Blog

Dezembro 2007

Vendo Artigos de: Dezembro , 2007

Crônica: Cordão de Ouro O Filme

Sob todos os aspectos apesar de quase nenhuma CAPOEIRA, o filme CORDÃO DE OURO é um marco divisor na filmografia brasileira. Antes dele os jovens em geral (mulheres á parte) só tinham para a sua diversão chanchadas-pornô ridiculas, sem graça nem enredo, sacanagem explicita a titulo de cinema nacional e como filme de CAPOEIRA citava-se apenas o PAGADOR de PROMESSAS (1961) que quase nimguém viu, enquanto obras antigas feitas com BIMBA e PASTINHA nos eram completamentes desconhecidas na época. Comentario de Nato Azevedo, a seguir eu Renato Azevedo o LEITEIRO relato minha experiência participando do HISTORICO registro no ano de 1976 no Rio!

ATOR POR UM DIA – AS FILMAGENS

Conheci NESTOR CAPOEIRA através do meu Professor LUA RASTA em uma manhâ ensolarada, num camping a beira-mar por volta de 1975, me foge a memoria como, só sei que das outras vezes que tornei a vê-lo nos tratamos como velhos amigos, então quando o falecido RUBINHO TABAJARA me convidou para participar de um filme com NESTOR & ZEZÉ MOTA (sou seu fã) eu vibrei, era a realização de um sonho!

PRIMEIRO DIA Cheguei cedo (6h30) para a filmagem- o onibus só sairia as 7 horas- mas , pasmem o veiculo já estava lá. Saimos no horario outro bom sinal, tudo indicando que ia embalar a minha carreira de artista nacional ou global. Após 2 cansativas horas chegamos ao local da filmagem, lugar muito lindo, todo gramado, do tamanho de um campo de futebol e rodeado de montanhas na cidade de Campo Grande. Atrás das montanhas ficava a rua por onde viemos e uma BAIUCA (pequeno comercio) aonde compramos biscoitos e refrigerante, enquanto esperavamos o jipe que faria parte da filmagem.

Deu 10 horas, deu 11, deu meio-dia e nada do bendito (ou seria maldito) jipe. Estrebuchava- mos de calor e de raiva quando o infeliz apareceu, demorara porque se perdera. Haviam contratado um rapaz da Zona Sul e não lhe deram um guia que conhecesse a Zona Norte, por isso não houve filmagem nesse dia!

SEGUNDO DIA Eu ja sabia que estava em um filme nacional, mas estava determinado a não perder essa chance, assim que começasse a filmagem eu queria aparecer o maximo possivel. Na primeira cena não deu para me promover, mas na segunda "tomada" caprichei. Tinhamos que correr uns 50 metros morro acima em direção ao NESTOR CAPOEIRA, isso com a camera nos filmando pelas costas. Saí pelo meio e cheguei por ultimo. Depois a câmera foi la para cima do morro ,e filmava por tras do Nestor enquanto corriamos em sua direção.

Passei "sebo nas canelas", botei 10 no coelho e ao sinal de AÇÃO, disparei. Só não cheguei em segundo, porque era o meu amigo RUBINHO quem estava na minha frente. Rubinho "morreu" com um arrastão, eu levei uma rasteira e enquanto o NESTOR cuidava de outro guarda, me levanto e tento lhe dar uma chicotada, apesar de todos os guardas portarem revolver, armas de verdade! No que ele me da um martelo, (vide foto) caio em cima do pé dele que esta sobre um formigueiro. Tivemos que ficar uns 10 segundos imoveis, enquanto isso as formigas invadiam o meu macacão e "almoçavam" o pé do NESTOR.

Um providencial OK nos salvou! Apesar da presença de ZEZÉ MOTA no "SET" oque mais nos chamou atenção nos 3 dias de filmagens, foram 2 negros da turma de escravos, um Ricardo de uns 15 anos quase 1,90m de altura e uns 80 kilos impressionava, e junto com o outro baixo e magro, uns 25 anos e expressão de calma maquiavélica, formavam a "dupla dinamica" do "SET"(?) de filmagem, que por sinal não tinha banheiro nem agua!

Este segundo dia de filmagem foi um irritante teste de paciência, pois DEUS querendo "aparecer" mandou-nos interminavel sequência de nuvens. Abre lente, fecha lente, bota filtro, tira filtro…chegou finalmente a bendita hora do almoço. E espera, espera, espera…lá vem a kombi! Olhos cheios de esperança, boca aberta cheia de dentes.. abre-se a porta do veiculo; Uma revoltante montanha de sanduiches com refrigerante, a gritaria foi geral, olhei para a "dupla dinamica" e pensei: Vai começar a pancadaria!

Mas nada aconteceu e depois eu soube que enquanto torravamos o" miolo no sol", eles fantasiados de escravos- calça de pijama listrado- tinham ido a BAIUCA onde "aplicaram" de grandes artistas enchendo o bucho de graça! A choradeira deu resultado, pois o jipe fez uma "feira-relampago" voltando abarrotado de frutas, mas estacionou para nosso azar bem ao lado das 2 "ovelhas negras". Assim que o motorista se afastou, eles pegaram o jipe e se mandaram para dentro da mata, voltando mais tarde sem o jipe é claro!

Quem foi ver o "estrago" disse que metade das frutas só dava para fazer suco. Infelizmente não se podia mandar os 2 projetos de bandidos embora, porque eram eles os chefes dos escravos, os que iriam salvar o NESTOR dos guardas!

