Blog

informática e novas tecnologias

Vendo Artigos etiquetados em: informática e novas tecnologias

França quer projeto para se opor a biblioteca do Google

Ø      A França está fazendo campanha em favor de um projeto para disponibilizar obras literárias na internet e dessa maneira se contrapor ao crescente domínio cultural dos Estados Unidos no mundo.

o        A iniciativa de criar uma biblioteca virtual foi divulgada depois que a empresa americana Google tornou 15 milhões de obras acessíveis por meio de seu site.

o        O chefe da Biblitoteca Nacional Francesa, Jean-Noël Jeanneney, recentemente defendeu um “contra-ataque” europeu contra o projeto do Google.

§         O presidente da França, Jacques Chirac, vai discutir o projeto com ministros da União Européia em maio.

 

Herança cultural

Chirac disse em um comunicado que “um grande movimento para tornar o conhecimento acessível na internet por todo o mundo está ocorrendo agora”.

Ele participou nesta quarta-feira de uma reunião com o ministro francês da Cultura, Renaud Donnedieu de Vabres, e Jeanneney para discutir o assunto.

Chirac pediu a eles que avaliem maneiras pelas quais as grandes bibliotecas da França e da Europa “poderiam ser tornadas mais amplamente e rapidamente acessíveis na internet”.

Para ele, a França e a Europa “precisam ter um papel central” no desenvolvimento da internet por causa de sua “excepcional herança cultural”.

Em janeiro, Jeanneney disse que o projeto do Google, estimado em US$ 200 milhões (cerca de R$ 531 milhões), poderia resultar no “domínio esmagador dos Estados Unidos na moldagem da forma como as futuras gerações vêem o mundo”.

O plano da Google consiste na disponibilização de 15 milhões de volumes que fazem parte de quatro renomadas bibliotecas americanas – as das Universidades de Stanford, Michigan, Harvard e Nova York – e da Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha, a partir de 2015.

Donnedieu de Vabres negou, porém, que o projeto francês seja uma “operação anti-Google”.

Ø      O Google disse que recebe com braços abertos o projeto francês.

o        “Nós apoiamos todos os esforços para tornar a informação acessível por todo o mundo”, disse a empresa ao jornal francês Le Monde.

Fonte:BBC-Brasil

Redação/Editoração/Formatação modificadas por AADF

BitTorrent

BitTorrent

BitTorrent causou uma revolução na maneira de distribuir arquivos na Internet. Antes invariavelmente surgia um problema de infra-estrutura e custos para quem precisava distribuir grandes arquivos para uma grande quantidade de pessoas, como uma distribuição Linux ou um jogo novo, pois para isso é necessário poderosos servidores e um grande consumo de banda, o que dificulta esse tipo de distribuição.

Com o BitTorrent no entanto, essa distribuição é compartilhada com todos os interessados, quanto mais pessoas estiverem interessadas em um determinado arquivo, melhor será a distribuição, pois cada um compartilha o que tem com os outros, mesmo que o download não esteja completo, tornando a oferta e velocidade do download cada vez maior, exatamente o contrário do aconteceria no método tradicional de servidores centralizados. Por isso é cada vez mais comum encontrar links torrent nas páginas de download. Então vou tentar explicar um pouco dessa tecnologia e como utilizá-la.

Como já disse, os arquivos são distribuídos na Internet por meio de arquivos com a extensão .torrent que servem de guia para o download, ele contém informações sobre qual arquivo copiar, onde o arquivo está (tracker) e o código que permite verificar a integridade de seu arquivo. O tracker serve como um balcão de informações para os downloads, ele mesmo não compartilha nada, apenas informa onde estão os computadores que estão compartilhando o arquivo que você deseja.

Para iniciar a distribuição do arquivo é necessário um seed (semente), alguém que tenha o arquivo completo e seja o ponto inicial dos downloads, assim que mais pessoas comecem a fazer o download elas também começam a ajudar o seed na distribuição, e com o tempo o seed já não é mais necessário.

Para instalar não há segredo, pode-se encontrar diversos clientes de BitTorrent aqui no Superdownloads, tanto para Windows como para Linux, no Linux ainda pode-se utilizar os gerenciadores de pacotes como o apt-get ou urpmi.

