Blog

vão

Vendo Artigos etiquetados em: vão

Capoeira reciclada!!!

Hoje ao sair de casa para dar aula, queria fazer algo diferente, onde os alunos trabalhassem a percepção de atingir um objeto com uma tarefa simples de golpear algo. Mas a pergunta é: “Eu não possuo, nenhum aparador de golpes?” E agora!!! E infelizmente sabemos que investimentos com a Capoeira em Clubes, Escolas, Academias sempre são NULOS. Foi quando olhei para essas garrafas pets de refrigerante e tive uma grande ideia, quer dizer, não tão grande assim, e sim muito simples. Podemos usar essas garrafas de plástico, como aparador de golpes, Oh Oh Oh Oh Oh Oh!!! Olha só que utilização bacana. E com um pouco mais de trabalho, podemos deixar essas garrafas, como aparadores de chute, bem legais. Basta dar uma pintada, colocar um pedaço de cabo de vassoura, na boca da garrafa, para dar mais firmeza ao segurar, envolver com alguma fita e assim vai, o céu é o infinito. Basta ser criativo e lembrando para fazer isso, você pode ter a colaboração das crianças e explicando sobre meio ambiente, reciclagem, sustentabilidade e etc. Elas vão adorar…

Outra atividade que podem ser usadas essas garrafas pets, são como cones de treinamento, para fazermos golpes sobre os mesmos. Enchendo elas com areia para ficar mais pesada, se não vão sair voando pela sala. Mas lembrem-se, vocês estão dando aula para crianças, então, vede bem, se não essa areia, vai acabar pela sala toda.

Só mais uma dica, a segurança é de total importância. E como são crianças, as brincadeiras acontecem. Então conduza as atividades com total domínio e dinâmica do seu grupo e as crianças vão adorar e a Capoeira vai agradecer.

E agora é com você, comente aqui embaixo, como você poderia utilizar esse material de apoio para dar uma aula bem bacana e divertida de Capoeira Infantil. Pode ser qualquer tipo de aula, lúdica, técnica e etc. Use a criatividade e colabore com todos nós educadores, que utilizamos a Capoeira como meio. Abraços e até a próxima

Fonte: http://berimbrasil.com.br

Nestor Capoeira & Lançamento de seu Novo Livro

Lançamento de livro: CAPOEIRA A CONSTRUÇÃO DA MALÍCIA E A FILOSOFIA DA MALANDRAGEM – 1800 – 2010 de Nestor Capoeira

Alo rapaziada, em alguns meses lanço um novo livro.

É um livro de responsa, com 560 páginas, muitas ilustrações, papos com Velhos Mestres já falecidos, as melhores partes de meu doutorado (mas em linguagem do dia-a-dia), e ampla bibliografia (autores de 1886 para cá e, em especial, as últimas pesquisas).

O novo livro enfoca em profundidade a malícia; e também, como sempre, uma parte prática de treinamentos para o iniciante, o médio, e o aluno formado.

Se no passado, há 10 ou 20 ou 30 anos atrás, algum dos meus livros te deu uma nova visão do que realmente é o Jogo de Capoeira; então prepare-se: este novo livro vai fazer tua cabeça, é um passo além.

Estamos criando “grupos de estudo”. Já existem alguns na Europa e agora vamos ampliar para o Brasil e outros países.

Eu envio um capítulo, você lê, reune-se com seus amigos do “grupo de estudo” umas 2 ou 3 vezes para discutir o assunto; concordar ou discordar; bolar outras idéias. Então entram no blog do livro com suas dúvidas e intervenções, para discutirmos e “trocar figurinha”.

Paralelo a isso, você vai ver os outros grupos de outras cidades que também estarão entrando no blog com suas contribuições.

Um mês depois, eu envio novo capítulo e repetimos o lance.

 

Como criar um “grupo de estudo”?

Basta você ler o texto que está no arquivo anexo, e envia-lo para amigos que também curtam o lance.

Você e seus amigos (1, 2, 5 ou 20 amigos) é que vão criar o seu “grupo de estudo”; resolver quando vão se reunir; e depois mandar as suas idéias, dúvidas, e contribuições para o blog.

É totalmente gratuito. Não tem nada a ver com seu “grupo de capoeira”, sua academia, ou o seu estilo.

No entanto, há uma regra: no blog só discutimos o capítulo que está sendo estudado. Não discutimos outros aspectos da capoeira, ou dos capoeiristas.