TERCEIRO DIA Enfim DEUS que é brasileiro descansou e pudemos terminar as filmagens, cuja ultima cena era bem simples. NESTOR CAPOEIRA saltava do jipe, e um guarda corria uns 7 metros em sua direção, sendo perseguido por um escravo com uma foice de madeira – que tinha numa das faces da lâmina uma bolha de mercurio- com a qual atingiria a costa do guarda, "matando-o" a uns 2 metros do NESTOR.

Para o papel do escravo foi escolhido o sinistro magro da dupla dinamica, e para o do guarda adivinhem quem? APOLINÁRIO!

Meu amigo Apolinário era um jovem mineiro com uma voz esganiçada, que se tivesse veia cômica, seria substituto do Costinha, mas tinha um grave defeito para o papel: SIMPLESMENTE CORRIA DEMAIS!

Só por isso estava no Rio de Janeiro, pois havia ganho de uma universidade local uma bolsa como atleta. E começa a pantomina: Ao comando de ação Apolinario dispara, ambos passam pelo NESTOR e vão mais uns 30 metros além. O diretor orienta Apolinário a corrrer menos.

La vão os 2, mas novamente ultrapassam NESTOR. Na terceira vez o diretor grita "AÇ.." o escravo se adianta, e mal Apolinario dá 2 passos, leva uma madeirada na costa, mas ao invés de cair vira-se para o rapaz e protesta: "Que qué issso negão?". Trocou-se o macacão sujo de tinta vermelha, e o capeta repetiu a dose, desta vez quebrando a foice de madeira na costa do pobre Apolinário.

Olhei para o rosto do "distinto" e não vi nem sombra de um sorriso. Houve troca de macacão e novas repetições, agora com foice de ferro, num total de 7 vezes. Após o almoço recomeçam as filmagens, quando derepente invade o local um "coração de mãe", caminhão-poltrona da Policia Militar com uns 20 PMs. Pensei que tinhamos invadido propriedade particular, mas me enganei, queriam levar a dupla dinâmica, pois haviam assaltado a BAIUCA do mesmo comerciante que lhes "enchera o rabo" de biscoito no dia anterior.

A Direção do filme contornou o problema , derepente uma grande surpresa, chega a PROXIMA VITIMA: ZEZÉ MOTA!

Simpatia em pessoa, lindisssima numa bota de couro branco, ZEZÉ viera participar das filmagens, e provavelmente trocou de roupa no nosso ônibus. Finda as filmagens, os diretores doidos para irem embora, se entupiram numa kombi com os equipamentos, e nós entramos no ônibus. ZEZÉ que foi a ultima a entrar perguntou: GENTE, ALGUEM VIU MINHAS BOTAS?
Nas nossas cabeças brilharam 2 palavras: FORAM ELES!
Ela dá o ultimato: O ONIBUS NÃO SAI ATÉ QUE AS BOTAS APAREÇAM! Passados uns 15 silenciosos minutos, nós cheios de ódio e com a barriga cheia de fome, vimos surgir o "PASSAPORTE" para continuar a viagem: As benditas botas brancas, agora zebradas de graça pois tinham sido escondidas no motor traseiro do ônibus. Não sei como ZEZÉ se sentiu, mas eu quase tive um ataque cardíaco!

O onibus se tornou um mausoléo, mas no meio da viagem ele para, abre-se a porta e entram 2 diretores, um deles com um "garnizé" (galo ao contrário) na testa ou afundamento de crânio, que deve ter inspirado ao NESTOR, o titulo do livro GALO JA CANTOU. Na pressa de irem embora, a kombi batera mandando meia duzia para o hospital.

O FIM DA HISTÓRIA Após uns 3 meses de telefonemas, idas e vindas, consegui receber por minha participação no filme. Gastei bem mais tentando receber do que ganhei por fazer o filme, pois a empresa Lanterna Magica Produções, fez a magica de deixar na "lanterna" da folha de pagamento os que ela devia, para ver se eles desistiam. Eu não quis ir a PRÉ-ESTRÉIA, deixando para saborear meus minutos de glória, no lançamento do filme nos cinemas. Triste destino o meu!

Cordão de Ouro O FilmeO CORDÃO que era de OURO, após a pré-estréia VIROU LATA, e eu pude ver só uns 10 anos depois, que os meus MINUTOS DE GLÓRIA tinham virados MÍSEROS e IRRECONHECIVEIS 10 SEGUNDOS. Por SORTE, o fotógrafo que registrou a foto, que esta na contra-capa do PEQUENO MANUAL do JOGADOR de CAPOEIRA do NESTOR CAPOEIRA, só foi impedido de fotografar as cenas do filme, logo depois desta foto, porque o "CLIC" da máquina estava entrando na trilha sonora.

O DIA DA PRÉ-ESTRÉIA por Nato Azevedo A pré-estréia foi no ultimo cinema de Copacabana no Posto 6, não me lembro o nome no fim do ano, 400 ou mais lugares completamente tomados pela galera capoeirista. Recebemos todos um questionário (que virou aviãozinho na sala escura) e um lápis para anotar as opiniões sobre o filme. Foi uma bagunça geral, muita conversa durante a projeção, um zum-zum-zum danado e até algumas vaias não sei bem porque.

