Blog

entidades

Vendo Artigos etiquetados em: entidades

MS: Câmara aprova por unanimidade Projeto que cria a “Semana da Capoeira”

A Câmara Municipal aprovou ontem por unanimidade, em primeira votação, o Projeto de Lei nº 29, de autoria do vereador Marcelo Mourão (PSD), que institui e inclui no calendário oficial de eventos do município a “Semana da Capoeira”, a ser comemorada anualmente na semana que coincidir com o dia 03 de agosto, Dia Nacional da Capoeira. O Projeto aprovado estabelece que na “Semana da Capoeira” serão realizadas atividades com o objetivo de oferecer a integração cultural entre a comunidade, praticantes e simpatizantes do esporte.

“Atualmente, a Capoeira, que é considerada um esporte genuinamente brasileiro, é praticada em diversos países e apresenta grande poder de inclusão social, o que é facilmente percebido através do interesse de crianças, jovens e adultos, de ambos os sexos, à sua prática”, assinalou Marcelo Mourão, lembrando que em Dourados existem diversos grupos que além da prática esportiva em si desenvolvem um importante trabalho social, como a capoterapia, destinada a idosos. “As atividades que serão desenvolvidas em locais públicos, escolas e entidades durante a  “Semana da Capoeira” darão visibilidade a esse esporte, que reúne em sua prática elementos culturais, musicais e folclóricos e inclusive foi tombado como Patrimônio Imaterial do país pela Ministério da Cultura”, avaliou o parlamentar do PSD.

O Projeto deverá passar por uma 2° votação e, como é praxe nos Projetos aprovados na primeira votação, ser aprovado e enviado à sanção do prefeito Murilo Zauith (PSB).

Fonte: http://www.agorams.com.br/

Pernambuco: X Encontro Internacional, Batizado e Troca de Cordas da Associação Capoeira Interação

Ocorreu no dia 26/02/2011 no Núcleo de Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco o X Encontro Internacional, Batizado e Troca de Cordas da Associação Capoeira Interação, organizado pelo Prof. Henrique Kohl “Tchê” e pela Formada Cupido com supervisão do Contramestre Vulcão.

O evento, que desde o segundo ano da associação acontece no sábado que antecede o sábado de carnaval, comemorou uma década de intervenções realizadas pela associação em parceria com importantes entidades representativas da capoeira de Pernambucana e setores da UFPE (Exs.: Laboratório de Sociologia do Esporte-DEF/CCS/UFPE, Programa de Pós-Graduação em Educação-PPGed/UFPE, Núcleo de Educação Física-NEFD/UFPE, Departamento de Educação Física-DEF/UFPE, Coordenação de Educação Física, Programa Cabeça de Área da TV Universitária/UFPE, etc.).

Na ocasião do evento, homenageamos o Prof. Dr. Edilson Fernandes de Souza e o Prof. Dr. José Luis Simões pelos espaços oportunizados pela extensão universitária em prol da capoeira; a Profª. Msª Daise França (IFPE-Belo Jardim/PE) recebeu moção de reconhecimento pelo trabalho da capoeira com a terceira idade; os mestres de capoeira Marco-Angola e Senzala (Associação de Capoeira Volta que o Mundo Dá), juntamente com a Srª Edna Gomes da Silva (Secretária Municipal de Programas Sociais e da Mulher do Cabo de Santo Agostinho) receberam moções relativas ao trabalho social com capoeira desenvolvido no estado e os mestres de capoeira Birilo e Mula (Associação de Capoeira Meia Lua Inteira) foram as referências da capoeira homenageadas no evento.