Iniciando o download

No Windows, depois de instalado o cliente, basta fazer o download do arquivo .torrent para a pasta onde você deseja que o programa seja salvo, quando você abrir este arquivo ele já irá iniciar o download do programa propriamente dito. Enquanto você estiver com esse janela aberta, você está conectado à rede do BitTorrent, por isso é importante que você mantenha a janela aberta mesmo após ter concluído o download, assim você estará cooperando com outras pessoas que também estejam fazendo o download desse arquivo.

No Linux o processo é bastante semelhante quando você utiliza um navegador que já associa arquivos .torrent com o seu cliente de BitTorrent, o Mozilla por exemplo já vem pronto para isso, mas também nada impede que você mesmo faça a associação em seu navegador favorito. Também é possível iniciar o download por linha de comando, utilizando o btdownloadcurses por exemplo, basta o comando "btdownloadcurses –url" mais o endereço do arquivo torrent, ex:

btdownloadcurses –url http://www.qqendereço.com.br/arquivo.torrent

Caso você já tenha copiado o arquivo torrent para o HD, basta ir até a pasta onde ele está e digitar "btdownloadcurses arquivo.torrent" para iniciar o download. Pode haver alguma diferença utilizando outros clientes, mas é basicamente isso.

Se houver algum problema, e você tiver que interromper algum download, basta salvar o arquivo no mesmo local onde foi salvo pela última vez que o programa se encarrega de detectar que já foi iniciado o download e continua de onde parou.

Para limitar a taxa de upload (e consequentemente a taxa download) é só adicionar o parâmetro " –max_upload_rate X" na linha de comando, onde X é o valor em Kb de upload permitido. Pode ser útil se você precisar utilizar a Internet enquanto faz seus downloads, pois dependendo da disponibilidade do arquivo o BitTorrent pode consumir toda sua banda, ex:

btdownloadcurses –max_upload_rate 5 –url http://www.qqendereço.com.br/arquivo.torrent

Sempre lembrando que o btdownloadcurses pode ser substituido por qualquer outro cliente que você esteja utilizando e que aceite comandos por linha de comando.

Junto com Firewalls

O BitTorrent utiliza uma porta livre entre as portas 6881 e 6889 para que o tracker possa fazer pedidos para que o seu computador compartilhe o arquivo com os outros interessados. Caso você tenha essas portas fechadas ou esteja atrás de um firewall impedindo a conexão, seus downloads serão lentos pois o BitTorrent utiliza um sistema de compensação, sendo que a quantidade de dados que você pode fazer o download está intimamente ligado a quantidade de dados que você faz de upload (envia para os outros). Portanto, para um melhor desempenho é importante manter essas portas ou parte delas abertas.

No Windows normalmente o seu firewall irá pedir sua autorização para que o BitTorrent acesse a Internet na sua primeira utilização. Caso isso não ocorra, abra manualmente as portas no seu firewall, para isso consulte o manual ou o arquivo de ajuda. O que você precisa saber é que será necessário abrir pelo menos uma das portas externas entre 6881 e 6889 (TCP).

No Linux, utilizando o iptables, pode-se utilizar a seguinte regra:

iptables -A INPUT -p tcp –destination-port 6881:6889 -j ACCEPT

Utilizando em rede local com conexão compartilhada você pode fazer o redirecionamento de portas, nos Windows 98 e Me, pode-se utilizar o ICS Configuration (http://superdownloads.ubbi.com.br/download/i21458.html), nos Windows XP e 2000 já é possível fazer pelo próprio sistema através do Painel de Controle, qualquer dúvida procure na ajuda do Windows, basta redirecionar as portas 6881 até 6889 para o IP da máquina que você for utilizar. Ou no Linux, utilizando o iptables:

iptables -t nat -A PREROUTING -i ppp0 -p tcp –dport 6881:6889 -j DNAT –to-dest 192.168.0.2
iptables -A FORWARD -p tcp -i ppp0 –dport 6881:6889 -d 192.168.0.2 -j ACCEPT
iptables -t nat -A PREROUTING -i ppp0 -p udp –dport 6881:6889 -j DNAT –to-dest 192.168.0.2
iptables -A FORWARD -p udp -i ppp0 –dport 6881:6889 -d 192.168.0.2 -j ACCEPT

