Blog

coordenação

Vendo Artigos etiquetados em: coordenação

13 de maio – Jornada Brasileirafro celebra a data no Rio de Janeiro

Pra celebrar a abolição formal da escravatura, o Centro Universitário Augusto Motta  (Unisuam) promove, no dia 13 deste, a II Jornada Brasileirafro. Realizada pela coordenação do curso de psicologia da unidade de Bonsucesso, a iniciativa tem como objetivo evidenciar a contribuição da cultura africana na formação da identidade brasileira.

O presidente da Fundação Cultural Palmares (FCP) fala sobre o Estatuto da Igualdade Racial (Lei 12.288/10), na abertura do evento. Um dos principais articuladores do processo que resultou em sua aprovação, Eloi Ferreira de Araujo considera a lei um “instrumento estruturante para a inclusão da população negra em todos os ambientes da atividade humana”, o que é “fundamental para a consolidação da democracia”.

DESIGUALDADES HISTÓRICAS – Aprovado em 20 de novembro de 2010, o Estatuto visa garantir a implementação de políticas públicas favoráveis à população negra, objetivando a correção de desigualdades históricas e a erradicação do racismo na sociedade brasileira. É pelo que o movimento negro luta, 123 anos depois de abolida, oficialmente, a escravidão no País.

Cultura, arte e literatura serão os temas trabalhados na segunda edição da jornada, para afirmar a importância que têm na constituição da identidade brasileira. Haverá palestras, debates, filmes, roda de capoeira, exposição de artesanato afro, degustação de comidas típicas e um salão especializado em penteados afro, no Espaço Coisa D’Negro, onde os participantes poderão cuidar dos cabelos por preços simbólicos.

INSCRIÇÕES – As inscrições para a II Jornada Brasileirafro podem ser feitas através do site da instituição (www.unisuam.edu.br/ccult). A entrada é gratuita e haverá emissão de certificados para os participantes. Para os estudantes do Centro Universitário Augusto Motta  (Unisuam), o evento funcionará como atividade acadêmica complementar.

Serviço

O quê: II Jornada Brasileirafro
Quando: 13 de maio
Horário: A partir das 09h30
Onde: Centro Universitário Augusto Mota (UNISUAM)
Endereço: AV. Paris, Nº 72, Bonsucesso – Rio de Janeiro/RJ

Programação

09h30 a 10h – Mesa de abertura
Claudia Costa (Pró-Reitora de Pesquisa e Extensão da Unisuam)
Carlos Alberto Figueiredo (Pró-Reitor de Ensino da Unisuam)
Jorge França (Pesquisador/ Mestrado V)
Eloi  Ferreira de  Araújo (Presidente da Fundação Cultural dos Palmares)

10h – Conferência de abertura
Eloi Ferreira de Araújo (Presidente da Fundação Cultural dos Palmares)

10h30 a 11h30 – Mesa-redonda
O negro no ensino superior pela porta da frente
Coordenação: Maria Angélica Oliveira Gabriel
Componentes:
Dr. Jorge França (Pesquisador da Unisuam)
Dr. Nilton Sousa da Silva (Coordenador do Labpsiafro/ UFRRJ)
Auditório Prof. Amarina Motta.

11h30min a 19h  – Salão Espaço Coisa D´Negro
Pátio Coberto

12 a 13h – Roda de capoeira
Pátio Descoberto

13 a 14h  – Apresentação de pôsteres
Pátio Coberto

14 a 16h – Oficinas
Mia Couto Mosaico Cultural – João Olinto Trindade Junior
Igreja de negros: Ms. Reinaldo Bernades Tavares
Cantando a história do samba: Ms. Cláudio Honorato
Roda de conversa sobre “O racismo à brasileira”

16h a 18h – Cine-Debate: A negação do Brasil
Auditório Prof.  Amarina Motta

18 a 19h – Apresentação de dança afro
Responsável: Thais Jordão (Unisuam)
Grupo de dança Akoni: Comunidade do Vidigal
Auditório Prof.  Amarina Motta

19 a 20h – Mesa Redonda: Literaturas africanas e afrobrasileiras
Coordenação: Vera Negri (Unisuam)
Palestrantes: Dulce Mendes de Vasconcellos (Literaturas Afrobrasileiras) e Alexsandra Machado (Literaturas Africanas de Língua Portuguesa).