A Associação Capoeira Interação reafirmou durante todo o evento que todas as entidades presentes são importantes para a projeção qualitativa da capoeira pernambucana e que merecem mais reconhecimento pelas contribuições de inconteste importância delineadas até o momento. Abrilhantaram o evento alunos(as) das entidades convidadas, além das lideranças abaixo relacionadas:

Mestres

Galvão (Capoeira Raízes), Dentista (Muzambê), Renato (Axé Liberdade), Peu (Quilombo), Grillo (Arte e Malícia), Marco Angola(Volta que o Mundo Dá), Senzala (Associação de Capoeira Volta que o Mundo Dá), Maciano (Muzambê),Mula (Meia Lua Inteira),Babuíno (Candeias), Americano (Malunguinho),Pezão (Raízes de Salvador), Sérgio Tatu (Brazambuco), Til (Bamba Capoeira), Robocop (Capoeira Liberdade) e Ligeirinho (Capoeira Raízes).

Contramestres

Pernalonga (Grupo Arte Nossa/Portugal), Cupim (Ungo Capoeira), Gereba(Ungo Capoeira), Cuscuz (Filho da Capoeira),Pajé (Legião Brasileira de Capoeira), Macarrão (Grupo Legião Brasileira de Capoeira), Leto (Legião Brasileira de Capoeira), Pingo (Gingarte Capoeira), Kadocá (Escola Brasileira de Capoeira), Enrrolado (Quilombo da Catucá), Bola (Quilombo), Malhado (Quilombo), Gato (Quilombo), José Radiola (Projeto Social José Radiola) e Dendê (Dendê Arte e Dança Capoeira).

Professores

Soldado (Associação de Capoeira Volta que o Mundo Dá), Timão (Associação de Capoeira Volta que o Mundo Dá), Paçoca(Associação de Capoeira Volta que o Mundo Dá),  Zumbi (Grupo Capoeira Brasil),Peixe (Muzenza), João (Ginga Brasil), Caju (Axé Liberdade), Preguiça (Legião Brasileira de Capoeira),Pernalonga (Legião Brasileira de Capoeira), Bruce (Legião Brasileira de Capoeira) e Bira (Quilombo).

Instrutores(as)

Tom (ABADA Capoeira), Paulo Brasil (Ungo Capoeira/Bélgica), Parasita (Ungo Capoeira), Kinha (Capoeira Brasil), Guri (Capoeira Brasil), Bambinho (Ginga Brasil), Séla (Legião Brasileira de Capoeira), Pallos (Força da Capoeira) e Tibério (Capoeirarte).

Monitores

Erinho (Legião Brasileira de Capoeira), Paçoca (Volta que o Mundo Dá), Coruja (Associação de Capoeira Volta que o Mundo Dá), Tampinha (Legião Brasileira), Edu( Legião Brasileira de Capoeira), Pesado (Legião Brasileira de Capoeira), Bolado (Arte e Cultura), Mandinga (Oficina da Capoeira), Lampião (Oficina da Capoeira), Sóia (Ungo Capoeira) e Fêlix (Ungo Capoeira).

MS – Campo Grande: Capoeira, Solidariedade e Ação Social

Mais de 1,5 tonelada de alimentos é doada para a população carente do Jardim Noroeste: A iniciativa dessa ação social partiu do grupo de Capoeira Filhos de Jamaica.

Os capoeiristas pediram o apoio do Portal Educação, empresa referência em Educação a Distância no país, que prontamente se dispôs a ajudar. Os colaboradores se empenharam e foram em busca das doações com a comunidade, empresas, políticos, entidades de classe, entre outros.
Após quase um mês de arrecadações, conseguiu um montante equivalente a mais de 1,5 toneladas de alimentos. O resultado surpreendeu a todos da empresa, aos que colaboraram e, principalmente, ao grupo de capoeira.

Compromisso

“O Portal Educação sempre procura desenvolver ações sociais com os seus colaboradores e também com a comunidade campo-grandense. As nossas arrecadações podem servir de exemplo às outras empresas e entidades para voltarem os olhares para o próximo”, ressalta o presidente do Portal Educação, Ricardo Nantes.
A organização da campanha também teve a colaboração da moradora do bairro, Livrada Fernandes Cáceres, mais conhecida na região como “Tia Dalila”, que visitou as famílias do Noroeste e fez uma espécie de cadastro com as mais carentes.