 

Você pode participar sozinho?

Claro que sim.

Mas lembre-se que para jogar capoeira é preciso uma dupla, e mais outro para tocar berimbau. Aqui é a mesma coisa; a troca num “grupo de estudo” é mais rica do que a cabeça de uma só pessoa.

 

Então aí vai, no arquivo anexo, os 2 primeiros capítulos.

 

Breve você vai receber o endereço do blog.

Tudo de bom, muito axé,

Nestor Capoeira.

Angra dos Reis: Grupo promove Festival da Arte-Capoeira

Mais uma vez promovendo cultura, a cidade de Angra dos Reis realiza hoje, o Festival da Arte-Capoeira, do Grupo Abadá Capoeira, na quadra esportiva do Colégio Arthur Vargas (Ceav), a partir das 14 horas. O evento conta com a participação de diversos grupos de vários estados do Brasil, com rodas de capoeira e apresentações de maculelê, além da presença do Grupo de Ciranda de Paraty, convidado especial.  O evento é, na verdade, um batizado de troca de corda – quando os alunos avançam de nível, uma espécie de formatura. Mais de 200 alunos, com idades entre três e 60 anos, vão participar. Uma cerimônia que acontece todo ano, transformada em Festival, com a apresentação de grupos de outras cidades (Barra Mansa e Volta Redonda já confirmaram presença), professores e mestres, além das outras manifestações culturais.

Para começar, os capoeiristas, professores e mestres vão realizar um grande aulão, como um aquecimento. Depois serão montadas rodas onde, de dois em dois, os alunos vão jogar capoeira para apresentar o aprendizado do ano todo, para parentes, amigos e outros presentes. Para a cerimônia de troca de corda será feita uma grande roda e, de acordo com a graduação, cada aluno será chamado para receber sua nova corda. Por fim, os grupos de capoeira convidados, o grupo Ciranda de Paraty e maculelê realizam suas apresentações.

O projeto e o evento têm o apoio da Fundação Cultural de Angra dos Reis (Cultuar), que acredita nos resultados dessa união entre entretenimento, educação e cultura.

– É uma proposta muito interessante. Despertar o gosto por essas atividades que têm tanto o folclore, da cultura negra e do passado do Brasil, é muito importante. É uma grande ideia – explica Stela BLABLA, diretora executiva da Cultuar.

O Grupo Abadá Capoeira atende gratuitamente cerca de 800 alunos em várias comunidades da cidade, através do Projeto Escolinha de Capoeira. São alunos de diversas idades, classes sociais e origem, e até crianças com necessidades especiais, que aprendem juntos mais sobre essa manifestação tão brasileira.

– Capoeira não tem idade, cor, classe. Além da prática do esporte, promovemos durante as aulas, uma integração. Todo mundo aprende junto. No começo, com as crianças especiais, houve um pouco de estranhamento, mas acabou rápido – lembra o mestre e professor, Robson Francisco Leite, o Arisco.

Tanto o Mestre Arisco, quanto a Cultuar valorizam o trabalho realizado como uma forma de ensinar uma atividade, ocupar crianças que poderiam estar nas ruas.

– Com esse projeto mostramos a importância da prática de esportes, aliado à formação dos jovens. Prevenir contra as drogas, ensinando. E convidamos todos a irem conhecer para que os capoeiristas se sintam prestigiados, dá mais ânimo – explica Arisco.

– É um trabalho reconhecidamente cultural. Desejamos em nome da Cultuar que esse evento funcione da melhor maneira e atraia cada vez mais gente – completa Stella.

Entretenimento social

O evento é gratuito e, tanto o Grupo Abadá Capoeira quanto a Cultuar, convidam a todos para conhecer e prestigiar. Mas como uma forma de contribuir para o belo trabalho social realizado pelo Grupo, em Angra, é solicitado, a todas as pessoas que comparecerem, um brinquedo para ser doado às crianças durante a campanha beneficente de Natal.

– Esse é um trabalho que realizamos todos os anos, o Capoeira Noel. Seguimos em passeata pela cidade com cerca de 30 capoeiristas vestidos como o “bom velhinho”. Depois abrimos uma grande roda para jogar capoeira, pedir brinquedos pelo comércio, que depois são entregues a crianças carentes. Com as doações, não precisaremos pedir tanto, e poderemos presentear mais crianças – aponta Arisco.