Sendo que o IP 192.168.0.2 você deve substituir pelo IP da máquina que irá receber os pedidos. Evidentemente nesse exemplo todas as portas foram redirecionadas, portanto a máquina que está compartilhando a rede não poderá receber pedidos, caso queira utilizar também nessa máquina, deixe algumas portas livres para ela e faça o redirecionamento de menos portas, ex: 6884:6889, assim as portas entre 6881 e 6883 ficarão disponíveis.

Também é possível utilizar o BitTorrent em mais de um computador na rede local, basta dividir as portas entre os computadores, porém o número de computadores que poderão utilizar o BitTorrent fica restrito ao número de portas que ele utiliza, ou seja, no máximo nove computadores, exemplo no iptables (deixando as portas 6881:6883 para máquina que está compartilhando):

iptables -t nat -A PREROUTING -i ppp0 -p tcp –dport 6884:6886 -j DNAT –to-dest 192.168.0.2
iptables -A FORWARD -p tcp -i ppp0 –dport 6884:6886 -d 192.168.0.2 -j ACCEPT
iptables -t nat -A PREROUTING -i ppp0 -p udp –dport 6884:6886 -j DNAT –to-dest 192.168.0.2
iptables -A FORWARD -p udp -i ppp0 –dport 6884:6886 -d 192.168.0.2 -j ACCEPT

iptables -t nat -A PREROUTING -i ppp0 -p tcp –dport 6887:6889 -j DNAT –to-dest 192.168.0.3
iptables -A FORWARD -p tcp -i ppp0 –dport 6887:6889 -d 192.168.0.3 -j ACCEPT
iptables -t nat -A PREROUTING -i ppp0 -p udp –dport 6887:6889 -j DNAT –to-dest 192.168.0.3
iptables -A FORWARD -p udp -i ppp0 –dport 6887:6889 -d 192.168.0.3 -j ACCEPT

E é basicamente isso, com essas informações já é possível instalar, configurar e iniciar seus downloads. Caso queira se aprofundar mais, na página do BitTorrent você poderá achar informações mais específicas.

Links relacionados:

  • Clique aqui para visitar o site do BitTorrent.
  • Clique aqui para visualizar os programas relacionados em Windows.
  • Clique aqui para visualizar os programas relacionados em Linux.

Brasil sedia fórum de software livre

Brasil sedia fórum de software livre em junho
IDG Now!
O Brasil vai sediar o VI Fórum Internacional de Software Livre, evento que acontecerá no início junho, em Porto Alegre.

O anúncio sobre o evento, que levará o nome de FISL 6.0, foi feito na quinta-feira (27/01) pelo Projeto Software Livre Brasil.

Estiveram no lançamento representantes do governo como o presidente o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Sérgio Amadeu, o presidente da Radiobrás, Eugênio Bucci e o Secretário Executivo do Ministério da Educação, Fernando Haddad, entre outros.

Em sua apresentação, Sérgio Amadeu ressaltou a importância do fórum para o movimento software livre. O presidente do ITI destacou também que sua participação e de sua equipe no evento realizado em 2002 foi decisiva para a instalação do GNU/Linux no projeto de inclusão digital da capital paulista.

Eugênio Bucci comentou a migração da Radiobrás para o código aberto e Fernando Haddad comentou detalhes do uso do software livre no Ministério da Educação.

IDG Now!

Os melhores de 2004 do AEsp

  • Os melhores de 2004
AEsp escolhe o Kaspersky como melhor antivírus de 2004

Mais um ano que vai chegando ao fim e, como no final de 2003, o AEsp escolhe os melhores de 2004.