“Eu sempre procuro ajudar o próximo na medida do possível. O grupo de capoeira Filhos de Jamaica me informou das 50 cestas básicas e prontamente resolvi cadastrar as pessoas que passam mais necessidades”, declara Tia Dalila.

Cláudio Barbosa, o mestre Jamaica, disse que esse é o segundo ano consecutivo em que o grupo realiza a campanha. “Nós, do grupo Filhos de Jamaica, ficamos muito contentes com a colaboração e o apoio que o Portal Educação nos deu. Esperamos que com esta atitude do Portal as portas possam se abrir para outras empresas”, declara mestre Jamaica.

 

Fonte: http://www.acritica.net – A Critica de Campo Grande

Alagoanos ressaltam importância da participação no FSM e Conneb

A participação de homens e mulheres de Alagoas no Fórum Social Mundial (FSM) e no Congresso de Negros e Negras do Brasil (Conneb), entre os dias 27 de janeiro e 1° de fevereiro foi marcada por discussões que fortaleceram os movimentos sociais do Estado. O ônibus que levou a comitiva alagoana para Belém do Pará reuniu representantes da ONG Anajô, da Marcha Mundial das Mulheres (MMM), do Movimento dos sem terra (MST), da Comissão de jornalistas pela igualdade racial (Cojira/AL), do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua, sindicalistas, entre outros, que vieram de vários municípios.
 
A coordenadora da MMM no Estado, Andréia Malta Brandão destacou a representação feminina no FSM, dizendo que todos os movimentos sociais que estiveram presentes buscam alternativas para construir um mundo melhor e que a Marcha não luta apenas pelo feminismo e sim, apóia outras causas, como o fim do neoliberalismo e do patriarcalismo, que segundo ela são bases do capitalismo, que exclui as pessoas.
 
“Reunimos cerca de 300 mulheres neste FSM e promovemos passeatas a favor da Palestina e do aborto, além de trocarmos experiências com companheiras de outros países, como Congo, França, Canadá, Argentina e Equador. Enquanto existir uma divisão sexual do trabalho não teremos liberdade e buscamos também apóio para as mulheres do Congo, que vivem submissas, são estupradas e mortas, durante a exploração dos recursos naturais daquele país. Vamos fortalecer as discussões em Alagoas, porque em 2010 a MMM vai realizar uma grande caminhada por São Paulo e Rio de Janeiro”, contou Andréia.
Segundo Maria Madalena da Silva – que foi delegada no Conneb e que faz parte da direção da ong Anajô – existe a necessidade do movimento negro alagoano realizar mais encontros, fortalecendo uma representação nacional, apesar de existir o Fórum de Entidades Negras de Alagoas (Fenal). “Foram indicados 10 delegados para o congresso em Belém, mas apenas 4 participaram. No Estado existem cerca de 50 entidades negras, mas em eventos nacionais sentimos um isolamento e precisamos sair dos guetos, principalmente porque representamos o berço dos quilombolas. Temos que realizar uma reunião com o Fenal para expor a situação”, lamentou.
O professor Jorge Luís Riscado, que coordena o projeto Afroatitude, da Universidade Federal de Alagoas disse que sua experiência nas comunidades quilombolas serviu para entender a importância do congresso. “Nas comunidades de Palmeira dos Índios e Batalha as pessoas moram em casas de taipa afastadas da cidade, por isso falta educação e saúde. É preciso disseminar e fortalecer essa discussão e no Conneb isso foi possível”.
Delegados alagoanos no Conneb: Maria Madalena (Anajô), Jorge Riscado (Afroatitude/Ufal) e Noelma Sandra (Unegro)
Já o Conneb, realizado simultaneamente ao fórum, contou com a participação de 250 delegados de entidades negras de todo o país, como a União dos Negros pela Igualdade (Unegro), o Movimento Negro Unificado (MNU), os Agentes de Pastoral Negros (Apns), o Conselho Nacional de Entidades Negras (Conen), entre outras. O próximo encontro será no Rio Grande do Sul, entre os meses de junho e julho deste ano.
FSM – dados gerais
A 8° edição do Fórum Social Mundial (FSM) reuniu 133 mil participantes de 142 países, entre eles 4.500 comunicadores credenciados, dos quais dois mil eram jornalistas, os mil artistas que se apresentaram em atos culturais e mais de 10 mil que trabalharam na organização, alimentação e em outros serviços, contando ainda com a presença de 1.900 indígenas de 190 etnias e 1.400 quilombolas (afrodescendentes de comunidades tradicionais), que levaram para o evento discussões e celebrações próprias. A próxima edição será em 2011, no continente africano.
 