Adorei o filme de cenarios naturais belisssimos, um maculêle & bumba-meu-boi empolgantes, e um enredo futurista bem plausivel. Infelizmente se CORDÃO DE OURO foi lançado no circuito comercial não ficou muito tempo, pois dizem que o produtor Antonio Carlos Fontoura, nome respeitado no mundo cinematografico, receando a rejeição do filme não o colocou em cartaz!

 

Galeria de Videos Portal Capoeira:

Cordão de Ouro – O filme (Parte 1)
Trechos do filme …
Clique no link para assistir ao filme…
Cordão de Ouro – O filme (Parte 2)
Trechos do filme …
Clique no link para assistir ao filme…
Cordão de Ouro – O filme (Parte 3)
Trechos do filme …
Clique no link para assistir ao filme…

Leiteiro – sergioleiteiro@yahoo.com.br

Professor Busca Longe, de Pindamonhangaba para o Mundo…

Do interior de São Paulo para o mundo… O camarada Busca Longe, membro do Grupo de Capoeira Muzenza, vem se destacando no meio da capoeiragem, levando seu trabalho e sua capoeira para outras partes do globo, exaltando a nossa cultura e a nossa arte-luta.

Professor leva a capoeira pelo mundo

Em junho deste ano, Júlio César Farias, 31 anos, professor de capoeira do Colégio Novo Rumo, em Guarulhos, conhecido por Busca Longe, representou o Brasil em Taiwan, junto a outros sete capoeiristas

O apelido – que ganhou de um amigo de Pindamonhangaba – graças à flexibilidade dos movimentos largos – passou a ter outra conotação. "Fui divulgar a nossa arte para outras culturas pelo mundo. Além de ‘buscar longe, eu fui levar também", conta. Além de Taiwan, na China, o grupo passou por Joanesburgo, na África do Sul, e Hong Kong.

Busca Longe começou na capoeira em 1990, depois que foi convidado por um amigo, ainda em Pindamonhangaba onde nasceu, para assistir uma aula. Nunca mais abandonou a arte. Neste ano, foi destaque do Mundial de Capoeira, no Rio de Janeiro, quando ficou entre os cincos melhores. Entre as conquistas, está um campeonato interestadual, realizado em Presidente Prudente, no interior de São Paulo.

Arte criada pelos escravos africanos no Brasil, a capoeira é encarada como jogo que se disputa com a pessoa e não contra. "A capoeira foi criada pelos escravos como forma de expressar a ânsia por liberdade. Eles precisavam se defender dos opressores. Praticavam dentro de seus abrigos, sem que os senhores de engenho desconfiassem. Criaram uma luta com estilo de dança".

"Meu projeto em Guarulhos já tem 12 anos. Venho me especializando e trabalhando na atividade infantil. Como professor, encontrei muitas barreiras, já que algumas pessoas pensam que a capoeira é uma luta, que a criança vai se machucar. Mas não é isso. Para atuar no ensino infantil, você deve se especializar com cursos, palestras, workshops", conta.

No Colégio Novo Rumo, escola que considera excelente, Busca Longe encontra o local ideal para difundir sua cultura. "Tenho total apoio do colégio, dos parceiros de trabalho e dos alunos. Todo final de ano, realizo o batizado da capoeira. É uma festa, com mestres e professores. E simboliza a iniciação ao universo dessa arte", afirma.

Além de ensinar capoeira, Busca Longe também é artesão. Confecciona e vende instrumentos para capoeira, como o berimbau, angola e reco-reco. Tem clientes em vários países como Inglaterra, França e Itália, entre outros.

Benefícios

Busca Longe O professor destaca vários benefícios da prática da capoeira, como maior vigor físico, e disposição ao trabalho, para os adultos. Já as crianças são beneficiadas com as qualidades psicomotoras, a lateralidade (o lado esquerdo e o direito) e a coordenação motora. Ele cita que a capoeira está inserida na grade curricular das escolas municipais, estaduais, particulares e universidades. "Dá noções de cidadania, cultura, e história. No ensino fundamental, trabalha a formação do caráter, as qualidades psicomotoras da criança. Também impõe limites, já que a criança tem regras de conduta. E o melhor de tudo, elas aprendem de forma lúdica e prazerosa, já que – antes de mais nada – a capoeira é uma arte.

Fonte: Guarulhos Web – http://guarulhosweb.locaweb.com.br
Simara Souza/GuarulhosWeb – Fotos: arquivo pessoal

Leia mais sobre o Professor Busca Longe

Projeto João e Maria Capoeira Angola e Cidadania

 

Acontece nesse domingo, dia 16 de dezembro, o encerramento do projeto social João e Maria Capoeira Angola e Cidadania – edição 2007, às 10h, na sede da Ong João Pequeno de Pastinha (Ong JPP), localizada na Rua Raimundo Vianna, Rio Vermelho. Promovido pelo Centro Esportivo de Capoeira Angola do Rio Vermelho (Ceca), a festa de encerramento do projeto João e Maria Capoeira Angola e Cidadania comemora mais um ano de atividades desenvolvidas para as crianças e adolescentes carentes, residentes no Nordeste de Amaralina. Durante o ano de 2007, mais de 70 jovens tiveram acesso a cursos gratuitos de Capoeira Angola, Inglês, Grupo de Estudo, Percussão, Informática, Flauta e Cine-CECA – sessões de cinema com filmes educativos e discussões ao final.