Antivírus: Kaspersky 5
Antivírus gratuito: Avast 4.5 Home
Antispyware: Spyware Doctor
Navegador: Firefox 1.0
Servidor de email: GMX
Game: Half Life 2
Programa P2P: Shareaza
Site de informática brasileiro: ForumPCS
Revista do ano: PC&CIA
Sistema Operacional: Windows XP SP2
Compactador de arquivos: Winrar 3.41
Tocador de MP3: WMP 10
DVD Player: Media Player Classic
Cliente de email: Thunderbird

*AEsp colaborou nos jornais  Estado de Minas, Jornal de Minas e Suplemento do "Minas Gerais".  Escreveu  dicas para Windows  no encarte da revista Info Exame
{mos_sb_discuss:16}

Os Melhores Freewares!

The Best Freeware by Luciano Milani

Sistema e
Proteção


Anti-Virus
Firewall
Spyware-Killer
Hijack-Checker

Packer
Tweaking-Tool
File-Sync
Backup
Data-Recovery
Disk-Partit
File-Renaming

DuplyFiles
PasswordStorage
System-Analyse


AntiVir
ZoneAlarm
Spybot S&D
hijackthis
FilZip
XPKonfig
Msync
Z-DBackup
PC Inspector
Swissknife
Joe
DoubleKiller
KeePass
Everest

Office – PDF


Office Suite
PDF-Maker
PDF-Reader
Adobe Reader Speed-up
Language, Trainer
MindMap
Project-Management
Copy,Fax,pdfScanner  
Text-OCR
Matematic-Software


OpenOffice
PDFCreator
AcrobatReader
ARSpeedup
TMX_Sprachtrainer
FreeMind
GanttProject
PSCopier
SimpleOCR
Appomatox

Gráfico e Imagens


Image-Viewer
Image-Designer
Exif-Manipulation


IrfanView
PhotoFiltre
Exifer

Multimédia


CD/DVD-Burn-Software

Music-/Video-Player
QuickTime-Player
Real-Player
Codecs
Lyrics
Tag-Editor
CD-ripping
DVD-shrinker

Text
TV Program


CDburnerXP Pro
Winamp
QuickTime_Alternative
Real_Alternative
Codec_Pack
EvilLyrics
MP3tag
CDex
DVD Shrink
Speakonia
TV Browser

Internet


Browser
Email
Mozilla Extensions
Download-Manager
Bookmark-Checker

P2P-Tel
ICQ,IRC,…
Speed-up


Mozilla, Firefox
Thunderbird
MozillaUpdate / Extensionroom
FreeDownloadManager
AM-Deadlink
Skype
Miranda
DFÜ-Speed

Homepage
html
 


FTP-Software
HTML Editor

Site-Programming
Picture-Galleries
Link-Checker
Code-cleaner
Code-shrinker
Apache, Perl, MySQL
Website-downloader
CVS-VersionSystem
FileVer
 


FileZilla
NVU
Proton
Gallery Wizard
Xenu Link Sleuth
HTML Tidy
HTML Compress
XAMPP
HTTrack
TortoiseCVS
ExamDiff

Palm


Palm
… Palm-Software


Palm Desktop
… Palm-Software

 

 

Travamentos e a Instabilidade do WINDOWS

  • Para acabar com os Travamentos e a Instabilidade do seu WINDOWS 

    O chefe de estratégia de segurança da Microsoft, Scott Charney, disse desenvolvedores de softwares durante a conferência TechEd 2003, em Brisbane, que "as informações coletadas pela ferramenta de diagnóstico . Dr. Watson revelam que metade de todos os travamentos no Windows são causados não pelo código da Microsoft mas pelo código de softwares de terceiros". 
     
    Como jornalista e usuário do Windows desde 1993, decidi escrever um artigo a respeito, ao invés de simplesmente traduzir a notícia.
     
     
    A afirmação da Microsoft pode dar a sensação de que a empresa está querendo tirar a culpa das próprias costas, para colocá-la em quem desenvolve programas para o Windows. Mas a explicação da empresa é simples, e faz sentido. São comuns – e já foram muito mais, num passado recente – softwares que não são desenvolvidos levando em consideração as diretrizes e critérios publicadas pela Microsoft em seus Software Development Kits (SDKs).  
     
    O desenvolvimento de softwares, sem essa atenção, acaba criando problemas como a instabilidade constante e consumo exagerado de memória e recursos do sistema, normalmente as principais razões que levam à lentidão e ao travamentos do Windows. Até hoje é possível encontrar programas, desenvolvidos por empresas grandes e conhecidas, extremamente "mal -comportados". Esses programas solicitam memória e recursos do sistema, e não os devolvem quando não são mais necessários. Nesses casos, a solução mais eficiente é gravar os arquivos em andamento e reiniciar o Windows.  