Texto e fotos: Emanuelle Oliveira
Jornalista e integrante da Cojira-AL 

Ceará: Capoeira na Ponte Metálica

Projeto "Roda do Pôr-do-Sol" leva capoeiristas à Praia de Iracema, até o fim do ano, nas tardes de sábado e domingo

Dezenas de capoeiristas do Ceará comemoraram o reconhecimento da capoeira como patrimônio cultural brasileiro com apresentação especial, neste fim de semana, na Ponte Metálica, com a ginga típica da dança e o ritmo inconfundível da musicalidade deste jogo, ornamentados pelo pôr-do-sol da Praia de Iracema.

Idealizado pela Associação Terreiro de Capoeira do Ceará, em parceria com o Grupo Capoeira Mundi, o projeto “Roda do Pôr-do-Sol” realizará, todos os sábados e domingos, a partir das 16h30, rodas com mestres e praticantes do jogo no Estado. “Conversamos com a Secretaria de Turismo do Estado, que aceitou fazermos o projeto até o fim deste ano, sempre na Ponte Metálica. A idéia surgiu como forma de comemorar o reconhecimento da Capoeira”, explicou mestre Soldado, fundador da Associação Terreiro.

Ele ressalta que a capoeira cearense vive um momento de comunhão entre mestres e praticantes das cerca de 17 entidades que representam o jogo. “O momento é positivo. Além da harmonia, o nosso Estado, que sempre teve tradição na capoeira, tornou-se um celeiro de capoeiristas para a Europa, Estados Unidos, Japão e África”.

As entidades, segundo Soldado, também lutam para a criação do Centro de Referência da Capoeira no Ceará. “Será um espaço que não ficará limitado somente à prática da capoeira. Haverá biblioteca, espaço para pesquisas, debates constantes e espaço para outras manifestações culturais regionais, como Maracatu”.

Responsabilidade

No último dia 15, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), composto por representantes de entidades governamentais e da sociedade civil, reconheceu, por unanimidade, a capoeira como patrimônio Cultural Brasileiro, inscrevendo o Ofício dos Mestres de Capoeira no Livro dos Saberes e a Roda de Capoeira no Livro das Formas de Expressão.

“Isso muda muito o panorama da capoeira. Aumenta a nossa responsabilidade de ensinar e o modo de sermos enxergados pelos órgãos públicos”, avaliou Mestre Soldado.

Além do reconhecimento, o Conselho Consultivo do Iphan sugeriu a criação do Plano de Salvaguarda da Capoeira, onde políticas públicas garantem direitos aos capoeiristas. O reconhecimento do notório saber dos mestres pelo Ministério da Educação, um plano de previdência especial para os velhos mestres, além da criação de um Centro Nacional de Referência e do Fórum da Capoeira são algumas propostas do Plano.

“O reconhecimento é justo, mas tardio. A capoeira, há muitos anos, é uma manifestação de destaque no País. Acredito que, agora, aumente a compreensão do significado dos seus elementos e instrumentos”, disse o estudante Alyson Vasconcelos, na abertura do projeto “Roda do Pôr-do-Sol”.