 

A programação do evento inclui apresentações simultâneas dando uma mostra do que foi apreendido durante os cursos. Além disso, Mestre Faísca, coordenador do projeto e responsável pela realização de trabalhos sociais na comunidade do Nordeste de Amaralina, também fará uma explanação sobre os resultados obtidos durante esses anos de atuação junto à conscientização social dessas crianças e adolescentes. Essa iniciativa também tem como objetivo proporcionar aos jovens possibilidades de inclusão social, dando-lhes ferramentas para superarem a desigualdade de oportunidades ao procurarem à inserção no mercado de trabalho.

Sobre o Projeto João e Maria Capoeira Angola e Cidadania

O projeto João e Maria Capoeira Angola e Cidadania encontra-se sem apoio financeiro de instituições publicas ou privadas, sendo, assim, mantido com recursos próprios. Na busca de alternativas, o Projeto João e Maria destina-se a crianças e adolescentes da comunidade do Nordeste de Amaralina e adjacência e tem como proposta: promover a inserção social destes jovens através da prática da Capoeira Angola e da Educação Cidadã, realizando ações associadas do apreender Capoeira Angola aliadas a discussões temáticas sobre Educação e Cidadania, de forma a possibilitar uma visão crítica da realidade e seu entorno.

 

Aliado à capacitação profissional busca-se com o projeto remediar o caos social da região, trazendo aos educandos a importância em se envolverem em ações edificantes. A marginalidade arrasta grande parte da juventude das periferias urbanas da cidade, resultado decorrente da desilusão quanto a melhores condições de vida. A educação deficiente limita os horizontes, realidade esta que o projeto busca modificar com as diversas ações educacionais realizadas. Vale ressaltar, por fim, que todo o trabalho é realizado por voluntários, não tendo a instituição nenhum parceiro que dê suporte financeiro às atividades citadas.

 

Projeto João e Maria Capoeira Angola e Cidadania

Contatos: Roberta Neri – 8133-4332

Paraná: 12° Batizado e Troca de Graduação do grupo de capoeira Raça

A Associação Cultural Capoeira Raça dá início nesta quarta-feira a diversas atividades para comemorar o 12° Batizado e Troca de Graduação do grupo de capoeira Raça. Serão quatro dias de muitas atividades.

O evento, que acontece anualmente em Maringá, vai contar com rodas de rua, apresentação de berimbaus e workshop de capoeira. Também haverá dois batizados e troca de cordéis.

No total, serão mais de 100 atletas reunidos, entre alunos e capoeiristas convidados vindos dos estados da Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e também do Chile.

Nesta quarta, o grupo fará uma apresentação na Feira do Produtor, no Estádio Willie Davids, a partir das 19 horas.

Na quinta, acontece um bate-papo sobre capoeira, com mestres experientes, na academia Trainers, localizada na Avenida Colombo, 5.992, próximo ao ginásio de esportes Chico Neto.

Na sexta-feira, uma novidade durante o evento: mais de 20 capoeiristas vão se reunir nas escadarias da Catedral Basílica Menor, a partir das 11 horas, para tocar berimbaus. Logo depois, os atletas farão uma roda de rua, na praça Raposo Tavares.

No sábado, mestre Robô, experiente capoeirista da Bahia, vai ministrar curso teórico e prático sobre os fundamentos da capoeira e suas diversas vertentes, como a capoeira de angola, benguela e regional. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

O grupo de capoeira Raça está em Maringá há 12 anos sob a direção do mestre Ouro Verde e do contra-mestre Pinaúna. O grupo conta com cerca de 150 alunos.

 Vanessa Bellei
bellei@odiariomaringa.com.br

Fonte: O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ – http://www.odiariomaringa.com.br

Aconteceu: Presidente Prudente – Campeonato Brasileiro de Capoeira

Capoeira de C. Mourão em destaque

Campo Mourão foi destaque no Campeonato Brasileiro de Capoeira, disputado neste final de semana em Presidente Prudente (São Paulo). Através do professor Coquinho, e com apoio da Fundação de Esportes de Campo Mourão (Fecam), a equipe mourãoense garantiu o segundo lugar na categoria profissional.

Além de Coquinho, a equipe foi composta por mais seis competidores: Mestre Paulinho, Mauricio, Daniele, Gustavo, Sara e Fátima. A competição reuniu capoeiristas de vários estados brasileiros, como São Paulo, Mato Grosso, Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina, entre outros. "Foi um resultado muito bom, graças a Deus. É o resultado de todo um trabalho de preparação e muito esforço de todos", reconhece mestre Paulinho.

No próximo dia 16 de dezembro, a equipe se dirige a Londrina, no encontro Brasileiro de Capoeira, promovido pelo grupo Geração Brasil, de Londrina. Ainda este mês, no dia 22, mais um compromisso, desta vez na 1ª etapa da Copa Paraná de Capoeira, em Tuneiras do Oeste. Professor Coquinho já havia conquistado a medalha de ouro na etapa do Brasileiro disputada em Campo Mourão, no mês de outubro.

Fonte: http://www.tribunadointerior.com.br

Mestre Ananias lança seu 2º CD com samba de roda

 

A tradição e o ritmo do “samba de umbigada” da Bahia, acontece em festa aberta ao público no SESC Ipiranga em São Paulo no dia 12/12

Mulheres já podem preparar suas saias rodadas. No dia 12 de dezembro, tem samba de excelente qualidade no Sesc Ipiranga. E os homens também não poderiam ficar de fora da roda. Afinal, Mestre Ananias (vestindo como de costume camisa e terno muito brancos, chapéu panamá, sapato bicolor e colar para o Orixá) vai lançar, aos 83 anos, seu 2º CD próprio em São Paulo. O álbum é o volume II do Projeto Documental sobre o trabalho do Mestre, produzido pela Uirapuru Assessoria Cultural. Antes da roda de samba, os discípulos, alunos de Seu Ananias e os principais capoeiristas do Brasil, incluindo outros Mestres, participam de uma roda de capoeira, dando a todos um show de agilidade e brincadeiras, embalados pela famosa bateria de Mestre Ananias.