Do passado

O Grupo Abadá Capoeira é uma entidade sem fins lucrativos, que tem como principal objetivo a difusão da cultura brasileira através da capoeira. Surgiu há mais de 20 anos, no Rio, e chegou à cidade de Angra dos Reis por volta de 1989. O projeto na cidade é apoiado pela Cultuar e já atende em torno de 800 pessoas, das mais variadas idade e comunidades de Angra.

Tirando crianças das ruas e ensinando um esporte e lições de integração, a ideia é bastante aceita pela população e vem crescendo a cada ano.

 

http://www.diariodovale.com.br

Paulínia: Festival Nacional de Capoeira e Cultura Popular

Terceiro Festival Nacional de Capoeira e Cultura Popular acontece em abril e maio em Paulínia

O primeiro dia do Terceiro Festival Nacional de Capoeira e Cultura Popular acontece dia 24 de abril, em Paulínia, na Câmara Municipal. O evento começa às 9h e se estende ao longo do dia.

Na ocasião, os participantes vão debater o reconhecimento da capoeira enquanto profissão, meios de inclusão social por meio da prática do esporte e os horizontes da capoeira no Brasil e exterior.

No dia 9 de maio, no Theatro Municipal Paulo Gracindo,  das 14h às 21h, será comemorado o 36° Festival e haverá o “Primeiro Aulão de Capoeira Aberto de Paulínia”. Iram participar os mestres Tucano Preto, Marrudo, do Ceará, Tupeta, Cláudio e Tubarão, convidado especial da Suécia. Após as rodas de capoeira, apresentações individuais, troca de formatura e troca de cordas grupos de pagode vão encerrar o evento.

As atividades estão sendo organizadas pela Associação Educacional e Cultural de Capoeira Rainha do Engenho, com coordenação geral do Mestre Domingos.

Para outras informações ligue para (19) 3933-2003, 8152-1874, 9203-4435, ou mande e-mail para: mestre.domingos@hotmail.com.

 

Fonte: Paulinia News – http://www.paulinianews.com.br/

IPHAN – Programa Pró-Capoeira

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), disponibilizou para os capoeiristas, pesquisadores e instituições diversas que trabalham com a Capoeira cadastro online, que poderá ser acessado através de linque no site do Ministerio da Cultura. Vale lembrar que a Rede Nacional da Capoeira já havia disponibilizado um cadastro similar, que foi elaborado através de modelo enviado via internet em documento word para preenchimento dos interessados. Devido a importância de tal cadastro, naquele momentos acreditamos ser importante disponibilizar aos membros de nossa rede e àqueles que ainda não eram este pré cadastro. Isto só veio mostrar que estávamos certos. Portanto, camaradas, não percam tem, acessem o site do Ministério da Cultura e façam o seu cadastro. Este será o primeiro passo para a criação do Plano Nacional de Salvaguarda da Capoeira e vocês não vão querer ficar de fora, vão?

Você poderá encontrar as fichas nos linques abaixo, nas Superintendências Estaduais do IPHAN ou nos seguintes sites:

Abaixo seguem os linques para vocês fazerem o cadastro de acordo com o seu perfil:

  1. Se você ensina capoeira clique aqui;
  2. Se você quer cadastrar um grupo de capoeira clique aqui;
  3. Se você quer cadastrar uma entidade que agrega grupos de capoeira clique aqui;
  4. Se você é pesquisador de capoeira clique aqui;
  5. Se você quer cadastrar uma instituição de pesquisa sobre capoeira clique aqui;

Isto é muito importante para tod@s nós. Divulgue para seus amigos, para suas redes. Vamos democratizar está informação para o maior número de pessoas possíveis.

Com meu AXÉ,

Mestre Paulão
@mestrepaulao
Coordenador da Rede Nacional da Capoeira

São Gonçalo: Aulas de Capoeira Gratuitas

Aulas gratuitas de capoeira em São Gonçalo

O Movimento de Mulheres em São Gonçalo (MMSG) e a Associação de Capoeira Negrinhos de Sinhá VII vão oferecer, aulas gratuitas, de capoeira esse mês. Elas serão dedicadas às crianças a partir de 9 anos e adolescentes até 17 anos de ambos os sexos.

O objetivo desse trabalho é oferecer à população gonçalense mais uma alternativa para a busca da qualidade de vida. Além disso, o MMSG e a associação acreditam na formação de valores humanos éticos baseados no respeito, na socialização e na liberdade por meio das expressões artísticas.

