Blog

bonecos

Vendo Artigos etiquetados em: bonecos

Curitiba: Bonecos encantados

Premiada Cia. Manoel Kobachuk, de Curitiba, apresenta hoje no Calil Haddad o espetáculo “Encanta Brasil”, que apresenta diversidade cultural brasileira através do teatro de bonecos

Hoje a noite será de capoeira no Calil Haddad. “Capoeira me mandou dizer que já chegou, chegou para lutar”, como cantava Vinícius. Não haverá, porém, capoeiristas no palco italiano do teatro, mas bonecos – os bonecos premiados da Cia. Manoel Kobachuk, de Curitiba, que apresentam em Maringá o espetáculo “Encanta Brasil”.

A capoeira é uma das manifestações culturais que os bonecos retratam, ao lado do forró, do frevo, das músicas de ciranda, dos folguedos do boi,entre outras manifestações artísticas, para retratar a diversidade cultural brasileira.

O espetáculo da noite de hoje, é beneficente e terá arrecadação de alimentos destinada à Provopar. O grupo realizou outras cinco apresentações de “Encanta Brasil ”em Maringá ontem e hoje, voltadas exclusivamente para alunos do Colégio Positivo (o espetáculo, que está em turnê nacional, é patrocinado pela Editora Positivo”.

Em “Encanta Brasil”, a Cia. Manoel Kobachuk utiliza as técnicas de manipulação de bonecos de fios, de luva, projeção em sombra e manipulação aparente, em que os bonecos interagem com quatro atores . “A peça é um passeio musical pelo Brasil, que começa pela África, passa pelos indígenas, o Carnaval … enfim, é um recorte de várias regiões e músicas brasileiras”, explica a produtora Neiva Figueiredo, citando entre Luiz Gonzaga, Milton Nascimento e o fandango paranaense entre os autores e ritmos que serão apresentados no “Encanta Brasil”.

História e tradição

Com mais de 30 anos de estrada, a Cia. Manoel Kobachuk já produziu mais de 20 espetáculos de teatro de bonecos, dos quais 14 ainda permanecem no repertório da companhia, como “Pluft, o fantasminha”, “Respeitável Público” e “Tainahakã” – estes dois últimos, em 2000 e 2003, foram apresentados no Brasil, Portugal, Espanha e Itália.

A companhia trabalha com diversas técnicas de teatro de bonecos, realizando produções tanto para o público adulto quanto para o infantil. Com seus espetáculos, o grupo já conquistou prêmios como dois troféus Mambembe, oito Gralha Azul, troféu Talento do Paraná e três prêmios MEC.

A Cia. Manoel Kobachuk também realiza um trabalho de formação de bonequeiros e é um polo de pesquisa e produção, com criação de espetáculos, exposição de acervos, edição de boletins especializados, cursos, oficinas, desenvolvimento de literatura dirigida, admissão de estagiários de todo o território brasileiro e de países europeus.


Por quilo

“Encanta Brasil”, com a Cia. Manoel Kobachuk, de Curitiba.
Hoje, às 20h, no Teatro Calil Haddad.
Ingresso: 1 kg de alimento não perecível.

Fábio Massalli – http://www.odiariomaringa.com.br
massalli@odiariomaringa.com.br

Espetáculo – Homenagem ao Mestre Pastinha, Quando as pernas fazem miserê

 Dia 13/10  –  Entrada Franca 

 

Horário: 20:00hs

Local: TEATRO DA UNIVERCIDADE

R: Humaitá, 275  Humaitá – RJ

Informações: F: (21) 2527-1497

 

Dia 14/10  –  Entrada Franca

 

Horário: 20:00hs

Local: Lona Cultural Herbert Viana – RJ

EM BREVE NOVA PROGRAMAÇÃO DAS APRESENTAÇÕES:


Em 2000, fui presenteado com a versão em CD do disco outrora gravado por mestre Pastinha. Naquela noite inquieta, inteiramente emocionado a ouvir aqueles causos contados pelo mestre, decidi que montaria esse espetáculo.
    
    De lá pra cá, muitas foram as boas surpresas a contribuir para a realização desse sonho. O ingresso no mestrado no instituto de Artes da Unicamp com a pesquisa que relaciona a arte de ator com a do capoeirista angoleiro apontou o rumo. Alguns anjos surgiram para abençoar. A orientação da Prof. Dra Suzi Frankl Sperber, coordenadora do LUME e o aprendizado cotidiano com mestre Jogo de Dentro formado por mestre João Pequeno de Pastinha iluminaram o caminho.
    
    A opção de elaborar uma obra teatral a partir dos elementos articulados no seio da própria Capoeira Angola e com atuantes que, independente desta empreitada, treinam a anos, pelo puro prazer da vadiagem, permitiu o tecer com propriedade.
    
    Mestre Pastinha, apesar da mingua no final de sua vida, foi um homem iluminado que por aqui passou. Uma espécie de Buda com a missão de fazer prosperar a resistência de um povo, expressa numa nobre arte chamada Capoeira.
                                                                                                                        LUIS CARLOS NEM
 
Direção e concepção – Luis Carlos Nem
 
Produção – Sylla Jonh Taves
 Elenco
Brisa Vieira
Danny Soares
Fábio Tomé
Hugo Cacilhas
Renata Lima
Servilio de Holanda
Participação especial – Mestre Jogo de Dentro
 
Direção musical e Sonoplastia – Plínio Ferreira
Roteiro – Frede Abreu e Luis Carlos Nem
Orientação de Pesquisa – Suzi Frankl Sperker
Texto de Abertura – Muniz Sodré
Assistência de Direção – Daniela Amoroso
Assistência de Produção – Igor Brasil e Coraci Bartman
Cenário e Figurinos – Daisy Caribé, Renato Ferracini, Leila Leme e Mayra Taves
Orientação de manipulação de Bonecos – Miguel Vellinho
Confecção de Bonecos – Renato Spinelli, Eloisa Dile e Miguel Vellinho
Orientação de mímeses corpórea – Renato Ferracini
Iluminação – Ênio Bernardes
Coreografia – Renata Lima e Daniela Amoroso
Animação – Francisco Ivan Russo
Fotos – Marli Wunder
Edição de Vídeo – Laboratório Cisco
Produção Gráfica – Ivan Avelar CPGravura/DAP/IA/UNICAMP
 
Agradecimentos
Eloi Lima, Rafael Lima, Iara Ferreira, Thiago, José Roberto Zan, Renato Tapajós, Rogério Cerqueira Leite, D. Cida, Ênio Bernardes, Barbosa, Valmir, Malu, Dario, Tonha, Toshiro, Alik Wunder, Nadir de Quadros, Alexandre Piccina e Pedro Castelo Branco, Edson Lins, Geraldo Mendes, Élio Wunder, Hidalgo Homero.
 
PATROCÍNIO – PETROBRÁS