Blog

americanos

Vendo Artigos etiquetados em: americanos

Estrangeiros visitam a Bahia para aprender Capoeira

A cidade de Salvador está recebendo 15 estudantes universitários que estão na cidade para conhecer um pouco mais da Capoeira de Angola. O grupo foi trazido pelo Departamento de Estudos Afro-Americanos da faculdade de Oberlin College, de Boston (EUA) e fazem parte do curso de sociologia e neurologia. Além dos americanos, outro grupo, com sete colombianos, também visita a cidade para aprender mais sobre o esporte. Os visitantes fazem parte do Grupo de Capoeira Volta ao Mundo, de Bogotá.

“A Capoeira Angola está bem representada aqui, por isso sempre tivemos a Bahia como referência. Além disso, a cidade tem uma agenda cultural muito rica e o lugar é muito gostoso. Vamos ficar para aproveitar mais a cidade e conhecer o Carnaval”, disse o colombiano Juan Pablo, 25 anos.

 

De dança ou luta proibida pelas autoridades, a Capoeira virou patrimônio cultural brasileiro, tornou-se grande atrativo da Bahia e tem seduzido turistas de todos os lugares do mundo, como o grupo de estudantes norte-americanos, da Oberlin College, que veio a Salvador aprender os segredos da Capoeira Angola.

Há duas semanas na capital baiana, os estudantes aproveitaram para conhecer alguns dos principais pontos turísticos de Salvador como o Pelourinho, o Mercado Modelo e o Elevador Lacerda. Segundo o coordenador da Acanne, Mestre Renê Bitencourt, as aulas se dividem em teoria e prática.

“Temos a aula teórica sobre história da Acanne, do samba de roda e do mestre Paulo dos Anjos, que inspirou a criação da associação. Nós trabalhamos o movimento em torno da ginga que o baiano tem para deixar o corpo solto, além de aula de berimbau”, explica Bitencourt.

Já os primeiros passos no esporte estão sendo iniciados com os mestres da Acanne, grupo que há 25 anos leva a Capoeira Angola e os ensinamentos do mestre Paulo dos Anjos a alunos de Minas Gerais e  do Rio Grande do Sul, no Brasil, além da França e Estados Unidos.

Sete colombianos também visitam a cidade e estão aprendendo mais sobre a capoeira. Eles fazem parte do Grupo de Capoeira Volta ao Mundo, de Bogotá, vieram à Bahia de forma independente participar de um evento em dezembro, mas, encantados com a cidade, resolveram permanecer até o Carnaval.

“A Capoeira Angola está bem representada aqui. Por isso sempre tivemos a Bahia como referência. Além disso, a cidade tem agenda cultural muito rica. Vamos ficar para aproveitar mais a cidade e conhecer o Carnaval”, disse o colombiano Juan Pablo, 25 anos.

 

Dança, canto e sagacidade

 

Para a superintendente de Serviços Turísticos da Secretaria de Turismo da Bahia, Cássia Magalhães, a Bahia, conhecida internacionalmente como a ‘Meca da Capoeira’, contribui de forma importante para o fluxo turístico do Estado.

“A Capoeira –  ao lado do Candomblé – é o principal elemento cultural e étnico capaz de disseminar a cultura baiana. É um sistema de valores que mistura dança, canto e sagacidade. E, por isso, um instrumento turístico muito significante para o estado”, diz.

 

Fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/ – http://www.nordesturismo.com.br

Capoeira Carioca: Articulação & Movimento Capoeira é PAN

Capoeira também faz parte do Pan
25/06/2007 – GloboEsporte.com
 
Um grupo de 20 idosos capoeiristas do programa Farmácia Popular, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, irão participar dos Jogos Pan-americanos Rio 2007. Eles não são atletas, mas farão um evento paralelo, no dia 18 de julho, no Circo Voador, na abertura do “Capoeira é Pan 2007”. Promovido pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer do Rio de Janeiro, o evento acontecerá também na Leopoldina, na zona portuária da cidade e na praia de Copacabana, onde haverá um aulão de capoeira, com palestras, oficinas, shows e telões com filmes sobre o tema. Para a maioria, a capoeira é mais do que um divertimento, é uma verdadeira terapia.
 
