Blog

auto

Vendo Artigos etiquetados em: auto

Salto: “Capoeira na escola, educando com a arte”

Cidadania através da Capoeira na cidade de Salto

Alunos do Cemus estão aprendendo a arte deste esporte.

O diálogo corporal, a improvisação e o equilíbrio são alguns dos benefícios da capoeira, que é excelente para crianças e jovens. Os alunos do Cemus XI – “Profª Lázara Maria Lara Begossi”, em Salto, já estão desfrutando destas aulas há um mês, por meio do projeto “Capoeira na escola, educando com a arte”.

Todas as segundas e sextas-feiras, o professor Flávio Rodrigues do Nascimento – o Ceará -, ensina as técnicas desta arte brasileira. “A capoeira resgata a auto-estima e as nossas raízes, além de transmitir noções de cidadania”, explicou o professor.

A capoeira mexe com todos os músculos, desenvolvendo uma série de qualidades físicas. Além disso, dá noções de espaço, tempo, ritmo, música e compreensão da filosofia de jogo.

No Cemus XI, cerca de cem alunos participam das aulas, que acontecem no período contrário ao horário de escola das crianças.

1º Encontro Alagoano Feminino de Capoeira – ENAFEC

A capoeira é uma manifestação cultural brasileira que reúne características muito distintas: trata-se de uma mistura de arte-luta praticada ao som de instrumentos musicais como o berimbau, o pandeiro e o atabaque.

Para incentivar a prática entre as mulheres, foi promovido o 1º Encontro Alagoano Feminino de Capoeira (ENAFEC).

Aconteceu no SESC Poço atendendo um público alvo de jovens e adultos que sempre tiveram interesse em participar do evento.

A prática da capoeira ainda é pouco difundida no Estado entre as mulheres e encontramos resistência em praticá-la, desconhecendo que a atividade pode ser uma alternativa eficaz na melhoria das condições gerais do indivíduo e pode, ainda, contribuir para a auto-estima e formação do caráter e da personalidade de quem a realiza.

Aqui em Alagoas muitas meninas reclamam da discriminação pois as pessoas leigas e ignorantes no assunto vem, algumas vezes, chamando-as de vagabundas e desocupadas, além de serem assediadas constantemente pelos homens capoeiristas.

Crônica: O que é dar valor à capoeira…

Dar valor à Capoeira, ter o mínimo de respeito com essa Arte tão magnífica, é saber que, quanto mais capacitado for o profissional, melhor ele exercerá sua profissão; é entender que o curso de educação física não vem para substituí-la, e sim, para dar subsídio a ela, para que o professor tenha o respaldo científico, podendo comprovar cientificamente todo o potencial da Arte, para que ele seja capaz de dizer mais que apenas: “A Capoeira é a única arte marcial genuinamente brasileira, é Patrimônio Cultural Brasileiro”, disso todo mundo sabe, não é novidade, não deixa de ser um título importante, mas é algo muito limitado para a dimensão real dos benefícios da Capoeira.

A pesso, para defender a tese da Capoeira, deve ser capaz de dizer em linguagem acadêmica e culta: “a Capoeira não se resume em importância histórica, mesmo que não desconsideremos esse fato, temos que saber que a Capoeira atua em um contexto bio-psico-social, fisiologicamente, a Capoeira proporciona aumento do condicionamento físico, melhora nos sistemas muscular, cardiovascular, articular e respiratório, aquisição de capacidades físicas: força, flexibilidade, resistência e velocidade, e ainda estimula a produção de endorfina e serotonina, hormônios responsáveis pela sensação de prazer. Os benefícios psicomotores da Capoeira são: aumento da noção de esquema corporal, maior noção de lateralidade, aumento da coordenação motora, aumento da noção espaço-temporal, aquisição de ritmo, maior poder de atenção, concentração e formação de um auto-conceito positivo.

Sociologicamente, a Capoeira corrobora na socialização do indivíduo, visto que é capaz de desinibir, eliminando a timidez, aumentar o senso de organização, diminuir o risco do uso de drogas e álcool, promover a formação de caráter e a aquisição de valores como honestidade, solidariedade e fraternidade, dentre outros. Diferencia-se dos outros esportes por não exigir um arquétipo específico para sua prática, qualquer pessoa pode praticá-la, seja qual for sua estatura, etnia, credo ou classe social, além de trabalhar a musicalidade, propiciando a motivação do atleta.” Quem realmente ama e respeita a Capoeira entende que ela é como um camaleão, que muda de acordo com a situação, se adequando à época em que se encontra. Não podemos nos prender nas décadas de 30 e 40, quando ela não passava de cultura ou manifestação popular, visto que hoje a Capoeira é uma ferramenta para educadores na formação da cidadania, é auge no fitness, é terapia para a terceira idade, é esperança para os grupos especiais: cardiopatas, diabéticos, obesos e portadores de deficiências, seja ela qual for.

