislativa contra uma lei que impede as casas de matriz africana de realizar seus cultos.

Serviço:
Baba Diba de Yemonja: (51) 9986.9719 – 3333.9224 – 3333.9736

Mais informações:
Comissão de Combate à Intolerância Religiosa
Rosiane Rodrigues
Tel: 22733974 / 97958867

Quitutes e capoeira revelam faceta nordestina de bairro italiano, em SP

{sidebar id=1} Pequenas fitas verdes e vermelhas advertem os passantes da rua 13 de Maio, na Bela Vista: é chegada a época da tradicional festa da Nossa Senhora de Achiropita. Outros indícios, como o grande número de cantinas e empórios tradicionais, confirmam que se trata de território italiano. Mas nem só de espaguete à bolonhesa se vive no Bexiga.

Ao lado de nhoques, lasanhas e assados, também reinam jabá, baião-de-dois, rapadura, cajuína e outros tantos quitutes oriundos do Nordeste, que se espalham discretamente pelas casas do norte e restaurantes típicos daquelas bandas. São locais modestos (por vezes, descuidados), mas que guardam parte importante da tradição culinária do país.

Foi pensando em conhecer um pouco mais da gastronomia (e cultura) do lado "arretado" do Bexiga, que a Revista foi ao bairro e traçou um roteiro para mostrar que o molho da baiana -e tantos outros- também está por ali.

Casa do norte
Não passe desapercebido pelos doces de compota, entre eles o de caju (R$ 6,50) e o de jaca (R$ 6,50). Outra sugestão é o biscoito Sete Capas (R$ 3), um pacote de bolachas quadradas, feitas em várias camadas, que desmancham na boca. Penduradas no teto, estão as pipocas Gravatá (R$ 0,25), que, nos moldes do Biscoito Globo no Rio de Janeiro, fazem sucesso no Nordeste. O gosto é salgado e bem amanteigado.

R. Conselheiro Carrão, 71, tel.:0/xx/11/3105-5973. Seg. a sex.: 8h às 20h. Sáb.: 9h às 20h30. Dom.: 9h às 14h. Cartões de crédito: nenhum.

Casa do norte Coração do Agreste
Em suas prateleiras estão mais de cem diferentes itens, repostos semanalmente. É possível comprar produtos mais tradicionais como jabá, feijão-de-corda, diversos tipos de farinha, rapaduras, cachaças e temperos. Com mais calma, identificam-se produtos menos óbvios, como o doce de buriti (espécie de palmeira de fruto carnoso, que lembra um pouco o sabor do cupuaçu) e o requeijão (nome que se dá a um queijo amarelo e denso).

R. Santo Antônio, 452, Bela Vista, tel.:0/xx/11/3495-1382. Seg. a sex.: 8h às 20h. Sáb.: 8h às 19h. Cartões de crédito: nenhum.

Casa do norte Fé para Vencer
Este organizado empório oferece uma boa variedade de farinhas como a d’água, a goma, a mista e a de mandioca, em diferentes moagens. Mas a atração do local é a cajuína, refrigerante de caju, bem adocicado, com um leve sabor da fruta, em garrafas de 350 ml (R$ 2) e 2 litros (R$ 4). Outra curiosidade é o pacote de espaguete da marca Richester, produzido na Bahia, que a vendedora jura ser uma massa sem igual em São Paulo.

R. Santo Antônio, 1.058, tel.:0/xx/11/3258-6108. Seg. a sex.: 10h às 21h. Sáb. e dom.: 10h às 14h. Cartões de crédito: nenhum.

Rancho nordestino
Oferece uma cozinha típica, com porções fartas e uma carta de cachaças com 51 rótulos de locais como Bahia, Paraíba, Piauí e Ceará. Uma das boas opções é a paçoca (R$ 19,50 para duas pessoas), que fica melhor com a cremosa manteiga de garrafa ou com um pedaço de queijo de coalho (R$ 3,50) ou caldinho de fava com jabá (R$ 3,20). Também estão no menu outros clássicos como o baião-de-dois (R$ 18 para duas pessoas) e o sarapatel (R$ 9).