GUTO CASTRO NETO – http://diariodonordeste.globo.com
Repórter

Fortaleza: Lei Orçamentária vai beneficiar Grupos de Capoeira

LEI ORÇAMENTÁRIA VAI BENEFICIAR GRUPOS DE CAPOEIRA
  
De acordo com proposto na emenda aditiva no. 171, do Médico e Vereador Iraguassú Teixeira PDT/CE, ao Prejeto de Lei 320/07, os Grupos Zumbi de Capoeira, Fundação Arte Brasil Capoeira e Legião Brasileira de Capoeira, vão receber entorno de R$ 18.000,00 (dezoito Mil Reais), cada. O incentivo se justifica pela necessidade de apoiar entidades que tenho trabalho no desenvolvimento das manifestações culturais. Para o Vereador Iraguassú Teixeira, o valor é pequeno, mais dará para ajudar os Grupos de Capoeira na construção dos seus eventos, tais como: Batizados, Encontros Nacionais e internacionais, Seminários, Palestras, Oficinas, Cursos etc.

O valor total do repasse está orçado em R$ 54.000,00 (Cinqüenta e Quatro mil Reais).  Os Grupos foram beneficiados por atender os requisitos do que consta o Projeto de Lei Orçamentária anual para o exercício de 2008, e terá de prestar contas de como será aplicada essa verba. Outras entidades ligadas a nossa cultura no município de Fortaleza, também serão contempladas.
 
Jornalista Gerson do Valle  – [email protected]

Assembléia Geral da FICA – Principais Deliberações

ASSEMBLÉIA GERAL DA FICA – PRINCIPAIS DELIBERAÇÕES

1- Aprovada por unanimidade a prestação de contas do período anterior e o regimento financeiro para 2008

2- As Federações Nacionais aprovam o reconhecimento da FICA pelo COI

3- Aprovou-se a proposta da Presidência e não será mais exigido o uso de graduação oficial para a filiação na FICA , nem em suas filiadas. As graduações serão de responsabilidades dos próprios grupos e demais entidades. Com isto abre-se a possibilidade de filiação dos grandes grupos e dos praticantes de Capoeira Angola. Com isto a FICA dá o primeiro passo para a unificação e o fortalecimento mundial da Capoeira.

4- Lançado o Plano Mundial de Capacitação Técnica, Desportiva e Cultural, que será implantado já em 2008, através de convênios com institutos educacionais.

5- A FICA realizará o Primeiro Congresso Técnico Mundial de Capoeira Contemporânea e irá inserir esta prática nas competições mundiais;

6- Aprovou-se a filiação direta na FICA nos locais onde não houver entidades filiadas ou reconhecidas. Bastará consultar por e-mail em [email protected] .

7- Somente a FICA formará árbitros estaduais, nacionais e internacionais. Nenhuma outra entidade terá tal prerrogativa.

8- Prof. Dr. Sergio Vieira foi eleito por aclamação pela quarta vez consecutiva. Vice-Presidente Geral será o Sr. E. Javier Rubierta Cuervo (Espanha). O Vice-Presidente Técnico-Desportivo: Mestre Valentim Rodolfo Mussarelli (Tim) e o Vice-Presidente Cultural (Mestre Miguel Machado).

9- Aprovada a instalação da Sede Geral da FICA na Suíça, da Sede Européia na Espanha e da Sede Executiva na Brasil.

FICA – Prof. Sergio Vieira – [email protected]

 

FICA – EDITAL DE CONVOCAÇÃO

O Presidente da Federação Internacional de Capoeira, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca a todos os Presidentes de Federações Nacionais e Estaduais e de Entidades de Prática Desportiva, a comparecerem em Assembléia Geral Ordinária a ser realizada no dia 08 de fevereiro de 2008, a ser realizada no Ginásio Municipal de Esportes Nelson Rueger, Centro, Araras, São Paulo, Brasil. A reunião ocorrerá em primeira chamada às 18:00 h e na forma estatutária, às 18:30 h em segunda chamada, e deliberará sobre as seguintes Ordens do Dia:

1- Prestação de Contas;