Conhecer a cor do samba, o “cheirinho” da Bahia e o dendê presente no ritmo do exímio capoeirista rebento de São Felix (Recôncavo Baiano) é mesmo um programa imperdível para toda a família. Mesmo porque as crianças também devem ser privilegiadas com uma rica vivência junto ao Mestre mais antigo e respeitado em São Paulo. Todos podem brincar com um ícone vivo da capoeira no Brasil. Com simplicidade, ele compartilha com todos os dispostos a “brincar” a herança ancestral africana que desde pequeno viveu na Capoeira, no Candomblé e no Samba de Roda, reconhecido em 2005 pela UNESCO como patrimônio imaterial e oral da humanidade.

Além disso, todo brasileiro sabe que “quem não gosta de samba, bom sujeito não é”. Então, prepare-se para chacoalhar as cadeiras e afinar a voz no coro. Mestre Ananias, à moda característica dos antigos mestres, vai comandar mais um samba e fazer a festa dos paulistanos.

 

Para ouvir uma das faixas do novo CD do Mestre Ananias
com exclusividade no Portal Capoeira, clique aqui

Dica: Samba de roda na Casa Mestre Ananias – Centro Paulistano de Tradições Baianas, localizada no Bixiga (rua Conselheiro Ramalho, 945), bairro de tradição afro-descendente

Breve histórico de Mestre Ananias

Quando jovem, em busca de trabalho, Ananias Ferreira foi acolhido em Salvador por um dos grandes mestres da capoeira, Valdemar da Liberdade. Grande ritmista, cantador e comandante de roda, Valdemar Rodrigues da Paixão é considerado um dos capoeiristas mais completos. A convivência com ele aconteceu junto aos mais expressivos nomes da capoeiragem: os mestres Pastinha, Traíra, Caiçara, Nagé, Onça Preta, Zacarias, Bom Cabelo e Canjiquinha, de quem Mestre Ananias recebeu seu diploma de mestre.

Em 1953, Mestre Ananias chegou a São Paulo, convidado pelos produtores Wilson e Sérgio Maia. Foi quando sacudiu os teatros paulistanos com o dramaturgo Plínio Marcos e Solano Trindade, junto aos sambistas Geraldo Filme, Toniquinho Batuqueiro, Zeca da Casa Verde, Talismã, Jangada, Silvio Modesto e João Valente, entre outros batuqueiros.

Mestre Ananias ensina toques de berimbau
na Praça da República, onde fundou a roda
de capoeira que existe desde a década de 50

Entre suas participações no teatro e cinema brasileiros estão: a peça Jesus Homem e Balbina de Iansã, de Plínio Marcos; os filmes Pagador de Promessas; Brasil do Nosso Brasil; Fronteira do Inferno e Ravina, de Anita Castelane. Também fez apresentações teatrais com Ari Toledo no Teatro de Arena e gravações com o músico Jair Rodrigues.

Mestre Ananias foi um dos primeiros capoeiristas a estabelecer residência na terra da garoa. Consolidou junto a seus conterrâneos a Roda de Capoeira da Praça da República “para alegrar o povo que ali passava”. Há mais de 50 anos nessa roda, que representa um tradicional ponto de encontro de capoeiras em São Paulo, ainda a comanda com dedicação e muito respeito dos freqüentadores. Durante esse meio século, conviveu com grandes capoeiristas baianos que viveram e passaram por São Paulo, como Evaristo, Zé de Freitas, Limão, Silvestre, Paulo Gomes, Suassuna, Brasília, Joel e muitos outros.

Aos 80 anos, Mestre Ananias lançou seu 1º CD original de capoeira: Capoeira Documento Inédito. No começo do ano de 2007, com o apoio do edital federal Capoeira Viva, reabriu sua escola, para dar continuidade à história paulistana da capoeira tradicional (Angola). Com muito entusiasmo, comanda semanalmente as rodas que ali acontecem, com a presença de vários capoeiristas de São Paulo e do Brasil, às terças-feiras, a partir das 20h.

samba de roda do Recôncavo Baiano

O samba é, indiscutivelmente, símbolo de brasilidade, uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva das mais significativas do país. E o samba do Recôncavo Baiano, bem como a capoeira e o candomblé, fazem parte da matriz dessa identidade. São elementos de um mesmo universo na cultura popular brasileira.

Fazer o samba de roda em São Paulo, cidade de migrantes nordestinos, de filhos e netos de baianos é uma retomada de nossas referências sócio-culturais e históricas. São mais de cinco milhões de praticantes de capoeira no país, sendo que a capital paulistana tem o maior número deles. Mestre Ananias é o guardião desse universo em São Paulo, onde vive desde 1953 perpetuando esse legado.

A tradição da festa popular foi mantida inclusive na gravação do CD, aberta ao público no começo do ano. Enquanto o coro respondia ao Mestre, homens e mulheres brincavam na roda de samba formada especialmente para o evento. “A mulher corre a roda e escolhe outra [outro] pra entrar, com uma umbigada. Um só de cada vez”, explica o mestre.