R. Manoel Dutra, 498, Bela Vista, tel. 3106-7257. Seg. a qui.: 11h às 14h. Sex. e sáb.: 11h30 às 5h. Dom.: 11h30 às 14h. Cartões de crédito: Master e Visa.

Restaurante e Casa do norte Alvorada
Quase em frente à Casa do Norte Fé para Vencer, existe há 17 anos como um restaurante simples, que serve diariamente pratos como buchada, carne-de-sol e sarapatel. Nos últimos seis meses, os três sócios decidiram investir em uma pequena mercearia com produtos típicos, no fundo da casa. Uma dica é o sequi de goma (R$ 2,50), um híbrido de suspiro e sequilho, feito com goma e araruta (planta cujo tubérculo produz uma farinha branca comestível).

R. Santo Antônio, 1.049, tel.:0/xx/11/3237-1767. Dom. a sáb.: 8h às 1h. Cartões de crédito: nenhum.

Quituteira bá
Depois de trabalhar 12 anos no bairro vendendo acarajé, hoje a baiana Hélia Januária Pisto, 53, faz sucesso com quitutes como vatapá e moqueca de camarão preparados em sua casa. Serve por encomenda em festas e em recepções.

Casa da Bá. Tel.:0/xx/11/3115-0513.

Capoeira em festa

Se a comunidade ítalo-brasileira tem membros memoráveis, caso de Armando Puglisi, o Armandinho do Bixiga, o baiano Ananias Ferreira, 83, também representa muito bem suas origens no bairro.

Ele, que veio para cidade em 1953, é um dos precursores da capoeira em São Paulo e fundou, há um ano, o Centro Paulistano de Capoeira e Tradições Baianas, espaço que tem apoio da Secretaria do Estado da Cultura, onde funcionam oficinas de capoeira, samba de umbigada, do Recôncavo Baiano, e cursos que ensinam a fazer berimbau.

Destaques da programação são a roda de capoeira, que acontece toda terça-feira, e as apresentações, que reúnem capoeiristas de vários lugares de São Paulo, às sextas.

A casa também recebe esporadicamente outros grupos, como os de samba de Maragogó e os de samba de chula de são Brás, reconhecidos como Patrimônio Oral pela Unesco.

Casa Mestre Ananias Centro Paulistano de Capoeira e Tradições Bahianas. R. Conselheiro Ramalho, 945, tel.:0/xx/11/5072-6579. Seg. a sex.: 19h às 22h.

 

Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/comida/ult10005u434455.shtml

Edital Capoeira Viva 2007

O Ministério da Cultura e a Fundação Gregório de Mattos, com o patrocínio da Petrobrás, convidam para o lançamento do Edital Capoeira Viva 2007, que será realizado no dia 09 de outubro, às 10:00 h, no Palácio Rio Branco – Sala dos Espelhos, Salvador, Bahia, Brasil.

 

 

 

Cleusmar Fernandes

Assessor Técnico Secretaria Executiva – Ministério da Cultura
Tel.: 55(61) 33162095.

cleusmar.fernandes@minc.gov.br

“MESTRE BIMBA, A CAPOEIRA ILUMINADA” Em Agosto nos Cinemas do Brasil

Em primeira mão, o Release #1 do lançamento do filme: Mestre Bimba a Capoeira Iluminada nos cinemas do Brasil.

O tão esperado documentário que conta a vida do MESTRE BIMBA, criador da Capoeira Regional, com cenas inéditas do grande mestre e depoimentos de muitos dos que foram seus alunos e de seus familiares, estará entrando em cartaz nas principais cidades brasileiras na segunda semana de AGOSTO com grande lançamento nas diversas mídias. O trailer do filme já está sendo exibido.