As rodas vão acontecer toda quinta-feira, das 15h30 às 16h30

Fonte: São Gonçalo Online – http://www.osaogoncalo.com.br

(Foto: Divulgação)

Maringá: Grupo Muzenza promove encontro de capoeiristas

Mestres e alunos de diferentes Estados prestigiam o 11° Maringá Open de Capoeira, realizado pelo Grupo Muzenza de Maringá; evento vai batizar mais de 40 alunos

“Vamos jogar capoeira, vamos tocar berimbau”. O chamado para a roda vai reunir neste sábado (10), a partir das 17 horas, mestres, professores e alunos do Grupo Muzenza de várias cidades e diferentes Estados no 11° Maringá Open de Capoeira, no Teatro Reviver. Promovido e organizado pelo Grupo Muzenza de Maringá, o evento é tradicional e aguardado pelos novos alunos, que serão iniciados na arte da capoeira e pelos mais antigos, que vão trocar a graduação.

Quarenta e dois alunos, de Maringá e Apucarana, vão participar do batizado e subir a graduação que possuem no grupo. As atrações que antecedem a roda de mestres e o batizado incluem a apresentação da sequência de desenvolvimento com movimentos da capoeira contemporânea, pelo professor Antena e seus alunos, dança do ventre com o grupo Mahaila Zayn, de Presidente Prudente, e acrobacias.

O Mahaila Zayn é o único grupo de dança do ventre da Terceira Idade a se apresentar do Brasil. Coordenado pela professora Shaia Zurah, o grupo foi formado há cinco anos a partir do curso de dança oferecido na Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati), da Universidade Estadual de São Paulo (Unoeste). As dançarinas têm entre 60 e 82 anos.

Uma delas, Ana Maria Azevedo de Aquino, pratica capoeira e, em agosto, foi batizada pelo Mestre Narizinho, um dos coordenadores do Muzenza em Maringá em evento realizado na cidade paulista. “Tanto a capoeira quanto a dança do ventre contribuem para estimular a coordenação dos movimentos, principalmente entre as pessoas com mais de 60 anos. Sem contar que a prática de qualquer atividade física é muito importante para a autoestima”, diz ele.

Ao meio-dia, para dar as boas-vindas aos convidados que vêm de São Francisco do Sul, Florianópolis, Marília, São Paulo, Presidente Prudente, Itapevi, Curitiba, Itaipulândia, Francisco Beltrão, Cascavel, Foz do Iguaçu, São Mateus do Sul, Ponta Grossa e Ivaiporã e aquecer para o encontro do final da tarde, os capoeiristas farão uma roda de rua na praça Raposo Tavares.

O 11° Maringá Open de Capoeira tem o apoio das academias Máxima, Movimento, Centro de Treinamento Muzenza, Antenas Aquário, Alternativa Esquadrias de Alumínio e Vidraçaria e Team Fest.

 

Juliana Daibert
daibert@odiariomaringa.com.br

Fonte: http://www.odiariomaringa.com.br

Teresina: 24 horas de Capoeira

Grupo realiza primeira 24 horas de Capoeira de Teresina. As rodas vão começar a partir das 18 horas de sábado e vão até as 18 horas de domingo.

O grupo Solnascente está realizando o Primeiro 24 horas de Capoeira de Teresina, na praça principal do bairro São João, na zona Leste de Teresina, em frente ao clube Eldorado. Além de rodas de capoeira também acontecerá o 5º Encontro Feminino de Capoeira.

O evento terá a participação de 300 a 400 capoeiristas do grupo de Teresina e de esportistas de Brasília, sob o comando do mestre Romeu da Bahia.

Segundo um dos coordenadores do evento, Tiago Craveiro, o objetivo é divulgar o trabalho sócio-educativo e a cultura da capoeira, suas tradições e raízes.

O grupo solnascente já atua a 13 anos em Teresina e está realizando um curso de Capoeira Angola com o mestre Romeu nesta sexta-feira, em sua sede, no Dirceu II, zona Sudeste de Teresina.
 
 
Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Ministros participam do dia mundial pela atividade física no Rio

Os ministros da Saúde, José Gomes Temporão, do Meio Ambiente, Carlos Minc, e da Igualdade Racial, Edson Santos, além dos secretários estadual e municipal da Saúde, Sérgio Côrtes e Hans Dohmann, participam neste domingo (5) das comemorações do dia mundial pela atividade física no Rio. Durante o lançamento, eles apresentam o plano nacional de atividade física.