20h – Exposição de Artesanato Cerâmica Negra da Maré
CCULT

21h – Degustação de Comidas Típicas
Coordenação: Alejandra Cáceres (Coordenadora Técnica de Gastronomia da Unisuam)

21h30 – Encerramento

 

Fonte: http://www.palmares.gov.br

IPHAN: Chamada Pública de currículos para o Pró-Capoeira

Chamada Pública de currículos para o Pró-Capoeira

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional  em 21 de outubro de 2008 registrou o Ofício de Mestres e a Roda de Capoeira  como patrimônio cultural nacional. Em 22 de julho de 2009, foi instituído Grupo de Trabalho Pró-Capoeira (GTPC) através da Portaria nº 48. Este grupo é formado por representantes de unidades do Ministério da Cultura e tem a finalidade de estruturar as bases do Programa Nacional de Salvaguarda e Incentivo à Capoeira (Programa Pró-Capoeira).

Entre as metas Programa temos a implantação do Cadastro Nacional da Capoeira e a realização de três encontros de mestres e capoeiristas nas diferentes regiões do país. Estes encontros visam promover a sistematização de demandas do campo e o planejamento estratégico das  ações de salvaguarda e incentivo à prática da capoeira. Para fazer a gestão administrativa dessas ações, foi realizado um concurso de Oscips, sendo selecionada a Oscip Centro Cultural Internacional- Intercult-BSB.

Neste momento se faz necessária a contratação de dez consultores especialistas em capoeira, sendo dois por região. Os consultores se responsabilizarão pela  identificação de pessoas que sejam referencias e que tenham representatividade para participar dos encontros; pela relatoria e consolidação dos resultados dos encontros; pela coordenação dos debates, mesas e grupos de trabalho; pela elaboração de textos e documentos referenciais. Nesse sentido, o GTPC e a Oscip Intercult estão fazendo uma chamada de currículos para o seguinte perfil:

– Nível superior em qualquer área com experiência comprovada em pesquisa no campo da capoeira.

Os interessados deverão enviar o CV preenchido conforme modelo anexo, até o dia 10/07/2010 aos e-mails [email protected], [email protected] e [email protected], indicando no título da mensagem o perfil “Consultor de Capoeira” e região na qual atua como especialista. Serão desconsiderados os CVs remetidos após a data limite indicada neste edital.

Para concretização da contratação, os candidatos selecionados deverão entregar documentação comprobatória das informações declaradas no currículo (clique aqui para baixar o currículo).

Observamos que, em atenção às disposições do decreto nº 5.151, de 22/07/2004, é vedada a contratação de servidores ativos da Administração Pública Federal, Estadual, do Distrito Federal ou Municipal, direta ou indireta, bem como de empregados de suas subsidiárias ou controladas.

(Coordenação Geral de Salvaguarda – IPHAN)

4º ENCONTRO ADÃO, ADÃO, CADÊ SALOMÉ, ADÃO?

Relações de Gênero, Identidade Negra e Saúde na Capoeira Angola

 

De 15 a 21 de Março de 2010 – PORTO ALEGRE – RS – BRASIL

 

Evento que ao longo dos seus quatro anos vem visibilizando e refletindo sobre as relações de gênero na Capoeira Angola.
Cada edição traz um tema para levantar a poeira dos bate papos e das vivências no universo da Capoeira Angola: Relações de gênero, Identidade Negra e Saúde serão os assuntos abordados este ano, durante os sete dias do encontro, que contará com as presenças de: Mestra Janja (BA) e da Contra-mestra Dana (RJ).

