Blog

carinho

Vendo Artigos etiquetados em: carinho

SENTIMENTO CANGACEIRO

Corre em mim um sangue de CANGACEIRO
E carrego um brilho de LAMPIÃO
Que reflete no aço de um facão
Meu espírito forte e guerreiro
Tenho DEUS como sagrado coiteiro
Pra enfrentar as volantes da maldade
Mentira, traição e falsidade
Me trouxeram angústia e rebeldia
Quando vejo injustiça e covardia
Me desperta a impulsividade

Meu instinto animal se faz presente
Ferindo muito mais do que um punhal
Mas procuro guardar em meu bornal
Alegria e bondade simplesmente
Pontear a viola do repente
Com estrofes de amor e esperança
Pra cantar o xaxado da bonança
E encontrar minha Maria Bonita
Pois a estrada da vida é infinita
E nela cangaceiro não descansa

Trago no peito a minha cartucheira
De carinho e amor bem carregada
Para quando encontrar a minha amada
Minha Maria Bonita cangaceira
Vou fazer rainha a mulher rendeira
E viver nossa vida a namorar
Só a ela que eu vou desejar
De respeito entre nós seremos ricos
E perder a cabeça em nossa Angicos
Só se for de prazer ao te amar.

A mamãe faz capoeira

Ela cuida dos filhos, da casa, do marido, muitas vezes trabalha fora e ainda consegue tempo para treinar e estar presente nas rodas.

A mãe capoeirista é uma mulher surpreendente que, fazendo milagre com seu tempo, consegue cultivar a felicidade da família e conquista o carinho e a amizade de todo o grupo.

É claro que a disponibilidade não é tão grande mas, mesmo precisando se afastar algumas vezes, a mãe capoeirista nunca abandona a capoeira. É o que diz Vilma, capoeirista há nove anos e mãe de Pâmela, que agora está com cinco anos de idade: “Eu pratico e incentivo minha filha a praticar capoeira mesmo com os contratempos da vida, pois a capoeira é esporte, lazer e cultura”.

Em alguns casos, a mãe capoeirista já traz a capoeira como parte da sua vida e a apresenta aos filhos quando eles ainda estão em sua barriga. É o caso de Raylana, fisioterapeuta, capoeirista há 13 anos, e mãe da Maria Eduarda, de 1 ano e 11 meses. “Ela ainda é muito pequena, mas quando vê DVD de capoeira comigo já bate palma”, afirma sorrindo.

Em outros casos, a mãe capoeirista é que conhece a capoeira através dos filhos, acompanhando-os nos treinos.

Em ambas as situações é uma mãe sempre presente e, muitas vezes, até “adota” as outras crianças do grupo, com cuidados, carinhos e conselhos que só uma mãe sabe dar.

Merecedora de nossa admiração, carinho e respeito durante todos os dias do ano, a mãe capoeirista merece ser lembrada e homenageada por todos, não apenas por seus filhos, no dia das mães que se aproxima.

Parabéns a todas as mamães que fazem a diferença no meio capoeirístico!

 

Neila Vasconcelos – Venusiana

capoeiradevenus.blogspot.com

Crônica: Criativa como CAPOEIRA

Capoeira Confiante Construindo Com Carinho!!!

Camarada Capoeira.
 
Costumamos caminhar contra crises, contratempos, complicações, confluências, constrangimentos, contrariedades. Contudo colocamos capricho, carinho, conquistas, companheirismo, conhecimento, consciência, cooperação, contribuição como cuidados com capoeirandos. Convictos, conversamos com controle consertando costumeiros confrontos. Capacitamos constantemente consciências consternadas. Criamos contatos confiáveis consolidados com compaixão, carisma, conduta. Como capoeiras; cambamos, caímos, cometemos criancices, covardias, comodidades. Contudo, consternados…calamos!
 
Conscientes, combatemos controvérsias convivendo com constância, coragem, consonância. Contornamos catástrofes completamente coerentes com “caminhos caquéticos”. Continuamos confiando! Construímos castelos confiando, clamando camaradagem. Costumeiramente colocamos cara, coragem, carreira, conquistas como calço. Cambaleamos cordialmente, concluindo confusos como calar-se, camuflar-se consegue comprometer caminhos consistentes. Corremos como campeões canalizando correntes coesas. Conhecemos colegas, compadres, comadres, crioulos, caucasianos, cooperadores, cafajestes, crucificados, crianças, cretinos, caiporas, caipiras, convencidos, conterrâneos, corporativistas, companheiros, credores.
 