– Além dos efeitos físicos e clínicos, a capoterapia melhora a auto-estima e socialização do idoso – afirma o professor Renato Bastos, o mestre Baiano, da Federação de Capoeira do Rio de Janeiro.
Os idosos, que fazem aulas três vezes por semana, foram convidados para carregar a tocha pan-americana em Parati no dia 9 de julho. 
 
 
Capoeira Carioca: Articulação & Movimento Capoeira é PAN
 
Aguardando o momento dos XV Jogos PAN-AMERICANOS do Rio de janeiro, no período de 13 a 29 de julho de 2007, aqui na cidade maravilhosa, a capoeira articula-se para bem representar, como bela anfitriã que é, a nossa cultura tão multifacetada e que mostra por demais a cara e o jeito do povo brasileiro. Não é que a capoeira queira ser a mais representativa das manifestações folclóricas, longe de disso, pois seus integrantes também atuam em outras frentes de resistências culturais, mas é que somos ousados e gostamos de dar saltos e floreios à frente das manifestações oficiais organizadas pela classe dominante e, como festeiros que somos, estamos a nos organizar para mostrar a beleza exuberante de uma das muitas manifestações folclóricas (e que também é manisfestação desportiva quando quer) que este nosso país tem a apresentar para o mundo se maravilhar.
 
Os integrantes desta reunião de caráter organizador do evento CAPOEIRA É PAN, estipularam o período de 18 a 22 de julho de 2007, dentro da ebulição dos Jogos Pan-americanos, para a realização da programação que está sendo elaborada.
 
Locais de importâncias históricas e culturais estão disponibilizados por seus administradores para a comissão se servir deles da melhor maneira para que o público local e turístico possa se sintonizar e se harmonizar e aprender mais sobre o nosso passado e o que o Rio de Janeiro representa para a capoeira e vice-versa.
 
CAPOEIRA É PAN 2007A mídia da Secretaria de Cultura e da Secretaria de Esporte e Lazer da Cidade do Rio de Janeiro está à disposição deste grandioso evento capoeirístico dentro do PAN, bem como a Casa Rosa da Rua Alice em Laranjeiras e o Ponto de Cultura Estação Barão de Mauá, lá na reunião, através de seus administradores, se disponibilizaram para o evento.
 
A próxima reunião para andamento e fechamento das propostas será agendada pela comissão organizadora, composta pela Federação de Capoeira Desportiva do Estado do Rio de janeiro (a centralizadora junto às entidades governamentais ), Federação de Capoeira do Estado do Rio de janeiro, Federação Fluminense de Capoeira, Grupo Muzenza de Capoeira, Grupo Capoeira Brasil e Centro Cultural Senzala.
 
Depois então todos serão convidados a compor uma numerosa assembléia para discutir e aprovar (ou não) os pontos de pauta apresentados pela comissão organizadora.
 
 
Evento e Passeata
 
CAPOEIRA É PAN 2007 (considerado de : PRÉ PAN DA CAPOEIRA). 
 
CAPOEIRA É PAN 2007Esse evento vai homenagear:
MESTRES DA CAPOEIRAGEM,TERÁ PRESENÇA DE AUTORIDADES, PALESTRAS E DEBATES, OFICINAS DE INTRODUÇÃO, PARA OS ADMIRADORES DE COMPETIÇÕES, TERÁ COMPETIÇÕES NA MODALIDADE, CONJUNTO E DUPLAS, AULÃO NA AVENIDA ATLANTICA, COM UMA GRANDE PASSEATA DA CAPOEIRAGEM, TENDO A PRESENÇA DE MESTRES E DISCIPULOS E ADMIRADORES, CONTAREMOS COM A PRESENÇA DA BATERIA DA ESCOLA DE SAMBA ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA.
 