Agora, mais uma vez com festa, uma nova roda vai apresentar o trabalho produzido. Todos podem experimentar de perto a corporeidade, musicalidade, sensualidade, poesia, o belo, lúdico e sagrado do samba, pois a alegria vai contagiar o coletivo e integrar as pessoas de forma plena e harmoniosa.

Mestre Ananias lança seu 2º CD com samba de roda Roda de samba formada especialmente para a gravação do CD do Mestre Ananias,o qual será lançado oficialmente agora, com outra comemoração e também muito samba

Grupo Garoa do Recôncavo

Formado por discípulos, capoeiristas e sambadores, o grupo é um retrato do samba do Recôncavo Baiano liderado por um remanescente, com influências regionais na execução dos instrumentos e, é claro, no sotaque paulistano.

Formado por 10 integrantes, apresenta viola de 10 cordas, violão, cavaco, dois pandeiros, atabaque, percussão e coristas dançarinas caracterizadas.

SERVIÇO

LANÇAMENTO: CD VOLUME SAMBA DE RODA AO VIVO – DOCUMENTO INÉDITO

LOCAL: SESC IPIRANGA

DATA: 12/12/2007, das 18h às 21h30

PRODUÇÃO: Uirapuru Assessoria Cultural – Rodrigo (11) 5072 – 6579

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO: Brígida Rodrigues (11) 8116-1429

Fotos: Brígida Rodrigues

Natal: Primeiro Seminário da Consciência Negra no Município de Ielmo Marinho

Consciência negra foi discutida no município

A importância da cultura negra no município, costumes e tradições trazidos da África e o histórico da capoeira foram alguns dos temas abordados no Primeiro Seminário da Consciência Negra no Município de Ielmo Marinho.

O evento foi promovido pela prefeitura municipal, através da secretaria de promoção e bem estar social e os programas Casa da Família e Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Peti, acontecendo em duas etapas.

A primeira foi o seminário que discutiu as questões ligadas ao tema e a segunda, foi uma caminhada denominada de cortejo cultural, realizada na última semana, fechando a programação de eventos do mês de novembro.

Seminário

A psicóloga Tatiana Cunha que atende na Casa da Família, conta que o seminário foi realizado no último dia 20 durante toda a manhã. Na ocasião, foram discutidos vários temas ligados a cultura negra e sua importância, além também de mostrar um pouco das tradições que herdamos da África bem como um breve histórico da capoeira.

O evento que foi preparado cuidadosamente para o público infantil proporcionou ainda, uma palestra interativa, exposição de utensílios e elementos da cultura negra, roda de capoeira e produção de painéis.

Realizadas

Todas estas atividades foram realizadas na sede do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Peti e duraram toda a manhã. A iniciativa ganha um peso ainda maior pelo fato de Ielmo Marinho ser um dos municípios potiguares a possuir uma comunidade Quilombola que fica no distrito de Nova Descoberta.

Outra iniciativa realizada dentro do Primeiro Seminário da Consciência Negra no Município de Ielmo Marinho foi a realização de uma caminhada denominada de Cortejo cultural.

Cultura

Através dessa iniciativa , a programação que proveu a discussão sobre a cultura negra no município, foi encerrada. A caminhada saiu da sede do Peti, onde as crianças e todos os demais atendidos pelos programa sociais do município, juntamente com a população que foi aderindo ao cortejo, percorreu as principais ruas da cidade com destino a prefeitura.

Novas apresentações culturais marcaram o encerramento do cortejo cultural. Tatiana Cunha lembrou que o município de Ielmo Marinho, na gestão do Prefeito Germano Patriota, tem recebido o devido apoio a este tipo de iniciativa que promove a cultura e principalmente discute um tema tão presente em nossa sociedade nos dias atuais.

Objetivos

Este tem sido um dos objetivos da administração manter os alunos sempre atuais, sabendo qu está acontecendo e se preparando para um futuro melhor.

O prefeito Germano Patriota vem buscando desenvolver cada vez a educação com trabalhos sérios e fortes no sentido de que se tenha uma boa escola para estudar, professores qualificados, boa merenda escolar e ainda transportes de qualidade para que todos os alunos possam chegar aos colégios com facilidade e aprender a preparar-se para a vida.

Fonte: DN Online – www.dnonline.com.br

Acre: Cordão de Ouro & Apae: 80 alunos entram na roda

Batizado de Ouro – Capoeira na Apae: 80 alunos entram na roda

Na próxima sexta-feira , 07, acontece o II Batizado de Capoeira na Apae. Participarão da cerimônia 80 alunos do projeto Capoeira na Apae, realizado pelo Grupo Cordão de Ouro, financiado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura, da Fundação Garibaldi Brasil. A cerimônia vai acontecer a partir das 8 horas, realizada pelo Contra-Mestre Arrepiado, sob a supervisão dos Mestres Xandão e Suassuna. Na oportunidade, será feita a entrega de 60 uniformes, além de apresentação de Maculelê e Miudinho. O batizado contará com instrutores, professores, contra-mestres e mestres de todos os grupos representantes da Liga Acreana de Capoeira.

De acordo com o Contra-Mestre Arrepiado, o batizado de capoeira é uma festa tradicional que solidifica, incentiva e garante a continuidade dos seus praticantes. “Além de proporcionar momentos de lazer e confraternização em uma festa voltada para os valores de igualdade, no intercâmbio de todos os capoeiristas”, completa.