É preciso que o profissional atuante na área capoeirística seja capaz de criar seus projetos e não cobrar isso da prefeitura. É preciso que ele saiba que o poder público nada pode fazer para ajudar pessoas físicas, grupos sem registro que permanecem no anonimato, pois até mesmo uma criança, para ter seus direitos básicos garantidos, precisa tirar sua certidão de nascimento. Além disso, a Capoeira é auto sustentável, é possível conseguir recursos através da lei de incentivo fiscal, sem precisar mendigar nada de ninguém. É muito fácil cruzar os braços e reclamar, difícil é arregaçar as mangas e correr atrás, estudar, se capacitar. Tem espaço para todos, mas é mediocridade imaginar que a Prefeitura, com o atual governo que valoriza tanto a educação, contrataria alguém que menospreza um curso superior. Será que eles não sabem que o professor é um espelho para as crianças? Que o mesmo poder que a Capoeira tem de formação ela também tem de destruição, quando o profissional não é qualificado?

Diante de tudo isso, caros colegas autores da solicitação por mais valor à Capoeira, sinto muito lhes dizer, mas as portas não estão fechadas, porém, a escadaria para chegar até elas é longa.

Ubiracy Galvão Borges, Mestre Café, idealizador do projeto Capoeira para Todos – Gingando Contra a Exclusão

Fonte: http://www.jornaldeuberaba.com.br/

A Capoeira Como Atividade Terapêutica: Novas Possibilidades de Reabilitação.

O Professor Acúrsio Esteves, nos envia esta importante matéria onde o autor da ênfase a importância da capoeira como ferramenta de inclusão social e arma de cidadania e reabilitação…
Gostaria de deixar uma ressalva à importância dos trabalhos que diversos Mestres "educadores" vem desenvolvendo dentro desta abordagem: Capoeira na 3ª idade – Capoeira para deficientes – Capoeira Cidadã…
 
Luciano Milani

Read More

Capoeira fará “revolução” na atividade física

Maravilhosa a iniciativa do setor de Reabilitação Desportiva da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) de implementar a capoeira nas atividades de crianças com deficiência física.
 
Há mais de dois anos implantado, o projeto demonstra bons resultados médico e terapêutico. As crianças adquiriram melhor equilíbrio, desenvolvimento mental, disciplina e sociabilização.
 
A capoeira é realmente apaixonante, pois reúne atividade física exigente junto com aspectos artísticos e musicais. Ela alia movimentos de força, coordenação, destreza e equilíbrio dinâmico. Além de se caracterizar por um vigoroso exercício cardiovascular.
 
O exercício da capoeira exige participação dos grandes músculos do corpo, uma particular coordenação motora com movimentos delicados e bastante rigorosos, como saltos mortais para a frente e para trás.
 
Com tantas vantagens, a capoeira tem tudo para realizar uma futura revolução no campo da atividade física.
 
Somente a vigorosa atividade de desempenho cardiovascular, seria o bastante para fazer desse esporte uma das atividades físicas mais significativas. Por ter sido trazida pelos escravos africanos e ter assolado primeiramente a região nordeste, possui um lado cultural muito significativo.
 
Muitas academias estão utilizando a capoeira em suas atividades. E acredito que ela ainda será matéria obrigatória nas escolas, pois como exercício de luta, possui um extrato filosófico muito importante na formação de crianças e jovens tornando-se, por si só, uma atividade extremamente educacional.
 
O fato dela exigir regras, respeito, atitudes de competitividade e solidariedade leva a um conceito filosófico de luta e respeito muito importante, aliando a idéia de competência e resultado. Como todas as lutas, promove a formação do caráter e da personalidade. A capoeira leva o aluno, através do estimulo artístico, musical e atlético a uma plenitude da sua exuberância, promovendo efeitos da ordem mental, emocional e espiritual.
 
Capoeira e auto-estima
 
A exigência de movimentos acrobáticos é um fator a mais no desenvolvimento da auto-estima, fator crucial numa sociedade de formação ‘anulante’ que tira da criança e do jovem o auto-respeito e a auto-admiração: elementos fundamentais no sucesso em qualquer profissão. Ela possui ainda um poder de socialização de rara grandeza, pois emana, através dos grupos de combate, uma amizade solidificada através dos treinamentos. Essa integração social irá ajudar o jovem no futuro, quando esse tiver que trabalhar em equipe dentro das empresas.
 