2- Reforma Estatutária para o atendimento de diretrizes do Comitê Olímpico Internacional;

3- Deliberação sobre ajustes no Código Desportivo Internacional de Capoeira para o estabelecimento do currículo mínimo e de critérios para a formação e o aprimoramento de árbitros e treinadores desportivos; reestruturação do Conselho Superior de Mestres; definição de critérios desportivos e competitivos da “Capoeira Contemporânea”; definição do uniforme de inverno;

4- Eleição de Presidente e Vice-Presidente, cinco Vice-presidentes Continentais, um Vice-Presidente Técnico, um Vice-Presidente Administrativo e Financeiro, três Conselheiros Fiscais e dois suplentes, um Procurador e nove auditores da Corte Internacional de Justiça Desportiva;

5- Deliberação sobre a implantação da sede geral da FICA na Suíça, da sede européia na Espanha e da sede executiva no Brasil;

6- Estabelecimento do plano quadrienal de atividades da FICA;

7- Deliberações sobre o Primeiro Campeonato Mundial Oficial de Capoeira e a filiação da FICA às entidades desportivas internacionais.

Somente terão direito de voto as entidades que estiverem devidamente filiadas e em dia com seus direitos institucionais.
 

Guarulhos, SP, Brasil, 07 de janeiro de 2008.
 

Prof. Sergio Luiz de Souza Vieira – Ph.D.

Presidente

Belém – Pará: Eleição na Federação Paraense – FEPAC

O Presidente da Federação Paraense de Capoeira – FEPAC, Mestre Nazareno, em cumprimento ao que reza o estatudo da Entidade, está colhendo candidaturas para eleição da Diretoria e Presidência, a se realizar em 03.02.07
 
A cada dois anos a FEPAC realiza suas eleições gerais.  Quando criada há 12 anos, ninguém ligava para isso.  Estes dias, porém, após anos de luta para implementar a padronização técnica, desportiva e administrativa ensinada pelo hoje Presidente da FICA, Mestre Sérgio Vieira,  e com o apoio que a FEPAC vem recebendo para realização de seus eventos, principalmente por parte da Secretaria Executiva de Esporte e Lazer do Governo do Pará, os dirigentes das entidades filiadas já mostram mais interesse no assunto.                               
 
Até o momento apresentaram-se dois candidatos presidente que são o próprio Mestre Nazareno, da Associação Rei de Capoeira, candidato à reeleição e Mestre Walcir, da Associação Senzala (de Belém, não a do Rio) concorrendo pela primeira vez.
 
Mestre Walcir seria candidato quase imbatível se não tivesse se ausentado sistematicamente das últimas reuniões  – por motivos pessoais, segundo ele mesmo informou em reunião.  Mestre Walcir tem tradição em Belém como realizador em Capoeira e diversos pólos formais e informais espalhados pelo imenso Estado do Pará.             
 
Já o Mestre Nazareno, atual Presidente – detentor da máquina – acabou de vir de Aracaju-SE, do Campeonato Brasileiro, como Chefe da Delegação Paraense, trazendo nove medalhas de ouro, 13 de prata e 11 de bronze e, ainda, segundo lugar na classificação geral das entidades participantes e terceiro lugar em conjunto. Este é o melhor resultado – em termos nominais – da FEPAC em toda sua historia de participação nos Campeonatos Brasileiros.
 
Como a FEPAC é um órgão eminentemente esportivo, Mestre Nazareno está a cavaleiro nessas questões de eleição.  Pesam contra ele apenas as prestações de contas mambembes, mas quem liga para isso na FEPAC? Nem o Mestre Walcir pode usar isto, pois, foi dito na última reunião da FEPAC (são públicas)  que sua entidade está inadimplente.  Quem não paga em dia não pode usar o argumento das contas mal ou nunca prestadas – mas, Mestre Walcir sempre quitou seus débitos financeiros junto à FEPAC, nunca deixou de pagar.  Já suas ausências, essas jamais serão pagas.