Programação do Evento:

 

 

Segunda 15

ABERTURA DO EVENTO – Palestra e Roda de Capoeira angola com a Mestra Janja

19h-  Roda de Capoeira Angola

Coordenação: Mestra Janja (Instituto Nzinga de Capoeira Angola/BA)

20h –  Roda de Conversa “Relações de Gênero, Identidade Negra e Saúde na Capoeira Angola”

Palestrante: Mestra Janja

Debatedoras:

Prof. Dr Sandra Vial (Diretora da Escola de Saúde Publica / RS)

Psicóloga Sanitarista Eliana Xavier (Maria Mulher / RS)

Elaine Oliveira Soares(Coord. Da política de Saúde da População Negra SMS-POA/RS)

Reginete Bispo(Comissão Cidadania e Direitos humanos da Assembléia Legislativa/RS)

Local: Memorial do Roi Grande do Sul

Praça da Alfandega, s/nº – centro – Porto Alegre – RS

 

 

Terça 16

18h Aula de Capoeira Angola

Coordenação: Professora Giane (Grupo de Capoeira Angola Nascente Palmares / RS)

 

19h Oficina de dança dos Orixás

Coordenação: Babalorixá Diba de Iyemonjá ( Ilê Axé Iyemonjá Omi Olodô )

Convidada: Temilayo de Oxalá ( Ilê Axé Iyemonjá Omi Olodô )

 

20h Roda de Conversa “Tradições de Matriz Africana e Saúde”

Convidados/as:

Doutoranda Miriam Alves / Oloriobá ( PUCRS)

Babalorixá Diba de Iyemonjá (Ilê Axé Iyemonjá Omi Olodô )

Local: Africanamete Escola de Capoeira Angola

 

Quarta 17

18h Aula de Capoeira Angola

Coordenação: Mariposa ( Aluna do Prof. Teu – Angoleiro Sim Sinhô / SC )

19h Roda de Capoeira Angola “Vem vadiar com as Salomés”

20h Roda de Conversa “Mulher na Capoeira Angola, Diversidade de Gênero e Identidade Étnico-Cultural”

Convidadas:

Doutoranda Heloísa Gravina ( URFGS )

Prof.Dr. Paula S. Machado (URFGS )

Claudete Costa ( Liga Brasileira de Lésbicas )

Local: Africanamente Escola de Capoeira Angola

Quinta 18

18h Vivência de Capoeira Angola

Coordenação: Alessandra Carvalho ( Africanamente / RS )

19h Oficina de Ritmos e Produção Textual – “O poder da musicalidade da Capoeira Angola”

Coordenação: Viviane Malheiro e Karine Menez

20:30h Intervenção artística “Boneca Viva Africana”

Coordenação: Maripoza (Aluna do Prof. Téu – Angoleiro Sim Sinhô/SC)

Sexta 19

19h Roda de Capoeira Angola “O Corpo Fala”

Coordenação: Contra-Mestra Dana (Associação de Capoeira Angola Mestre Marrom e alunos / RJ)

21h Samba de Roda

 

OFICINA DE DE CAPOEIRA ANGOLA COM CONTRA-MESTRA DANA (RJ)

Investimento: R$ 40,00 e vagas limitadas

Sábado 20

10h Oficina de Capoeira Angola “A movimentação de luta e arte com a manha feminina”

Coordenação: CM Dana

14h Oficina de Capoeira Angola

Coordenação: CM Dana

16h Roda de Capoeira Angola

Coordenação: CM Dana

Domingo 21

9h Oficina de Ritmo “A musicalidade na Capoeira Angola”

Coordenação: CM Dana

10:30h Roda de Conversa “Capoeira Angola: Ancestralidade e Afrodescendência”

Coordenação: CM Dana

14h Roda de Rua

Local: Bric da Redenção

Importante:
A nossa escola oferece hospedagem gratuitamente, para até 10 pessoas inscritas no evento, basta trazer seus utensilios de cama e banho.