O objetivo é diminuir o sedentarismo e incentivar a prática de exercícios entre a população, por meio de uma articulação de escola, governo, empresas privadas, entidades científicas para promover ações nos estados e municípios.

“Se cada brasileiro fizesse 30 minutos de atividade física, cinco dias por semana, poderiam ser evitadas 260 mil mortes por ano. Um dado da Organização Mundial da Saúde mostra que o sedentarismo e o consumo de gordura são os causadores de mortes por câncer e doenças cardio-vasculares”, falou Temporão. 

Cerca de 450 municípios em todo o país vão participar do projeto.

“Os ministérios integrados vão articular a participação de empresas, órgãos do governo, para que as pessoas façam exercícios.”

Evento em São Cristóvão

O evento acontece das 9h às 15h na Quinta da Boa Vistam, na Av. Pedro II, entre as Ruas Almirante Baltazar e Dom Meinrado, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio.

Vão acontecer atividades de ginástica, dança, jogos populares e esportivos, dicas de alimentação saudável, oficina de produção de brinquedos, caminhada orientada por profissionais, apresentações culturais com a participação de artistas e atletas e rodas de capoeira e artes marciais.

Conselho Nacional de Justiça cria programa que reúne projetos em defesa da infância

Brasília – Um programa que reúne o Cadastro Nacional de Adoção e projetos para registro civil de todas as crianças e adolescentes, combate à prostituição infantil, seqüestro internacional e reinserção social de menores em conflito com a lei. Essa é a definição do programa Nossas Crianças, lançado hoje (12), em Brasília, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Conselho Nacional de Justiça cria programa que reúne projetos em defesa da infância

Em parceria com o governo do Distrito Federal, essas ações serão planejadas num edifício próximo à rodoviária de Brasília, que fica no ponto mais central da capital do país. O edifício, que já foi sede do Touring Club do Brasil (de serviços automobilísticos), estava abandonado e servia de ponto para prostituição de menores, tráfico e consumo de drogas e abrigo para moradores de rua.

A idéia é que, por meio de parcerias com os governos estaduais, as ações do programa cheguem a todo o país. No Distrito Federal, o projeto é reforçado por meio de outro, também lançado hoje: o ExpressAção, com quatro unidades móveis que vão atuar na periferia, servindo de salas de aula para oficinas de capoeira, artes, esportes e atividades produtivas.

“Na verdade temos um regime de co-responsabilidade. Temos as Varas da Infância e da Adolescência. Então, temos aqui uma grande responsabilidade nesse setor. Só que não podemos fazer nada sozinhos, como o governo também não pode fazer nada sozinho. Temos que celebrar essas parcerias, de modo que não estamos fazendo crítica nenhuma e sim uma autocrítica”, afirmou o presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, presente ao lançamento.

Apadrinhado pelo vocalista da banda de rock mineira Jota Quest, Rogério Flausino, o programa também conta com a parceria da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) – os jogadores da seleção brasileira entrarão em campo com faixas sobre os direitos da criança na sociedade.

“Eu não tenho dúvida de que muito do que não acontece para esses meninos [em termos de oportunidade] é uma falta de atenção da sociedade. Às vezes, as famílias desses meninos já estão tão dilaceradas, muitas vezes porque o pai e a mãe vêm da mesma situação. A gente tem que ir lá, salvar esses garotos, por meio da escola, desses caminhões, que param e mudam a vida de um menino”, disse Flausino.

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, detalhou a atuação das unidades do ExpressAção: “As carretas têm professores de capoeira que vão para a periferia, aulas de todo tipo de esporte, aulas de dança, desenho, educação, tudo o que tem a ver com o resgate da criança para a cidadania. Aonde chegar uma carreta dessas, vai chegar alegria, esperança.”

Gilmar Mendes mencionou ainda outros projetos do CNJ, que devem chegar a todo o Brasil em breve: “No CNJ, há um banco de idéias. Por exemplo, há um programa aqui na Vara da Infância do Distrito Federal, chamado Anjos do Amanhã, que estamos tentando projetar para o Brasil todo. Esse é o nosso trabalho, um trabalho de mediação, de colocar esses programas à disposição de todos.”O Conselho Nacional de Justiça lançou um hotsite para o programa Nossas Crianças. Para acessá-lo, clique aqui. Nele, é possível obter informações sobre como se tornar voluntário.

Morillo Carvalho
Repórter da Agência Brasil – http://www.agenciabrasil.gov.br