Capoeira da Apae – O projeto teve início em 2005, por meio da gerência de projetos especiais da Secretaria de Esportes. No ano seguinte, o grupo Cordão de Ouro deu continuidade ao projeto através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Este ano, seis meses de atividades, mais instrumentos e 60 uniformes foram garantidos por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. “A capoeira é uma das mais ricas manifestações da cultura brasileira, promove através dos seus cantos, rituais e códigos o entendimento crítico das relações sociais construídas historicamente pelo homem”, explica Arrepiado.

Cultura social, artística e esportiva – É por meio da capoeira que o Contra-Mestre Arrepiado tem realizado diversos projetos com crianças e adolescentes. O capoeirista desenvolve atividades no Calçadão da Gameleira, numa iniciativa que já dura há três anos. O seu trabalho também está incluído neste mesmo período no programa Clube do Talento, da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, com atividades de capoeira na Baixada da Sobral. “Estes alunos estão incluídos no VI Batizado de Capoeira do Grupo Cordão de Ouro, que vai acontecer no dia 15”, diz o capoeirista. Mais informações: 99944185.

Giselle Lucena
Assessoria/FGB

Agência de Notícias do Acre – http://www.agenciadenoticias.ac.gov.br

Capoeira: CONVITE – SELETIVA NACIONAL – PRÉ-MUNDIAL.

Capoeira: CONVITE – SELETIVA NACIONAL – PRÉ-MUNDIAL – TAÇA ANNIBAL BURLAMAQUI (Patrono da Capoeira Desportiva), em 15 e 16 de dezembro de 2007, na cidade de Vitória/ES, Brasil.

Senhores Presidentes de Federações Estaduais de Capoeira no Brasil
 
Convidamos as todas as Federações Estaduais de Capoeira a se inscreverem para a SELETIVA NACIONAL PRÉ-MUNDIAL – TAÇA ANNIBAL BURLAMAQUI (Patrono da Capoeira Desportiva), a ocorrer nos dias 15 e 16 de dezembro de 2007, na Cidade de Vitória – ES.

Cada Federação poderá inscrever até quatro capoeiristas por cada categoria de peso, sexo e idade, juvenil, adulto e senior, masculinos e femininos. Destes apenas dois serão classificados para o PRIMEIRO CAMPEONATO MUNDIAL DE CAPOEIRA.

O evento se dará sob a forma de Campeonato Nacional de Capoeira e seguirá o regulamento oficial definido pelo CÓDIGO DESPORTIVO INTERNACIONAL DE CAPOEIRA, disponível em http://www.capoeira-fica.org/

Serão fornecidos alojamentos e refeições aos participantes. Não haverá taxa de competição. Cada capoeirista participante recolherá a taxa de R$ 10,00 (dez reais) a qual será destinada para a expedição do Registro Internacional de Capoeirista, válido no Brasil e no exterior.

Para a participação no evento as Federações Estaduais deverão providenciar suas filiações diretas na FICA, até o dia 30 de novembro de 2007, bastando para isto o recolhimento da taxa anual de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) e o preenchimento do requerimento que se encontra em nosso portal.

As Federações Estaduais que não efeturarem a filiação direta na FICA estarão legalmente impedidas de se utilizarem do nome da Federação Internacional de Capoeira.

Considerando ainda o reconhecimento da Federação Internacional de Capoeira pelo Ministério do Esporte, Ministério da Fazenda, Comitê Olímpico Brasileiro e pela União Mundial de Artes Marciais, possuindo assim a mesma equiparação legal que as Confederações Brasileiras, a FICA estará pleiteando aos capoeiristas classificados na Seletiva Nacional e no Campeonato Mundial, os benefícios do bolsa-atleta para competições nacionais e internacionais.

Na ocasião estarão sendo deliberados os rumos nacionais para a Capoeira Desportiva no Brasil.

Para maiores informações: e-mail: capoeira.fica@gmail.org ou celular.

Em respeito a todos

Prof. Dr. Sergio Vieira

Federação Internacional de Capoeira

A Capoeira ética e transparente que você precisa e merece!


Postado por RedentorSocial no Capoeira Redentor Social em 12/04/2007 05:54:00 PM

Aconteceu: Espanha – Viva seu Bimba!!!

Viva seu Bimba !!! 2007

Aconteceu nos dias 23, 24 e 25 de novembro o encontro ‘Viva seu Bimba !!! -2007’ , a festa tem o intuito de difundir e divulgar a Luta Regional Baiana, trazendo para a cidade de Valencia-Espanha profissionais, praticantes e admiradores da Capoeira Regional ivndos do Brasil, Espanha, Alemanha e Suecia. Os três dias de evento contaram com cursos, bate-papo e muita roda homenageando o Sr. Dr. Manuel dos Reis Machado o Mestre Bimba, um dos maiores representantes da arte-luta brasileira. Obrigado a todos aqueles que contribuiram para fazer do nosso encontro uma festa da Capoeira Regional. Viva seu Bimba, Camaradas!!!!!!!

