Blog

disposição

Vendo Artigos etiquetados em: disposição

Livro “A ginga dos mais vividos” é lançado na Bienal de Salvador

Não há limite de idade para a prática da capoeira. Esse é o tema do livro “A ginga dos mais vividos”, de autoria do jornalista brasiliense Mano Lima, colunista do Portal Capoeira e editor da revista Capoeira em Evidência.  O escritor está autografando a obra de 24 a 26 de abril de 2009, na Bienal do Livro, das 16 às 20 horas, no Centro de Convenções de Salvador (Bahia).

A obra aborda experiências de inclusão social com idosos a partir da capoterapia, terapia criada por Mestre Gilvan, baseada na capoeira e desenvolvida em vários estados brasileiros.  O livro está à disposição no estande da Editora IMEPH (estande 140).

Durante a sua permanência, na capital baiana, Mano Lima, que também é autor dos livros “Eu, você e a capoeira” e “Dicionário de Capoeira”, estará à disposição para participar de rodas e eventos de capoeira e divulgar suas obras.

Contatos com o autor: (71) 9158 7898, (85) 8796 3290, (85) 9981 0221, recados com Lucinda ou José. E-mail: mano.lima@yahoo.com.br.

Encomende e receba em casa meu livro “A ginga dos mais vividos” (capoeira na 3a. idade) Mano Lima – (61) 8407 7960

Editor da Revista Capoeira em Evidência. Colunista dos sítios  www.temnoticia.com.br e www.portalcapoeira.com
 
Blog:http://comunicacao.org.br/jk/content/blogcategory/42/41/

 

Dia da Mulher será comemorado com festival de capoeira

Capoeiristas de Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul vão realizar neste 8 de março,  Dia Internacional da Mulher, a 6ª edição do Festival de Capoeira.

A programação conta com o apoio da Agência Goiana de Esporte e Lazer e será dividida entre o ginásio Rio Vermelho e Feira Hippie. No Rio Vermelho uma equipe de cabeleireiros e maquiadores estará à disposição das atletas, com tudo de graça. Mestre Pena Negra, presidente da Federação Goiana lembra que é esperada a participação de 150 atletas.

Mais informações: (62) 3201-6068.

Aconteceu: Mestre Nininho e o Grupo “Agbara” participam de Feira Tradicional na Região do Algarve

Feira de Setembro com mais animação
Autarquia São-Brasense deu Festa à Feira
Com a Feira de Setembro, São Brás de Alportel dá continuidade ao espírito festivo do mês de Agosto. Artesanato, doçaria, folclore e animação marcaram os ritmos da despedida do Verão, em mais um dia recheado de surpresas e boa disposição. 
 
No primeiro domingo do mês, 2 de Setembro, as ruas circundantes ao Mercado Municipal encheram-se de vendedores de todo o Algarve. Os produtos serranos, como o mel, os figos secos, as amêndoas foram os convidados especiais, não faltando a saborosa doçaria e o artesanato tradicional, num encontro para relembrar o passado em dias de presente.
 
Empenhada em valorizar as tradições culturais, a Câmara Municipal de São Brás de Alportel, tem procurado dinamizar esta Feira Tradicional, mediante a criação de um espaço dedicado aos produtos e produtores locais, e a aposta num programa de animação, que constituem novos atractivos de uma Feira, cuja história se perde na memória das gerações.
 
Assim o visitante pôde aliar as habituais compras, à diversão, desfrutando de uma tarde repleta de animação musical, com a participação do Rancho Típico Sambrasense, o Grupo de Capoeira Agbara, e a actuação do conhecido artista “Gil Rosa”, acompanhado pelas suas bailarinas.
 
Os sons tradicionais do folclore deram início a esta tarde de festa, com o Rancho Típico Sambrasense, um grupo que dedicado a preservar as tradições do barrocal e da Serra algarvia, com um repertório de corridinhos e animados bailes de roda.
 
Da cultura tradicional, para as culturas de outras terras. Do folclore para a capoeira, no palco prossegue a festa, com um espectáculo de dança pelo Grupo “Agbara”, que conjuga a luta, a dança, o desporto e a música numa só actividade – capoeira.
 
O grupo, formado por jovens desportistas, fará diversas demonstrações de capoeira, dando a conhecer alguns aspectos culturais da modalidade, como o Maculele e a Capoeira Regional. Enquanto que o maculele consiste num tipo de dança rítmica, bastante movimentada, que recorre à utilização de grimas na sua execução; a dança regional é constituída por movimentos acrobáticos, ao som dos instrumentos típicos da cultura brasileira, como o berimbau, o pandeiro ou o “atabaque”.
 
Culminado em animação, o palco deu lugar à música popular, com o conhecido artista Gil Rosa e suas bailarinas, num espectáculo pleno de alegria e boa disposição , que promete contagiou o público, e o convidou a um pezinho de dança!
 
 
 Jornal Regional – Portugal – Porto – http://www.jornalregional.com