Mestre Arerê

Inscrições para Bolsa-Atleta começam dia 1º de janeiro

Os esportistas sem patrocínio poderão se inscrever no programa Bolsa-Atleta de 1º de janeiro a 31 de março, através do site do Ministério do Esporte.
 
Na categoria estudantil, o valor mensal da bolsa é de R$ 300. É preciso que o atleta esteja matriculado em instituição de ensino, pública ou privada. Na categoria nacional, a bolsa é de R$ 750 e o atleta precisa estar filiado à federação ou confederação de sua modalidade. Existem ainda as categorias internacional (R$ 1.500) e olímpica e paraolímpica (R$ 2.500).
 
O objetivo do programa é dar aos atletas de alto rendimento condições de se dedicar ao treinamento e participar de competições.
 
GloboEsporte.com
 
Como Participar
 
Roteiro Procedimental
 
Os atletas interessados em participar devem verificar se atendem a todos os pré-requisitos determinados em Lei para a sua categoria de Bolsa-Atleta.
 
Categorias de Bolsa-Atleta:
 
I – Bolsa-Atleta Categoria ESTUDANTIL
 
Valor mensal: R$ 300,00
 
Pré-Requisitos:
 
– Maior de 12 anos.
– Estar regularmente matriculado em instituição de ensino, pública ou privada.
– Não possuir qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor pecuniário, eventual ou permanente, resultante de contrapartida em propaganda.
– Não receber salário pela prática esportiva.
– Ter participado de competição no ano imediatamente anterior àquele em que está pleiteando a Bolsa, tendo obtido a seguinte classificação:
 
a. Esportes Individuais (classificado de 1º a 3º lugar nos JEBs e JUBs – Jogos organizados pelo Ministério do Esporte).
b. Esportes Coletivos (Estar entre os 24 melhores atletas selecionados).
 
Documentos necessários:
 
– Cópia de documento de identidade e do Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda;
– Declaração da Instituição de Ensino atestando que o atleta:
 
a. Está regularmente matriculado, com indicação do respectivo curso e nível de estudo;
b. Participou, representando a instituição, nos Jogos Escolares ou Universitários Brasileiros organizados pelo Ministério do Esporte, no ano imediatamente anterior ao pleito do benefício, indicando o resultado obtido que o habilita ao pleito; e
c. Participa regularmente de treinamento para futuras competições.
 
II – Bolsa-Atleta Categoria NACIONAL
 
Valor mensal: R$ 750,00
 
Pré-Requisitos:
 
– Maior de 14 anos.
– Estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube).
– Não possuir qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor  pecuniário, eventual ou permanente.
– Não receber salário pela prática esportiva.
– Ter filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto Estadual (Federação) como Nacional (Confederação).
– Ter participado de competição no ano imediatamente anterior àquele em que está pleiteando a Bolsa, tendo obtido a seguinte classificação:
 
a. De 1º a 3º lugar no evento máximo nacional organizado pela Entidade Nacional de Administração de sua modalidade ou
b. De 1º a 3º lugar no ranking nacional por ela organizado.
 
Documentos necessários:
 
– Cópia de documento de identidade e do Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda;
– Declaração da entidade de prática desportiva atestando que o atleta:
 
a. Está regularmente vinculado a ela; e
b. Participa regularmente de treinamento para futuras competições nacionais ou internacionais.
 
– Declaração da entidade regional atestando que o atleta está regularmente inscrito junto a ela.
– Declaração da entidade nacional de administração do desporto da respectiva modalidade atestando que o atleta:
 
a. Está regularmente inscrito junto a ela; e
b. Participou da competição esportiva máxima de âmbito nacional no ano imediatamente anterior àquele em que pleiteia a concessão do benefício e indicando o resultado obtido que o habilita ao pleito.
 