Clique para ampliar

A partir de 10 de AGOSTO de 2007

RIO DE JANEIRO – ESPAÇO DE CINEMA – Voluntários da Pátria, 35 Botafogo
Tel.: (21) 2226-1986
SÃO PAULO – UNIBANCO ARTEPLEX – Rua Frei Caneca, 569 – 3º Piso.
Tel.: (11) 3472-2365
SANTOS (SP) – ESPAÇO UNIBANCO MIRAMAR – Av. Marechal Floriano Peixoto, 44 – Gonzaga.
Tel.: (13) 3284-4044
BRASÍLIA – CINE ACADEMIA – Academia de Tênis – SCES Trecho 04 Conj. S Lote 1 B.
Tel.: (61) 316-6373

A partir de 17 de AGOSTO de 2007

SALVADOR – SALA DE ARTE UFBA – Av. Heitor Miguel Calmon, s/n. Vale do Canela – PAC (Pavilhão de Aulas do Canela). Tel: (71) 3237-9681

A partir de 24 de AGOSTO de 2007

RECIFE – SALA DA FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO – Rua Henrique Dias, 609, Derby.
Tels.: 3073-6688, 3073-6680, 3073-6712 e 3073-6651
FORTALEZA (a confirmar) – FUNDAÇÃO DRAGÃO DO MAR – Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema. Tels.: (85) 3219-0002 e 3219-2641

A partir de 14 de SETEMBRO de 2007

PORTO ALEGRE – SANTANDER CULTURAL – Rua Sete de Setembro, 1028 Subsolo – Praça da Alfândega. Tel.: (51) 3287-5718
FLORIANÓPOLIS – CIC – Rua Eduardo Gonçalves D’Avila, nº 303 – Santa Mônica.
Tel.: (48) 3953-2000
CURITIBA – UNIBANCO ARTEPLEX – Shopping Crystal Plaza – Rua Comendador Araújo, 731 – Batel – curitiba@unibancoarteplex.com.br

A partir de 21 de SETEMBRO de 2007

GOIÂNIA – SHOPPING BOUGAINVILLE – Rua: 9, 1850 – Setor Marista
BELO HORIZONTE – USINA – Rua Aimorés, 2424 – Lourdes.
Tel.: (31) 3337-5566

Telefone para o cinema da sua cidade confirmando a estréia e os
horários do filme. Isso é importante para fazermos do filme um
grande sucesso, que depende apenas de nós.
Assim, conseguiremos exibi-lo em todo o Brasil – uma oportunidade
de ouro para a capoeira explodir e se tornar mania nacional.

Nos sites www.portalcapoeira.com e www.mestrebimbaofilme.com.br
você encontra notícias atualizadas do lançamento,
além de um vasto material de promoção do filme para
baixar e multiplicar, aplicando o nome do seu grupo,
mestre ou patrocinador.

DIVULGUE O FILME, DE TODAS AS FORMAS POSSÍVEIS: NAS AULAS,
COM OS ALUNOS E PAIS DE ALUNOS, NAS RODAS, COMBINANDO IDAS
EM GRUPO AOS CINEMAS, NOS EVENTOS COM OS AMIGOS E
NA INTERNET, ONDE E COM QUEM VOCÊ PUDER.



Para maiores informações acesse o site:

www.mestrebimbaofilme.com.br

Será um momento mágico para quem ama a capoeira e uma oportunidade única para quem ainda não a conhece, descobri-la. Divulgue essa notícia. Vamos lotar as salas de cinema e mostrar, mais uma vez, a força da nossa capoeira. Você poderá acompanhar todo o lançamento do filme em cinemas aqui no PORTAL CAPOEIRA. O DVD do filme, com nove faixas bônus totalmente inéditas na capoeira, estará sendo lançado internacionalmente até o fim do ano. Se você estiver próximo de alguma cidade que vai exibir o filme, compareça, leve o seu grupo, convide amigos e familiares seus e de seus alunos. Essa mobilização é que permitirá o sucesso do filme e fará com que a capoeira ganhe novos adeptos, novos espaços na mídia e cresça mais ainda.