Inscrições e maiores informações:
[email protected]
Fones: (51) 9965-9335 ou 8100-3564
www.africanamenteescoladecapoeiraangola.blogspot.com

Saiba mais sobre nossas convidadas:

Mestra Janja
Co-fundadora e coordenadora do Instituto N’Zinga de Capoeira Angola, aravés da qual desenvolve importante trabalho de resgate e preservação das tradições educativas de matriz banto no Brasil. É doutora em Educação pela USP. Tem forte atuação nas interfaces entre raça, gênero e educação, tanto no âmbito acadêmico quanto no universo da Capoeira Angola.

Contra-Mestra Dana
Começou a trabalhar com capoeira, ensinando crianças em 1999. Em 2006 viajou com Mesre Marrom para a Europa ministrando workshops na Inglaterra, Alemanha, França e Escócia. Anualmente visita Israel dando cursos de capoeira angola pelo País. Em novembro de 1999, foi surpreendida com a formatura de Contra-Mestra, título recebido pelas mão de Mestre Brandão, com a presença de Mestre Boca Rica.

PARA ASSISTIR AOS VÍDEOS DAS OUTRAS EDIÇÕES E TAMBÉM OBTER MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE O EVENTO, BASTA ACESSAR:
www.africanamenteescoladecapoeiraangola.blogspot.com

Bahia: Projeto Capoeira Instrumento de Educação

O Ponto de Cultura de Capoeira Ginga e Malícia vem através deste, convidar a vossa Sr. (a) a participar da nossa programação de inserção sócio-educacional e cultural através do Projeto Capoeira Instrumento de Educação, que está completando 15 anos de atuação oferecendo para a comunidade cursos e oficinas totalmente gratuitos, para todas as idades nas mais diversas áreas do conhecimento que em muito tem contribuído com o crescimento cultural da comunidade. Uma programação diversificada será oferecida à comunidade nos dias 27, 28 e 29 de abril de 2007. Na oportunidade teremos a presença de convidados do cenário político e artísticos pedagogos e intelectuais baianos que irão tratar da questão de melhoria e da qualidade de vida da comunidade e a violência no bairro, que é um assunto de extrema urgência e de interesse de todos. Sua presença é de fundamental importância neste debate. Venha participar e exercer a sua cidadania. Colaborando para melhoria da nossa comunidade.
 

PROGRAMAÇÃO
 
Dia: 27/04 – Abertura: Lançamento do novo Site do Grupo, Mostra de Vídeo de algumas ações do Projeto Capoeira Instrumento de Educação e Fórum de Debate sobre melhorias da qualidade de vida da comunidade e a questão da violência.
Local: Escola Municipal Engenho Velho da Federação.
 Horário: 18h30min.
Convidados: Macota Valdina (Historiadora e Educadora), Profª. Lia Paiva. Alexandro Reis (Coordenador da UNEGRO), Heloisa Cabral (Conselho Comunitário do Rio Vermelho), Rosa Villas Boas (Diretora do Teatro SESI), Olívia Santana (Vereadora), Amélia Conrrado (Doutora em Educação na UFBA), Ricardo Biriba (Doutor em Artes Cênica da UFBA), Jorge Papapá (Músico e Compositor), Beatriz Pereira (Diretora do Posto de Saúde do Eng. Velho), Lazaro Pereira (Proj. Escola Aberta), Kátia Aparecida Oliveira (Coordenação de Eventos e Divulgação da Economia Solidária).
 
