Blog

ana

Vendo Artigos etiquetados em: ana

Ubatuba é campeã dos Jogos Regionais na capoeira

A equipe de capoeira de Ubatuba sagrou-se campeã da modalidade na classificação geral, na 53ª edição dos Jogos Regionais, que acontecem na cidade de Arujá.

Os capoeiristas de Ubatuba conquistaram o título dos jogos no masclino e no feminino, obtendo a marca de nove medalhas, das quais oito de ouro (duas delas por equipe) e uma de bronze.

Os atletas medalhistas da equipe foram Mariana Zemmel (categoria médio), Ana Tereza (meio pesado), Fabiana Martinez (leve), Edvaldo da Rocha (leve), Sacha Ortiz (médio), Mário Gabriel (pesado) e Jair Santos (meio pesado).

 

Para saber mais sobre os Jogos Regionais (Arujá), clique aqui.

 

Fonte: http://www.pindavale.com.br/

Santos: Seminário discute lei que implementa ensino da cultura afro-brasileira

Continuando a programação da Semana Municipal da Consciência Negra, aconteceu ontem (17), no Campus Dom Idílio da UniSantos, seminário para capacitação de professores sobre a lei federal 10.639/03, que inclui na grade curricular das escolas de ensino básico a temática História e Cultura Afro-brasileira.
 
A palestrante foi a professora Ana Paula Pereira Gomes, mestranda em Sociologia das Relações Raciais da Universidade Federal de São Carlos, no interior do Estado. Ela contou um pouco do histórico da luta da comunidade negra pelo reconhecimento de seus direitos no Brasil, além de destacar pontos importantes da cultura afro-brasileira. Estiveram presentes professores da rede municipal e estadual, além de representantes de movimentos da comunidade negra de Santos.
 
Segundo Ana Paula, até hoje os livros didáticos desrespeitam os negros e a diversidade cultural brasileira. “Os livros mostram um negro como menino de rua ou algum subalterno. Não somos minoria, afinal, constituímos metade da população brasileira”.
 
Santos – A Cidade já adota em sua rede de ensino a lei 10.639, desde que foi sancionada, em 2003. Além disso, o Município fomenta políticas afirmativas e de inclusão, desenvolvidas pela comunidade negra, em parceria com a Prefeitura, por meio da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial e Étnica (Copire).
 
Na área da saúde, Santos é a única cidade da região a promover campanha e oferecer tratamento sobre anemia falciforme, doença que afeta principalmente negros e afro-descendentes. Também é pioneira no desenvolvimento do projeto Capoeira na Escola, que destaca a saga do negro e sua luta por liberdade na história do Brasil. 
 
ClickLitoral – Santos – http://www.clicklitoral.com.br

Livro homenageia mulheres negras e afro descendentes em dia de evento internacional

No próximo dia 25 de julho, na Câmara Municipal do Salvador, será lançado em evento especial o livro Mulheres do Vento Mulheres do Tempo, para marcar o Dia Internacional de Luta da Mulher Negra da América Latina e do Caribe. A iniciativa em Salvador é da  produtora e microempresária Mônica Kalile, fundadora da entidade não governamental e cultural A Mulherada, associando-se com as manifestações que também ocorrerão em diversas cidades brasileiras, nas Américas e no Caribe.   O livro, organizado por Mônica e uma equipe de jornalistas e historiador , relaciona em sua primeira edição, 100 mulheres negras e afro descendentes  que se destacaram em suas atividades profissionais, desde as mais simples até as mais qualificadas.

Mônica define o livro como uma linha guia para a busca de informações, consulta escolar, pesquisas  e análise da ação discriminatória étnica, que ainda atinge as mulheres afro descendentes, mas que foi e tem sido superada por elas, não só conquistando espaços, como estendendo conquistas históricas para o beneficiamento da sociedade como um todo. Entretanto, observa,  muitas dessas mulheres não são olhadas em sua importância, minimizando-se ou desprezando a sua influência, quando não qualificadas folcloricamente, como personagens lendárias.

Dentre as 100 mulheres relacionadas como destaque do livro, estão jornalistas, artistas, empresárias, esteticistas, profissionais liberais, culinaristas, domésticas, comerciantes, líderes comunitárias, líderes sindicais, parlamentares e militantes políticas e religiosas, educadoras, dentre outros segmentos.

A edição de Mulheres do Vento Mulheres do Tempo tem o patrocínio da Fundação  Palmares e apoio da Fundação Gregório de Matos, Semur ( Secretaria Municipal da Reparação) , Comissão de Defesa  dos Direitos  da Mulher da Câmara de Vereadores e Superintendência Especial de Políticas para as Mulheres – SPM . É composto de 206 páginas contendo fotografias, resumo biográfico e entrevistas sobre fatos marcantes na vida das entrevistadas, que servem como estímulo na luta contra os preconceitos racial e de gênero e outras adversidades na construção de suas dignidades e da história em diferentes dimensões. É a realidade de vida de cada uma contada por elas mesmas, enquanto agente e paciente dos fatos.