III – Bolsa-Atleta Categoria INTERNACIONAL
 
Valor mensal: R$ 1.500,00
 
Pré-Requisitos:
 
– Maior de 14 anos.
– Estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube).
– Não possuir qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor pecuniário, eventual ou permanente.
– Não receber salário pela prática esportiva.
– Ter filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto Estadual (Federação) como Nacional (Confederação).
– Ter participado de competição no ano imediatamente anterior àquele em que está pleiteando a bolsa, tendo obtido a seguinte classificação:
 
a. De 1º a 3º lugar em Campeonatos Mundiais de sua modalidade;
b. Jogos ou Campeonatos Pan-americanos e Parapan-americanos ou
c. Jogos ou Campeonatos Sul-americanos
 
Documentos necessários:
 
– Cópia de documento de identidade e do Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda;
– Declaração da entidade de prática desportiva atestando que o atleta:
 
a. Está regularmente vinculado a ela; e
b. Participa regularmente de treinamento para futuras competições nacionais ou internacionais.
 
– Declaração da entidade regional atestando que o atleta está regularmente inscrito junto a ela.
– Declaração da entidade nacional de administração do desporto da respectiva modalidade atestando que o atleta:
 
a. Está regularmente inscrito junto a ela; e
c. Participou em competição esportiva de âmbito internacional no Brasil ou no exterior no ano
imediatamente anterior àquele em que pleiteia a concessão do benefício e indicando o resultado obtido que o habilita ao pleito.
 
– No caso do atleta que pleiteia o benefício ter obtido classificação nos Jogos Sul-Americanos, Pan-americanos ou Parapan-americanos, deverá apresentar declaração do Comitê Olímpico Brasileiro ou do Comitê Paraolímpico Brasileiro, respectivamente, atestando sua participação na delegação brasileira que representou o País na última edição do evento, indicando o resultado obtido que o habilita ao pleito.
 
IV – Bolsa-Atleta Categoria OLÍMPICA E PARAOLÍMPICA
 
Valor mensal: R$ 2.500,00
 
Pré-Requisitos:
 
– Maior de 14 anos.
– Estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube).
– Não possuir qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor pecuniário, eventual ou permanente.
– Não receber salário pela prática esportiva.
– Ter filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto em nível Estadual (Federação) como Nacional (Confederação).
– Ter integrado na qualidade de atleta a delegação brasileira na última edição dos Jogos Olímpicos ou Paraolímpicos.
 
Documentos necessários:
 
– Cópia de documento de identidade e do Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda;
– Declaração da entidade de prática desportiva atestando que o atleta:
 
a. Está regularmente vinculado a ela; e
b. Participa regularmente de treinamento para futuras competições nacionais ou
internacionais.
 
– Declaração da entidade regional atestando que o atleta está regularmente inscrito junto a ela.
– Declaração da entidade nacional de administração do desporto da respectiva modalidade atestando que o atleta:
 
a. Está regularmente inscrito junto a ela; e
b. Declaração do Comitê Olímpico Brasileiro ou do Comitê Paraolímpico Brasileiro, respectivamente, atestando sua participação na delegação brasileira que representou o País na última edição do evento.
 
Mais Informações:
 

Endereço Ministério do Esporte:

Esplanada dos Ministérios, Bloco A
Cep: 70.054-906 – Brasília – DF
Telefone: (61) 3217-1800 — Fax: (61) 3217-1707

A ONU resolveu fazer uma pesquisa mundial.

A pergunta era: 
 
"Por favor, diga honestamente a sua opinião
sobre a escassez de alimentos no resto do mundo".

 
O resultado foi desastroso. Um total fracasso.
 
Os europeus não entenderam o que era "escassez";
 
Os africanos não sabiam o que era "alimento";
 
Os norte-americanos perguntaram o significado de "resto do mundo";
 
Os argentinos não sabiam o significado de "por favor";
 
Os cubanos estranharam e pediram maiores explicações sobre "opinião";
 
O congresso brasileiro ainda está debatendo o que é "honestamente".