Dia 28/04 – Pela manhã às 9h: Visita ao Ponto de Cultura de Capoeira Ginga e Malícia, Inauguração do novo projeto do grupo em convênio com o Ministério da Cultura denominado Ação Griô, Oficinas de Capoeira (com Mestres Zambi e Traíra da UNICAR) e Design Gráfico (Profº Jailson Santos), Artes Plásticas e Cartum (Com Cartunista Cau Gomes).
Pela tarde às 14h: Voluntariado Jovem – Debate social com o Grupo de Teatro Falando Sério.
AS 16h30min: Batizado de capoeira e Mudança de Graduação – Roda de Capoeira Regional Tradicional, demonstração da seqüência do Mestre Bimba jogo de iuna e os toques de berimbau da Capoeira Regional.
Local: Sede Ginga e Malícia.
 
Dia 29/04 – Programação Especial com o Palco Móvel.
Pela manhã às 9:00h, Roda de Capoeira Infantil  e Recreação (Coordenação Luanda Marcelo), Logo apos Roda Aberta para adultos.
Local: Escola Municipal da Comunidade.
11:00h Abraço Pela PAZ na Baixa da Égua com Culto Evangélico.
Local: Na Baixa da Égua.
Pela tarde às 14:00h Caminhão da Cultura
Local: Largo da Rua Neide Gama.
Atrações artísticas:
Samba Chula do Recôncavo com Maestro Nelito, Os Pagoleiros com Maestro Queinho, Hip Hop, MPB, Atração Teatral, Performance de Teatro de Bonecos, Grupos de Dança e a na oportunidade será entregue documento “Abaixo Assinado” ao SR. Prefeito da Cidade do Salvador, reivindicando asfaltamento da Rua Neide Gama e recuperação do sistema de esgoto da Baixa da Égua.
 
Venha participar desse evento e exerça sua cidadania.
 
Realização:
Grupo de Capoeira Ginga e Malícia – UNICAR
 
Parceiros:
Escola Municipal Engenho Venho da Federação, Conselho Comunitário Social e de Segurança do Rio Vermelho, CIEE (Council on International Educational Exchange), Paulo das Frutas e Lideres de Grupos Culturais do bairro.
 
Direção
Valcir Batista Lima (Mestre Marinheiro)
Coordenação Cultural
Mel Nascimento
 
APOIO:  MINISTÉRIO DA CULTURA, CULTURA VIVA, PROJECT GEM, TEATRO SESI RIO VERMELHO.
 
Atenciosamente,
Valcir Batista Lima (Mestre Marinheiro)
Presidente da Instituição.
Contatos: (71) 3261-3699 / (71) 8809-9077
E-Mail: [email protected]

Aconteceu: Luxemburgo – Batizado Internacional

Mestre Timbó, responsável pelo Grupo ANGO-REGIONAL RAÌZES NO BRASIL, realizou seu primeiro batizado e troca de cordeis em solo Europeu.
Nós do Portal Capoeira, desejamos que está estrada se prolongue por muitos e muitos kilometros e seja repleta de sucessos, obrigado ao Grupo e a todos os envolvidos neste evento pelo interesse em partilhar com nossos leitores e visitantes está experiência. 
Segue agradecimento de Mestre Timbó em nome do Grupo ANGO-REGIONAL RAÌZES NO BRASIL
 
Graças à DEUS, O Grupo ANGO-REGIONAL RAÌZES NO BRASIL, realizou seu Primeiro Batismo e troca de cordeis no dia 29/10/06 na Europa (Luxemburgo), no Kultur Fabrik em Esch-Alzette sul de Luxemburgo, sob à coordenação do Mestre Timbò de Salvador-Bahia,  Robô Pontual (Formado), e os alunos (as) graduados : Jesus Cristo Panck e Marleite.
 
Estamos fazendo também um Intercâmbio Social e Cultural.

Inclusão da Capoeira nos Currículo das Escolas

INCLUSÃO DA CAPOEIRA NO CURRÍCULO DAS ESCOLAS
 
O PROGRAMA DE REFLEXÕES E DEBATES PARA A CONSCIÊNCIA NEGRA
Uma experiência de aplicação da Lei 10.639/03, tem em desenvolvimento o Projeto CAPOEIRA NA ESCOLA, sob coordenação da Professora Carla Lopes.
 