Salvador, 18 de julho de 2006.

Contatos: Mônica Kalile: 3326-7166/ 9925-9529         E-mail:[email protected]

Apresentação

Mulheres do Vento Mulheres do Tempo, identificando 100 Mulheres Negras da Bahia, é como um espelho d´água de um imenso oceano de verdades que se mostram na superfície, impulsionadas pelo profundo.
Foi a trajetória na busca desse profundo que levou A Mulherada, através de Mônica Kalile, produtora cultural e fundadora da entidade, a trazer à tona essas Mulheres-Modelos cujas histórias de vida estão fundadas nos mesmos valores de A Mulherada: solidariedade; pioneirismo; transparência; vontade; responsabilidade; inovação.

Ao ressaltar os nomes dessas 100 Mulheres, A Mulherada reconhece todas as Mulheres Afrodescendentes que jamais foram anônimas em seu dia-a-dia, em sua luta, em sua escolha, com vidas e valores tão iguais, porque fundados na mesma verdade das ancestrais que chegaram ao Brasil, pelo maior porto de chegada dos povos do continente africano: Salvador.

A sabedoria e a perseverança das ancestrais apontam para tempos de bonança, para milhões de Mulheres afro-brasileiras que não vão esperar pela felicidade nem pela liberdade, mas que vão continuar buscando essas grandezas na luta plantada pelas ancestrais.
As Mulheres Negras descendentes estão valorizando a trajetória de seu povo, conscientes do sofrimento lhe foi impingido, sem precedentes na história da humanidade.  Essas Mulheres descendem de verdadeiras santas, por nós canonizadas, que ofereceram o amor à verdade e a luta pela dignidade como alicerces cravados nessa terra, raízes profundas que formam a alma do povo negro.
O Vento tem se encarregado de provocar e expandir o movimento das Mulheres, como as identificadas nesse belo livro.  O Tempo tem atualizado a luta contra toda a forma de discriminação, para a dignidade plena.  O Vento e o Tempo, juntos, vêm bradando aos quatro cantos do mundo a situação das Mulheres Negras na Bahia e no Brasil.  O Vento chegou!  O Tempo é agora!
Ana Maria Felippe
Coordenadora de Memória Lélia Gonzalez



PROGRAMAÇÃO:

18h00min: abertura da sessão
Composição da Mesa – Eron Vasconcelos, Valdenor Cardoso, Jaime Sodré, Ana Maria Felippe, Deise Benedito, Mônica Kalile
Apresentação de A Mulherada ( banda)
Fala: Mônica Kalile – Fundadora A Mulherada
Fala: Ana Maria Felippe ( Coordenadora Memorial Lélia Gonzáles) exibição de filme sobre a Lélia Gonzáles) – RJ
Recital poesia – Jocélia
Fala: profº Jaime Sodré
Fala: Deise Benedito – Presidente Fala Preta – SP
Apresentação musical – Rita Brás – Cantora Lirica
Encerramento
Coquetel
Autógrafos com distribuição gratuita do livro Mulheres do Vento Mulheres do Tempo
21h30min: show da Banda A Mulherada

Local: Praça do Terreiro de Jesus – Pelourinho – Palco do Projeto Pelourinho Dia e Noite

Read More

Projeto: “CAPOEIRA UM SALTO PARA A CIDADANIA”

Acontecerá um projeto denominado, "CAPOEIRA UM SALTO PARA A CIDADANIA" que está recebendo inscrições para posterior seleção de Instrutores de Capoeira de todas as graduações: MONITORES, PROFESSORES, CONTRA-MESTRES E MESTRES, para trabalharem remunerados em oficinas diárias nas regiões, das Zonas Norte, Sul, Leste e Oeste, cada oficina terá a duração de 02 horas, vagas para os períodos da manhã, tarde ou noite de 2ª a 6ª e finais de semana.
 
Os interessados estão convidados à participar de uma reunião na 2ª feira dia 01 de Agôsto às 13:30 horas na ASSOCIAÇÃO DE CAPOEIRA SÃO BENTO PEQUENO DO MESTRE DJAMIR PINATTI, Rua Vergueiro, nº 2.684 – Próximo à Estação ANA ROSA do Metrô.
 
Só serão atendidos na reunião, os candidatos que enviarem seu currículo constando: Fone para contato, e-mail, enderêço residencial, até as 22 hs de Domingo dia 31 de Julho para o enderêço [email protected]
 
Caso não possa enviar por e-mail, levar em mãos na reunião.