A respeito do lançamento, recebemos um e-mail do realizador do filme, LUIZ FERNANDO GOULART, onde ele diz:

… O filme entrará em cartaz no dia 10 de agosto, podendo atrasar uma semana,
nas cidades de Rio, São Paulo e Brasília. As outras cidades irão entrando
logo apos, nas semanas seguintes. É uma estratégia de alto risco mas
resolvi jogar um “tudo ou nada”. Se os capoeiristas encherem as salas de
cinema e tornarem o filme um sucesso na primeira semana, novas salas
entrarão na rede e novos horizontes se abrirão para a capoeira, que será
descoberta, finalmente, pela mídia e por novos entusiastas.

O resultado será certamente academias abrindo novos horários e turmas, novos
filmes de capoeira sendo feitos e maior valor de mercado para a capoeira,
além de abertura para ela em novelas e demais meios de comunicação. Eu sei
que é um grande sonho mas não o acho impossível de ser realizado. Para isso,
o filme é o primeiro passo. Lutei até o fim para isso e a minha maior
motivação será a de saber que se a capoeira chegou onde chegou um dos
tijolinhos do seu grande sucesso foi colocado por mim.
Mas, para que tudo isso aconteça, será necessário que todas as pessoas que
possam divulgar o filme, comparecer às sessões do filme, incentivar outras
pessoas a faze-lo, o façam. É uma luta de toda a capoeira, na qual estou
apostando todas as minhas fichas.

Conto com o seu apoio, um dos primeiros que me incentivaram a entender que
essa luta valeria a pena. Por favor, divulgue o que for possível, cada novo
tijolinho significará mais solidez para a capoeira e essa hora é única e
mágica.

Que Bimba, Pastinha e tantos outros heróis dessa linda contribuição da
afro-descendência à nossa gente e ao nosso Pais estejam conosco e iluminem
os nossos caminhos para que possamos ver os cinemas lotados e muita festa
pela capoeira, primeiro no Brasil e depois, no mundo…

Luiz Fernando Goulart

Clique na imagem para ver o cartaz no seu tamanho real

Malungos: 25 anos de Capoeira Angola

Uma Homenagem aos 25 anos de Capoeira Angola dos Mestres Valmir, Paloca, Janja, Paulinha e Boca de Rio.
 
Convidado: Mestre Cobra Mansa
 
 
 
Contatos:
 
FICA Bahia:
 
Rua Carlos Gomes, 111, Ed. Esther Moura Franco, 5° andar, Salvador – Ba
CEP 40060 333 – tel.: 0055 (71) 3321-7365 – cel.: 0055 ( 71) 9133-4048
e-mail: ficasalvador@ficabahia.com.br
 
NZINGA Núcleo Salvador:
 
Rua Alto da Sereia, 2 – 3º a – Rio Vermelho – Salvador BA
tel. (71) 9973 8970
e-mail: institutonzinga@uol.com.br

Carolina Soares lança seu novo Trabalho: “Canto na Areia”

Carolina Soares, considerada a voz feminina da capoeira, lança seu novo trabalho.
 
Canto na Areia é o 4º CD de Capoeira gravado por Carolina Soares, com produção de Adriano Chediak e lançamento previsto para 15 de abril em São Paulo.
Nesse mercado fonográfico radicalmente dominado pelos homens, em 2002 Carolina acrescentou algo que faltava no universo da Capoeira – a participação ativa da mulher na música. Isso lhe rendeu o privilégio de se tornar a 1ª cantora, no mundo, a gravar um CD com músicas de Capoeira.
 