No fim do ano passado ela "clippou" uma informação sobre uma votação na Assembléia Legislativa no Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) para a INCLUSÃO DA CAPOEIRA NO CURRÍCULO DAS ESCOLAS PÚBLICAS.
A Profa. Carla Lopes procurou por várias vezes informações sobre a evolução e os resultados da votação, mas não obteve resposta e entende que passada a eleição de Deputados Estaduais é hora de se pedir posições, e mais que isso, mobilizar educadores e capoeiristas para se representarem organizadamente para a cobrar e acompanhar esta aprovação, no Estado do Rio de Janeiro e também por todo Brasil.
 
PROGRAMA DE REFLEXÕES E DEBATES PARA A CONSCIÊNCIA NEGRA
 
Coordenação Geral: Profa. Carla Lopes
[email protected]
 
Matéria enviada por Miltinho Astronauta – www.capoeira.jex.com.br

DEFICIÊNCIA: Alguns dados importantes…

Pessoas portadoras de necessidades especiais (PPNEs) – Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são + de 23 milhões de brasileiros (as)
DEFICIÊNCIA é todo e qualquer comprometimento que afeta a integridade da pessoa e traz prejuízos na sua locomoção, na coordenação de movimento, na fala, na compreensão de informações, na orientação espacial ou na percepção e contato com as outras pessoas.
A deficiência gera dificuldades ou impossibilidade de execução de atividades comuns às outras pessoas, e, inclusive, resulta na dificuldade da manutenção de emprego.
Por isso, muitas vezes, é necessária a utilização de equipamentos diversos que permitam melhor convívio, dadas as barreiras impostas pelo ambiente social.
Diante disso, a Constituição Federal de 1998 dispensou tratamento diferenciado às pessoas com deficiência.
DEFICIÊNCIA FÍSICA é todo comprometimento da mobilidade, coordenação motora geral ou da fala, causado por lesões neurológicas, neuromusculares e ortopédicas ou ainda por má formação congênita ou adquirida.
DEFICIÊNCIA MENTAL é um atraso ou lentidão no desenvolvimento mental que pode ser percebido na maneira de falar, caminhar, escrever. O grau de deficiência mental varia de leve a profundo.
DEFICIÊNCIA VISUAL é caracterizada por uma limitação no campo visual. Pode variar de cegueira total à visão subnormal. Neste caso, ocorre diminuição na percepção de cores e mais dificuldades de adaptação à luz.
DEFICIÊNCIA AUDITIVA é a perda total ou parcial da capacidade de compreender a falar através do ouvido. Pode ser surdez leve – nesse caso, a pessoa consegue se expressar oralmente e perceber a voz humana com ou sem a utilização de um aparelho. Pode ser ainda, surdez profunda.
Dicas para o Mestre ou professor que trabalha com a inclusão:
 
Com a ajuda da dra. Clélia Argolo Estill, vice-presidente da AND (Associação Nacional de Dislexia), separamos algumas sugestões de procedimentos a serem adotados pelo professor que trabalha com a inclusão em salas de ensino regular( estes conceitos podem ser aplicados aos locais de ensino e prática da capoeiragem ):
 
– Incentive o aluno a restaurar a confiança em si próprio.
– Ressalte os acertos, ainda que pequenos, e não enfatize os erros.
– Valorize o esforço e o interesse do aluno.
– Incentive-o nas coisas que ele gosta de fazer e faz bem-feito.
– Atribua-lhe tarefas que possam fazê-lo sentir-se útil.
– Dê instruções e orientações curtas e simples que evitem confusões.
– Não insista em exercícios de fixação, repetitivos e numerosos, pois isso não diminui a dificuldade.
– Minimize o medo de cometer erros.

