Blog

execução

Vendo Artigos etiquetados em: execução

Clínica de Movimentos Acrobáticos de Capoeira e Ginástica Olímpica

 

Local: CEPEUSP (Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo)
Data: 10 e 11 de Maio de 2008
Programação: Sábado das 8:00 as 18:00hs e domingo das 9:00 as 13:00hs
Objetivos: promover a aprendizado e o aperfeiçoamento das técnicas acrobáticas da Capoeira.
Inscrição: 50,00 (Cinqüenta Reais)
Informações: 11-3091-3304
Maiores informações nos telefones 3091-3304 ou 3091-3361.

Coordenação Mestre Gladson, Professor Vinicius, Professor Leandro Romualdo.
As vagas são limitadas e as inscrições já estão abertas!

A Clínica é uma excelente oportunidade para ampliar conhecimentos e habilidades na execução dos principais movimentos acrobáticos da Capoeira, especialmente aqueles relacionados com a Ginástica Olímpica, tais como saltos mortais, flic, Quipe, Roldante, Reversão, Macaco, S Dobrado, entre outros.

Dentre os professores que ministrarão o curso, estará o Professor Leandro Romualdo, professor de Ginástica Olímpica do CEPEUSP, com ampla experiência na modalidade.

Serão utilizadas seqüências pedagógicas e educativas para a execução dos movimentos, respeitando os limites de cada aluno e oferecendo o máximo de segurança.

A Clínica é aberta para alunos avançados e iniciantes, com ou sem experiência prévia em Capoeira e Ginástica.

As inscrições poderão ser encaminhada via fax (11) 3091.3304 com comprovante de depósito bancário Nossa Caixa Nosso Banco Ag.08648 c/c 13000294-8. (Centro De Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo). O comprovante deverá ser trazido e apresentado no dia do curso.

Por que participar?

A Capoeira é uma arte marcial que tem como característica a presença dos movimentos acrobáticos. As acrobacias como são conhecidas, na verdade, são uma parte desse jogo que tem como movimentos principais os ataques, as defesas, os contra ataques, os movimentos ritualísticos (como as chamadas de Angola) e os movimentos de chão.

Dentre os movimentos acrobáticos podemos destacar a Parada de mãos, a Parada de cabeça, o Bico de papagaio, o Flic, flac, o macaco, o S-dobrado, o Aú giratório, o Salto Mortal, o Quipe de cabeça e de nuca, o Pião de cabeça, o Relógio, a Queda de rins, entre muitos outros.

Os movimentos acrobáticos contribuem com a beleza e a plasticidade do jogo da Capoeira. Quando pensamos em acrobacias não devemos pensar em eficiência do jogo e sim em arte e expressão. O importante é executar as acrobacias em harmonia com os demais movimentos. Um jogo, onde o capoeirista executa apenas movimentos acrobáticos não pode ser chamado de jogo de Capoeira. Mas um jogo com ataques, defesas e contra-ataques, onde são realizados alguns movimentos acrobáticos torna-se um jogo bonito de admirável.

Os movimentos acrobáticos possuem diferentes graus de dificuldades. Alguns são mais fáceis de executar, outros mais difíceis. A execução destes movimentos exige do praticante uma boa dose de força, potência, flexibilidade, resistência cardio-respiratória, técnica e coordenação motora. Com certeza a técnica é o elemento mais importante, pois ela diminui em muito o esforço para a execução da acrobacia.

Os movimentos acrobáticos de maior complexidade devem ser aprendidos dentro de uma seqüência pedagógica, que vai do simples para o complexo e do parcial para o total. É como um caminho a ser percorrido e que dá maior segurança ao aluno. Querer fazer um salto mortal completo já na primeira tentativa pode ser muito arriscado e pode levar ao acometimento de lesões musculares e articulares. Por isso, existem os educativos que levam o aluno a entender gradativamente a dinâmica do movimento, sentindo-se aos poucos mais seguro para realizá-lo.