Canto na Areia traz músicas dos ritos tradicionais da cultura afro brasileira, como o samba de roda, ao lado de composições inéditas de mestres da Capoeira e uma regravação de “Meia Lua Inteira”, do Carlinhos Brown – sucesso na voz de Caetano Veloso. O CD surpreende pela qualidade de sua produção que se esmera nos mínimos detalhes, desde a preocupação em ser fiel aos toques do berimbau até manter a liberdade de interpretação da cantora, que lembra, com o seu canto, a cultura criada nas ruas e nos guetos, destacando-se a força de suas interpretações.
Carolina Soares foi criada na cidade paulista de Iguape, onde começou sua carreira artística, cantando em bares noturnos, com repertório que ia do blues ao rock-Brasil de Cássia Eller. Em setembro de 1998, foi para São Paulo, onde passou também a conviver com o mundo da Capoeira: percorria as “rodas“ e os grandes eventos, conhecia os mestres e os capoeiristas. Era natural que, em contato diário com a capoeira, dela absorvesse o lado musical. Surgiu, então, o projeto para lançar o primeiro CD, Músicas de Capoeira – Vol  I, com todas as faixas cantadas por uma mulher. Ela foi a escolhida e o sucesso, imediato. Em conseqüência, Carolina tomou algumas aulas de canto e, dois anos depois, gravou o segundo CD – Músicas de Capoeira – vol II, também sucesso absoluto de mercado, com ritmos de Benguela, São Bento Grande, Angola, Jogo de Dentro, faixa bônus de Hip-Hop Capoeira e Samba de Raiz, trazendo quatro composições de autoria da cantora.
Em seguida foi lançado o terceiro CD: Carolina Soares – Pout-pourri de Capoeira, nas bancas de jornal de todo o país.
 
Destacando-se a cada ano no mercado fonográfico da Capoeira, Carolina incorporou o Samba em seu repertório, continuando fiel aos ritmos brasileiros. Em 2004, no Dia Nacional do Samba que aconteceu no Teatro Sérgio Cardoso (SP), Carolina Soares foi aplaudida pela velha Guarda do Samba Paulista, com seu trabalho reconhecido e aceito.
 
Há alguns anos, a cantora se apresenta semanalmente no Bar Brahma, uma das maiores vitrines do samba paulista.
 
Já fez temporada de shows com o Mestre Jamelão da Mangueira e sempre é comparada, pelo público que assiste ao seu show, à saudosa Clara Nunes.
No Dia Nacional da Consciência Negra, Carolina Soares emocionou o público, na Sala São Paulo, fazendo a abertura do “Troféu Raça Negra 2006”, evento considerado o “Oscar” da comunidade negra no Brasil. Alcione, Emílio Santiago, Preta Gil, Alexandre Pires, Jorge Aragão, Luciana Melo, Afro-Reagge, Rappin Hood, Margareth Menezes, Paula Lima, entre outros, também participaram da comemoração.
 
Ouça e Faça o Download da faixa "Rainha do Mar" com exclusividade no Portal Capoeira
 
Lançamento do CD “Canto na Areia”
 
Entrada: R$ 10,00
Data: 15 de abril de 2007
Horário: 16 horas
Local: Bar Brahma
Av. São João, 677 – Centro – São Paulo
Tel: (11) 3333-0855
 
 
PONTOS DE VENDA DE INGRESSO ANTECIPADO:
 
LOJA SDOBRADO – RUA 24 DE MAIO, 116 – SBLJ 37 – CENTRO – SÃO PAULO – TEL (11) 3337-2208
LOJA MARIMBONDO SINHÁ – AV. MAZZEI, 226 – TUCURUVI – SÃO PAULO – TEL (11) 6265-5704
LOJA MARIMBONDO SINHÁ – AV ADOLFO PINHEIRO, 384 – LOJA 51 – SANTO AMARO – TEL (11) 5524-4406
DISCOTEKA – Rua Pelotas, 83 – Loja 183 – Multishop Vila Mariana – TEL (11) 5906-0456
Aberto de terça à domingo das 14 horas até as 21 horas
 
 
Informações para a imprensa:
Adriano Chediak
(11) 6839-8147 ou 9663-9802
contato@carolinasoares.com.br
Carolina Soares lança o seu CD Canto na Areia, que traz músicas dos ritos tradicionais da cultura afro brasileira, como o samba de roda, ao lado de composições inéditas de mestres da Capoeira e uma regravação de “Meia Lua Inteira”, do Carlinhos Brown – sucesso na voz de Caetano Veloso. 
 
