Blog

iguaçu

Vendo Artigos etiquetados em: iguaçu

Nova Iguaçu abre 100 vagas para aulas de capoeira

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Nova Iguaçu (Semel) abriu 100 novas vagas para aulas de capoeira, promovidas através do Programa Esporte na Vila. As aulas são gratuitas e acontecem duas vezes por semana. Para se inscrever é preciso apresentar certidão de nascimento ou identidade, declaração escolar, uma foto 3×4 e atestado médico, na secretaria administrativa da Vila Olímpica, na Rua Luís de Lima, 288, Centro, das 9h às 17h.

Crianças com idade a partir de três anos podem participar. As aulas acontecem as terças, quintas e sábados, ministradas pelo professor de educação física e mestre de capoeira Carlos Eduardo Alves Gomes, conhecido como Chumbinho. “Com as novas vagas que estamos oferecendo, a capoeira será a modalidade com maior número de inscritos no Projeto Esporte na Vila”, disse Adriano Santos, secretário municipal de Esporte e Lazer.

O Projeto Esporte na Vila, que tem mais de mil alunos inscritos, já revelou atletas para o esporte brasileiro, como o judoca Sebastian Pereira e a ex-capitã da seleção brasileira de handebol, Lucila Vianna. Além das aulas de capoeira, há outras atividades esportivas como: atletismo, ginástica, basquete, vôlei, futsal, handebol, futebol, karatê, tênis de mesa e judô. Mais informações podem ser feitas através do telefone: 2669-5744.

 

Fonte: http://www.baixadafacil.com.br/

Aconteceu: Alunos do Escola Aberta abrem seminário de educação na Uerj de Caxias

Cerca de 30 alunos da oficina de capoeira do Programa Escola Aberta da Escola Municipal Meninos de Deus, em Nova Iguaçu, abrirão nesta segunda-feira, dia 04, às 17h, o Seminário da turma de Mestrado em Educação, no polo da Uerj em Duque de Caxias. A meta é mostrar como projetos fora da sala de aula podem contribuir para a comunidade escolar e bairros que cercam a escola.

Para o Secretário Adjunto Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação (Semed), José Reginaldo Bastos da Cruz, a participação dos alunos é positiva. “Hoje, de acordo com a orientação da prefeita Sheila Gama, trabalhamos em uma perspectiva de Educação Integral. Uma metodologia que não se importa só com o conteúdo, mas que tenha um olhar direcionado para a formação de cidadãos críticos e que possam interferir para melhorar seu meio social” explicou o secretário.

O convite para a apresentação partiu da estudante do curso de mestrado, Ana Lúcia Iglesias Vila. Segundo ela, serão mostrados trabalhos relacionados à educação desenvolvidos nas periferias, como é o caso do Escola Aberta, programa do Governo Federal que abre a escola para a comunidade nos fins de semana. Realizado em parceria com as prefeituras, o mesmo oferece oficinas profissionalizantes, culturais e de lazer. Em Nova Iguaçu está presente em 55 das 126 escolas municipais.

Os mesmos alunos vão participar no dia 17, do 1º Intercâmbio Infantil Centro Cultural Raízes Brasileiras, junto com outros nove grupos, na Escola Municipal França Carvalho, no bairro da Prata. O evento terá apresentações dos mestres de capoeira Monge, Lagarto, Buldog e outros capoeiristas da Baixada Fluminense.

 

Fonte: http://www.baixadafacil.com.br/

Aconteceu: Encontrão de capoeira em Nova Iguaçu

A prefeitura de Nova Iguaçu realizou o 1º Encontrão de Capoeira pelo Meio ambiente do Programa Escola Aberta, que reuniu centenas de pessoas no sábado, 25 de setembro, na Vila Olímpica de Nova Iguaçu.

Foram 25 grupos de capoeira representando a cultura afro-brasileira, que conquista jovens, crianças e adultos. O evento foi aberto pela secretária de Educação, Dilcéia Quintela. “Estou feliz em abrir o primeiro encontrão de capoeira. Precisamos fazer com que chegue às 125 escolas, pois o esporte é fundamental para o desenvolvimento das crianças”, explicou.

O ginásio de esportes mais parecia um grande terreirão com os gingados e lutas dos capoeiristas. O encontro reuniu mestres, mestrandos e professores de capoeira do Escola Aberta, que formaram três grandes rodas representando as categorias infantil, feminina e adulto num belo espetáculo de dança e luta ao som de berimbaus, tambores e cânticos. Todas as apresentações foram acompanhadas pelo secretário Adjunto Pedagógico, Reginaldo Bastos e coordenadoras do Escola Aberta, Denise Andrade e Luciana Matta.

O presidente da Federação de Capoeira da Baixada Fluminense, Reginaldo Alves de Almeida, parabenizou a iniciativa da Secretaria de Educação em promover o encontro “A capoeira no Escola Aberta está ajudando a tirar muitas crianças da rua. Ela disciplina e ajuda a formar homens íntegros”, disse mestre Almeida.

Emerson de Oliveira, 14 anos e mais três irmãos praticam capoeira na Escola Municipal Nabor Otuki. “Antes da capoeira eu era brigão e passava muito tempo na rua. Agora estou disciplinado e trouxe minhas irmãs para o grupo”, contou o menino.

Quem esteve no local também participou de oficinas de artesanato, todas voltadas para o reaproveitamento. Além disso, a organização do evento inovou com o brinquedo “Vai e Vem” feito de garrafa pet, flores com galhos secos, reaproveitamento de jornal, bijuterias, pintura e pula-pula para a criançada. O encontrão contou com a participação das 55 escolas que desenvolvem o Escola Aberta, que é um programa do governo federal em parceria com as prefeituras e abre as escola aos sábados e domingos para a comunidade.

Fonte: http://noticias.sitedabaixada.com.br/