Organização: Careca (Centro Cultural Capoeira Baiana)

Ministrantes:
Professor Bocão (Filhos de Bimba Escola de Capoeira – New Castle, Inglaterra)
Professor Veneno (Grupo de Capoeira Regional Porto da Barra – Valencia, Espanha)
Formado Nariga (Escola de Capoeira Regional Remanescentes – Valencia, Espanha)
Instrutor Samuray (Centro Cultural Capoeira Baiana – La Safor, Espanha)
Monitor Lontra (Centro Cultural Capoeira Baiana – Valencia, Espanha)
Estagiaria Mascarada (Centro Cultural Capoeira Baiana – Valencia, Espanha)
Estagiaria Dendê (Centro Cultural Capoeira Baiana – Buñol, Espanha)

Convidados:
Mestre Guigui (Associação Brasileira de Capoeira Nação – Rio de Janeiro, Brasil)
Mestrando Sapo (Associação Brasileira de Capoeira Nação – Paraná, Brasil)
Professor Cinzento (Aluá Capoeira – Valencia, Espanha)
Professor Irmãozinho (Grupo Candeias – Valencia, Espanha)
Formado Parafina (Grupo de Capoeira Regional Porto da Barra – Bahia, Brasil)
Formado Fodebrown (Grupo de Capoeira Regional Porto da Barra – Valencia, Espanha)
Instrutor Baiano (Grupo Capoeira Brasil – Benicasin, Espanha)
Monitor Bicudo (Grupo de Capoeira Regional Porto da Barra – Valencia, Espanha)
Monitor Tucano (Grupo Capoeira Brasil – Valencia, Espanha)
Monitor Saimon (Grupo Raça Negra – Valencia, Espanha)
Monitora Refresco (Aluá Capoeira – Valencia, Espanha)
Monitor Andorinha (Grupo Art’Brasil – Duchen, espanha)
Graduado Bugio (Aluá Capoeira -Murcia, Espanha)

VIVA SEU BIMBA !!!

Viva seu Bimba!!! 2007Na semana do 23 de novembro (data do nascimento do Mestre Bimba) o C.C.C.B. tem planejada atividades com a proposta de apresentar a comunidade capoeiristica representantes da Luta Regional Baiana, que atuam dentro e fora do Brasil. Os mesmos trarão ao público um pouco do seu conhecimento através de cursos, palestras e rodas, onde apresentarão aos praticantes, profissionais e simpazantes informações sobre a capoeira regional (evoluções técnicas, palestras sobre a historia e desenvolvimento da luta) além de rodas objetivando a preservação e divulgação da Capoeira Regional Baiana.

Proposta:

* Difundir e divulgar a Capoeira Regional Baiana.
* Apresentar aos profissionais, praticantes e simpatizantes as evoluções técnicas da Luta Regional Baiana.
* Preservação do ritual da Capoeira Regional.
* Apresentar a comunidade capoeiristica os principais representantes da Capoeira Regional da atulidade.
* Apresentar ao público a história do criador da Luta Regional Baiana, o Mestre Bimba, tendo na sua data de nascimento um dia especial para a comunidade da capoeira.

Programação

23 de noviembre (viernes)

· 8:00 a 12:00 hrs. – Entrenamiento de Graduados ( C.C.C.B.).
Local: Casa de la Cultura de Benaguasil – Valencia.

· 13:00 a 14:00 hrs. – Roda (en honor al criador de la Capoeira Regional Baiana, Manuel dos Reis Machado ‘Mestre Bimba’ nacido al 23 de noviembre de 1899 en Salvador, Bahia, Brasil).
Local: Plaza de la Virgen, Barrio del Carmen, Valencia.

· 16:00 a 19:00 hrs. – Entrenamiento de Graduados ( C.C.C.B.).
Local: Casa de la Cultura de Benaguasil – Valencia.

· 19:30 a 22:30 hrs. – Entrenamiento de Alumnos.

24 de noviembre (sabado)

· 13:00 a 16:00 hrs. – Entrenamiento de Graduados ( C.C.C.B.).
Local: Casa de la Cultura de Benaguasil – Valencia.

· 17:00 a 22:00 hrs. – Entrenamiento de alumnos.
Local: Casa de la Cultura de Benaguasil – Valencia.

25 de noviembre (domingo)

· 8:00 a 15:00 hrs. – Entrenamiento de Graduados ( C.C.C.B.).
Local: Casa de la Cultura de Benaguasil – Valencia.

· 16:00 a 17:00 hrs. – Roda
Local: Plaza de la Virgen.

· 19:00 a 21:00 hrs. – Entrenamiento de alumnos.
Local: Casa de la Cultura de Benaguasil – Valencia.

· Roda y Clausura

Participación:

· Formado Jamaica
(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / Stavanger, Noruega)

· Instrutor Estudante
(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / Rimini, Italia)

· Instrutor Grande Preto

(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / Malaga, España)

· Instrutor Samuray
(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / La Safor, España)

· Monitor Lontra

(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / Bahia, Brasil)

· Estagiaria Mascarada

(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / Valencia, España)

· Estagiaria Dendê

(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / Buñol, España)

· Estagiario Pissiquinho

(C.C.C.B. – Centro Cultural Capoeira Baiana / Conventry, England)

Envitados:

· Professor Bocão
(Filhos de Bimba Escola de Capoeira Regional / Newcastle, England)

· Professor Veneno
(Grupo de Capoeira Regional Porto da Barra / Valencia, España)

· Formado Nariga

(ECRR – Escola de Capoeira Regional Remanescentes/ Valencia, España)

Organización: Careca

Colabora

Ayuntamiento de Benaguasil

Centro Cultural Capoeira Baiana

Escola de Arte e Cultura Capoeira Baiana

Asociación Cultural Capoeira Baiana

Club de Capoeira Regional de Benaguasil

Viva seu Bimba!!! 2007 Viva seu Bimba!!! 2007