Quem pode praticar capoeira?
 
É um esporte que pode ser praticado em qualquer idade, por qualquer pessoa, em qualquer situação, pois pela sua própria forma de ser, acaba se encaixando no nível de intensidade e exigência tanto cardiovascular, como muscular localizado, no nível que lhe for possível, de acordo com suas condições especificas, independente do seu preparo físico, orgânico ou muscular.
 
Com treino você se aprofunda ate adquirir um nível de excelência. A capoeira vai de uma simples brincadeira na areia, até complexas acrobacias próprias de ginastas olímpicos, esta é a sua grandeza.
 
 
Nuno Cobra é formado pela Escola de Educação Física de São Carlos e pós-graduado pela Universidade de São Paulo. Foi preparador físico de Ayrton Senna, Mika Hakkinen, Rubens Barrichello, Abílio Diniz entre outros. É autor do best-seller A Semente da Vitória

Pérolas da Língua Portuguesa…

ØPérolas de da nossa Língua Portuguesa:
 
BRASIL
PORTUGAL
AEROFÓLIO
AILERON
ANOTAÇÃO
APONTAMENTO
APELIDO
ALCUNHA
APONTADOR
AFIADOR
ARQUIVO
FICHEIRO
ATACANTE
AVANÇADO
BAND-AID
PENÇOS CURATIVOS
BANHEIRO
CASA DE BANHO
BARRIL
BIDÃO
BOM
FISH
BONITO
GIRO
CABAÇO
VIRGO
CADASTRO (PESSOAS)
FICHADO (POLICIAL)
CAFÉ DA MANHÃ
PEQUENO ALMOÇO
CAFETÃO
CHULO
CAIXAS DE SOM
COLUNAS
CALCINHA
CUECA
CALOTAS
TAMPÕES
CAMISETA
CAMISOLA
CAMISINHA (PRESERV.)
DUREX
CAVALO DE PAU
TRAVÃO DE MÃO
CAVANHAQUE
PERA
CELULAR
TELEMÓVEL
CHAVEIRO (DE CHAVES)
PORTA CHAVES
CHUPETA (SEXUAL)
BROCHE
COLOCAR
METER
COSTELETA
SUIÇAS
DIREÇÃO HIDRAULICA
DIREÇÃO ASSISTIDA
ENDEREÇO
MORADA
ESFRIAR
ARREFECER
ESTILETE
SEJATO
ESTILINGUE
FISGA
FUNILARIA
CHAPARIA
FUNILEIRO
BATE-LATAS
GAROTA
RAPARIGA
GAROTO
PUTO, MÍUDO
GOGO
CAROÇO
GOL
GOLO
GOLEIRO
GUARDA REDES
GOSTARIA…
APETECE-ME
GRADE
GRELHA
GRAMADO
RELVADO
GRAMPEADOR
AGRAFADOR
GRATIS
BORLA
JEANS
GANGA
JUNTO (PERTO)
AO PÉ
LADRÃO (FUTEBOL)
POLICIA (FUTEBOL)
MACHUCAR (FÍSICO)
MAGOAR
MAMADEIRA
BIBRÃO
MARCHA
ALAVANCA DE VELOCIDADE
MESA DE ESCRITÓRIO
SECRETÁRIA
MODES / ABSORVENTE
PENÇOS HIGIENICOS
MOUSE
RATO
OBJETO
ARCANHO
ÓLEO DIESEL
GASOLEO
ÔNIBUS
AUTO CARRO
ORDEM DE SERVIÇO
FOLHA DE OBRA
PAINEL
CONSOLA
PÃO
CASSETE
PARA-LAMA
GUARDA-LAMAS
PASTILHA DE FREIO
TRAVÕES
PERUA (VAN)
CARRINHA
PIADA
ANEDOTA
PRESENTE
PRENDA
PRESUNTO
FIAMBRE
PUTEIRO
ALTERNE
RAMAL
EXTENSÃO
RODA
JANTE
SACAR (ESPOTE)
BOLAR
SENHA
PALAVRA PASSE
SILIOS
PESTANAS
SOBRENOME
APELIDO
SORVETE
GELADO
SÓTÂO
TERCEIROS
SUCO
SUMO
TAMPINHA (REFRIG)
CARRICA
TODO MUNDO
TODA GENTE
TRAVE
BALIZAS
TRECHO EM OBRAS
TROÇO EM OBRAS
TROTE (ESCOLA)
PRACHE
XAVECAR
DEITAR O CHARME