Blog

devido

Vendo Artigos etiquetados em: devido

Capoeira sitiada: consulado mexicano nega visto a mestres brasileiros

 

A capoeira cruzou o Pacífico, o Atlântico e o Índico. A beleza dessa luta-dança-arte brasileira cruzou os quatro cantos do planeta e hoje é praticada por todos os povos, raças, credos e etnias. Mas talvez alguns circuitos diplomáticos se esqueçam de que ela é afro-brasileira e que a sua internacionalização só foi possível devido ao trabalho perseverante de milhares de capoeiristas que deixaram o Brasil para ensiná-la no exterior. É o que parece estar ocorrendo com o consulado do México em São Paulo.

Convidado pelos instrutores de capoeira mexicanos do grupo que coordeno, programei uma viagem para o México, a fim de participar de evento de intercâmbio em janeiro de 2008. Assim o fiz nos últimos anos, uma vez que temos núcleos no Brasil, México, Estados Unidos e França. No México, em particular, já estive quatro vezes anteriormente. Desta feita, integraria uma comitiva formada pelos camaradas Mestre Plínio (Angoleiro Sim Sinhô), Mestre Cigano (Liberdade dos Palmares, EUA), Contramestre Monise (Capoeira Berim Brasil) e Professor Busca Longe (Muzenza, SP).

No entanto, muitos de nós estamos impedidos de entrar no território mexicano, pois não dispomos de cartão de crédito internacional com limite alto e imóvel registrado em nome próprio, como exigem as autoridades de imigração daquela nação latino-americana. Somos arte-educadores de Capoeira, que no Brasil ainda não tem, infelizmente, o reconhecimento devido. Por isso, a maioria de nossos mestres, proletarizados, não têm propriedades em Cancun, onde possam gozar as férias, tampouco reservas cambiais para entrarem em outros países como cobiçados turistas.

Embora sejamos profissionais com ampla experiência internacional, isso não foi suficiente para obtermos o visto de entrada neste país, mesmo que na condição de convidados de cidadãos mexicanos. Episódio estranho esse, pois a capoeira foi tão bem acolhida por “nuestros hermanos”. Embora respeitemos o soberano direito das nações controlarem a imigração ilegal, lamentamos a inflexibilidade destes procedimentos de obtenção de visto que ora nos impede de exercer o tão saudável e importante intercâmbio cultural entre duas nações que nutrem relações políticas, comerciais e culturais de larga envergadura.

Resta, a nós, evocar a sensibilidade das autoridades mexicanas em nosso país para rever procedimento tão ortodoxo. E ao Itamaraty para que convença seus pares no mundo diplomático, de que a Volta do Mundo da Capoeira é irreversível.

Saludos cordiales!

 

 

 

Wellington Nelson Fernandes

Cidadão Brasileiro, nascido em 1969, mestre de Capoeira e arte-educador
Presidente do grupo de capoeira Berim Brasil Internacional

Crônica: Capoeira, uma escola de cidadania.

A Capoeira no processo de educação…
 
{curveimage}Em 1990, um acidente de automóvel consumiu 2 meses no hospital e quase 1 ano de fisioterapia. Conforme indicação médica iniciei na Capoeira em 1992, após finalização do processo de reabilitação. Acreditava-se que uma das pernas, devido à atrofia muscular, seria menor que a outra… Enfim, dei a volta por cima, e em 1994 fui convidado pelo Mestre a ajudá-lo em suas aulas… Em 1998, iniciei a primeira participação voluntária… na Associação do Bairro Granja Verde, em Betim, Região Metropolitana de Belo Horizonte… A Capoeira realmente é envolvente… em ambiente hóstil, onde o tráfico de drogas e a violência fazia parte do cotidiano daquela comunidade…
 
A Capoeira veio como processo educacional. Visualizei alguns benefícios. Entretanto, ainda era jovem para definir um rumo ao projeto adotado. Em 2002, as crianças tornaram-se parte em minha vida, 2 vezes por semana, realizava trabalhos em escolas infantis e desenvolvi uma metodologia para adequar minha "curva de aula" ao ambiente. Devido à dedicação à Ciência Contábil me afastei. Passei então a me dedicar à pesquisas e fóruns sobre Capoeira, quando fui convidado para ser da equipe Portal Capoeira, atualmente a maior divulgadora da Capoeira na Internet.
 