 

Vinicius Heinevheine@gmail.com

Desenvolvimento de força

 

         Podemos definir força muscular como:

 

“O trabalho que um músculo, ou um grupo muscular, pode exercer contra uma resistência em um esforço único”. (1)

 

Este trabalho pode ou não gerar movimento. Quando não gera temos então um trabalho de força estática, quando o trabalho gera movimento temos força dinâmica.

O desenvolvimento de força estática não nos interessa na medida em que nossa linguagem corporal (A capoeira) não prevê em nenhum momento movimentos estáticos, o que não é o caso de outras linguagens corporais.     Para podermos entender melhor os métodos de treinamento para o trabalho de força convém ressaltar que as nossas fibras musculares de dividem em Brancas e Vermelhas.

As Brancas são responsáveis pelos nossos movimentos velozes, rápidos e as Vermelhas pelos movimentos de força pura ( os mais lentos).          Então dependendo do objetivo cabe ao treinador optar um método que privilegie o desenvolvimento de determinada fibra.

Segundo este parâmetro dividimos a força dinâmica em:

Força pura: supremacia das fibras Vermelhas.

Explosão: supremacia das fibras Brancas.

Resistência: equivalência entre as fibras. 

Ora, se analisarmos os movimentos de um jogo normal de capoeira temos que nos membros superiores e cintura escapular a predominância de movimentos que exigem força pura (jogo de chão, paradas de mão, saltos, etc…) já nos membros inferiores temos o trabalho de explosão para a execução de golpes que sejam eficazes e a resistência para o desenvolvimento do jogo enquanto tal.

Assim sendo o nosso treinamento de força prevê objetivos diferentes para cada segmento do corpo.

Para força pura (poucas repetições com alta carga), explosão ( média repetição, carga média, máxima velocidade de execução) resistência ( carga leve, ritmo cadenciado de repetições, grande quantidade nas execuções) que tanto podem ser trabalhadas com o peso do corpo quanto com sobrecarga.

Porém a sobrecarga é realmente importante?

         De Fox temos: "Força muscular e endurance (resistência) podem ser muito aprimoradas com programas de exercícios corretamente planejados e cuja resistência é representada por pesos" (1) e é só olhar ao redor, em outras práticas desportivas, literalmente todos os desportistas que visam aumentar seus rendimentos em todos os desportos lançam mão um trabalho de sobrecarga usando pesos, da Ginástica Olímpica até o Karatê já existe este consenso. Porém se estamos admitindo o trabalho com pesos na preparação de um capoeirista é importante notar o que não se pode admitir: O USO DE ANABOLIZANTES E OUTROS PRODUTOS QUÍMICOS com o intuito de ganhar massa muscular, além de todas as contra-indicações sobejamente demonstradas pela literatura temos que ter consciência que o treinamento de pesos visa AUMENTAR A QUALIDADE TÉCNICA DO ATLETA PARA O JOGO DA CAPOEIRA, o que isto vem a ser é o que iremos tratar a seguir: 

        

Tomando em consideração as necessidades físicas do Capoeirista iremos apresentar agora alguns exercícios tanto para o desenvolvimento da cintura escapular quanto dos membros inferiores.

 

 

Read More

Iúna

Este toque foi criado por Mestre Bimba e comanda um jogo a ser executado exclusivamente por alunos formados e mestres.
Era costume, na academia de Mestre Bimba, que os alunos aplaudissem um companheiro, depois que este realizasse um jogo de iúna. O jogo é acrobático e técnico e os capoeiristas devem explorar a beleza dos golpes e movimentos, integrando-se e respeitando-se dentro da roda. Não há canto, nem palmas durante a execução deste toque.

* Dizem os antigos que neste toque ressoa o canto da ave Inhuma (ou Anhuma) e conta a lenda que ela é portadora de uma força mágica. Encantada, dos seus pios de desprende a magia dos deuses…