Read More

Casa do Futuro

Casa do futuro terá até privada que analisa urina
Imagine chegar do trabalho em casa e ser recebido pelo robô da família, que reconhece sua voz e o lembra que você esqueceu do aniversário de sua mulher, antes de alertar que o hospital acaba de ligar. Você vai ao escritório e usa um painel sensível ao toque para ativar seu serviço de mensagens em vídeo, em uma tela que ocupa metade da parede. Um médico aparece e diz: "Estive monitorando sua urina pela Internet. Você está gordo demais, o nível de açúcar em seu sangue é muito alto e você anda exagerando na cerveja".
Isso talvez se pareça com uma cena de Os Jetsons, o popular desenho animado de ficção científica dos anos de 1960, que oferecia um vislumbre do que as casas e a sociedade poderiam se tornar em 2062, mas é possível que sua casa se torne mais semelhante à dos Jetsons dentro de apenas alguns anos.
Corporações japonesas, da fabricante de vasos sanitários Toto a gigantes da eletrônica como a Matsushita, estão investindo milhões no desenvolvimento de produtos para esse lar do futuro, onde todos os aparelhos estarão conectados a uma rede, acessíveis de qualquer lugar e a qualquer hora.
Read More

Cache = Espaço

O Windows XP usa um sistema de proteção de arquivos (WFP), de modo que se
algum arquivo de sistema for substituído de forma não autorizada por você
ou por algum programa, o Windows recupera a versão anterior do arquivo.
Mas para poder fazer isso ele armazena em cache todas as .dll e outros
arquivos de sistema na pasta System32/dllcache. E isto custa alguns bons
megabytes no seu disco. Aqui está o que pode ser feito para não perder
tanto espaço: Abra uma janela de prompt e digite, sem as aspas, "sfc
/cachesize=x" onde o x é a quantidade em MB que você deseja reservar para
o cache do Windows. 50MB seria um bom tamanho. Agora podemos fazer uma
outra coisa: eliminar todos os arquivos armazenados no cache, que estava
exageradamente grande. Para isso digite no prompt sem as aspas: "sfc
/purgecache". Você vai notar uma intensa atividade no HD. Significa que
uma infinidade de arquivos do cache estão sendo deletados. Não se
preocupe, se mais tarde o Windows vier a precisar de algum deles e não o
encontrar no cache, pedirá que você insira o CD de instalação e o
encontrará no CD.

Tecla Windows

Todo teclado atual traz uma tecla Windows que pode ser usada em conjunto
      com alguma outra tecla para servir de atalho para alguma atividade. Veja
      abaixo a relação de atalhos da tecla Windows e tire mais proveito dela:
      Windows: Mostra o Menu Iniciar
      Windows + D: Minimiza ou restaura todas as janelas
      Windows + E: Abre o Windows Explorer
      Windows + F: Abre o Pesquisar para arquivos
      Windows + R: Mostra a janela Executar
      Windows + L: Tranca a tela
      Windows + U: Abre o Gerenciador de Utilitários
      Windows + CTRL + F: Mostra o Pesquisar para computador (em rede)
      Windows + Shift + M: Desfaz minimizar (para todas as janelas)
      Windows + F1: Para Ajuda e Suporte
      Windows + BREAK: Mostra as Propriedades de Sistema
 
A tecla Windows + D oculta todas os documentos abertos e mostra a área de
trabalho. Digitada novamente, volta a mostrar os documentos abertos.
Para alternar entre os programas abertos minimizados, digite Alt + Tab

Nun Lock Teclado

Você pode escolher se quer a tecla Num Lock acesa ou apagada após o início do Windows XP. A configuração feita no Windows sobrepõem-se à configuração no bios. Encontre a chave abaixo no registro: HKEY_USERS / Default / ControlPanel / Keyboard. Troque o valor de InitialKeyboardIndicator de 0 para 2 para deixá-la on. Ou de 2 para 0 para off.