 Há 2 anos sou voluntário do Projeto Escola Aberta, juntamente com um amigo que também é professor de Capoeira. A Capoeira no processo educacional, o esporte-cultura-lazer, a amizade, a importância, a história, as tradições, o crescimento intelectual… sobre relatos, sou uma prova viva… muitos amigos voltaram-se ao tráfico… ao crime… e assim, à morte… posso dizer, sem sobra de dúvidas, que a Capoeira me fez ser uma pessoa melhor… o que sou hoje devo a Capoeira… e esse amor que sinto pela Capoeira que expresso à todos os participantes quando leciono…
 
Hoje, acredito que minha participação no projeto já forma bons frutos… e que devo continuar semeando, plantando outras sementes, propondo a amizade, respeito e união… em outras comunidades… A Capoeira é uma escola de cidadania…
 
Axé…digo… Força… continuamos rumo ao social!!!!
 
 
Túlio Henrique Tubarão 
Estudante do Curso de Graduação em Ciências Contábeis, Professor de Capoeira e Colaborador do Portal Capoeira
Belo Horizonte  – MG

PROJETO “Escola Aberta”

"Criar novas oportunidades onde pais, alunos e comunidade possam consolidar sua identidade e cidadania, através de atividades culturais, esportivas e sociais".
 
Com esse objetivo, diversas Prefeituras adotaram o Programa Escola Aberta, projeto do Governo Federal em parceria com a UNESCO, que prevê a abertura aos sábados e domingos das escolas participantes. Com a necessidade de abrangência do projeto, as escolas, através dos órgãos competentes de seleção, buscam novos participantes.
 
A Capoeira é de grande importância no projeto devido aos aspectos sócio-culturais e preocupação com a difusão da cidadania. Portanto, compreende-se que a Capoeira, em sua conjuntura educacional, pode formar cidadãos cocientes das responsabilidades sociais e semeados na vasta cultura brasileira.
 
Procurem as escolas de sua comunidade. Participem… A Capoeira tem muito à acrescentar.
 
"A Capoeira é uma escola de cidadania" – A.A. Decânio Filho
 
Axé.
Read More

Mestre Jogo de Dentro

Jorge Egidio dos Santos, Mestre Jogo de Dentro, nasceu em Alagoinhas dia 06 de abril de 1965. Ingressou na Capoeira Angola em 1982, no Forte Santo Antônio (Salvador – BA) na Academia do M. João Pequeno de Pastinha. Depois de um ano foi batizado pelo M. João Grande, de quem recebeu o apelido de Jogo de Dentro. Em 1986 recebeu sua primeira graduação de professor de Capoeira Angola. Compreendeu sua responsabilidade e passou a dar aulas para o M. João Pequeno às 2a, 4a, 6a e domingos antes de ir para o seu emprego no supermercado, onde trabalhou por cinco anos. Em 1989, deixou o emprego para viver para a Capoeira Angola. Continuou trabalhando com seu mestre em sua academia, tentando organizar o trabalho. Enfrentou muitas dificuldades com os alunos, criando conflitos em função da organização que queria fazer, com o intuito de não deixar que o trabalho de M. João Pequeno acabasse devido à falta de consciência dos alunos.
 