CD – CANTO NA AREIA
1. Na Aruanda – Tucano Preto   
2. Rainha do Mar  – Marquinhos Coreba  
3. Canto na Areia  – Carolina Soares  
4. Capoeira não pode parar  – Carolina Soares 
5. Do sertão ao cerrado – Mestre Piloto 
6. A velha Bahia mora no céu – Mestre Ricardo
7. Mundo Enganador – Mestre Barrão  
8. É no Balanço do mar – Muralha 
9. Leva eu – Mestre Ricardo   
10. Menino novo  – Mestrando Bigodinho  
11. História da capoeira real  – Professor Passarinho 
12. Capoeira de menino – Carolina Soares  
13. Tombo do pau – Domínio Público   
14. Meia Lua Inteira – Carlinhos Brown   
15. Fuzuê – Toninho e Romildo
Para comprar o CD:
Para saber mais da cantora:  www.carolinasoares.com.br

Mestre Brasília no projeto O Autor na Praça


AUTOR NA PRAÇA
 
Apresenta: Mestre Brasília comemorando seus 45 anos de Capoeira
 
Mestre Brasília é o convidado do projeto O Autor na Praça. Comemorando seus 45 anos de Capoeira o mestre estará autografando a Revista/CD Praticando Capoeira e o cordel Mestre Brasília & A Capoeira, escrito pelo amigo Luiz Wilson. Mestre Brasília apresentará algumas das músicas do CD. Contaremos com a participação do artista plástico D`Ollynda. Informações sobre o mestre e a revista/CD abaixo
 
SERVIÇO:
 
O Autor na Praça apresenta Mestre Brasília comemorando 45 anos de Capoeira, Autografando a revista/cd Praticando Capoeira.
Dia 12 de agosto, sábado, 15h, Espaço Plínio Marcos – Feira de Artes da Praça Benedito Calixto – Pinheiros – SP
 
Sobre o Mestre Brasília
 
Antônio Cardoso Andrade, mestre Brasília, comemora estes seus 45 anos de Capoeira. Nascido em 29/05/1942, é um dos pioneiros da Capoeira paulista. Aprendeu com mestre Canjiquinha, de quem foi amigo dedicado. Veio para São Paulo, gostou, acabou ficando. Praticava capoeira na antiga CMTC, com mestre Melo, e na academia do mestre Zé de Freitas, no Brás. Conheceu então mestre Suassuna, e juntos fundaram uma academia, a “Cordão de Ouro”, que viria a se tornar no pólo principal da Capoeira paulista. Joga com extrema elegância e habilidade. Mantém academia e casa de espetáculos em São Paulo, à Rua Pedroso de Moraes, 645, 3º. Andar, Tel é 011 3097 0607. É vice-presidente cultural da Federação de Capoeira do Estado de São Paulo, entidade filiada à Confederação Brasileira de Capoeira e à Federação Internacional de Capoeira; atualmente, é presidente do Conselho Superior de Mestres – seção São Paulo. (Fonte: www.portalcapoeira.com).
 
Mestre Brasília é um dos precursores da Capoeira no Japão, para onde viaja com freqüência, além de outros países. Em 2001 o mestre lançou o livro Vivência de um Mestre de Capoeira. Um estudioso e conhecedor da cultura afro-brasileira, fala de tradição, malandragem, música e principalmente de como praticar a capoeira. O livro encontra-se esgotado, mas está sendo preparada uma nova edição
 
Sobre a Revista/CD e o Cordel
 
A revista Praticando Capoeira é publicada pela Editora D+T e apresenta uma entrevista com o Mestre Brasília e outras matérias, acompanha o CD Histórico com os 20 maiores sucessos, uma coletânea organizada especialmente para a edição a partir dos três cds Ginga Original. O cordel Mestre Brasília & A Capoeira é uma homenagem escrita por Luiz Wilson.
 
Revista/CD Praticando Capoeira / R$ 9,90 / Editora D+T
 
Informações: Edson Lima – Tel. 3085 1502 / 9586 5577 – oautornapraca@oautornapraca.com.br