RS – 3ª Semana da Capoeira

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE

Inscrições para oficinas, palestrantes, paneis, Shows para compor a programação da 3ª Semana de Capoeira 2005:

Etapas do Processo de Seleção.
1ª Etapa – de 07 a 20/07/2005. Os candidatos deverão entregar currículo e proposta de trabalho na coordenação de Descentralização (Usina do Gasômetro, Av. João Goulart 551, 6º andar)

Maiores informações, envie email:

[email protected]

Site: www.rscapoeira.cjb.net

 

Capoeira fará “revolução” na atividade física

Maravilhosa a iniciativa do setor de Reabilitação Desportiva da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) de implementar a capoeira nas atividades de crianças com deficiência física.
 
Há mais de dois anos implantado, o projeto demonstra bons resultados médico e terapêutico. As crianças adquiriram melhor equilíbrio, desenvolvimento mental, disciplina e sociabilização.
 
A capoeira é realmente apaixonante, pois reúne atividade física exigente junto com aspectos artísticos e musicais. Ela alia movimentos de força, coordenação, destreza e equilíbrio dinâmico. Além de se caracterizar por um vigoroso exercício cardiovascular.
 
O exercício da capoeira exige participação dos grandes músculos do corpo, uma particular coordenação motora com movimentos delicados e bastante rigorosos, como saltos mortais para a frente e para trás.
 
Com tantas vantagens, a capoeira tem tudo para realizar uma futura revolução no campo da atividade física.
 
Somente a vigorosa atividade de desempenho cardiovascular, seria o bastante para fazer desse esporte uma das atividades físicas mais significativas. Por ter sido trazida pelos escravos africanos e ter assolado primeiramente a região nordeste, possui um lado cultural muito significativo.
 
Muitas academias estão utilizando a capoeira em suas atividades. E acredito que ela ainda será matéria obrigatória nas escolas, pois como exercício de luta, possui um extrato filosófico muito importante na formação de crianças e jovens tornando-se, por si só, uma atividade extremamente educacional.
 
O fato dela exigir regras, respeito, atitudes de competitividade e solidariedade leva a um conceito filosófico de luta e respeito muito importante, aliando a idéia de competência e resultado. Como todas as lutas, promove a formação do caráter e da personalidade. A capoeira leva o aluno, através do estimulo artístico, musical e atlético a uma plenitude da sua exuberância, promovendo efeitos da ordem mental, emocional e espiritual.
 
Capoeira e auto-estima
 
A exigência de movimentos acrobáticos é um fator a mais no desenvolvimento da auto-estima, fator crucial numa sociedade de formação ‘anulante’ que tira da criança e do jovem o auto-respeito e a auto-admiração: elementos fundamentais no sucesso em qualquer profissão. Ela possui ainda um poder de socialização de rara grandeza, pois emana, através dos grupos de combate, uma amizade solidificada através dos treinamentos. Essa integração social irá ajudar o jovem no futuro, quando esse tiver que trabalhar em equipe dentro das empresas.
 
Quem pode praticar capoeira?
 
É um esporte que pode ser praticado em qualquer idade, por qualquer pessoa, em qualquer situação, pois pela sua própria forma de ser, acaba se encaixando no nível de intensidade e exigência tanto cardiovascular, como muscular localizado, no nível que lhe for possível, de acordo com suas condições especificas, independente do seu preparo físico, orgânico ou muscular.
 
Com treino você se aprofunda ate adquirir um nível de excelência. A capoeira vai de uma simples brincadeira na areia, até complexas acrobacias próprias de ginastas olímpicos, esta é a sua grandeza.
 
 
Nuno Cobra é formado pela Escola de Educação Física de São Carlos e pós-graduado pela Universidade de São Paulo. Foi preparador físico de Ayrton Senna, Mika Hakkinen, Rubens Barrichello, Abílio Diniz entre outros. É autor do best-seller A Semente da Vitória