Em 1990, durante um evento realizado no dia 23 de setembro, o mestre resolveu gradua-lo como Contra-Mestre pelo trabalho que vinha desenvolvendo em sua academia. No final deste mesmo ano, M. João Grande viajou para os Estados Unidos e deixou um trabalho iniciado no Teatro Miguel Santana, no Pelourinho. Sentindo a dificuldade dos alunos se propôs a ajudá-los a dar continuar ao trabalho iniciado pelo M. João Grande. Para ele foi muito difícil, pois os alunos já estavam acostumados com seu mestre e passaram a questionar o novo método de trabalho. Contudo não se deixou abater, continuou o trabalho como seu mestre havia lhe ensinado. Alguns alunos permaneceram, outros saíram.    
O nome do grupo era “Herança de Pastinha”, mas quando iniciou trocou para “Filhos de João Pequeno e João Grande”, porque era aluno de João Pequeno e os alunos eram de João Grande. Mais tarde houve uma nova troca de nome, com o grupo passando a se chamar “Semente do Jogo de Angola”, devido aos conflitos e agressões ocorridos dentro da academia de M. João Pequeno.
 
O grupo é formado por pessoas que acreditam no trabalho, conscientes do que querem com a Capoeira Angola e se espalhou pelo mundo.
 
Foi formado Mestre de Capoeira Angola, pelo M. João Pequeno em 27 de fevereiro de 1994. A Capoeira Angola é a sua melhor companheira. Passa sempre para os seus: “Sejam humildes, tenham a Capoeira Angola como finalidade de vida, resgate de nossas raízes e não deixem transformá-la em luta competitiva. Vamos segurar este trabalho. Pois eu vou segurá-lo até o fim da minha vida, a filosofia da Capoeira Angola”.

A Comissão Julgadora do Festival CAPOEIRA PELA PAZ

A Comissão Julgadora do Festival CAPOEIRA PELA PAZ, já esta definida.
 

A princípio, tínhamos definido que esta comissão seria composta por cinco (5) pessoas, mais devido ao sucesso, a divulgação e a parceria… nos vimos “obrigados” (com muito gosto e cheios de orgulho) a aumentar este número para oito (8) pessoas, e quando pensávamos que já estava tudo definido, tivemos mais uma grata surpresa: A participação especial de um grande musico, que também fará parte da comissão como convidado especial, devido ao seu envolvimento profissional com a música.
 
Gostaríamos de agradecer a esta fantástica equipe, nomes tão importantes, repletos de histórias e experiências, sabedoria e muita capoeiragem… que se reúne em torno de um tema de fundamental importância para a capoeira nos dias de hoje: Paz e união na capoeira!

 
 
A Comissão:

A equipe do Capoeirista.com.br deseja a toda a comissão, muito axé e  PAZ!!!… e novamente reafirma a importância deste projeto e desta parceria, a todos os participantes: Muito Obrigado!

Mestre Decanio
Mestre Pinatti
Mestre Roxinho

Mestre Pernalonga

Mestre Bigodinho

Contra Mestre Plínio

Mestrando Morcego

Miltinho Astronauta
Dinho Nascimento

 


Festival de Cantigas CAPOEIRA PELA PAZ – www.capoeirista.com.br

 

MP3 Capoeira

Coloquei a disposiçao dos membros e visitantes do site uma seção repleta de músicas de Capoeira, em formato MP3, retiradas de cd´s e da internet.
Visite esta seção e ouça as músicas e as gravações históricas!!!

Procurei publicar apenas uma faixa de cada CD para desta maneira preservar os direitos dos artistas e ajudar a divulgar o seu trabalho.
Em alguns casos existem mais de uma faixa, porém este fato é devido ao próprio autor ter as faixas disponiveis na internet ou o Portal Capoeira ter autorização do próprio artista.

Se desejar ter sua música na Rádio do Portal, envienos um email para: [email protected]

Capoeira é Saúde

  • Capoeira é Saúde!
A capoeira traz muitos benefícios ao praticante pois a medida em que o capoeirista mais pratica essa nossa arte ele mais se sincroniza com os movimentos preparando gradativamente seu corpo para essa luta. Além da parte física a capoeira é um esporte que conta com a musicalidade que cativa o praticante.
Read More