 
Curamos crueldades colocando como contrapartida capacidades corrompidas. Criamos confiança, confluência, condolência; conscientizando cabeças cansadas. Corrupiamos com cautela conhecendo calmamente capoeiras corretos, contrários, contemporâneos, classificados, calculistas, companheiros, coroados, corruptos, capacitados. Clamamos companheiros construindo calabouços completamente camuflados congregando cambadas. Como convulsões, castelos caem contrariando confiança, companheirismo, camaradagem. Com cadência, continuamos capoeirando, confiantes como caciques cobertos com cocares coloridos. Comparamos capoeira constantemente com caminhos congruentes. Caminhos condutores com capacidades completamente concretas. Capazes categoricamente, com classe cardeal. Capoeira cai, contorna, continua conduzindo canais compatíveis. Capoeiramos, capoeirastes, capoeirás!
 
Continuamos como costumeiramente corrigindo cabeças confusas. Com cabeçadas conseguimos cambar capoeiristas. Compreensíveis, concluímos: cambamos como caxinguelês. Com cutiladas conquistamos cargos. Contudo criamos cobras.
 
Calma! Capoeiras clamam camaradagem. Compartilham companheirismos, confraternizações, contatos. Concluo confirmando com clareza: Capoeira congrega, constrói, cativa, comove, carrega confiança, cautela, companhia; compromissos, camaradagens. Capoeira caminha comigo, contigo, conosco, convosco!
 
Cordialmente
 
Capoeira Comum.
 
Colega capoeira, comente com C.
 
Professor Beija-Flor
 
http://bfcapoeira.vilabol.com.br
 
Nota: Em homenagem ao poeta GOG, inspirador e criativo.
 

Com criatividade, cabeça e coração o camarada Beija Flor, contribui com esta crônica… Gingando com C de CAPOEIRA, CORAÇÃO, COMPANHEIRISMO, CAMARADAGEM E CIDADADANIA.

Contra Mestre Pernalonga, um Guerreiro…

Matéria em homenagem ao respeito, hospitalidade e principalmente a forma acolhedora e carinhosa que o grupo de Capoeira Irmãos Guerreiros, na figura do Contra Mestre Perna e de seus alunos nos receberam e nos trataram durante a semana que passamos em Bremen, na Alemanha.
Luciano Milani

Capoeira Angola BremenTer estado em Bremen, trocando informações, partilhando experiências e conhecimentos e experimentando o tempero paulista da bonita e bem fundamentada Capoeira dos Irmãos Guerreiros, sob os olhos atentos e responsáveis do Contra Mestre Pernalonga, que cativa os seus alunos e visitantes, pela maneira natural e acolhedora de sua postura, foi sem duvida alguma uma grata surpresa…
 
O Guerreiro Pernalonga é natural de São Paulo e foi criado na periferia Paulista na região do Pirajussara onde desde pequeno conviveu de perto com a riquíssima cultura nordestina. Herança esta adquirida devido ao carácter imigrante e acolhedor, típico da periferia paulistana onde um universo de miscigenação e uma infinidade de elementos, tipos e raças se fundem e em perfeita simbiose nesta panela de pressão cultural…
 
Esta eclética mistura talhou o jovem capoeirista e contribuiu positivamente para a sua formação cultural e capoeirística.
 
Capoeira Angola BremenPernalonga se emociona quando canta em homenagem a sua bisavó e fala com carinho da sua família…
Na sua vida a capoeira é o norte… seus alunos, seus amigos e parceiros vem em primeiro lugar…
No seu Cazuá, lugar sagrado e mágico, repleto de boas energias onde a capoeira se sente a vontade… e pode realmente dizer… "aqui é minha casa", o Contra Mestre ensina a Capoeira com o coração e com muito fundamento respeitando a tradição e a história mais sem fechar os olhos e o corpo para a atualidade.
 
Ainda vale destacar o carinho e a atenção para com seus alunos que retribuem da maneira mais prazeirosa possível dando um imenso orgulho ao professor… Tocam, cantam, jogam e participam de tudo… com alegria e com o coração…
 
 
Capoeira Angola Bremen"Nossa luta é de resistência… nossa batalha… Milani você não sabe como foi duro ter este espaço… ter mantido este trabalho… poder oferecer estas condições aos meus alunos… é por isso que nesta festa de aniversário do CAZUÁ onde comemoramos um ano eu celebro a nossa luta, a nossa resistência!!!"
 
Marcio Lourenco de Araujo
Contra Mestre Pernalonga
Read More

PASTINHA E ITAPOAN

FOTOS CLÁSSICAS

Itapoan venerava Mestre Pastinha, o qual mantinha um carinho especial para este jovem, como observamos nestas fotos acima.